Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Inter entra no Brasileirão como saiu do Gauchão, com vitória

19 de abril de 2014 26

O futebol é confiança, o que sobra ao Inter campeão gaúcho e vencedor de Gre-Nais em sequência.

Confiante demais, uma semana depois do título regional e da goleada histórica no clássico, o Colorado marcou um gol no Vitória aos cinco minutos, obra de Aranguiz (o melhor em campo), e depois, nos outros 85 minutos, imaginou que não precisaria mais jogar com velocidade e intensidade. Tirou o pé do acelerador, administrou o resultado, mas não agradou aos torcedores que visitaram o Estádio Beira-Rio da Copa do Mundo, que abrigou um público pequeno.

Todos queriam mais, desejavam assistir ao time forte do Gauchão.

Como o Inter jogou pouco, apesar do domínio quase total, bola no poste e etc., o segundo gol não chegou.

As performances discretas de Alex, Alan Patrick e D’Alessandro contribuíram para que o segundo gol não explodisse na garganta do fã..

O placar mínimo garantiu a primeira vitória no Brasileirão, três pontos e uma certeza: o Inter precisa ser mais competitivo se quiser alcançar um posto de destaque na competição.

O Inter sentiu a mudança. Brasileirão não é Gauchão. Menos mal que a vitória sorriu aos colorados no sábado de Páscoa. Mas foi estreia, a ressaca regional ainda é grande. O time tem potencial para mais, bem mais.

 

Bookmark and Share

Comentários (26)

  • Fernando diz: 19 de abril de 2014

    Já não é mais o favorito ???

  • Paulo Scherer diz: 19 de abril de 2014

    o Inter está melhor que em 2013, porém Willians e Fabrício não dá. A média de erro de passes do Willians é inacreditável e o Fabrício deve ter algum problema para asimilar sua função em campo. Um lateral esquerdo e um meio marcador já.

  • JOAO NUNES diz: 19 de abril de 2014

    Iria somente ler o comentário do isento, mas não me contive e faço as seguintes observações: “O INTER jogou pouco, apesar do dominio total” “O INTER sentiu a mudança.Brasileirão não é gauchão. Conclusão: A ressaca da TUNDA DE LAÇO ainda se reflete nos corredores da nave mãe.

  • LUCIANO BAYER diz: 19 de abril de 2014

    Se não estou enganado, nos últimos 10 anos, foram bem poucas as estreia com vitória, do Internacional. Portanto, acho que, sabendo que o time tem mais potencial, neste momento, o importante foi largar com vitória.

  • Kau diz: 19 de abril de 2014

    Acorda Inter o gauchao terminou!
    Aqui a conversa e outra, bem mais difícil, cada partida e uma decisão, não podemos errar!

  • Nereu diz: 19 de abril de 2014

    O Inter não tirou o pé do acelerador. O Internacional não tem ataque para botar a bola na rede. Rafael Moura todos sabemos é muito ruim, enganou no gauchinho engana bobo, não existe milagre no futebol. Alan Patrick errou o tempo todo, e o Abel demorou para substitui-lo, è outro que não vai vingá. Claudio Winck também não joga nada, raramente vai a linha de fundo, sempre afunila para o meio. Jorge Henrique não merece nem banco. Todas chances do Vitòria foi pelo lado do Vovô Juan, é um crime Hernando no banco. Assim não dá para sonhar.

  • Ed Canto diz: 19 de abril de 2014

    Público pequeno?! Garanto que nem foste ao estádio.

  • JASPION diz: 19 de abril de 2014

    Que reportagenzinha mequetrefe( tendenciosa é pouco)
    comentaristas de momento!!!

  • JOSEMELLO diz: 19 de abril de 2014

    QUEM ESTÁ JOGANDO MUITO É O ARANGUIZ. ELE ESTÁ SALVANDO O FUTEBOL MEDIOCRE DO INTER DO ANO PASSADO. AGORA QUERO VER COMO VAI SE SAIR O TIME QUANDO ELE NÃO JOGAR.

  • Leandro diz: 19 de abril de 2014

    Também vi isso , vitória magrinha , muitos gols perdidos … Moura tem que cabecear mais em gol e não ficar ajeitando e fazendo parede … mas tá bom por enquanto … mas falta muito , muito mesmo!!!

