Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

O avassalador poder colorado em Gre-Nais

10 de agosto de 2014 8
11inter

Com Abel Braga, o Inter domina a cena do futebol do Rio Grande do Sul (Diego Vara/Agência RBS)

A supremacia colorada está refletida nos clássicos. Nos últimos 20 meses, em oito Gre-Nais, o Grêmio não venceu nenhum. Perdeu na Arena, foi batido no Interior e caiu no remodelado Beira-Rio.

Usou dúzias de jogadores, quatro treinadores – dois deles históricos, como Vanderlei Luxemburgo e Felipão – e uma infinidade de esquemas táticos.

Barcos ainda não conseguiu vencer desde seus primeiros passos no Olímpico, em 2013. Ele é o retrato de um Grêmio cabisbaixo, entregue as dificuldades e com alto complexo de inferioridade. O camisa 9 teve apoio infinito de todos os treinadores. Fracassou com o quarteto – ele, que é o capitão, o líder, e todos os outros atletas destas duas últimas temporadas.

O Gre-Nal 402, o quarto de 2014 – três vitórias do Inter e um empate –, resume o poder vermelho. O Grêmio foi melhor no primeiro tempo, Dudu teve a bola do jogo nas proximidades da pequena área. Chutou tão torto que o lance arrancou risos dos torcedores.

O Inter melhorou depois do intervalo, colocou mais intensidade e velocidade no jogo, tocou mais a bola, apertou e a defesa adversária sentiu e vacilou. Falhou duas vezes, com dois jogadores contestados desde 2012, Pará e Werley, e os gols nasceram naturalmente.

O Inter ganhou como e quando quis. 

Bookmark and Share

Comentários (8)

  • neimar diz: 10 de agosto de 2014

    Zini, enquanto o grêmio teima em manter o Barcos no tricolor fica dificil, era para ter mandado embora a tempo. Outra coisa, não temos laterais esta é uma deficiência que Rui Costa, que se diz inteligente ainda não viu . Felipão teve com seus jogadores um ótimo primeiro tempo, teve chances e desperdiçadas por ex. lance do DUDU uma vergonha. Tem que melhorar e muito, inclusive os laterais esquerdo e direito.

  • José Cléo diz: 10 de agosto de 2014

    Zini, boa noite.
    Inter é pai. Grêmio é filho. Hoje, e sempre.
    Suas avaliações são as melhores. Não é necessário se aprofundar: “Grêmio é freguês”.
    E suas observações são as melhores. Vç é féra!

  • giliard bage diz: 10 de agosto de 2014

    malandro foi o dida que mudou de lado e nunca mais perdeu grenal!!!

  • Lucas3 diz: 10 de agosto de 2014

    O ” motivador” aprontou de novo , improvisou jogadores colocou outros que innúmeras vezes mostraram sua incompetência ( Werley,Rodrigo, Dudú ,Ramiro )inventou um menino dos juniores como centromédio e definiu que o Felipe Bastos é o nosso Pirlo e todas as bolas paradas foram com ele ( não acertou nemhuma) .Quando tomou o gol se lembrou do Luan ( que covardía !!) botou o leventador de poeira Fernadinho ( daí não sai nada )História não entra em campo ,só amedronta os incompetentes e meu Grémio tem muito perna de pau , a começar pela cartolagem.Quero ver a imprenssa criticar o ídolo da “sábia” torcida gremista.Não tenho muitas esperanças.

  • Luiz Paulo – Londrina diz: 10 de agosto de 2014

    CLÁSSICO FRAQUÍSSIMO TÉCNICAMENTE. NENHUM DOS DOIS VAIS SER CAMPEÃO ESTE ANO.

  • MLA diz: 10 de agosto de 2014

    Bem texto de jornalista colorado que não sabe ser parcial quando o time do coração ganha.

  • Marcos diz: 10 de agosto de 2014

    E vc um comentarista muito fraco….hora ganhou quando quis, como assim cara pálida, o inter não tinha dado um chute no gol do Grêmio, até achar o primeiro já no fim do jogo…..ta muito fácil ser comentarista na rbs, porque não analisa o jogo inteiro, em qual momento do jogo o inter dominou???/

  • Mário diz: 11 de agosto de 2014

    Com Werley em campo não tem placar em branco, em todos os grenais o inter faz gols em cima de Werley, mas isso não basta para os dirigentes gremistas verem que ele, Ramiro (este é muito defendido pela imprensa, colorada é claro), Barcos, Pará, Riveiros (a enceradeira marcha lenta), Dudu (quando está em frente ao gol, pode até tirar o goleiro, o único lugar que ele não vai acertar é o gol), que esses jogadores e nada são a mesma coisa. A sorte do Grêmio é que esse ano com certeza não vamos nos classificar para a Libertadores, teremos tempo de nos preparamos melhor para 2015 tentar pelo menos o gauchão e torcer para que no ano que vem os dirigentes consigam ver que Ramiro, Werley, Dudu, Barcos, Pará, não tem condições de jogar no Grêmio, porque este ano é lutar para se manter no meio da tabela.

Envie seu Comentário