Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Atacante de quase 40 anos tira Inter da Copa do Brasil

14 de agosto de 2014 3

A queda na Copa do Brasil é vexatória. O Inter sofreu cinco gols em dois jogos de um time da Segunda Divisão.

Levou surpreendentes 2 a 1 no Beira-Rio. Levou mais 3 a 1 no Castelão, nesta quarta-feira, com dois gols de Magno Alves, um atacante de 38 anos.

A segunda competição mais importante do Brasil era uma das prioridades do Inter em 2014. Mudou de ideia depois da derrota em Porto Alegre, no jogo de ida. A Copa Sul-Americana é o próximo e duvidosos caminho.

O Ceará fez o que muitos achavam impossível. Eliminou o campeão gaúcho do torneio. Foi melhor nos 180 minutos. No Castelão, uma das 12 sedes da Copa do Mundo, 48 mil pessoas saudaram a vitória.

O Inter efetivou um time misto em Fortaleza. Guardou-se para o Brasileirão, segundo colocado, e optou pela competição com equipes estrangeiras a partir de setembro. A nova meta colorada não redime o péssimo desempenho do time no Nordeste. As falhas aparecerem em todos os setores, problemas coletivos e individuais. Nem Abel Braga se entendeu. Os jovens sentiram a pressão, os experientes se entregaram ao adversário.

O Inter, que não acertou três passes em sequência, foi envolvido pelo Ceará, que marcou mais, teve a posse de bola e atacou sempre com mais perigo. Ganhou o melhor, sem supresas na partida.

A derrota mostra que o grupo colorado não tem a qualidade que todos imaginavam.

Jogadores lotados numa das cinco folhas de pagamento mais caras do Brasil não conseguiram superar um legítimo integrante da Série B.

A Copa Sul-Americana vai fazer o Inter viajar mais, cansar mais. Abel não gostou da nova opção. Preferia ficar só no Campeonato Nacional.

Quem desiste de uma copa, pode abandonar a outra, especialmente com o Brasileirão, a grande prioridade da temporada, no horizonte. O Inter quer o Brasileirão. Usará time misto no mata-mata da Sul-Americana se for o caso.

 

 

Bookmark and Share

Comentários (3)

  • jose da silva diz: 14 de agosto de 2014

    O Magno Alves é guri perto do Dida. O Ceara não jogou com 2 centroavantes de área. Os volantes do Ceara acertam passes. Os zagueiros e o goleiro do Ceara não abusam da ligação direta. A bola passa pelo meio de campo. O Inter não tem desculpa.

  • BARBOSA diz: 14 de agosto de 2014

    O Inter tem meia dúzia de jogadores de valor, o resto é resto, é jogador pra segunda divisão, só a direção não consegue enxergar isso. ISSO SE CHAMA INCOPETENCIA.

  • Weverton diz: 14 de agosto de 2014

    Que mania temos de achar que somente camisa ganha jogo! Desde a derrota em Porto Alegre, vemos aqui a alusão de que o Ceará é time de segunda divisão. Pelo que vimos nos jogos, o time cearense joga muita mais que a maior parte dos clubes da primeira que estão do décimo lugar para baixo. Não foi um jogador de 38 anos que eliminou o Colorado, mas o conjunto que se mostrou muito mais forte e eficiente. Placar agregado 5 x 2. Ficar dizendo que foi vexame é querer tirar o mérito da equipe nordestina que impôs seu jogo desde a primeira partida. Nos últimos seis confrontos, os cearenses empataram duas e ganharam quatro, três fora de casa. Vexame é ficar desemerecendo o mérito dos outros. Acorda Tchê!

Envie seu Comentário