Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Como está o indicador de gastos com o futebol na dupla Gre-Nal

05 de maio de 2015 0

O indicador ideal dos custos do futebol sobre a receita total de um clube no Brasil é de 70%.

O Inter gastou 87% em 2014 ou 17% acima do recomendado. 

O Grêmio gastou 71%.

O Atlético-MG, adversário do Inter, amanhã, pela Libertadores, superou a receita. Investiu incríveis 106% no futebol.

03dupla

Giuliano e Aránguiz, dois altos investimentos de Grêmio e Inter (Agência RBS)

Bookmark and Share

O trágico passe de Fellipe Bastos e a confusa política do Grêmio

05 de maio de 2015 4

O erro do Grêmio não está no trágico passe de Fellipe Bastos no Gre-Nal. Jogadas equivocadas que lubrificam ataques adversários são parte do futebol. É preciso olhar o cenário e não só o atleta.

O problema do clube é político. Desde a virada do século que o Grêmio é disputado por grupos mais preocupados com o próprio umbigo do que com os destinos do Tricolo. Hoje, os movimentos passam de 15. Quem os vê, todos juntos, pensa na Bíblia, imagina a Torre de Babel, do Livro de Gênesis. Uns rezam pela volta de Renato Portaluppi, outros reverenciam Felipão. O messias muda a cada temporada. Gestão é uma palavra quase desconhecida.

Num ano se gasta demais, no outro também. No terceiro, muda a direção e começa o controle de gastos – nem tão controlado assim. Não há programa duradouro, uma ideia clara de futebol ou conceitos definidos.
Certo estava Luxa, mesmo trafegando por estrada torta, quando falava em “projeto”.

Com os rivais se aprende e o Inter pode instruir o Grêmio. O grupo que tomou o Beira-Rio na década passada é exemplo. Antes da ação, os movimentos buscaram uma união, desenharam um projeto e o seguiram – seguem até hoje. Enquanto estiver fraturado, o Grêmio não terá sucesso. Não adianta trocar de técnico, volante ou chamar o messias de 2016.

 

06bastos

O volante Fellipe Bastos acertou o travessão do goleiro Alisson, mas errou no lance seguinte, ofereceu o contra-ataque ao Inter e abriu o caminho para o primeiro gol colorado no Gre-Nal (AFP)

Bookmark and Share

As 10 questões que Felipão precisa responder

05 de maio de 2015 1

O que tudo mundo pergunta e só Felipão sabe as resposta.

1ª) Quem bateu o martelo na contratação de Braian Rodríguez? Mantê-lo no time titular, mesmo sem gols, foi uma decisão do técnico? A direção aprovou?

2ª) Os treinos mostram que Fellipe Bastos é menos jogador do que Walace? Deixar o melhor volante no banco de reservas no clássico foi discutido com a comissão técnica e o departamento de futebol?

3ª) Será que a comissão técnica gremista não precisa ser reformulada, já que não apresenta bons resultados desde o ano passado? A mesma comissão não alcançou uma vaga na atual edição da Libertadores e nem venceu o Gauchão.

4º) O que aconteceu com o lateral canhoto Júnior, revelação dos primeiros meses da temporada? Assinou contrato e sumiu. Nunca conseguiu outra sequência.

5º) Médicos e preparador físico divergem sobre a origem da incrível sequência de lesões do uruguaio Cristian Rodríguez. Quem errou? A principal contratação do clube na temporada ainda não conseguiu jogar uma partida completa.

6º) A base gremista não tem um centroavante com as características preferidas de Felipão? Em nove meses de clube, Felipão não viu ninguém na base em condições ajudar o time? Não mandou preparar um atacante?

7ª) Destacado como uma das grandes revelações do clube da década, Lincoln não aparece mais no time titular. O que aconteceu?

8ª) A lentidão do irregular Douglas, substituído em todos os jogos, não é combatida pelo técnico fora de campo, no vestiário, nas palestras, no dia a dia? Ou é um caso perdido, uma contratação equivocada?

9ª) Será que Felipão ainda acredita em soluções mágicas como no passado? Confiar nos jogadores que, mesmo com uma sequência de más atuações, podem em determinado momento mudar a história de uma partida?

10ª) Luan “some” em certas partidas decisivas. A comissão técnica está sintonizada com os problemas do garoto que tem bola no corpo, mas não tem atitude de um atacante decisivo?

