Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Trinta dias depois, o Grêmio segue sem reforçar ataque

31 de janeiro de 2014 8

As mudanças foram profundas no velho Olímpico no primeiro mês do ano.

O Grêmio dispensou goleiro – Dida, um dos cinco melhores jogadores gremistas da temporada –, negociou volante (Souza), buscou outro 5 (Edinho), perdeu meia (Elano) e atacante (Vargas), achou zagueiro (Geromel) e argentino articulador (Ruiz).

Comprou e vendeu.

Pediu emprestado e emprestou.

Só não buscou aquilo que mais fez falta ao time em 2013: um goleador. Se passaram 30 dias, fevereiro chegou, mas o atacante não deu sinal. Se faltam dinheiro ou criatividade não se sabe.

A direção não deixou nem que as promessas, como Mamute, Lucas Coelho e Paulinho, jogassem. Ele pouco atuaram em 2013. Poderia ter entrado em pelo menos um jogo do Gauchão.

Imagine se um dos três tivesse as mesmas condições de Kleber, um semestre inteiro no time titular e sem um só gol?

Bookmark and Share

Comentários (8)

  • Angelo diz: 31 de janeiro de 2014

    Que diferença faz reforçar ou não reforçar? não vai ganhar nada mesmo …

  • luiz diz: 1 de fevereiro de 2014

    Concordo com você. Tá faltando um atacante. Não podemos esperar pelo Kleber.

  • Jonas diz: 1 de fevereiro de 2014

    Zini,

    Concordo em partes. Eu também acho que outros atacantes deveriam ter as mesmas oportunidades do Kleber, pois pra mim o problema do time do Grêmio é o Kléber. Está sendo assim há dois anos. Na verdade ele jogou bem no inicio de 2012 quando estava jogando de centro avante. Acho que essa seria a posição dele. Mas agora como reserva do Barcos. Kleber deveria disputar posição com Barcos. Mas sempre seria reserva pois o Pirata é muito melhor.

    Só não concordo quanto a Paulinho e Mamute, acho que o primeiro é um corredor. Os dois deveriam estar disputando o Gauchão com a gurizada sub-20.

    Olhei somente um jogo do Gauchão Grêmio e Brasil de Pelotas. Deu pra ver que tem uma gurizada boa no Grêmio e já poderiam ganhar oportunidade no time principal, seriam Breno, Canhoto e Luan. Deve ter mais alguns guris bons ali, mas só pelo jogo que olhei aposto nesses 3.

    Gostei bastante do Everaldo, nem tanto pela técnica mas pela personalidade.

  • Jonas diz: 1 de fevereiro de 2014

    Ah.. detalhe: não fala mais do Elano, temos que levantar aos mãos pro céu e agradecer a saída dele. Só perdemos um batedor de faltas.

  • Gian diz: 1 de fevereiro de 2014

    Não consigo entender o que o kleber faz no Grêmio, ainda mais como titular protegido. Sinto indignação com isso, enquanto o Grêmio insistir com essa améba no ataque não vamos a lugar nenhum. É um jogador a menos em campo!

  • Celsa Liechtenstein diz: 1 de fevereiro de 2014

    Lex dura, sed lex: de fato, ter um ataque formado pela dupla Barcos-Kleber é a mesma coisa que não ter ataque. Falta ao Grêmio um centro-avante daquele tipo que chamavam anos atrás de “matador”, bom finalizador com os dois pés, excelente cabeceador, de drible fácil, de alta mobilidade e, principalmente, com ambição e fome de ganhador. Além de ataque inoperante, teremos uma meia cancha onde incrivelmente temos um jogador sem alma, sem impetuosidade, emérito tocador de passes laterais sem objetividade chamado Zé Roberto. Quando o Atlético Paranaense liberou o Paulo Baier todo mundo pensou: agora é a hora do Baier vestir a mamisa gremista. Um jogador raçudo, com qualificações bem superiores ao Zé Roberto. Resumo da ópera: com Barcos, Kleber e Zé Roberto a Libertadores será para o Grêmio apenas uma figuração, sem nenhuma qualificação para levantar o título…

  • Maurício Todeschini diz: 2 de fevereiro de 2014

    Acho que ninguém tem peito de tirar Kléber. Falta coragem. Pois há anos ele não faz os gols que se espera de um atacante. É um a menos em campo. Qualquer zagueiro atuando no ataque faria mais gols que ele. Com Kléber no ataque, o Grêmio só tem chance no Gauchão e mais nada.

  • Rafael diz: 2 de fevereiro de 2014

    Pronto! Crise no Grêmio… hehehehe

    Bom mesmo deve ser o time que quase caiu por dois anos seguidos e PERDE jogadores ano a ano…

    Mas deixa assim que tá bom!

Envie seu Comentário