Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

O olho eletrônico vai matar o futebol

06 de julho de 2012 148

O futebol é um jogo de erros. Todos erram em todos os lugares.

O juiz, que não marcou o pênalti.

O zagueiro, que atrasou a bola equivocadamente.

O atacante, que perdeu um gol feito.

O torcedor, que vaiou o jogador que, depois, faria o gol decisivo.

O cronista, que fez uma análise errada do atleta no começo da temporada.

O dirigente, que contratou sem critérios.

A entrada em campo da bola inteligente, que avisará o árbitro se foi gol ou não, é o começo do fim.

Logo chegará uma câmera especial que assinalará todos os pênaltis, depois virá uma bandeirinha eletrônica que jamais errará um só impedimento, então um sinal marcará todas as faltas nas intermediária, sem deixar passar uma. Passou o boi, entrará a boiada.

O futebol se transformará num jogo certinho, 100% infalível, com jogos pré-definidos, sem espaço para o acaso, a sorte e o azar, a competência e a incompetência. Se transformará num jogo caretinha, sem discussões, sem motivo para um chope no bar.

A tecnologia, muito bem aproveitada pelos jogadores com suas roupas e chuteiras, vai liquidar com o futebol. Nascerá outro jogo, bem pior. Muito mais chato. Sem espaço para as discussões. Sem o erro, não tem graça.

Bookmark and Share

Comentários (148)

  • Heloísa Pires diz: 6 de julho de 2012

    Adequado para o novo tipo de geração. O futuro será todo ele hi tech: coisa e pessoas.

  • elio diz: 6 de julho de 2012

    concordo

  • Vinicius diz: 6 de julho de 2012

    Respeito a tua opinião, mas não concordo!

  • julio diz: 6 de julho de 2012

    Que bobagem esse comentário. Sem embasamento nenhum. Os erros e os acertos devem ser dos jogadores e técnicos, não dos juízes e bandeirinhas. O que pode matar o futebol é a falta de credibilidade devido a árbitros horríveis, Ontem no jogo do palmeiras e cooritiba foi uma vergonha, totalmente despreparado!

  • CLAUDIO RAUBEER diz: 6 de julho de 2012

    Respeitosamente, discordo, caro Zini. Muitos esportes se utilizam da tecnologia, como exemplo: o tênis. Este tem grandes públicos e não perdeu a graça. Simplesmente ganha o melhor, sem dar margem ao erro que o juiz humanamente não consegue ver.

  • eD diz: 6 de julho de 2012

    Impressionante bobajada.
    O clube investe uma fortuna, a torcida dá seu dinheiro, e juiz comprado ou cegueta joga tudo fora, mas isso é o bonito do futebol…
    Bonito é futebol, não roubo.
    Advogando em causa própria, que se não tivesse juiz ladrão, jornalista ia ter de trabalhar, ao invés de ficar a semana toda girando erro de arbitragem.

  • Rama diz: 6 de julho de 2012

    Meu Deus como pode ser tão burro!!!
    Ha agora que eu lembrei, tu é colorado, por isso tanta burrice, e preocupado, pois o dia que pararem de roba teu time nunca mais ganha nada, só tem titulo pois os compra, essa verdade que a imprensa podre e nefasta do grupo rbs, não conta, a verdade!!!

  • Fabiano diz: 6 de julho de 2012

    Um gol mau anulado no final do campeonato, ou um impedimento mau marcado que resultaria em gol do título compromete a carreira de jogadores, compromete as finanças de um clube, demite técnico, não reelege presidente, resolva o torcedor, e ainda querem dizer que sem o erro não tem graça? Assim como na NBA que hoje utiliza o tape para reverter um ponto mau marcado mesmo com o jogo em andamento, justamente para evitar a injustiça dentro de quadra, no futebol a evolução também precisa de espaço. A emoção tá no Gol, na jogada eficiente e não na injustiça ou malícia de quem está alí pra fazer a coisa certa.

  • bruno diz: 6 de julho de 2012

    Não da pra acreditar que li isso. Saber respeitar a opinião dos outros é uma virtude que tenho, garanto. Mas isso é demais. Um clube gasta 5, 6, 7 milhões de reais por MÊS, emprega centenas de pessoas diretas e indiretamente. Não pode ficar nas mãos apenas da vontade de juízes o futuro e toda essa grana que se investe! Deve haver sim, a intervenção tecnológica, pois há certos erros que não podem acontecer no futebol. Clubes já quase faliram com erros de juízes (mau ou não intencionados, vai saber…)

  • Joey diz: 6 de julho de 2012

    Vindo dum colorado, um comentário desses é entendível, sem erro de arbitragem o inter teria 50% menos titulos.

  • Eduardo diz: 6 de julho de 2012

    Zini, tua colocação é ilaria e incoerente, quantas vezes você disse que um time ganhou com a ajuda do juiz, que a derrota foi injusta por haver erros fatais do árbitro.
    Você condenou a ajuda que os árbitros dão aos clubes do eixo Rio-São Paulo.
    Se erro de juiz é coisa normal, porquê fazer tanto escândalo quando eles acontecem, se for contra o Grêmio então, cai a casa.
    Você está se somando aos que, de agora em diante, não devem mais falar mal sobre erros ou enganos de arbitragem, devem ficar quietos e aceitar o erro como natural.
    Se é para se fazer justiça no campo de jogo, a tecnologia que venha com toda força.

  • Vinícius diz: 6 de julho de 2012

    Concordo totalmente. É o começo do fim.
    Além de acabar com o futebol, vamos ter agora duas categorias de futebol. Porque toda essa tecnologia não vai chegar em campeonatos como no gauchão da segunda divisão.

  • Castello diz: 6 de julho de 2012

    Boa tarde Zini,
    Leio com bastante frequência o teu blog e em geral gosto muito do que leio, mas desta vez terei que descordar de você. Tá certo, cada um tem o direito de pensar o que desejar, mas acredito que a entrada de tecnologia no futebol só irá melhorar o espetáculo, pois não iremos mais perder jogos por injustiças de juiz ou outro tipo de evento de natureza contestável.
    Se a tecnologia entrar no futebol como tu falaste, não vai tornar um jogo 100% infalível e sim um jogo onde a qualidade técnica de um jogador ou a estratégia de um treinador é que fará a diferença no resultado do jogo e não erros , que se pararmos para pensar é que não fazem parte do futebol.

    Fica com Deus

  • anderson diz: 6 de julho de 2012

    Como disse o Tim hoje no Redação Sportv:

    “Isso é papo de quem não gosta de discutir futebol, e sim gosta de discutir polêmica, se a bola entrou ou não e coisas do tipo.”

    Dizer que “saber se a bola entrou ou não” vai matar o futebol, é uma das coisas mais toscas que eu já na minha vida.

    Realmente, é papo de quem não discuti futebol, e sim discuti polêmicas. É só ligar na Rádio Gaúcha e ver se estão discutindo futebol ou polêmica. Com certeza na maior parte do tempo é polêmica.

  • Gustavo diz: 6 de julho de 2012

    Não concordo. Penso que tudo o que for feito para que o resultado das partidas seja o mais justo possível é válido. Gols em que a bola entrou e o juiz não deu já custaram até Copa do Mundo. Os clubes que se preparam com sacrifício para ganhar títulos não podem ficar a mercê de erros absurdos.

  • guilherme diz: 6 de julho de 2012

    futebol é jogo de erros… mas ele só deve continuar a ser de erros dos jogadores… juízes não podem errar… a graça do futebol continuará… se acha graça em injustiça, é só ficar lendo as páginas de política que tu ficará satisfeito.

  • Bruno diz: 6 de julho de 2012

    Infeliz comentário Zini… Tu queres dizer, a FALCATRUA vai perder espaço né?
    A imprecisão continuará dentro de campo, com os HUMANOS que jogam o futebol, e aí sim, a chance do MELHOR e merecedor vencer será maior.

    Novamente foste “cego” para tentar ser polêmico e deu uma bola fora.

    Respeito tua opinião, mas com argumentos fracos, acredito fortemente que não se concretizará.

  • Matheus diz: 6 de julho de 2012

    que asneira…

    se voce gosta de gol impedido/mal-anulado, pede para tirarem os bandeiras e deixar somente o juiz assinalar os impedimentos.

    se tambem gosta da discussão, deixa penalti ser decidido pelos próprios jogadores

  • Jânio Leal diz: 6 de julho de 2012

    ZINI:

    Discordo plenamente do seu comentário pelo simples motivo: A partir desta decisão e quiçá COM 3 ÁRBITROS VENDO A PARTIDA PELA TV NO PRÓPRIO ESTÁDIO, com rádios e em contato com o juiz da partida, se foi ou não PÊNALTI, se a bola entrou ou não, faltas por trás onde o juíz não vê, JOGADORES CAI-CAI como NEIMAR E JORGE HENRIQUE(corínthians), ou seja, TERMINA A ROUBALHEIRA NO FUTEBOL, ONDE TIMES SÃO AJUDADOS PELA PRÓPRIA CBF, ARBITRAGEM E STJD.