05felipao

Técnico histórico do Grêmio, Felipão não tem sido feliz no retorno ao clube que o projetou (Agência RBS/BD)

Bookmark and Share

Quem atrai mais sócios em 2015? Inter ou Grêmio?

04 de maio de 2015 1

Entre janeiro e maio, o Inter, que tem 136.980 sócios, atraiu 9.473. Ainda é o número 1 no Brasil, mas está sendo acossado pelo Palmeiras, com 119 mil, mas que agregou 54 mil só neste ano.

O Palmeiras é o clube que mais ganha sócios há 16 meses seguidos com o projeto Avanti.

O Grêmio conseguiu 2.185 sócios-torcedores neste período, quatro vezes menos do que o rival gaúcho. Observou a distância para o Corinthians, terceiro colocado no ranking, aumentar.

Os corintianos estão com 98.726.

Os tricolores exibem 82.511 sócios-torcedores.

O Movimento Por Um Futebol Melhor ofereceu uma nova opção de benefício ao torcedor da Dupla. Ganha desconto quem acessar o aplicativo Easy Taxi.

03socio

Inter consegue atrair mais sócios do que o rival na atual temporada (Agência RBS)

Bookmark and Share

Torcedor é punido por urinar em viatura da BM no Beira-Rio

04 de maio de 2015 0

O Juizado do Torcedor atendeu a sete ocorrências no domingo passado, no Beira-Rio, em um clássico acompanhado por 41.790 espectadores. As audiências foram presididas pelo Juiz de Direito Marco Aurélio Martins Xavier no estádio, no mesmo dia do clássico. Nem todos os arruaceiros foram punidos.

 1) Três foram acusados de depredar cadeiras. Um aceitou pagar R$ 400 pelo dano e ainda ficará três meses longe de um estádio de futebol. Em dia de jogo, na Arena, o vândalo precisará passar numa DP da Capital.

2) Os dois outros já estão proibidos de assistir aos jogos do Grêmio, mas, segundo o Juizado, a dupla “tem audiência agendada para que seja feita análise das imagens das câmeras de segurança do estádio. O Sport Club Internacional foi intimado como parte interessada no processo.”

3) Um torcedor foi pego urinando em uma viatura da Brigada Militar. Vai prestar serviços a uma unidade da BM pelo período de 18h.

4) O gremista que provocou a torcida adversária foi penalizado com o afastamento de cinco jogos do Grêmio.

5) Dois torcedores se envolveram em brigas com seguranças. Segundo o Juizado do Torcedor, “em ambos os casos, foram solicitadas as imagens das câmeras de segurança do estádio. As vítimas foram encaminhadas para realizar exame de lesões corporais e as audiências foram agendadas.”

05beira

Vândalos gremistas quebraram cadeiras no estádio do Inter (Agência RBS)

Bookmark and Share

Valdívia vale milhões de euros

04 de maio de 2015 2

Em 45 minutos, na Arena, no último domingo de abril de 2015, Valdívia, 20 anos, ganhou a titularidade. Não foi o melhor em campo. Obrigou Marcelo Grohe, 28 anos, a ser o destaque.

No Beira-Rio, nos 90 minutos, no final de semana que abriu maio, superou o goleiro em menos de 15 minutos.
Criou o primeiro gol. Fez o segundo, o decisivo, o do alívio. Passou como um furacão pelo meio-campo e pela zaga gremista. 

Deixou o clássico como o grande nome da partida, o mais valorizado atleta do Inter, a revelação dos cinco primeiros meses do ano e como o grande jogador do Gauchão 2015.

Quando o torcedor colorado mirar a faixa regional de 2015, verá as estampas de Diego Aguirre e de Valdívia em primeiro lugar.

Se Valdívia confirmar o seu futebol – e acho que vai, no Brasileirão e na Copa Libertadores –, o Inter terá mais uma fortuna nas mãos. Valdívia valerá milhões de euros. Mais do que os milhões que vale agora. 

04valdivia

Valdívia (com Matias Rodríguez) participou de um gol, fez o outro e festejou o título (Agência RBS)

Bookmark and Share

Ninguém tem coragem de contrariar Felipão no Grêmio

03 de maio de 2015 3

Felipão perdeu a vaga na Copa Libertadores da América 2015 no ano passado. Foi batido no Gauchão. Falhou em duas competições nos últimos cinco meses.

Toda a culpa não pode pesar só nos ombros do treinador, como aconteceu na Copa do Mundo – no Mundial parece que só Felipão trabalhou, que ninguém esteve ao seu lado. É preciso distribuí-la entre a frágil direção e o carente grupo.

