Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Geral não reconhece nova torcida organizada do Grêmio

22 de janeiro de 2015 1

O promotor de Justiça José Seabra Mendes Júnior, da Promotoria do Torcedor, recebe nesta sexta-feira, em Porto Alegre, os principais líderes da Geral. O pedido de encontro é da torcida. A pauta não foi pré-definida.

Mas, uma das discussões, com certeza, envolverá A Família, a mais recente e polêmica torcida organizada gremista, já reconhecida pelo clube.

A Família, formado por pessoas ligadas a Cristiano Roballo Brum, o Zóio, morto num acidente de moto, em São Paulo, em março de 2014, é uma dissidência da Geral. Os dois grupos se envolveram em brigas pesadas no Olímpico e na Arena.
Não há diálogo. Só confusão.

A Geral não reconhece A Família – A Velha Escola e a Jovem, outras organizadas importantes, também não aceitam.

Em 2014, A Família – a maioria dos integrantes mora na Região Metropolitana – estendeu uma faixa do lado sul da Arena.

Mas, sem cadastro, não conseguiu se comportar como torcida organizada nos jogos e a identificação foi confiscada pela BM. Seus componentes assistem aos jogos em diferentes pontos da Arena. Agora, A Família deseja espaço fixo, mas as outras torcidas não aceitam a sua presença no setor norte do estádio, local tradicional de todas elas.

A Arena Porto-Alegrense não permite torcidas organizadas fora do setor pré-definido.

22geral

Torcida Geral do Grêmio festeja a goleada no Gre-Nal do Brasileirão (Agência RBS/BD)

Bookmark and Share

Comentários (1)

  • Fernando diz: 22 de janeiro de 2015

    Não precisamos de torcida organizada recheada de marginais, essa escória já prejudicou o Grêmio diversas vezes. A direção do Grêmio deveria proibir esse tipo de coisa ao invés de incentivar, mas como todo político, acho difícil o atual presidente ir contra isso.

Envie seu Comentário