Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Gaciba e as arbitragem do Brasileirão e da Libertadores

19 de abril de 2014 0

18gac

 

Árbitro entre 1993 e 2011, o gaúcho Leonardo Gaciba (foto), 42 anos, atual comentarista da Globo, fala sobre a arbitragem do Brasileirão e da Copa Libertadores da América.

 Como você analisa a arbitragem brasileira antes do Brasileirão?

Leonardo Gaciba – Creio que na “era dos pontos corridos” este ano é o que a arbitragem iniciará a competição mais pressionada. Os estaduais deixaram, em sua maioria, uma amostragem ruim.

 O Brasil perdeu dois árbitros Fifa recentemente, Paulo César de Oliveira e Wilson Seneme. Quem você acha que serão os escolhidos?

Gaciba – A aposta de São Paulo é Luiz Flávio de Oliveira, aspirante a Fifa e irmão de Paulo César de Oliveira (agora colega de Gaciba na Rede Globo). A segunda vaga ainda está aberta.

 O comportamento dos jogadores em campo no Brasil mudou muito nos últimos anos?

Gaciba – O futebol, o jogo, mudou, assim como os atletas. A velocidade é outra e as exigências também.

 Como você observou o trabalho dos árbitros na fase de grupos da Libertadores?

Gaciba – Foi uma renovação muito forte na América do Sul. Houve o início de um novo ciclo. Mesmo assim foi melhor que o ano passado.

 Enrique Osses apita San Lorenzo e Grêmio, quarta-feira, pela Libertadores. Como você analisa o arbitro chileno, que estará na Copa?

Gaciba – Osses está com a moral alta e muito motivado com a indicação para o Mundial. Sem dúvida está com mais experiência, mas ainda oscila em momentos decisivos. Se tivermos o árbitro da semifinal da Copa das Confederações, entre Brasil e Uruguai, ótimo; se tivermos o da final da Copa Sul-Americana entre São Paulo e Tigre…

Bookmark and Share

Envie seu Comentário