O primeiro passo é repensar a comissão técnica, quase uma ação entre amigos.

O segundo é contratar, contratar e contratar.

É claro que o departamento de futebol observou todos os campeonatos regionais e tem uma lista dos destaque nos computadores do clube.

É óbvio que o presidente Romildo precisa pedir explicações ao técnico Felipão, ao departamento de futebol e aos médicos. Deixar Walace na reserva de Fellipe Bastos, contratar Braian Rodríguez, entregar a camisa 10 ao canhoto Douglas? Só mesmo um ousado Felipão.

É lógico que Felipão manda no futebol.

Assim, é quase certo que tudo ficará como está, fora as contratações.

04banco

Dois gols em 12 minutos abaterem o time em campo, a comissão técnica e os reservas (Agência RBS)

 

Bookmark and Share

Inter liquida Grêmio em 12 minutos

03 de maio de 2015 2

A certeza do título colorado apareceu na Arena sete dias atrás. Quando Diego Aguirre acertou o time, no intervalo, depois de sacar Nico Freitas e chamar Valdívia, o gol parecia mais vivo do que nunca.

O Inter encontrou a receita do título na casa do adversário, apesar do empate. Bastava repetir a equipe mais ofensiva. O técnico nem pensou. Chamou os mesmos 11 no clássico do Beira-Rio. Ganhou até com alguma facilidade, sem estresse, sem sofrimento.

O Inter manteve a hegemonia regional. Alcançou o pentacampeonato, algo raro no futebol mundial.

O gol surgiu naturalmente no segundo clássico, o decisivo, no Beira-Rio. Em 12 minutos, entre os seis e os 18 minutos, um avassalador Inter fez 2 a 0, obras de Nilma e Valdívia. Tonteou o adversário, que errava na defesa e no meio-campo, perdia-se no passe, entregava a bola ao Inter.

A velocidade colorada tonteou os desligados gremistas, ajudado pelos incríveis erros de Matías Rodríguez e Fellipe Bastos, que conseguiu receber um cartão amarelo aos quatro minutos. O terceiro só não nasceu por detalhe.

O Grêmio jamais se ergueu, mostrou reação, apesar do gol de Giuliano aos 47 minutos. Começou a marcar melhor com Wallace, o melhor gremista em campo, mas faltou ataque. Não se vence só com defensores.

O Grêmio não exibiu time para buscar uma reação. Nem no banco tinha munição. Quando olhou para os reservas, não encontrou um só atacante experiente. Entregou-se, sem pressão, sem sustos. 

No Gauchão, com reservas ou titulares, o Inter sempre foi superior ao rival. No Gre-Nal, em 180 minutos, não foi diferente.

Ganhou.

02inter

Pentacampeão: a festa uniu jogadores e torcedores no Beira-Rio (Agência RBS)

Bookmark and Share

Copa Sul-Minas precisa de um bom patrocinador

02 de maio de 2015 0

Ligado à CBF, Conmebol, Concacaf e Fifa, o empresário José Lazaro, que negocia transmissões de futebol com emissoras de TV da América Latina, África e Europa, mostrou interesse em promover a Copa Sul-Minas, caso Grêmio, Inter, Cruzeiro e Atlético-MG participem do torneio.

Mas ainda não exibiu uma proposta oficial às federações gaúcha, catarinense e mineira e nem contatou a CBF. As conversas não avançaram desde o começo da temporada. 

O torneio seria disputado a partir de fevereiro do ano que vem e em meio aos campeonatos estaduais, Copa do Brasil e Copa Libertadores da América.

Grêmio e Inter dificilmente deixariam a Arena e o Beira-Rio em busca da estrada da Copa Sul-Minas com menos de R$ 4 milhões no bolso de cada um.

Por 13 semanas de futebol, o Gauchão oferece à Dupla quase R$ 12 milhões.

02avai

Inter e Avaí, Copa Sul-Minas de 2000. Rodrigão festeja o seu gol (D), no Beira-Rio (Agência RBS/BD)

 

 

Bookmark and Share

Piffero repete discurso antigo contra árbitros gaúchos

01 de maio de 2015 7

Quando toda a concentração está em campo, nos técnicos e nos jogadores, na beleza que a é a torcida mista do Gre-Nal 406, o presidente do Inter, Vitorio Piffero, abriu os microfones nesta sexta-feira para ensaiar um discurso antigo, superado, do futebol de anteontem. Criticou Grêmio, Felipão e imprensa. Viu até um movimento organizado contra contra o Inter. Direito ele tem, não há problema em falar. Ele pode e deve.

