Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

A mordida da Conmebol nos estádios da Libertadores

11 de dezembro de 2015 5
11arena

O Grêmio, de Luan, fará um mínimo de três jogos na Arena pela Libertadores em 2016 (Agência RBS/BD)

 

A Arena Porto-Alegrense, que controla as rendas dos jogos do Grêmio no seu estádio, levará um susto com as taxas cobradas depois das partidas da Copa Libertadores da América, a partir de fevereiro do ano que vem.

Do total da renda bruta, por exemplo, a Conmebol leva 10% limpos.

A CBF carrega mais 5%, o mesmo valor arrecadado pela FGF.

O clube (ou a Arena Porto Alegrense) ainda precisa pagar os fiscais da FGF, os cachês das arbitragens, as bolas, os médicos que cuidam dos exames antidoping, entre outros.

Cerca de 26% da renda é consumida com essas despesas.

Bookmark and Share

Comentários (5)

  • Dilson diz: 11 de dezembro de 2015

    A base de cálculo é a renda, mas a obrigação é do clube. Logo, mais um prejuízo ao Grêmio.

  • Gremista isento diz: 11 de dezembro de 2015

    Espero que o Senhor Novelletto continue fazendo aqueles churrascos para receber bem os árbitros e dirigentes da Conmebol na Libertadores 2016 (como fez em 2015).

  • Mascarello diz: 11 de dezembro de 2015

    Melhor ficar com 74% de uma renda, do que ficar com 100% de renda nenhuma né?
    Libertadores 2016, eu vou!!!

  • paulo bsb diz: 11 de dezembro de 2015

    -DEve ser este o motivo que o inter abriu mão da LA de 2016 kkkkkkkkkkk

  • Ernesto diz: 11 de dezembro de 2015

    A culpa são dos clubes que aceitam esse tipo de safadeza e a Corrupção continua livre e solta como sempre.
    Comebol, CBF e FGF tudo farinha do mesmo saco, destes tres só falta a CIA pegar Um.

Envie seu Comentário