  • Gustavo diz: 6 de julho de 2012

    Quanta baboseira num texto só. Creditar a emoção do futebol ao erro humano é a mesma coisa que creditar o sucesso do churrasco à marca do espeto. Todos os esportes populares nos EUA tem todas as variações tecnológicas que impedem o erro humano e nenhum deles perdeu audiência ou graça por causa disso

    Essa regra só beneficia quem joga bem e impede fraudes que existem aos BORBOTÕES no futebol hoje em dia.

    Por favor, cada vez que leio de novo o teu texto me dâ enjôo. Pense antes de falar, amigo.

  • Anderson diz: 6 de julho de 2012

    Sem noção. O futebol é um esporte, no qual os clubes investem uma grana preta e esperam não ser prejudicados por erros grotescos de arbitragem que podem colocar tudo a perder. A bola com chip é uma necessidade mais que urgente. A FIFA já percebeu que não adianta colocar 5, 6, 20 árbitros. Todos os esportes se utilizam de tecnologias e nenhum perdeu a graça por isso. Chega de ver seu time ser eliminado por que o cego do árbitro não viu que a bola cruzou toda a linha de gol. Enfim a FIFA está acordando pra realidade e percebendo que o futebol não é só mais uma brincadeira entre amigos, mas uma atividade profissional que faz circular muito dinheiro e merece ser tratada com maior cuidado pelo seu órgão máximo.

  • NEOMAR CASAGRANDE diz: 6 de julho de 2012

    BOA TARDE ZINI.
    ACHO SEU COMENTÁRIO UM TANTO INJUSTO.
    A ALGUNS ANOS ATRÁS AS EMPRESAS TRABALHAVAM COM BLOCO DE NOTAS HOJE NÃO EXISTE MAIS ISSO É NOTA FISCAL ELETRÔNICA MAS PORQUE O GOVERNO IMPLANTOU A NOTA ELETRONICA PARA ARRECADAR MAIS IMPOSTOS E DIMINUIR A SONEGAÇÃO ESSE É SÓ UM EXEMPLO DE TANTAS COISAS QUE MUDARAM NOS ULTIMOS ANOS. E O QUE A FIFA ESTA FAZENDO NÃO DEIXA DE SER A COISA MAIS JUSTA.
    PORQUE FUTEBOL ENVOLVE DINHEIRO E QUAL O ASSOCIADO GOSTA DE PAGAR TODO MES SUA MENSALIDADE E VER SEU TIME SENDO PREJUDICADO NUM ERRO DE ARBITRAGEM PERDENDO UM TITULO UMA CLASSIFICAÇÃO. VEJA O QUE ACONTECEU COM O INTER EM 2005 FOI TOTALMENTE PREJUDICADO NO CAMPEONATO BRASILEIRO VEJA O QUE ACONTECEU COM O GREMIO EM UMA SEMIFINAL DE COPA DO BRASIL CONTRA O PALMEIRAS FOI PREJUDICADO UM GOL MAL ANULADO DO JARDEL. SE NESSA ÉPOCA EXISTISSE BANDEIRINHA ELETRONICA NADA DISSO TINHA ACONTECIDO EU SOU TOTALMENTA A FAVOR DA TECNOLOGIA PORQUE FOI O TEMPO DE FICAR DISCUTINDO FUTEBOL EM BOTECO POR CAUSA DE ERRO DE JUIZ HOJE FUTEBOL ENVOLVE MUITO DINHEIRO MUITO INVESTIMENTO E QUALQUER ERRO DE ARBITRAGEM PODE AFUNDAR UM PLANEJAMENTO MILIONARIO DE UM CLUBE.
    QUE VENHA A TECNOLOGIA QUE VENHA E BANDEIRINHA ELETRONICA PARA ACABAR COM OS IMPEDIMENTOS QUE VENHAM OS REPLAYS EM TELÕES NÓS ESTADIOS PARA APITAR OU NÃO UMA PENALIDADE.

  • Ivan diz: 6 de julho de 2012

    Meu Deus, não acredito que um jornalista esportivo esteja postando tal matéria. Não seria bom ter esses recursos ontem, por exemplo, no jogo Palmeiras e Coritiba, onde roubaram mais uma vez do Coxa, não marcando um penalti claro??

  • Anderson Moriel Mattos diz: 6 de julho de 2012

    Caro Zini,

    Devo dizer que você está equivocado. O esporte mais popular nos Estados Unidos tem o apoio tecnológico em tudo e nada disso que escreveste aconteceu. Não seja pessimista, as TVs vivem mostrando o olho eletrônico, o erro do juiz, a linha tira-teima da globo, entre tantos outros recursos. E que, em minha opinião, incita muto mais raiva, ira e ódio em torcedores que, no embalo de opiniões de colegas seus, acabam se matando em dias de futebol.
    Acho que, se a tecnologia vier, muitos comentaristas que ganham muito, falam o óbvio e passam horas e horas repetindo asneiras devem procurar outro emprego. O mundo mudou, os avanços chegaram e o ser humano precisa buscar novas formas de se alinhar a ela. Nada mais que isso.

  • NORTON diz: 6 de julho de 2012

    ZINI QUE COMENTÁRIO INFELIZ…

    OU VOCÊ É MUITO NEGATIVO/PESSIMISTA, A COISA VEM PARA MELHORAR, OU SEJA PARA TENTAR MINIMIZAR AS INJUSTIÇAS OUUUU…

    VC COMO JORNALISTA VAI TER MENOS ASSUNTO PARA FALAR DOS ERROS E INJUSTIÇAS, VAI TER QUE SER MAIS CRIATIVO, ATÉ ACHO QUE ESTÁ PRECISANDO…

  • MAURO diz: 6 de julho de 2012

    Cada um puxa a brasa para sua sardinha, mas poderias inverter e dizer “o cronista que fez uma análise sem critérios” e o “dirigente que fez uma análise errada antes da contratação no início da temporada”. Só jogar lama na profissão alheia não condiz com teu histórico elegante.
    De resto, concordo. Mas a tecnologia veio e foi banida da natação, e faz bem ao tênis. É bem utilizada no futebol americano e quase ausente no basquete, ambos de muito sucesso. Também pouco aparece nos segmentos do vôlei, onde há toques na rede, bola na linha, invasões por baixo e por cima e sobre as linhas.
    Acho que alguma inovação tem lugar. O gol, principal objetivo, pode ter esse tratamento tecnológico; o resto, pode esperar ou viver sem. Não acho que, passando o boi, necessariamente vem a boiada.
    Abraços.

  • Gilberto diz: 6 de julho de 2012

    Para Zini, tem certeza que vale a pena ser colunista de futebol?

    Pra um comentario desses tu serve muito bem pra Flamengo e Corinthias. Por que esses sim são os maiores prejudicados. Com a tecnologia ganha a justiça, dificulta em muito a roubalheira deslavada, os arbirtos tendenciosos. Ganha o futebol. Perde a compra de resultados.

  • luiz diz: 6 de julho de 2012

    Discordo total e respeitosamente.
    Na minha opinião a alegria e a beleza do futebol não está no erro, portanto, evitar os erros não o tornará chato.

  • Mauricio diz: 6 de julho de 2012

    Luiz,
    Muito se discutiu sobre a utilização do chip na bola, algum tempo depois foi aprovado Muito se discute sobre os lances polêmicos diga-se pênaltis, e nesta linha concordo plenamente que tenhamos o auxilio dos replays para que se faça justiça, até porque em muitos casos os pênaltis são cavados o que é irregular.
    Talvez depois que vc tenha reencarnado mais duas ou três vidas verás que o futebol continuará sendo o que sempre esperamos, uma caixa de surpresas, porém, com mais confiabilidade e justiça.
    O Futebol americano é muito superior com relação à utilização da tecnologia e nem por isto os jogos são menos atrativos.
    Abraço

  • Luigi diz: 6 de julho de 2012

    Boa tarde Zini,
    Gosto muito do seu blog, porém discordo do seu pensamento que a bola eletrônica é o começo do fim. Acredito que o futebol deve ser tratado de forma séria, assim como é o Basquete Da NBA e o Football Americano que utiliza o recurso da Câmera para ser o mais justo possível. O Futebol não tem mais espaço para amadorismos de erros humanos.

