Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Clima de Libertadores: dinheiro, prêmios, cotas e desunião

21 de dezembro de 2015 1
21bola

Sala de troféus no edifício-sede da Conmebol, em Luque, nos arredores da capital Assunção, no Paraguai (Agência RBS/BD)

O Corinthians foi o único que levantou a voz. Pediu cotas mais robustas aos clubes que disputarão a 57ª edição da Copa Libertadores da América, que começa em fevereiro. Grêmio, Atlético-MG, Palmeiras e Corinthians estão na fase de grupos – o São Paulo ainda não. Os paulistas não falaram em valores. Pedem um aumento substancial.

Os quatro classificados disputarão um mínimo de seis partidas. Receberão cerca de R$ 2,9 milhões cada só da Conmebol. O campeão do torneio levantaria perto de R$ 20 milhões da entidade, fora o faturamento com estádio, marketing, sócios, cotas de TV etc.

A CBF deu R$ 10 milhões ao campeão brasileiro de 2015 (Corinthians).

O vencedor da Liga dos Campeões 2015/2016 receberá R$ 160 milhões.

Num encontro na CBF, em setembro, antes de ser preso, Juan Ángel Napout, que pediu demissão da presidência da Conmebol, prometeu rever os valores das cotas. Mas não entrou em detalhes.

Como não agem em bloco, os clubes brasileiros não causam impacto na porta da Conmebol. Unidos, poderiam aumentar o poder de pressão, ainda mais que clubes da Argentina, do Chile e da Colômbia também querem mais dinheiro.

Bookmark and Share

Comentários (1)

  • Gustavo diz: 21 de dezembro de 2015

    Zini,dá uma olhadinha no Ranking da Conmebol divulgado hoje no site da entidade. INTER é o 6º e o Grêmio é o 16º!!! Onde ficou a tradição “copeira e castelhana” na Libertadores????

Envie seu Comentário