A questão é o tom do discurso, que não ajuda em nada, não melhora o clássico.

–A gente discutir intriga nessa semana, eu não posso aceitar. Parece que eu vejo o meu coirmão no sétimo céu. Lá não acontece nada. O técnico do Grêmio xingou o nosso jogador. Eu estava sentado lá no camarote que o Grêmio gentilmente nos cedeu e vi depois no vídeo teipe. Tentativa de condicionamento está acontecendo desde o outro Gre-Nal, há outra tentativa agora.

Ele falou mais e mais forte:

– Isso é coisa antiga. Condicionar arbitragem, jogador, isso não existe. Que tipo de Gre-Nal vocês querem? Que ganhe o melhor. Vamos parar de tititi, de intriga. Homens velhos, de experiência, fazendo isso? Se eles acham que vão ganhar na marra, não vai ganhar na marra.

Piffero repetiu Romildo Bolzan Jr., presidente do Grêmio, e César Pacheco, diretor de futebol gremista, ao atacar a arbitragem gaúcha.

As palavras não fizeram sentido algum. Deixaram os dirigentes no ar. Ao contrário de ajudar, atrapalham. 

01piffero

O presidente Piffero está preocupado com a arbitragem (Agência RBS/BD)

Bookmark and Share

Programe-se: o sábado do futebol da TV

01 de maio de 2015 0

  O cardápio do futebol na TV, sábado, 2 de maio de 2015

7h30 – Campeonato Russo: Spartak Moscou x Zenit; ESPN Brasil

8h15 – Campeonato Inglês (2ª divisão): Derby County x Reading; ESPN Internacional

8h45 – Campeonato Inglês: Leicester x Newcastle; ESPN+

10h30 – Campeonato Alemão: Wolfsburg x Hannover; ESPN Internacional

11 horas – Campeonato Inglês: Liverpool x Queen’s Park Rangers;

02couto

Philippe Coutinho, estrela brasileira do Liverpool (Paul Ellis/AFP/BD)

11 horas – Campeonato Italiano: Sunderland x Southampton; FOX Sports

12 horas – Campeonato Francês: Lyon x Evian; SporTV

13 horas – Campeonato Italiano: Sampdoria x Juventus; FOX Sports

13h30 – Campeonato Inglês: Manchester United x West Bromwich; ESPN Internacional

14 horas – Campeonato Português: Gil Vicente x Benfica; SporTV

15 horas – Campeonato Espanhol: Sevilla x Real Madrid; ESPN Brasil

15h45 – Campeonato Italiano: Sassuolo x Palermo; FOX Sports

16h15 – Campeonato Português: Sporting x Nacional; SporTV

17 horas – Campeonato Espanhol: La Coruña x Villarreal; ESPN Brasil

19h30 – Amistoso de futebol: Icasa x Flamengo; SporTV

20 horas – Amistoso internacional: Orlando City x Ponte Preta; BandSports

 

Bookmark and Share

Inter está frustrado com desempenho do ex-gremista Anderson

01 de maio de 2015 0

A direção colorada está decepcionada com o canhoto Anderson.

O ex-jogador do Manchester United, que estreou em fevereiro, completou 27 anos no mês passado e disputou 14 jogos no Inter, ainda não conseguiu fazer uma grande apresentação – uma só.

Não é titular e nem uma das primeiras opções de Diego Aguirre, que não achou o seu lugar ideal em campo.

No Beira-Rio, três meses depois da sua chegada, ainda se discute se ele é meia ou volante.

Nas contas da direção, Anderson não só seria titular em abril, como um dos destaques da equipe e uma das estrelas da Copa Libertadores da América.

A frustração é grande. Muitos, porém, defendem o jogador. Acham que ele precisa de mais um tempo, já que  viveu quase 10 anos na Europa.

30anderson

O grande futebol de Anderson ainda não desembarcou no Beira-Rio (Agência RBS/BD)

Bookmark and Share

Começa o veto da Fifa sobre fundos e investidores do futebol

30 de abril de 2015 0

Por ordem da Fifa, o veto da participação de fundos, investidores e empresas em contratos de atletas de futebol entra em vigor nesta sexta-feira, 1º de maio, em todo o mundo.

A partir de agora as 209 federações associadas à Fifa fiscalizarão os clubes.