    Abraço tricolor
    Luigi

  • william diz: 6 de julho de 2012

    acho que o que mata o futebol é esse tipo de opinião, expressa pelo Sr. Zini aqui.

  • Mr.Rusty diz: 6 de julho de 2012

    Meu caro Zini

    Não esperava este tipo de post de uma pessoa inteligente e antenada como vc. Para contrapor seu argumento peço que vc assista a uma partida de basquete da NBA ou de futebol americanos da NFL e pergunte aos milhões de pessoas que assistem a estes esportes se acham que são caretinhas.

  • Djones Roesler diz: 6 de julho de 2012

    Prezado Zini, Não acredito que é o começo do fim.
    O zagueiro, o atacante, o torcedor, o tecnico, os dirigentes, são deficiencias de cada clube e cada clube arca pelas consequencias, agora o juiz não… o juiz não tem vinculo algum com o clube, não pode ser mandado embora por que errou um passe, perdeu um gol, escalou um jogador errado, ou mesmo tenha deixado de contratar alguém, não acho correto um clube, se referindo ao time, arcar com consequencias sobre as quais não pode interferir.
    Tudo continuará como está, continuarão os erros, a sorte o azar, a competencia e a incompetência, porem só as deficiências de cada um e não a dos outros, do juiz no caso…
    Forte abraço

  • gustavo diz: 6 de julho de 2012

    Concordo com o nobre comentarista.
    E acrescentaria que penalti como o que o Tcheco sofreu ontem no jogo com o Palmeiras é que precisa ser marcado, por obvio, os duvidosos, fica para nosso chopinho no bar, ou cafezinho no intervalo do serviço.

  • Armando diz: 6 de julho de 2012

    Sem extremismos Zini. Pega o exemplo do basquete, somente em lances onde fica complicado para o ser humano decidir corretamente que a tecnologia é utilizada. A tecnologia não vai impedir muitos dos erros humanos citados no inicio do texto.

  • Fabricio Winter diz: 6 de julho de 2012

    Nao consigo entender a cabeça de quem pensa que o erro da arbitragem faz parte do esporte. Nao pode fazer! tem mais é que fazer uso da tecnologia na arbitragem e diminuir as chances de corrupção no futebol. Senao seremos sempre vitimas da dúvida, o arbitro nao deu aquele penalti porque nao viu ou para favorecer alguem? O futebol vai evoluir muito se deixar a tecnologia entrar, inclusive os proprios jogadores. Se o que as cameras captam no jogo pudesse ser usado como prova no proprio jogo, acabariam as simulações, as agressões fora do lance, teriamos muito mais espaço e tempo para o esporte em si. Pode até passar por uma fase chata, de mais paradas para consultar as cameras, mas com o tempo os proprios jogadores se reeducariam pois ficaria claro que nao vale mais a pena nao jogar na bola. E sempre haverá espaço para o azar, para a bola que insiste em nao entrar, para o arbitro escolher entre o amarelo e o vermelho, etc. Abram a cabeça para a evolução. O espetáculo terá muito mais a ganhar com menos erros de arbitragem

  • Seu Silva diz: 6 de julho de 2012

    Zini, Não sei como tu me escreve uma coisa dessas. O futebol tem que ser justo, em meio a tanta corrupção nesse meio, não haverá espaço para ‘erros’ que nunca sabemos se são propositais ou não.

  • clademir diz: 6 de julho de 2012

    e os comentaristas perderão o emprego…
    entendi.
    to começando a achar boa a tecnologia no futebol

  • Artur diz: 6 de julho de 2012

    Que bobagem!!!
    E tu recebe pra isto!!!

  • Ismael diz: 6 de julho de 2012

    Péssimo comentário.

  • Vico diz: 6 de julho de 2012

    Zini, simplesmente não concordo, embora respeite tua opinião.

    Quantos campeonatos ou jogos decisivos não foram perdidos por erros grosseiros de arbitragem? Erros estes, que muitas vezes constrangem até mesmo os torcedores do time vencedor equivocadamente beneficiado.

    Acredito que a tecnologia venha para contribuir com o espetáculo e minimizar o efeito de injustiças. Fortalecendo e dignificando ainda mais as conquistas por sua legitimidade.

    Não vejo este monstro do jogo infalível e nenhum efeito borboleta de tal medida.
    Se é este o argumento, o futebol já está mecanizado com preparação física e conceitos táticos padronizados no mundo da bola. Já é um jogo certinho, neste aspecto, que ao menos pode ser mais justo.

    Abraço.

  • Ari Dias diz: 6 de julho de 2012

    Zini, na maioria das vezes concordo com seus comentários, mas desta vez tenho que discordar. A tecnologia pode acabar sim, com os erros de arbitragem, mas não vai acabar com o futebol. Basta dar uma olhada em outros esportes, em que a tecnologia já vem sendo usada há anos, sem ter acabado com eles, exemplo disso é o Futebol Americano, em que 5 árbitros apitam os jogos, sendo que um deles assiste pela TV e dá sua opinão nos lances polêmicos. Também os debates irão continuar, se o técnico preferiu este ou aquele jogador, se o esquema tático está certo, se fulano não está rendendo bem, se beltrano joga mais que ciclano. O que pode acabar sim é a arbitrariedade, as péssimas arbitragens, os jogos comprados (sim, eles existem, vide o Brasileirão de 2005 e a influência da loteria no Campeonato Italiano). Mas a tecnologia sim, pode ajudar a transformar o futebol em outro esporte – sua temeridade – que em minha opinião poderá ser mais transparente, mais honesto, mais justo e, acredite, justiça neste mundo nunca é demais, mesmo que seja “apenas” dentro de quatro linhas.

  • Moacir Pastorelo(sananduva) diz: 6 de julho de 2012

    Muito bom comentário, estou contigo, é a mais pura verdade, vai acabar com a emoção no futebol, abraços…

  • Marcelo diz: 6 de julho de 2012

    Ué, o hoquei no gelo não utiliza um sensor para identificar quando é gol ou não? Isso é “acabar com o esporte”?? Não ter erros de arbitragem só faria bem ao futebol, que manteria ainda assim a emoção de um gol aos 47 do segundo tempo, uma grande virada, etc. Evitaria que times como o Corinthians e Flamengo obtivessem ano após ano vantagens em campeonatos devido a árbitros caseiros e mal preparados. Se você fosse o treinador de uma equipe, tivesse feito um campeonato impecável, e na grande final um árbitro mal preparado/mal intencionado erra contra sua equipe? O que você pensaria, Zini, continuaria contra a tecnologia no futebol?
    Um abraço!

  • Eron diz: 6 de julho de 2012

    O comentário mais infeliz que vi nos ultimo anos nesse blog… lamentável!
    é como dizer que devessemos voltar a utilizar a máquina de escrever ao inves do computador, e argumentar que o programa de digitação corrige os erros ortográficos.. é simplesmente lamentar a evolução, um passo a mais e o blogueiro afirmará que devemos voltar a morar em cavernas…
    LAMENTÁVEL POST.. TOTALMENTE INFELIZ DA SUA PARTE!

  • Moraes diz: 6 de julho de 2012

    Comentário acéfalo: A graça do futebol é a qualidade das jogadas, a garra. Gol de mão, gol impedido não tem graça alguma. Usar a tecnologia vai beneficiar que joga melhor.

  • Ruy diz: 6 de julho de 2012

    Zini, este seu comentario dá indícios de que você deve estar também pensando que poderá perder igualmente o emprego, pois não haverá, por conseguinte, necessidades de analistas e comentaristas, se estes recursos todos forem utilizados…rsrs.
    Abraço

  • eu colorado sempre diz: 6 de julho de 2012

    Nao concordo, Zini !!!!…Acho que o futebol assim virará um esporte mais justo, aonde times, jogadores, dirigentes, tecnicos e torcidas nao poderao criticar as injustiças de que seu time ou adversario tenham sido prejudicados ou perdido campeonatos por culpa alheia, como em muitos casos já ocorreram!!!!!!

  • Tiago diz: 6 de julho de 2012

    Só não tem graça quando o nosso time é o prejudicado! Investimentos, jornadas épicas, tudo perdido pelo erro do árbitro, que inclusive pode estar com outras intenções… Se inventarem um sistema que elimine os erros de impedimentos, melhor ainda! Ao invés de ficarmos no bar discutindo erros, poderemos discutir a performance do time, escapando dos desculpimos!

  • LUCIANO – SL diz: 6 de julho de 2012

    DISCORDO.

