Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

O substituto de Márcio Chagas

26 de abril de 2014 3

26daron

 

Na Arena Castelão, estádio da Copa do Mundo, Anderson Daronco (foto acima, Ronald Mendes, Agência RBS, BD), 33 anos, dirigiu quarta-feira Ceará e Fortaleza, a primeira final da carreira. Domingo passado apitou Flamengo e Goiás, em Brasília. Amanhã, estará em São Paulo, no jogo entre Corinthians e Flamengo.

Daronco será o substituto de Márcio Chagas, o ex-número 2 da FGF e novo comentarista de arbitragem da RBS TV.

Conversei com Daronco por telefone. Ele estava em Fortaleza ainda, aguardava o voo que o trouxe a Porto Alegre. Depois, pegou o carro e rodou mais 300 quilômetros até Santa Maria, onde vive com a mulher e dois filhos.

Como foi a primeira final?

Anderson Daronco – Foi show de bola. Estava supertranquilo. Acho que fiz um bom trabalho, ao menos todos gostaram. Os cearenses valorizaram a atuação de um árbitro de fora do Estado. Eu perdi vários sorteios (como num dos últimos Gre-Nais do Gauchão), mas desta vez tive sorte e foi muito legal.

Como um árbitro de 33 anos se comporta em meio a jogadores ricos, às vezes mais velhos, e famosos na Copa do Brasil e no Brasileirão?

Daronco – Apitei 10 partidas no Brasileirão 2013. Ganho experiência aos poucos. Procuro manter a disciplina, o que ajuda a acertar as decisões técnicas. Converso com os jogadores, tudo numa boa. Mas procuro me impor fisicamente, no sentido de estar sempre próximo às jogadas faltosas. Quando o atleta se levanta, eu estou ao lado.

Expressões faciais ajudam?

Daronco – Sim, bastante. A linguagem corporal é importante. Estampo no meu rosto a contrariedade por determinada atitudes dos jogadores. Eles sentem na hora que estão errados.

Quem é o seu melhor conselheiro na arbitragem?

Daronco – Não tenho um, mas três (risos), Carlos Simon, Leonardo Gaciba e Leandro Vuaden. Falo com eles sempre, eles me ligam, eu ligo, conversamos, trocamos ideais. São minhas três referências.

Você ainda dá aulas de Educação Física em colégios da sua cidade?

Daronco – Não, gostaria muito, mas não dá mais tempo. As viagens atrapalham qualquer projeto. O Brasileirão das Séries A e B e a Copa do Brasil, onde atuo regularmente, têm jogos às terças, quartas, quintas, sextas, sábados e domingo. Falta tempo.

Bookmark and Share

Comentários (3)

  • Luiz diz: 26 de abril de 2014

    Uma pena que este árbitro seja tão prepotente, via de regra, prejudicando os clubes de menor expressão. Lamentável, que a escolha recaia sobre os que apitam em favor dos grandes clubes.

  • Gabriel diz: 26 de abril de 2014

    Pois eh, sou de Santa Maria,-Daronco mais UM GREMISTA, como Marcio Chagas( Mais um na RBS kkk),Fabricio Correa Neto..outro..Vuaden não sei..Mas o Pnenalty que ele não deu no Gre-Nal do B.Rio antes da reforma que o zagueiro do Gremio (Wherley)deu uma manchete na bola e nesse gauchao contra o cruzeirinho para o INTER e o que ele deu do Paulão na Arena..Humm..e tem mais o Jean Pierre…triste….Bah qdo o Inter vai ter um arbitro amigo como eles tem…mas são apenas impressões…rsrs

  • Sonia Veber diz: 18 de junho de 2014

    As regras do futebol sao iguais em todo o mundo?Gostaria muito de ganhar um exemplar das regras oficiais de futebol de campo autografado por sua pessoa,pois gosto muito das suas arbitragens.O meu endereço e esse.Rua Santo Coltro,125,Bairro Cristo Redentor,Caxias do Sul RS.Boa sorte para a sua pessoa,hoje e sempre.

Envie seu Comentário