  • Ronaldo diz: 20 de abril de 2014

    Zini, o inter não jogou um grande futebol, mas jogou bem. Teve 15 finalizações, 5 chances claras de gol, faltaram os gols. O Vitória não teve nenhuma chance clara de gol. É o primeiro jogo, sempre é mais complicado. Acho que tua análise não está correta.

  • Aline diz: 20 de abril de 2014

    Acho que voce estava em outro estadio. Foi ÓTIMO o resultado, 3 pontos contra o quinto colocado do brasileirão 2013 e tinha mais de 20 mil, no meio de um feriado de enorme. Quer mais?
    Vai secar o gremio, time do teu patrão.

  • Nelson dos Santos diz: 20 de abril de 2014

    Inter nao tem centro avante. Hoje jogou com dez em campo. E carente de umlider em campo. O jogador Juan do Vitoria deveria ser admoestado por alguem dentro de campo.
    Abel vai jogar por agua abaixo mais um ano ao apostar nesse ataque. O time parece querer algo mais para fazer gol. Jogar bonito e posse de bola nao ganha jogo.

  • joão rodrigues diz: 20 de abril de 2014

    E o principal culpado disto é o técnico Abel Braga. Antes do jogo começar ele deu entrevista dizendo que o time tinha jogar devagar sem correria. Outro absurdo, dos muitos, cometidos pelo Abel foi ficar preocupado com jogadinha do Juan e daquele ridículo do lateral direito do vitória. Hoje o Abel comprovou, pelo menos prá mim, que não passa de um QUADRÚPEDE que não sabe nada, só que assim como o Felipão tem uma baita de uma sorte. Não precisa ser treinador para saber que o R. Moura tinha que ser substituído. Ele jamais deveria ter tirado os três homens de criação: Alex, A. Patrick e Dale ao mesmo tempo. Se o “Nei Manco” anulou o Aránguis no 2º tempo, Abel deveria ter tirado o C. Winck que estava só para completar os 11 (fazer nº) e puxado o chileno para a lateral, pelo menos o Inter teria um jogador com qualidade para puxar os contra-ataques, não dependendo p/ fazer isso, com Paulão e Wilians que é um baita marcador, mas que não acerta um passe.

  • Gabriel diz: 20 de abril de 2014

    Parece um time com misto de ressaca mal-curada e de tesão recolhido… não foi bem o time colorado na estreia..

  • Anônimo diz: 20 de abril de 2014

    Análise pífia e superficial. Quem não viu o jogo acha que aconteceu o Inter parou de jogar mesmo. Lamentável.

  • Cristiano diz: 20 de abril de 2014

    Vitória sobre o Vitória, parece até uma redundância..rsrsrs.
    Mas sempre é bom vencer na estreia! Muito bom.

  • JOSEMELLO diz: 20 de abril de 2014

    D’ÁLESSANDRO ESTÁ ACHANDO QUE O CAMPEONATO BRASILEIRO É IGUAL AO RURALITO EM QUE ELE APITA TODOS OS JOGOS E METE A MÃO NA CARA DOS ÁRBITROS. ESTÁ MUITO ENGANADO. VAI SER 3 JOGOS E UM FORA. É POR ISSO QUE O GRÊMIO TÊM MAIS VITÓRIAS EM GRENAIS DE CAMPEONATO BRASILEIRO. SÓ NO RURALITO QUE TEM PRESIDENTE DA FEDERAÇÃO COLORADO PARA AJUDAR. DAQUI A POUCO ESTARÃO FAZENDO ANIVERSÁRIO DE 40 ANOS SEM TÍTULO DE BRASILEIRO.

  • Heloísa Pires diz: 20 de abril de 2014

    Bem que o início da tua matéria poderia ser com a ultima assertiva. Deixaste a compreensão para o final. É claro que a ressaca ainda é grande. O Inter não veio para o jogo mordido. O Inter veio para o jogo feliz, como feliz veio o Cruzeiro para o jogo contra o Cerro Porteño, depois de ter se sagrado campeão mineiro. Um campeonato de pontos corridos com 38 rodadas, cada uma delas será o termômetro para a próxima. Sempre foi assim. O time que perde a primeira partida, arregimentará forças buscadas de onde ninguém sabe para tentar ganhar a segunda. O time que ganha a primeira partida, mas não convence e sabe disso, tentará por todos os meios arrumar aquilo que deu errado. E o time que ganha muito bem, nem pode mudar nada pois desarrumaria tudo. É assim que rola uma competição. É assim que se faz o esporte. Quem tem espírito esportivo sabe lidar com isso muito bem.