  • Colorado diz: 6 de julho de 2012

    Aí que tu te engana. Se tudo isto que tu define como fim do futebol ocorrer o mesmo será justo, sem juízes mal intencionados, ex. Márcio Rezende no jogo Corintia e Inter em 2005 quando não deu um penalti no Tinga e ainda o expulsou. Ali ele (M. Rezende) completou o serviço que o Sveiter começou anulando 11 jogos até hoje sem comprovação alguma de irregularidade (quais os lances destes jogos anulados justificaram tal decisão absurda). O dia que teu time tiver um campeonato roubado como em 2005 o Inter teve tu vai mudar de idéia com certeza.

  • koyote diz: 6 de julho de 2012

    O futebol trata-se de a bola entrar ou não, e não se o juiz vil. O jogador sofreu falta dentro da área ou não, e não se o juiz interpretou de tal modo.

    Se a decisão passa pelo arbitro, pq muitas vezes o juiz ñ vê determinada falta, mas as imagens em vídeos servem para punir o jogador?? Isso não é descritério??

    Mesmo descartando qualquer teoria da conspiração, e inegável q os juízes erram muito mais a favor do Corinthian do q os demais.

    Creio q sua opinião é patética.

  • ana diz: 6 de julho de 2012

    nossa, eu não acho nada disso.
    sem erro muito time não teria sido campeão injustamente, enquanto quem deveria ganhar ficou pelo caminho.
    acho que toda tecnologia que diminui os erros no futebol é bem vinda e válida.

  • Zimba Beto diz: 6 de julho de 2012

    Correto! Vai matar o futebol da marmelada. Vai matar o futebol de quem não é competente. Vai matar o futebol dos que ganham por influência. Vai matar o futebol de resultado encomendado. Têm times que vão se lascar todinho. A eletrônica demorou muito. Se podemos surpreender e prender o “contraventor”, porque deixá-lo solto?

  • Edes diz: 6 de julho de 2012

    Só tu que pensa desse jeito. Deve adorar os campeonatos roubados por aí.

  • Jarbas Passsarinho diz: 6 de julho de 2012

    muito pelo contrario, a tecnologia salvara o futebol. Acabara a injustica, a ajuda ao time mais poderoso. O melhor time ira ganhar. O que tem de sem graca nisso? anular um gol equivocado, um impedimento mal marcado, ou outros erros ajudara o esporte. Nao vejo que ficara sem graca mas sim mais justo. Vai acabar o chororo.

  • Mauro diz: 6 de julho de 2012

    Análise completamente errada a sua. Concerteza não tem time, ou é algum amargurado. O jogo nunca deveria ter erros por parte da arbitragem, isso decide títulos muitas vezes. E perder por causa dos jogadores tudo bem, agora pela arbitragem, faça-me o favor. Depois quer falar do Boca e seu futebol pré-histórico.

  • Eduardo diz: 6 de julho de 2012

    Discordo totalmente. Os erros acontecem sempre a favor dos mesmos clubes no futebol brasileiro.
    Uma analise rapida e o Gremio seria campeao brasileiro em 1982 e 2008. O Inter seria campeao em 2005.
    O fato de deixar de ser polemico e injusto agrada aos de fora do eixo e provoca calafrios nos eirxo RJ/SP.
    Vai restar as interpretações do STJD para manipulação de campeonatos. Mas aí vai ser dificil mesmo.

  • João Luiz diz: 6 de julho de 2012

    O basquete da NBA já coloca tecnologia para evitar erros. e isso só melhorou o esporte.

    gostaria de saber a justificativa para não se querer a tecnologia, e não apenas um “sempre foi assim”, como tenho lido por aí.

  • Diogo diz: 6 de julho de 2012

    Zini tudo que coibe o roubo é bom, fora Rio e São Paulo o Futebol não tem chances com a arbritagem corrupta.

  • cristiano diz: 6 de julho de 2012

    me permita discoradar, mas discordar muito, que pensamento mais retro e olhando sem pre para o passado, o esporte so tem a ganhar com isso pois nao tera erros, e nao se preocupe com o chope no bar depois de uns goles o pessoal vai envetar que essas tecnologias estarão sofrendo boicote para favorecer uns e outros pois somos desconfiados por natureza. mas nao pode continuar do jeito queesta ao menos em lances capitais , pois mesmo assim o corinthians vai continuar sendo beneficiado com faltinhassendo marcadas toda hora enqunto que o adiversario pode ser ate mordido que o jogador do corinthians não sera espulso e marcara os gols da vitoria viu so como o chope nunca acabara hehehe

  • Daniel diz: 6 de julho de 2012

    Desta vez discordo de ti Zini… não acho q perderá a graça e ainda será um esporte mais JUSTO!!! Tu acha justo o Inter não ter tido aquele penalti contra o CUrinthians em 2005? Tu acha justo a Irlanda do Norte (acho q era essa seleção) que perdeu a chance de ir a uma copa do mundo pq o Henry dominou a bola com a mão dentro da área antes de cruzar para um gol? Tu acha justo a Inglaterra ter sido eliminada na copa contra a alemanha depois de ter feito um GOLAAÇO com o Lampard?
    Sou a favor do uso da tecnologia no futebol, tanto do chip na bola, como para ver em tempo real os impedimentos, faltas, penaltis!!! chega de manipulação de resultados, chega de marcações tendenciosas!!! É preciso justiça no futebol….

  • Cesar diz: 6 de julho de 2012

    O futebol mais afetado pela inclusão da tecnologia, parece-me, será o dos comentaristas e redatores. Como explorar a credulidade do esportista quando a prática do esporte é desnudada?!

  • edson santos diz: 6 de julho de 2012

    O q agente mais espera no futebol é 100% certinho,
    e vc vai criticar isso??? Era só oq me faltava,né???
    Quero discutir numa mesa com amigos, oq o meu time produziu ou
    deixou de produzir, se o fulano deveria ter jogado ou não, se o ciclano
    deveria sair ou não,isso que quero discutir…
    jamais quero discutir um impedimento mal marcado,um penalti não sinalizado,
    um gol q entrou ou não, um escanteio se foi ou não,não quero discutir isso
    de forma alguma,tudo isso quero 100% de certeza absoluta.
    Se um dia chegarmos ao futebol 100% certinho, estaremos na maior evolução
    futebolisticas de todos os tempos, vai ser sensacional!!!
    Tomara q um dia cheguemos a esse nível, aí quero ver roubar um
    título desse ou daquele…
    mesa de cerveja sobre futebol entre amigos, é pra discutir sobre o time,
    e jamais discutir um roubo q possivelmente teria sido a nossa alegria
    no final de algum campeonato.

  • Matheus diz: 6 de julho de 2012

    futebol é o único esporte que não possui auxilio eletrônico.
    e por acaso o baste da NBA é chato? o FootBall americano é chato?
    seu post é equivocado e sem fundamentação, o futebol está gerando muito dinheiro para ser decidido pelo “bom” $en$o do arbitro.

  • Juliano diz: 6 de julho de 2012

    se já virou um jogo de dinheiro, feito por e para empresários (o que eu acho bem pior), porquê não fazer isso?

  • RS diz: 6 de julho de 2012

    Cara, que pensamento idiota. Tomara que aconteça exatamento como você previu. Talvez assim teremos menos apito amigo em favor de paulistas e cariocas.

  • edson diz: 6 de julho de 2012

    Eu nao concordo contigo. Na Australia e aqui na Nova Zelandia o esporte mais popular eh o rugby.O recurso da camera eh usado e isso nao deixa o esporte menos emocionante e competitivo. Eu sou a favor da tecnologia no futebol. Sou gremista, e o Gremio tem sido constantemente prejudicado por arbitragens. Se a tecnologia estivesse presente,jah q o Gremio nao tem dirigentes,muitos dos erros,inclusive decisivos,teriam sido evitados.

  • Maicon Alessandro Machado diz: 6 de julho de 2012

    Na minha opiniao acho bom a tacnologia entrar no futebol;nos impedimentos e nas bolas q entram ou nao no gol!!!!porque se foi gol ;foi gol;dai nao tem o q chorar doa a quem doer;se foi inpedimento;foi impedimento e pronto;nas faltas nao cncordo!isso transformara o futebol num jogo correto!c foi foi se nao foi nao foi e pronto!!!1

  • a diz: 6 de julho de 2012

    Extramemente exagerado seu post. Pelo que demorou para inplementação de um chip na bola nada do que você falou irá acontecer. Não podemos mudar drasticamente o futebol, mas não podemos parar no tempo como sugeres zini.