Os compromissos atuais com os atletas, acertados entre janeiro e abril deste ano, permanecerão válidos, mas não podem mais ser renovados. A decisão afetará contratos avaliados em R$ 3 bilhões em todo o mundo.

O Inter precisará repensar sua relação com o investidor Delcir Sonda, que tem o chileno Aránguiz no clube, entre outros jogadores.

 

Segundo a Fifa, fundos e empresas retiraram dos clubes o controle sobre o seu grupo de atletas.

O Brasil – e a América do Sul inteira, ao lado de Portugal e Espanha – é contra a medida.

O dinheiro que inflacionou o futebol brasileiro antes e depois da Copa do Mundo veio de fundos, de empresas e de patrocinadores.

30sonda

O empresário Delcir Sonda tem jogadores no Inter (Agência RBS/BD)

.

Bookmark and Share

A solidão do número 9 Braian Rodríguez na Arena

30 de abril de 2015 2

A ausência de gols, um em 11 partidas entre o Gauchão e a Copa do Brasil, deixou Braian Rodríguez, 28 anos, abatido. O centroavante está triste. Tenso.

A bola não entra, seja com os pés ou a cabeça. Esforço não falta. 

Os companheiros tentam ajudá-lo. Os conselhos são diários. Os mais próximos, que falam seu idioma – os outros dois Rodríguez, Matías e Cristian –, o apoiam. O equatoriano Erazo está sempre perto.

Felipão dá força. Busca o diálogo. Diz que o gol vai nascer na hora certa. 

O Gre-Nal será decisivo. Pode salvar seu futuro no clube. Mas, marcando ou não, o Grêmio buscará outro atacante nas próximas semanas. Quem vai mal no Gauchão, não joga o Brasileirão, não empolga

 Número 9 de boa cepa vive da média de gol, nunca de gols solitários. 

30braian

Braian Rodríguez: um gol em 11 jogos entre Gauchão e Copa do Brasil (Agência RBS/BD)

Bookmark and Share

Sócios-torcedores: a diferença entre Inter e Grêmio

30 de abril de 2015 0

Conheça os cinco clubes brasileiros com maior número de sócios-torcedores, segundo os números publicados na terça-feira passada, no Rio de Janeiro.

1º) Inter          130.134
2º) Palmeiras    118.108
3º) Corinthians 98.162
4º) Grêmio     82.446
5º) Cruzeiro      69.685

Na luta particular entre a dupla Gre-Nal, a vantagem colorada é de 47.688 torcedores no final do quarto mês de 2015.

Bookmark and Share

Gre-Nal: O perigo não está na Arena ou no Beira-Rio

29 de abril de 2015 1

Com 46.909 espectadores, fãs de duas cores e uma torcida mista (elogiada por todos), o Gre-Nal da Arena, no domingo passado, ofereceu um panorama dos clássicos envolvendo os times mais populares do Estado e fugiu da realidade do país.

Os focos de violência não estão mais no interior da Arena e do Beira-Rio como em anos passados.

As praças de esporte padrão Fifa são vigiadas por dezenas de câmeras, centenas de seguranças e soldados da BM.

O torcedor (torcedor?) disposto ao conflito sabe que é vigiado o tempo inteiro. Será detido e preso, caso cruze a linha do racional.
O problema está concentrado longe dos estádios, quando os vândalos buscam ou deixam a Capital.

O perigo vive nas paradas e no interior dos ônibus e no trensurb, especialmente nas estações da Região Metropolitana.
O que a BM mais teme é o encontro de torcidas organizadas rivais em estações de trem.

30dupla

A torcida mista é a melhor prova de que o clássico gaúcho pode ser um jogo civilizado fora de campo (Agência RBS/BD)

 

Bookmark and Share

Ranking dos sócios: Palmeiras aproxima-se perigosamente do Inter

29 de abril de 2015 14

Caso o Palmeiras conquiste o Paulistão, no domingo, e faça um bom Brasileirão, que começa no mês que vem, poderá superar o Inter em número de sócios- torcedores até o final do ano, segundo a otimista direção do clube.

O Inter tem 130.134 associados.
O Palmeiras conta com 118.040.

Só na semana passada, o clube paulista conquistou 5.097 adesões.

A boa campanha do time na temporada está mobilizando torcedores em todo o Brasil.