  • HENRIQUE diz: 20 de abril de 2014

    sai secador, tem outros que também ganham de 1×0, com seu goleiro tirando o time nas costas, e voces adoram e dizem que o time administrou o jogo, ta bom assim o time
    jogou bem, não teve a perigo em momento algum, teve chance de fazer + gols, e ai sim
    talvez houve falhas não o fez, não teve pouco publico não 25 mil pessoias em meio a um feriado, acidade esta vazia, e agradou sim aos torcedores, não ouvi nenhuma vaia, e na saída o comentário era de que gostaram, portanto para de fazer tumulto e criar
    polemica, vai cuidar de teu time, e deixa de agitar SECADOR manjado.

  • Alemão diz: 20 de abril de 2014

    Discordo Zini.
    O que se viu ontem nada mais é do que o potencial colorado. Foi só o Vitória apertar e adiantar a marcação, que nos vimos acuados e com muitos erros de passes. Isso contra os times considerados grandes vai criar muitas dificuldades.
    O inter precisa reforçar bem o time. O Alan Patrick foi muito bom para acharmos o melhor sistema de jogo, mas naquela posição temos que trazer alguém incontestável.

  • Claudio Rodrigues diz: 20 de abril de 2014

    Quando que a RBS vai colocar os podres do inter pra fora? A RBS e tudo colorado, nao tem nenhum profissional, tudo torcedor colorado,que ficaram escondidos nos anos 80 e 90, procurando podres do Gremio, Nunca ouvi falaram do jejum que o inter vive 33 anos sem Brasileiro,22 anos sem copa do Brasil, vc reporter colorado tem que dar gracas a Deus que o regulamento do Brasileirao mudou, pois Na decada de 80 e 90 so disputava a libertadores os Campeoes nacional, coisa que o inter nao e a muito tempo!

  • Helder H Hartmann diz: 20 de abril de 2014

    Este é o time considerado favorito para ganhar o que não ganha há 35 anos ?. Achou um gol espírita contra o fraco Vitória, em casa e com público de 2a, divisão. Só ganham Gauchão que é o que conseguem, pois para o Grêmio não interessa, o nível é muito mais acima. Prefiro sempre, só disputar a Libertadores – não precisa nem ser campeão- do que ser campeão do “charmoso” Gauchão.

  • CÍNICO diz: 20 de abril de 2014

    Eu não gostei de varias atuações, Alan Patrick foi lento nas jogadas decisivas e Rafael Moura Mostrou que tem poucas qualidades, lhe falta técnica até para acertar um chute no adversário (a menos de um metro) e conseguir um escanteio.
    Mais jogadores tem que participar da armação, D’alesandro continua sobrecarregado, recebendo muitas faltas e recebendo cartão. O Inter tem muito que melhorar para ser campeão.

  • Gecê diz: 20 de abril de 2014

    O provincianismo continua mais forte do que nunca. Os torcedores e cronistas gaúchos precisam entender de uma vez por todas que além do amado Rio Grande existem mais 25 estados nesse Brasil Varonil. Os caras acham (no caso de alguns cronistas esportivos, “fazem que acham”) que o grenal é o maior clássico do país, quiçá do mundo, tornando o vencedor o melhor time entre todos. Pelo amor de Deus, vamos parar com isso e tratar de crescer esportivamente, afinal nós gaúchos somos apenas parte do futebol brasileiro e não a “cereja do bolo”. É preciso encarar a realidade e acabar com esse enxovalhado preceito de que grenal arruma a casa de um e joga o outro no inferno astral. É por causa dessas mentalidades retrógradas que o futebol gaúcho há muito tempo não figura no cenário nacional, nada além de um vice-campeonato brasileiro (Grêmio) ou uma vaga para a libertadores. Até quando, senhores provincianos, “grenalizadores do futebol gaúcho”?

  • Ed Canto diz: 20 de abril de 2014

    Cara, se tu não publicas nossos comentários, deverias ter pelo menos a honestidade de desabilitar este espaço.

Envie seu Comentário