  • marcelo diz: 6 de julho de 2012

    QUE VISÃO MAIS RETRÓGRADA!
    NUM SETOR EM QUE CADA VEZ SE INVESTE MAIS, COM MILHÕES E MILHOES DE INVESTIMENTO, QUEM DEFENDE O “ERRO” DO JUIZ SÓ PODE TER INTERESSES ESCUZOS.
    O OBJETIVO DA PRESENÇA DE JUIZ É ALGUEM, IMPARCIAL, PARA ARBITRAR O JOGO PARA QUE OS ADVERSÁRIOS TENHAM IGUALDADE DE CONDIÇÕES E VENÇA O MELHOR. RESPONSABILIZAR UMA PESSOA SOMENTE, O JUIZ, É CORRER O RISCO, COMO J´ACONTECEU VÁRIAS VEZES, DE COMETER INJUSTIÇAS E CONTROLAR OS RESULTADOS.
    QUEM DEFENDE A FALTA DE TECNOLOGIA DEFENDA A INJUSTIÇA NO FUTEBOL, OU QUALQUER OUTRO ESPORTE.
    POR ESSAS E OUTRAS QUE A HUMANIDADE ANDA TÃO INJUSTAS.
    E ASSIM, OS COMENTARIAS CORPORATIVISTAS VÃO TER QUE SE QUALIFICAR E COMENTAR O FUTEBOL COM MAIOR CONHECIMENTO…

  • Rodrigo diz: 6 de julho de 2012

    Meu Deus, eu nao li isto!

    E-u-n-a-o-l-i-i-s-t-o.

  • Gustavo diz: 6 de julho de 2012

    Mais uma do cavaleiro do apocalipse!
    Mas vamos dar um desconto, porque se eu torcesse para o time que ele torce, também veria sempre o copo meio vazio.

  • ramon diz: 6 de julho de 2012

    Não acredito no que li!!! quer dizer que a graça do futebol é ver um gol valido não ser marcado ou marcar um que não existiu??? esse tipo de pensamento só privilegia a incompetência e da brecha para os jogos armados para pessoas como o grande juiz EDILSON e o Sr. Luiz Zveiter manipularem do jeito que bem entendem o futebol!!! Lamentável!!!

  • diogo diz: 6 de julho de 2012

    Eu não acredito que tu, Zini, prefira o erro, a desavença. O futebol tem que acabar com esses erros sim. Não é jogo dos sete erros…

  • Felipe diz: 6 de julho de 2012

    Caro Zini,

    Sou leitor assíduo da tua coluna e dos teus comentários. Na maioria das vezes concordo com as teses, mas dessa vez me permita discordar.
    O olho eletrônico chega ao futebol simplesmente para CONFIRMAR O DIREITO de um jogador que faz um gol. No lance do gol não existe interpretação humana, ou seja, o olho vai dizer se foi gol ou não. Simples!!
    O futebol não se tornará um “jogo certinho” com essa nova tecnologia, e muito menos vai influenciar na decisão dos árbitros. Nao sou pessimista ao ponto de acreditar que criarao tecnologias que substituam o olhar humano, como em lances de faltas, penaltis e impedimentos.
    Resumindo: o olho eletrônico vem para fazer JUSTIÇA ao jogo de futebol, ajudando a arbitragem em lances rápidos e difíceis de enxergar na hora do gol. Os times que fazem gol tem esse direito de comemorar.

    Abraço!

  • Bruno diz: 6 de julho de 2012

    Discordo completamente! Continuará havendo “espaço para o acaso, a sorte e o azar, a competência e a incopetetência”, mas tudo será de responsabilidade exclusiva dos jogadores. Estes continuarão errando e acertando, assim como os dirigentes, os treinadores, os torcedores e a imprensa. O que mata o futebol, na minha opinião, é ver campeonatos serem decididos por erros de arbitragem. Ou seja, um time investe alguns muitos milhões de euros (muitas vezes arriscando tudo o que pode e o que não pode em busca da taça), faz a melhor campanha, chega na final, faz um gol legítimo que é anulado ou toma um gol ilegítimo que é validado, e vê um planejamento de um ano ou mais ir pelo ralo, ficando apenas as dívidas e a insatisfação dos milhares ou milhões de torcedores. Sonho com o futebol que tu imaginaste: sem erros em marcações de pênaltis, impedimentos, ou mesmo daquela faltinha boba no meio de campo.

  • nilson madeira diz: 6 de julho de 2012

    mais que absurdo essa matéria hein ? dai sim é que vai prevalecer a verdade,o trabalho as vezes de 1 ano inteiro é jogado fora por causa de um roubo,ou erro de um juiz incompetente, da-lhe tecnologia ! demoro !!!!!!

  • Jonas Casca diz: 6 de julho de 2012

    Apoio retumbante e incondicionalmente!

    Vamos criar um movimento, Zini, tu e eu.

    Contra os acertos nefastos da arbitragem no futebol!

    Pelo fim dos auxiliares e por árbitros vendados já!

  • Djogo diz: 6 de julho de 2012

    Nossa, Zini. Essa foi parecida com a do Wianey sobre o Taison.
    Zagueiro atrasar a bola equivocadamente e todos os exemplos abaixo não deixarão de acontecer por causa do olho eletrônico. Parece meu pai que acha que o computador acabou com milhares de empregos no mundo e só. Não serviu pra mais nada.
    Se o olho eletrônico existisse nos anos 80, 90 e 2000, o Grêmio teria vários títulos a mais. Pelo menos um brasileiro, uma copa do brasil e uma libertadores fácil. Juízes meteram a mão contra Flamengo, Palmeiras, Boca, Corinthians e etc.
    Vem muito bem essas mudanças, tava na hora do futebol também deixar de ser pré-histórico. Os erros ainda vão acontecer (ainda mais com esse bando de incompetente apitando), eles só vão pensar melhor na hora de fazer safadezas como as cometidas contra o Coritiba ontem. A tecnologia é excelente, ainda mais se for .

  • Ricardo Cruz diz: 6 de julho de 2012

    Todos os outros esportes estão evoluindo neste sentido. Todos! Acasos, sorte e azar são as janelas pra roubalheira e corrupção no esporte, coisa que aflige nosso futebol pelo mundo todo. Espero sinceramente que alguém com um blog popular como o seu, repense uma opinião tão retrógroda como essa.

  • Fábio Bronzatti Silveira diz: 6 de julho de 2012

    Honestamente Zini, é fácil falar quanto não é você que perde o emprego ou é suspenso pela federação quando comete erros em jogos cruciais, tendo seus rendimentos (que já são baixos, diga-se de passagem) diminuídos ainda mais pela falta de escalação nas partidas.

    Acho, com todo respeito, sua opinião digna de descrédito.

    Fábio B.S.

  • Álvaro diz: 6 de julho de 2012

    Acho que é melhor voltar a bola feita de meia???
    Nunca li tamanho absurdo.
    Sorte é a bola bater no zagueiro e entrar…
    Se ela entrou , então é gol, simples assim. É a regra! Se o juiz não dá gol é erro, só não entendo aonde é que o futebol perdeu a graça? Porque ficou justo!?!
    Zini, deves voltar ao passado, tirar atecnologia da nossa bvida é impossível.

  • Daniel diz: 6 de julho de 2012

    Discordo completamente. A tecnologia está aí para ser utilizada e aproveitada.
    Ela vem para tornar o futebol mais justo. Além é claro de evitar erros grotescos que podem por um “trabalho do tecnico e de seus jogadores” tudo fora.
    Afinal, se os esportes estão usando a tecnologia(tenis por exemplo) porque não o futebol?

  • thiago diz: 6 de julho de 2012

    Melhor isso que termos que aguentar uma arbitragem do nível dessa copa do brasil, por exemplo. Com certeza, a torcida do coxa não viu esse seu olhar romântico naquele pênalti não marcado em cima do Tcheco.

  • Ulysses diz: 6 de julho de 2012

    Um jogo sem manipulação, talvez assim um time gaúcho possa ser campeão sem ter que enfrentar a arbitragem.

  • João diz: 6 de julho de 2012

    Concordo.

  • tulio diz: 6 de julho de 2012

    SEI QUE TAMBEM SERA O FIM DOS COMENTARISTAS DE ARBRITAGEM,MAIS COMCORDO PLENAMENTE COM O SR.DESTA VEZ A TECNOLOGIA VAI TIRAR A GRAÇA DO FUTEBOL,SÓ QUEM NUNCA CALÇOU UMA CHUTEIRA PODE ACEITAR UMA COISA DESSAS

  • Adão diz: 6 de julho de 2012

    mimimi, coisa de emo esse comentário, na boa! Viva a evolução, melhor assim do que ver o eixo rio sp se beneficiando!!!!!!!!!!!!!

  • Jolison diz: 6 de julho de 2012

    Melhor assim do que ver o eixo rio sp se beneficiando!!! Viva a evolução!!! Sempre haverá o que reclamar!!!!