29dupla

Zé Roberto e Dudu, reforços do Palmeiras (Divulgação/Palmeiras)

 

Bookmark and Share

Vuaden não sentirá a pressão do Gre-Nal

28 de abril de 2015 2

A confiança em Leandro Vuaden, 39 anos, é tão grande que a Federação Gaúcha de Futebol não organizou qualquer programação especial antes do terceiro e decisivo Gre-Nal do Gauchão. Entende que o árbtro está acostumado a apitar partidas importantes no Brasil e no Exterior. Não sentirá a pressão.

Árbitro Fifa e com experiência internacional, desde 2006 envolvido em clássicos, Vuaden, natural de Roca Sales, se apresentará sábado, às 18h, em um hotel da Capital.

Só na concentração, ao lado dos quatro auxiliares, é que apresentará seu plano de jogo.

29vuaden

Leandro Vuaden é um dos árbitros mais experientes do Brasil (Agência RBS/BD)

Bookmark and Share

Conheça a taça que Rhodolfo ou D'Alessandro erguerão depois do Gre-Nal

28 de abril de 2015 2

Capitães da dupla Gre-Nal, Rhodolfo e D’Alessandro, um deles, precisará de ajuda dos colegas para erguer o troféu destinado ao campeão do Estado, domingo, no gramado do Beira-Rio, depois do Gre-Nal.

Toda montada em inox, a taça pesa 28 quilos e mede 1m23cm.

O troféu é oferecido pela FGF, mas ainda não está pronto. Será entregue na sede da entidade, na Capital, na tarde da próxima sexta-feira.

Abaixo  uma imagem do protótipo da taça, mas sem as bandeirinhas dos 16 clubes integrantes da atual edição do Gauchão e a placa na qual será escrito o nome do campeão regional de 2015.

29taca1

Bookmark and Share

Com quase 47 mil torcedores, Gre-Nal teve três ocorrências na Arena

28 de abril de 2015 3

No Gre-Nal de 46.909 torcedores, domingo passado, na Arena, o Juizado do Torcedor detectou três ocorrências. Puniu dois infratores no mesmo dia depois das audiências presididas pelo Juiz de Direito Marco Aurélio Martins Xavier. O terceiro ficou para o mês que vem,

1) Um torcedor foi enganado ao comprar um ingresso de uma outra pessoa, fora da bilheteria.
O vendedor condenado deverá prestar serviços comunitários por 60 horas em um centro infantil de Porto Alegre.

2) Um gremista atirou uma lata de cerveja num ônibus que transportava colorados.
O agressor deverá comparecer a uma delegacia de polícia nas próximas três partidas do Grêmio.

3) Um torcedor incentivou outras pessoas a ofender uma jovem colorada que circulava no meio da torcida adversária.
O torcedor, que não tinha direito à transação penal, será ouvido em uma audiência no dia 20 do mês que vem.

28grenal

Juntos, gremistas e colorados sobem uma das rampas da Arena em dia de Gre-Nal (Agência RBS)

.

Bookmark and Share

Federação dá nota 9 ao árbitro do Gre-Nal

27 de abril de 2015 10

A Federação Gaúcha de Futebol (FGF) gostou da arbitragem de Anderson Daronco no Gre-Nal 405 (0 a 0).

Um dos dois árbitros do Estado que levam o escudo da Fifa no lado esquerdo da camisa, Daronco recebeu nota 9 do departamento de árbitros da entidade.

Seu desempenho foi classificado de “excelente” nos bastidores da FGF.

A FGF não comenta. Não deseja polemizar dias antes do novo clássico que definirá o campeão regional de 2015. Não vai aos microfones. Mas ninguém gostou das declarações do diretor de futebol do Grêmio, César Pacheco, depois da partida, na Arena. Muitos sentiram-se ofendidos. 

O dirigente foi uma voz isolada ao criticar a arbitragem de Daronco. Suas colocações foram classificadas como “um discurso ultrapassado”. O dirigente ainda usou números fictícios para criticar o árbitro.

O presidente do Grêmio, Romildo Bolzan Jr., por outro lado, não citou a arbitragem como responsável pelo empate.

27dar

Observado por Rhodolfo, Daronco exibe o cartão vermelho para o zagueiro Geromel (encoberto) depois de fazer falta em Valdívia (D), com D’Alessandro (Agência RBS)

Bookmark and Share

Sem homem-gol, Grêmio sofrerá no Beira-Rio

27 de abril de 2015 11

O Gre-Nal da Arena, com mais de 46 mil pessoas, mostrou que os times são parecidos. O Grêmio controlou o primeiro tempo. O Inter, 11 contra 10, dominou um pouco depois do intervalo.

