Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Torcedor que jogou rojão no Olímpico foi multado em R$ 300

04 de dezembro de 2012 3

O Juizado Especial Criminal (Jecrim) trabalhou pesado no Gre-Nal (0 a 0) de domingo passado, o último jogo oficial da história do Olímpico. Foram registradas 12 ocorrências, um recorde no Brasileirão 2012. Grêmio e Atlético-MG, com Ronaldinho, acumulou 11 casos.

Nove atendimentos ocorreram por conduta inadequada dos torcedores.

O gremista que arremessou um rojão contra o banco de reservas do Inter foi multado em R$ 300. O Jecrim chegou ao valor depois de analisar as condições financeiras do torcedor (torcedor?), que foi multado por conduta inconveniente num estádio de futebol e depois liberado. Seu nome não foi revelado. 

A ação estúpida pode custar vários jogos de suspensão ao Grêmio no  novo estádio na Copa do Brasil ou no Brasileirão. Falhou a Brigada Militar que não conseguiu detectar o foguete nas mãos do vândalo.

Um torcedor foi detido com maconha, outro por agressão.

O que é o Jecrim: “O JECRIM é responsável pelo atendimento de contravenções penais de menor potencial ofensivo que tenham ocorrido nos estádios de futebol de Porto Alegre, com pena máxima de dois anos, cumulada ou não com multa, como posse de drogas, arruaças, atos de vandalismo e violência, e delitos de trânsito ocorridos antes, durante e após a partida”.

Bookmark and Share

Comentários (3)

  • Rojão e drogas diz: 4 de dezembro de 2012

    O time do Inter foi a cara do úlmito grenal. Só tem drogas de jogadores e a zaga era só rojões. Estoraram vários gols em todo o campeonato. Dorival, Fernandão, Dalessandro, Davi, Luiggi e todos os zagueiros estoraram a paciência da torcida.
    E 166 conselheiros aprovaram esta direção.
    A Fifa tem que intervir já, chega de rojões na torcida colorada.

  • Leandro POA diz: 4 de dezembro de 2012

    Tem alguma coisa errada aí…
    Em primeiro lugar, certamente o JECRIM identificou o meliante, ou não o teria liberado, uma vez que, se tinha antecedentes criminais, ou se fosse foragido da justiça, por exemplo, o tratamento seria outro.
    Em tendo identificado o “cidadão”, não há porque o JECRIM não repassar essa informação à justiça desportiva, que, embora não seja parte do Poder Judiciário, tem ingerência sobre o espetáculo que estava sendo promovido, e deve receber a informação, ainda que prservada a identidade do meliante no âmbito externo.
    Se o JECRIM não repassar a informação da identidade ao STJD, está trabalhando contra quem lhe dá teto na praça esportiva, ou seja, NADA DE SALA DO JECRIM NA ARENA, uma vez que não se deve abrigar o “inimigo”. Sim, pq às vezes o que mais ajuda é aquele que menos atrapalha. Se o JECRIM está no estádio só pra facilitar a própria vida, que alugue uma sala… de graça não!

  • fernanda diz: 5 de dezembro de 2012

    Muito mal explicado esse rojão ter passado pela brigada militar,acho que eles deveriam pagar a multa,pq foi incompetência, falha lamentável da brigada militar,é um verdadeiro mistério, eles não deixam passa nada,um rojão justo na festa de despedida do olimpico????tentando engana quem???alias muitas atitudes da brigada militar, são reprovaveis, tanto qt a de alguns torcedores! Esse GREnal, teve algumas coisas muito estranhas:juiz covarde, sonegou 4 minutos que ainda teria pra ser jogado,rojão que passou pela b.m, mas faze o que???!!torcedor detido com maconha, só rindo mesmo!hehehehee

Envie seu Comentário