  • Valteovaldo diz: 6 de julho de 2012

    Pra ir no bar tomar chope não precisa estar relacionado com futebol. Que exemplo tosco, isso mostra o perfil da nossa sociedade. Como se a bebida alcoólica fosse uma necessidade. Esse motivo de alegria para algumas pessoas (doentes), ir no bar tomar chope, é um reflexo da falta de autoanálise!!!!!!!!!!

  • Fernando Colorado diz: 6 de julho de 2012

    DISCORDO COMPLETAMENTE. FALTAS, MÃOS, PÊNALTIS SÃO LANCES DE INTERPRETAÇÃO, COM OU SEM TECNOLOGIA VAI HAVER MARGEM PARA DISCUSSÃO.
    NÃO TENHA MEDO DO FUTURO, NEGO VÉIO, OU TU ESCREVE TUAS COLUNAS EM MÁQUINA DE ESCREVER???

  • Thales diz: 6 de julho de 2012

    O dia que o teu time (ou seleção) for prejudicado por um erro de arbitragem tu fala isso de novo.
    Ah, é…vocês não time. São imparciais.

  • Sandro diz: 7 de julho de 2012

    Sinceramente eu podia ter ido dormir sem ler tamanha bobagem.

  • marcio diz: 7 de julho de 2012

    Ah Zini, não é pra tanto!! hehe!! abraço!!

  • jannone diz: 7 de julho de 2012

    Não concordo. O futebol é um grande esporte que, infelizmente, é estragado pelos juízes. Quanto mais nos livrarmos deles melhor.

  • Laurindo Reinheimer diz: 7 de julho de 2012

    E acabaria com os comentaristas, pois sem erros não vão ter o que comentar ou discutir.

  • Vinícius diz: 7 de julho de 2012

    Que comparação ridícula. Quer dizer que um juiz que não marca um pênalti absurdo ou não dá um impedimento visível comete o mesmo tipo de erro de um torcedor que vaia um jogador que faz um gol depois.

    É excelente que se minimize ao máximo a chance de manifestação do mau caratismo dos árbitros.

    Eu pelo menos não aguento mais ver aqueles juízes caseiros. Não aguento mais a dupla grenal ser prejudicada quando joga com corinthians, flamengo, etc.

  • Nicholas Tonolli diz: 7 de julho de 2012

    Também sou contra, e Platini também não concorda.

  • Guto Bender diz: 7 de julho de 2012

    É, Zini. Tem toda a razão. Diz isso para a torcida do Coritiba, que chegou em uma final de Copa do Brasil para ver o time ser “operado” por um trio de “equivocados”…

    Tá de brincadeira, Zini! Só pode…

  • Marcio diz: 7 de julho de 2012

    Sinto muito Zini mas vc esta complatamente equivocado. Todos os esportes de ponta do mundo adotam tecnologia. Rugby, tenis e football americano sao somente alguns exemplos e os jogos nao ficam mais chatos por isso e sim mais justo. Reveja seus conceitos ou vc eh a favor de erros ridiculos como a final da copa de 1966 em q a inglaterra levou um titulo com uma bola q nao entrou ? Ou agora contra a ucrania sem falar numa copa do brasil que o perdigao bateu um penalti a bola entrou totalmente e o juiz disse que nao. Fala serio …

  • GABRIEL MULLER diz: 7 de julho de 2012

    É preferivel isso do que um juiz sempre ajudando os times das federaçoes de seus presidentes diga ( sp e rj) e ainda tem comentarista que acha pq um juiz erra para os dois lados ele nao tem maldade nenhuma,claro qualquer um que for ajudar tal equipe,sempre vai tb errar uma que outra vez pra nao ficar tao na cara,como foi o jogo da final da copa kia do brasil,mas os torcedores sao todos burros e agem por paixao enquanto a roubalheira come,ai daqui a alguns anos descobrem que ouve roubo em tal campeonato como ocorreu anos atras para benefiçiar times de sao paulo,quando é pra isso eles descobrem rapido,agora so quero ver com este presidente na cbf,as arbitragens ja começaram a entrar em campo e todo mundo achando normal.

  • William diz: 7 de julho de 2012

    Nossa, que viagem. Sério, nem sei por onde começar. Uma coisa é o atacante perder um gol feito, outra MUITO diferente é o cara fazer o gol e o juiz não validar por nao possuir condições de ter certeza se a bola entrou ou nao. Zagueiro recuando bola de maneira errada, treinador substituindo de forma equivocada, torcida vaiando, tudo isso vai continuar ocorrendo, e ISSO É O FUTEBOL. Agora, ter todo o trabalho prejudicado por uma coisa que pode ser facilmente resolvida, como um chip na bola para falar se foi ou nao gol, isso só faz bem para o futebol e todos os envolvidos.

    Sorte e azar é a bola bater nas costas do goleiro e entrar, bater na trave andar em cima da linha e sair, isso ai não tem NADA A VE com jogo certinho. A tecnologia só vem para minimizar o erro daqueles que conduzem o jogo.

    Sério, se vc torce pro erro, deve ter adorado 2005 entao, quando o juiz entrava na má fé para apitar jogos, rolaram muitos erros e muita polemica, realmente, isso que é futebol…hhaha

  • Juca Bala diz: 7 de julho de 2012

    Claro, aí fica complicado uma ajudinha para os colorados e outros favorecidos, não? Esses “acasos” aconteceram no gauchão, lembras? Tem que ser correto, sim, assim como não foram alguns lances que favoreceram o Palmeiras e o Atlético-MG contra o Grêmio, nestes últimos jogos. Parabéns a iniciativa de usarmos a técnologia como auxilio e não ficarmos pendurados em modelos ultrapassados do futebol passado, das décadas de 50, 60, 70….essa época já foi. Ah, e as conversas de boteco poderiam ser pautadas sobre as coisas certas e não as erradas ou duvidosas. Abraços.

  • Marcio diz: 7 de julho de 2012

    Olá Zini. Acompanho todos os blogs de esportes da RBS daqui da Nova Zelândia, aonde moro há alguns anos. Gosto muito do teu blog mas gostaria de dar uma opinião: aqui na NZ o esporte nacional é o Rugby. São sei lá quantos árbitros em campo, e quando se tem um lance duvidoso, existem outros assistentes que analisam o lance pelo VT e dão uma resposta depois de menos de um minuto, validando um “Try” (tipo o touchdown do futebol americano) ou não. A tecnologia é usada em prol do esporte, e não contra ele. Funciona aqui, assim como funciona no mundo todo. Acredito que já é mais que hora que a tecnologia seja usada pra que não existam mais episódios deploráveis, maracutaias, como as que estamos vendo nos últimos anos. O mundial de Rugby é o terceiro maior evento esportivo do mundo, perdendo pras Olimpíadas e pro Mundial de Futebol, se eles estão usando tecnologia pro certo, porque não podemos fazer o mesmo? Abraços!

  • Vinicius diz: 7 de julho de 2012

    Zini, o futebol se tornou muito caro para ser um esporte “de erros”. Patrocinadores investem muito dinheiro, os clubes realizam planejamentos cada vez mais visando detalhes, contratam jogadores a peso maiores que ouro, para um juiz simplesmente errar e influenciar o resultado.

  • Cassiano Fertsch diz: 7 de julho de 2012

    E de acordo com a tua opiniao, o futebol deveria seguir como o esporte mais atrasado neste momento, onde equipes podem ser prejudicadas injustamente. Atualmente, esportes como o tenis, a F1, o volei possuem tecnologia e ainda sao esportes de muita emocao.

  • Gian Belmonte diz: 7 de julho de 2012

    Meu caro Zini, bom dia. Respeito sua opinião, mas não concordo. Acredito que temos que progredir para o correto e justo, principalmente num esporte tão nobre quanto o Futebol. Por ser tão impreciso, precisamos de precisão nas decisões dos árbitros. Acredito que será melhor para o Esporte, não teremos o fator subjetivo como base do apito, mas sim o racional, a objetividade. Não irá acabar com a beleza, plasticidade de um drible, ou a provocação de um rival no campo, ou com a festa das torcidas. Acredito que virá para ajustar, para deixar claro, para não termos dúvidas e nem surpresas com as decisões. Deixemos as surpresas para quem realmente decidirá o embate: o jogador, a tática, a união e a motivação da torcida. Abraço.

  • Carlos Eduardo diz: 7 de julho de 2012

    Ah, claro, bom perder um campeonato por nao se saber se a bola entrou ou se bateu na linha (Copa da Inglaterra de 1966) ou outros erros absurdos de arbitragem que deixa passar como se nada fosse uma bola que deu a volta por dentro do gol.

    Gol nao marcado por nao se saber se a bola entrou virou ja um atraso no esporte.

