Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Tardelli supera Messi no Superclássico das Américas

11 de outubro de 2014 2

O Brasil achou seu melhor futebol na China. Ganhou da Argentina de Messi, que perdeu um pênalti – o que não ofusca a grande defesa de Jefferson -, e de Di Maria, discretíssimo. A vitória na poluída Pequim garantiu taça e medalhas da edição 2014 do Superclássico das América aos brasileiros. Os jogadores festejaram na judiada grama do Estádio Ninho do Pássaro, um colosso de R$ 1,1 bilhão.

Tardelli marcou duas vezes na melhor exibição dos brasileiros na Era Dunga, Parte II, que nasceu depois da Copa do Mundo. Tardelli brilhou mais que estrelas como Messi, Neymar e Kaká. Foi o cara do jogo absurdo, marcado para o outro lado do mundo, logo no começo de uma temporada na Europa, casa da maioria dos jogadores brasileiros.

O Brasil fez tudo certo. Mandou sempre na partida, com exceção dos primeiros 15 minutos. Pegou, marcou e criou. Fez um jogo quase perfeito, a perfeição é uma miragem.

Mesmo enfrentando uma seleção que tem uma base mais antiga, vice-campeã do mundo, não se intimidou. Recuou quando necessário, marcou muito quando preciso, atacou sempre que pode e em velocidade, com Tardelli e Neymar. Não usou apenas força, foi habilidosa, Neymar apanhou como um adolescente em pelada de mais velhos. Dunga ganhou a sua terceira partida consecutiva, o que prova o seu bom recomeço, recomeço.

Do outro lado, Messi ganhou uma marcação severa, atenta e sentiu. Não foi feliz nas suas arrancadas e foi extremamente individualista em alguns momentos. Sem Messi em dia de camisa 10, a Argentina perdeu seu GPS, ficou desorientada.

A nova Seleção de Dunga agradou. Terá mais três testes até o final do ano, Japão, Turquia e Áustria, todas do terceiro mundo do futebol.

Quem ganha da Argentina pode ser otimista. É um bálsamo para que levou sete pancadas em sequência da Alemanha no Mundial, em julho.

Bookmark and Share

Comentários (2)

  • Lucas3 diz: 11 de outubro de 2014

    Este comentarista não sabe porque Brasil ganhou assim com não sabem porque a dupla ganha e perde.Assim como Argentina superou a Alemanha ( no amistoso ) só e tão somente porque os germánicos não levaram a sério a partida,Brasil superou a Argentina a partir da patacuada protagonizada pela zaga (?) Argentina.A defesa Argentina é uma piada que deu certo no mundial porque defendia com 9, quando tem que resolver é nula.Aguero é uma eterna promessa na Argentina , assim como Messi.Com um esquema simples e fartamente conhecido para quem acompanhou Dunga na seleção , quando ele joga com times grandes,ele se defende ,marca forte a partir da sua intermediário e se sobrar alguma bola ,fazemos um gol.Estão os mesmos que estavam na copa ,tomaram 7×1 , mudou o técnico somente ,Dunga é um gênio ?? por favor !!A diferença é que do outro lado tem um aprendiz , já mostrou isso no Barça e os argentinos o alçaram a treinador da sua seleção ( ainda bem pra nós)Um exemplo , comparem a liberdade que tiveram Messi e Neymar durante o jogo , quem foi mais determinante ?

  • Farias diz: 11 de outubro de 2014

    Puxa, mas vocês (mídia) não aprendem mesmo, né? Que história é essa de “melhor futebol”? Um jogo que não vale nada, uma arbitragem favorecendo de leve a Seleção Brasileira, e os argentinos nem um pouco preocupados, tinha de dar isso aí mesmo.

Envie seu Comentário