O problema gremista está concentrado no ataque. Falta homem-gol, com a carência de gols de Braian Rodríguez. Caso meias e volantes não alcancem a área adversária, o gol não sai.

O Inter exibe um ataque com as revelações Sasha e Valdívia e terá o retorno de Lisandro López, mas é guarnecido por uma defesa lenta e sem a melhor confiança do mundo.

Felipão não tem contra-ataque. Nem goleadores na reserva, muito menos no time titular.

Em casa, o Inter costuma propor o jogo. Abre espaços. Felipão mexerá na equipe, pois o jogo é outro, precisará de uma nova estratégia tática. Repetir o time seria um erro. 

Aguirre manterá a que começou o segundo tempo. É o melhor que ele tem, fora correções no meio da zaga. Será um crime não garantir Valdívia entre os 11, ao lado de Sasha e Nilmar.

O Grêmio era favorito na Arena. Não fez gol. Sentiu a expulsão de Geromel.

No Beira-Rio, quase tudo estará o lado do Inter. Aguirre atacará mais. 

27arena

A Arena foi aliada do Grêmio no primeiro Gre-Nal da primeira decisão e o gol não saiu. Domingo que vem, o Beira-Rio estará ao lado Inter. A vantagem é colorada. (Agência RBS)

Bookmark and Share

Inter empata, mas sai da Arena com gosto de derrota

26 de abril de 2015 7

Diego Aguirre errou. Escalou mal. Entrou com um time defensivo e perdeu o controle do jogo no primeiro tempo.

Só não levou gol porque o ataque do Grêmio não existe. Maicon perdeu um gol na frente de Alisson. Concluiu mal. Braian Rodríguez foi totalmente dominado pela defesa colorada. O centroavante tático de Felipão não funcionou outra vez.

O técnico uruguaio corrigiu tudo no intervalo. Sacou o discreto Nico Freitas. Chamou Valdívia, que mudou o cenário da partida.

Com bola grudada no pé, unindo técnica e velocidade, ele quase resolveu a partida. Não fossem duas grandes defesas de Marcelo Grohe, o Grêmio teria perdido a partida, especialmente depois da expulsão de Geromel.

Com 10, o dono da Arena recuou e ofereceu campo ao Inter. Com um a menos, nunca conseguiu organizar um contra-ataque definitivo. O empate serviu ao Grêmio que desde os 17 minutos do segundo atuou com um homem a menos.

O Grêmio gostou do empate. Qualquer resultado igual com gols no Beira-Rio dá o título aos tricolores. É uma vantagem. O 0 a 0 leva aos pênaltis. Mas o vencedor do Gre-Nal, domingo que vem, será campeão.

27valdivia

Valdívia (E) entrou no segundo tempo, foi um dos melhores em campo e mostrou que não pode ficar na reserva  (Agência RBS)

Bookmark and Share

Árbitro invisível de Gre-Nal

26 de abril de 2015 1

O quarto árbitro passa longe dos olhos do público, corre ao lado do gramado, não tem poder de decisão, mas pode influenciar na partida. Conheça um pouco mais sobre ele.

Ele diz:
– Falta.
Ele tem o dever de ajudar e anunciar:
– Impedimento.
Incrível, pode definir em qualquer um dos 90 minutos:
– Pênalti!

O quarto árbitro, o substituto natural do número 1 em caso de lesão ou outro problema qualquer, é um personagem ativo nos 90 minutos. Mas nem sempre consegue ser observado, notado, apontado pelos tensos espectadores, muito mais preocupados com a bola e as estrelas. Nunca desiste, descansa. Caminha pelo lado de fora dos 105 metros por 68 metros do gramado, cuida dos habitantes das duas casamatas, ponto nem sempre fixo dos destemperados treinadores. Controla a rapidez e a morosidade dos gandulas.
Ele pode muito mais.

Como o árbitro principal precisa se concentrar nos 22 artistas do espetáculo, ao lado de dois assistentes, o outro deve garantir, num primeiro momento, a tranquilidade fora do retângulo verde. Na gíria do futebol, ele controla o “alambrado” ou tudo que fica entre o juiz e seu campo de jogo. Mais adiante, entre cadeiras, rampas, túneis e ruas, 450 homens da Brigada Militar vigiam os torcedores, que são policiados ainda por dezenas de seguranças privados.