  • Paulo Henrique diz: 7 de julho de 2012

    Prezado Zini. Lamento não concordar com o senhor. Em 1940 não se usava tecnologia por um simples motivo: não existia! O mundo evolui. O futebol não esta mudando suas regras nem tão pouco sua essência. Apenas esta minimizando as chances de uma seleção, por exemplo, ser eliminada de uma Copa do Mundo devido a um escandaloso erro humano como ocorreu com a Inglaterra na Copa passada. Minimizar erros não matará o futebol. Apenas acabara com as chances daqueles times que não se estruturam e vivem contando com a sorte e com uma mão amiga para vencer seus jogos.

  • Fernando Teitelbaum diz: 7 de julho de 2012

    Esse é um dos maiores absurdos que eu já tive o desprazer de ler.

    O chope no bar (que não é nem de longe o motivo maior do futebol) é um saco o assunto recorrente são os erros grotescos que arbitragem que ACABAM com a beleza do jogo, jogam a tática e a técnica no lixo e nos jogam nos braços do acaso.

    Se tu achas que a beleza do esporte se resume aos erros, então eu tenho pena de ti. Pena de verdade.

  • Ronaldo Pozzatti diz: 7 de julho de 2012

    Discordo totalmente de ti Zini. Há muito tempo que o futebol carece de evoluções, sejam elas no que tange às regras, sejam elas no que se refere à fiel condução do jogo.

    Acredito piamente que a tecnologia não transformará o futebol em um “jogo caretinha” como disseste, pelo contrário, teremos um jogo justo, exato no cumprimento de suas regras e principalmente sem a má fé daqueles que conduzem o espetáculo (dirigentes e árbitros). Teremos o fim do favorecimento de algumas equipes/seleções e dos resultados arranjados para atender os interesses políticos. Enfim teremos transparência.

    As discussões e o chopinho no bar vão continuar, pois o encanto do futebol não está no mecanismo (humano ou eletrônico) usado para que as regras sejam cumpridas, e sim naqueles 22 seres humanos que fazem a bola rolar magicamente no gramado.

    Porém, se um dia, algum visionário, resolver substituir os 22 seres humanos por 22 robôs dentro de campo, terei de concordar contigo.

    Um forte abraço

  • joao carlos weber diz: 7 de julho de 2012

    Descordo integralmente. Hoje estamos sujeitos a toda maracutaia dos interesses dos mandantes e dos interesses financeiros. Quero um futebol mais justo, onde os erros se restrinjam aos erros dos atores, que são os atletas, e não dos julgadores, pois nós aqui do RS, sabemos o quanto temos sido prejudicados.
    Bem vinda tecnologia, mas tecnologia que traga transparência, e justiça.

  • Ricardo diz: 7 de julho de 2012

    Não concordo, irá diminuir o resultado injusto pela arbitragem, o time que merecer vai ganhar, o que afeta mesmo é o trabalho dos comentaristas de arbitragem que não terão mais que ficar citando se a decisão foi correta ou não, e acaba com o pensamento de que o arbitro está apitando a favor de um time outro. Acredito também que já está tardia essa decisão da FIFA.

  • Marcelo diz: 7 de julho de 2012

    Por favor, que comentário dispensável, o certo então é continuar convivendo com erros de árbitros sofríveis, dando margem para armações no futebol, como em 2005….pense no bem maior…não é possível conviver com o nível desta arbitragem somado aos desmandos do futebol brasileiro…só quem terá prejuízo ($) com isso é que não quer essa solução…

  • cesar p diz: 7 de julho de 2012

    Foi tu mesmo que escreveu isso aí acima? Não pode ser. És contra as injustiças no futebol com erros gritantes de árbritos com gols em empedimento e outros tipos de erros, que colocam o trabalho de uma equipe e o investimento de um clube pelo ralo.

  • Andre diz: 7 de julho de 2012

    menos, bem menos Zini….
    não é3 pra tanto assim… é só a bola dentro do gol, o que tu estas fazendo é terrorismo… e isso tu sabe fazer bem…

  • Gilmar diz: 7 de julho de 2012

    Discordo da sua opinião,pois todas as regras que existem no futebol precisam de meios para fazer com que as mesmas sejam cumpridas sem levar prejuizos à ninguém.

    Certo é certo, não existe meio certo ou meio errado, se é penalte é penalte, se é impedimento é impedimento. As tais discussões de bar a que você se refere só servem para vender jornal.

  • ROGÉRIO ABREU diz: 7 de julho de 2012

    Brilhante comentário. Sempre fui contra estas pasteurizações dos esportes…Enfim alguém se levanta contra estas bobagens modernosas. Abs.

  • Robson Miguel diz: 7 de julho de 2012

    Sou Gremista!Vc acha certo um time se programar um ano todinho pra disputar um brasileiro, por exemplo, caso do inter de naquela situação contra o corinthias, em que o juiz nao deu um penalti claro e ainda expulsou o Tinga e ROUBa o brasileiro do teu inter? Convenhamos que houve, pelo menos um pouquinho de ma fé? Só pq era o “curintia mano” ??? Falei até agora de um título q roubaram do inter!! E a libertadores de 2006, que deram de presente pro inter?? Ou vai me dizer que não roubaram o titulo do Nacional?? Convenhamos amigo! Na dúvida a decisão sempre vai pender para o lado mais forte ou com mais popularidade!!Não é de se pensar???

  • JC Dias diz: 7 de julho de 2012

    Daí o Coxa não será mais operado. Por favor meu caro! Você está repetindo o discurso do João Havelange. Ocorre que é desses erros e discussões que vive a máfia do apito, as manipulações e todo o submundo do futebol. Você gosta disso?

  • Renato diz: 7 de julho de 2012

    Zini, discordo de ti, acho que o futebol vai deixar de ser “manipulado”, talvez um pouco menos. De repente situações com o Título Brasileiro do Corinthians em 2005 não aconteçam mais; agreções como do camisa 9 do boca no Jorge Henrique, na final da libertadores, sejam marcadas e punidas.
    O teu pensamento é muito retrogrado, arcaico, tomado de apego pelo costume do conhecido e medo do desconhecido.
    Veja pelo lado bom, o que ocorrerá são menos erros capitais, menos decisões arbitrárias e imponderáveis dos árbitros e bandeirinhas, prevalecerá, de certo modo, a justiça, será premiado pela competência e não pelo acaso ou incompetência.
    Diminuirão as “malandragens”, as “enganações”, as “trapaças”.
    Agora, sorte, erros de jogadores, isso sempre ocorrerá, até porque quem está ali dentro é um humano, uma “instrumento” passivo de falha.
    Ao meu ver, o Futebol não perderá a graça, o objetivo, mas ganhará em competitividade e atitude.
    Por falar em burlar a tecnologia, não vamos longe, a Globo, em muitas situações, manipula o Tira-Teima descaradamente, para comprovar ou não o que querem.
    Seja mais aberto as mudanças, aceite que elas vem para melhor. Quase todos os outros esportes passaram por isso e demonstraram que foi uma atitude acertada.
    As mudanças são necessárias e que venham para o “bem”.

  • João Gabriel Silva diz: 7 de julho de 2012

    é bem isso, só que não. justiça não vai tirar a emoção do jogo zini…

  • Jairo Luiz diz: 7 de julho de 2012

    Concordo em partes, deixar uma seleção não ir para uma Copa do Mundo como aconteceu com a Irlanda é mais é pior que a tecnologia,bem vamos aguardar a maioria dos outro esportes usam a tecnologia e mesmo assim continuam,só que com mais lisura,penso que isto tambem ajudara para evitar ajuda a certos times pela arbitragem ale de privar muitos de ver seu time campeão como no caso de Inter x Corintians,não pude ver meu time ser Tetra por erro o ma intenção do arbitro colocado para apitar seu ultimo jogo sem consequiencias futuras.

  • Bete Pires diz: 7 de julho de 2012

    E sem espaço para a ROUBALHEIRA também!

  • Mauricio diz: 7 de julho de 2012

    Faça meu favor Zini.. e as maracutaias que fazem, que transformam o torcedor em um palhaço.. a tecnologia aparece para apontar o melhor time, e afastar corruptos e os isentos baratos. Lembrando que se existisse a tecnologia, o internacional perderia para o nacional nas oitavas da libertadores de 2006.

  • CACALOTARIO DISSE: diz: 7 de julho de 2012

    pode sere chato mas vai ser mais justo!

  • Silvio diz: 7 de julho de 2012

    Zini

    Menos Zini, menos ….
    Não seja tão ranheta. Tem certas modernidades que fazem bem ao futebol, como esta.
    Mas achar que tudo será tecnológico …. é pura implicância tua.
    E o mundo do futebol e quem sustenta este mundo … dinheiro e torcedores, sabem que não podem acabar com todas as polêmicas

  • Jair diz: 7 de julho de 2012

    Só quem já foi beneficiado pela arbitragem pode concordar com isso. O futebol é injusto, e isso tem que mudar.

  • Felipe H. diz: 7 de julho de 2012

    Zini, respeito tua opinião, mas é a mesma opinião antiquada dos cartolas da Fifa. Diga isso para a torcida do Coritiba que provavelmente vai perder um campeonato por conta de um pênalti escandaloso que poderia ter sido revisto, só pra citar o caso mais recente. Tua opinião reflete o caso de quem não tem lado nenhum no jogo e só quer ver o circo pegar fogo. Isso não contribui em nada com o esporte, que precisar evoluir, como tudo na vida. O Futebol Americano e mais recentemente o Tênis tem muitos recursos tecnológicos, tornando esses esportes quase que jogos sem erros. E a consequência disso, as médias de público não aumentam, pois já estão no máximo.

  • Rodrigo Elkfury diz: 7 de julho de 2012

    Muito me agrada que os erros, que não cometidos por jogadores, sejam extintos do futebol. Se você, Zini, que é parcial no que diz respeito a clubes de futebol, acredita que erros de arbitragem dão emoção ao jogo, por outro lado, torcedores passionais cansam de ver o trabalho de seu clube de coração ir por água a baixo durante uma temporada devido a estes erros.
    Lembro do brasileirão de 2005, a mão do Henri nas eliminatórias da copa, o gol não validado da Inglaterra na copa de 2010, e o recente gol na Eurocopa.
    Cada erro destes acabou com o trabalho de ano/anos de um clube ou confederação.
    Acho que uma pessoa sensata sabe que a emoção do futebol não acabará em razão da entrada da tecnologia. Ao contrário, tornará um esporte mais justo. Onde somente os jogadores cometerão suas falhas.

    Viva a tecnologia no futebol!

  • felipe Colorado diz: 7 de julho de 2012

    Não vejo a hora dessas tecnoligas chegarem para acabar um pouco com o apito amigo de certos clubes como corintians e flamengo. Já sei q o principal inimigo dessas tecnologias imaginaveis ou reais será a Globo e outras que pretendem deixar assim como está.

  • william diz: 7 de julho de 2012

    deixa de ser bobo, os jogadores continuarão errando, goleiro levando peru, zagueiro dando entregada. difícil é engoli uma derrota do teu time por um erro de arbitragem, isso é injustiça. e injustiça gera revolta. vai ficar melhor com esses cuidados porque o resultado vai se definir no campo, com o time que sua diretoria montou e com a atuação do mesmo, e não definido no apito. juiz serve para fazer justiça, daqui a pouco vai começa a comemora erro de juiz, era só oque me faltava.

  • JOCELITO diz: 7 de julho de 2012

    Não Zini.Todos sabemos que o futebol tem q evoluir.E vc prega a possibilidade de ERROS ARRUMADOS.Enquanto o homem c esconder na possibilidade de errar só prq é humano, vão continuar achando desculpas para erros primários e beneficiando interesses de poucos.Nunca vamos acabar com o erro mas poderemos diminuilos

  • Mauricio Todeschini diz: 8 de julho de 2012

    Discordo veementemente. Um esporte onde haverá menos dúvidas quanto à armações e más intenções dos juízes vai melhorar. Ao invés de ficar discutindo se aquilo foi erro ou não se discutirá a qualidade do jogo e dos jogadores. Com tanto dinheiro circulando, sites de apostas etc. o futebol pode se tornar mais um jogo de adivinhação de quem comprou o juiz ou o resultado do que esporte, caso a tecnologia não venha socorrê-lo.

  • Mauricio diz: 8 de julho de 2012

    Discordo completamente. Vai finalmente virar um esporte que se respeite, onde não haverá mais espaço para o pao e circo que os jornalistas querem.
    Aliás, a maioria dos esportes mais lucrativos do mundo deveriam ter e muitos ja tem, olha o Rugby, que é um esporte respeitadíssimo.
    Quer que as mentiras e ladroagens continue, procure outro “esporte” como o jogo do bixo.

  • Vaner Mombach diz: 8 de julho de 2012

    Talvez para tua geração geriátrica acabe mas não para a minha geração e mais jovens. Se houvesse ajuda eletronica o inter era campeão em 2005. Essa tua visão é coisa de velho saudosista. O Futebol Americano passou a usar a ajuda eletronica e ficou mais justo, embora não tenha perdido o interesse. Na verdade ficou mais interessante. Quem gosta de discutir erros é masoquista. Eu gosto de ganhar com justiça e não com erros de arbritagem.

  • Pedro diz: 8 de julho de 2012

    Pessoas com essa mentalidade atrasada, mesmo que no futebol.
    São as mesmas com mentalidade atrasada na política, na família.
    Essas pessoas que atravancam o progresso, a evolução.
    É triste que haja pessoas com essa mentalidade em uma empresa com poder de formadora de opinião.

  • Pedro diz: 8 de julho de 2012

    Quanto ao tema. As comparações são absurdas:
    “câmera especial que assinalará todos os pênaltis”.
    Falta é subjetiva, é opinião. Precisariam de uma câmera equipada com bom-senso.
    Vai ser difícil inventarem uma câmera que dê pênalti.

  • Luciano Godoy diz: 9 de julho de 2012

    É inacreditável que uma pessoa com um pensamento tão retrogrado, não vê que a graça do futebol não é um gol de mão do Maradona, ou um erro na Copa de 62 que mudou um pênalti por uma falta, o que amamos é o jogo, e que ele seja justo, talvez com um robô sendo juíz o Goleiro seria expulso em 2005 e não Tinga. Temos que aprender a vender o espetáculo com toda a justiça, como na NFL, se errou no mesmo instante o juiz pode reformar sua decisão e isto é ótimo. Para todos

  • Marco diz: 9 de julho de 2012

    O futebol comecara a ser decidido na bola… simples assim….

  • Alexandre diz: 9 de julho de 2012

    O erro só tem “graça” para quem não precisa se matar dentro de campo e ver seu trabalho todo jogado no lixo por um erro que poderia ser evitado. Só acha “graça” quem está do lado de fora, apontando e criticando. O bom do futebol é o futebol, não os erros. Se os erros são a principal discussão quer dizer que o futebol é de baixo nível.

  • Rubem diz: 9 de julho de 2012

    Não concordo com o titulo da manchete, pois o que adianta mais um juiz na linha de fundo só para marcar penalte contra os times pequenos eles não veem os agarramentos dentro da area, exemplo de lance no campeonato paulista, jogo São Paulo e outro time do interior o resultado foi 3×3, num lance ataque do São o goleiro do time pequeno sai em direção ao atacante e vira de costa com os pés encolhidos o jogador do São Paulo espicha a perna e enrosca no goleiro o juiz marcou pelante, mas a imagem mostra o quarto arbitro a menos de 5m a frente do lance e não interferiu, pois vai ser a mesma na final da Copa do Brasil, pois no jogo anterior um jogador do Palmeiras quase tirou o calção do adversário em contra-ataque e mais o penalte no Tcheco nada, pois agora vira um juiz em final de carreira como foi entre Inter e Corinthians em 2005, para inverter faltas ou trancar o jogo

  • Seu Silva diz: 9 de julho de 2012

    Zini,
    Pelos comentários acho que foi feita a vontade da massa, não se deve colocar a opinião de sí em cima da dos outros. ;) BJO!

  • Fernando – Máfia do Apito diz: 9 de julho de 2012

    Perfeito, basta ver o que aconteceu com a NFL. Os estádios vivem as moscas, realmente a tecnologia mata o esporte

  • GJ diz: 9 de julho de 2012

    eahuehauehauehauehaueha: Comentário DO ANO:
    Vindo dum colorado, um comentário desses é entendível, sem erro de arbitragem o inter teria 50% menos titulos.

  • alex diz: 12 de julho de 2012

    é o fim dos árbitros ladrões e do apito amigo. ACHO ÓTIMO, principalmente porque só paulistas e cariocas é que são beneficiados pela sem-vergonhice

  • Tiago diz: 19 de agosto de 2012

    Só será 100% certinho como você está falando, sem erros, se colocarem robôs inteligentes para jogarem. Essas inovações só tendem a tornar o futebol um esporte justo competitivo, no estilo que vença o melhor, e não o vença quem der sorte ou tiver apoio da arbitragem. Isso só iria trazer a atenção de volta para o esporte…
    mas se você gosta de acompanhar somente os árbitros será uma pena mesmo.

Envie seu Comentário