– Ele é o nosso árbitro invisível. Só aparece quando é muito necessário. Surge em último caso, às vezes pode salvar uma decisão equivocada do árbitro. Sua assistência é valiosa – informa Luiz Fernando Gomes Moreira, diretor do Departamento de Árbitros da Federação Gaúcha de Futebol.

– Nos chamam de anjo da guarda do árbitro – confessa Daniel Aloysius Soder, eleito pela comissão de Moreira como quarto árbitro do Gre-Nal 405. Ele fará a sua estreia
em clássicos.

Conectado por um rádio transmissor, o quinteto de arbitragem faz um trabalho conjunto, um ajuda o outro, a confiança é grande, mas o árbitro principal tem o poder de aceitar ou não a indicação dos seus companheiros. É o que manda.
– No Gre-Nal, o quarto árbitro terá uma função especial. Não vai atender somente a área dos técnicos ou conferir os nomes dos jogadores, numeração, uniforme, essas coisas burocráticas.

26arbitro

Entre Abel Braga, Enderson Moreira e o assistente da social da Arena, no ano passado, o quarto árbitro acompanha o jogo ao lado do gramado (Agência RBS/BD)

 

Moreira explica as funções:

– Vai ajudar mais, postar-se atrás das goleiras em escanteios e cobranças de faltas e até ocupar o espaço da lateral, quando o bandeirinha estiver do outro lado. Pode avisar sobre irregularidades. Mas, atenção, quem define o lance, sopra o apito, é o arbitro. Só ele (Anderson Daronco neste domingo) pode marcar e confirmar o pênalti. É o que manda no jogo e tem o poder de aceitar ou não a sugestão. Os outros apenas o auxiliam.

– Eu tenho que passar despercebido na partida, quanto mais invisível melhor. Sei que tenho amigos torcendo por mim, mas espero que eles não me vejam na Arena. Desejo um bom futebol e uma boa arbitragem, nada mais do que isso – esquiva-se Soder.

Moreira instruiu Soder que, por sua vez, combinará a estratégia de jogo com Daronco no hotel da Capital que serve de concentração para os cinco árbitros antes da primeira final do Gauchão.
Soder diz:

– Quando apito, deixo o rádio comunicador ligado, quero ouvir o que os meus colegas dizem. Mas nem todos pensam como eu. Tudo depende da decisão de cada árbitro de ouvir mais ou menos os seus auxiliares.

A prepotência de Felipão na beira do gramado não o assusta, nem o perturba. Gaúcho de Santa Cruz do Sul, que vive em Venâncio Aires e começou na arbitragem aos 18 anos, Soder,
35 anos e 1m83cm, foi moldado no duro futebol amador nos Vales do Taquari e do Rio Pardo. Era o juiz num sábado quente de fevereiro passado quando Felipão abandonou a partida contra o Veranópolis antes do final, na Arena. Os dois nunca tiveram contato, nunca conversaram.

– Sou uma pessoa humilde do interior e educado. Trato todo mundo bem e com respeito.
– Caso contrário?
– Eu comunico o Daronco e ele decide como agir.

 

Bookmark and Share

A Libertadores não sai da cabeça do Inter

25 de abril de 2015 3

O torcedor pede. O dirigente insiste. O técnico ordena.

Mas os jogadores brasileiros não conseguem se concentrar em duas competições ao mesmo tempo. Pisam no freio. Escolhem uma, sempre a maior. No caso do Inter, a Copa Libertadores da América supera o Gauchão. O problema é cultural.

No ano passado, o Grêmio agiu assim. Escolheu a Libertadores, desdenhou o Campeonato Gaúcho. A opção não é regional, é nacional. Grandes clubes do centro do Brasil agem da mesma maneira.

Diego Aguirre não usará os melhores jogadores nos dois clássicos. Talvez concentre força máxima no primeiro, que pode afetar o segundo. O Inter terá uma semana inteira de trabalho antes do novo Gre-Nal e do Atlético-MG.

Ao contrário de Felipão, que vê o Gauchão como um Mundial e anunciou o time depois do treino, na sexta-feira, Aguirre ficou na retranca. Não liberou o nome dos titulares. Ele tem dois times, pode ousar ou não. Testou mais de 30 jogadores em pouco mais de quatro meses.

Não oferece pistas. O time colorado será uma surpresa, talvez até para os jogadores.

25aguirre

Diego Aguirre, técnico do Inter (Agência RBS/BD)

Bookmark and Share