Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "Grêmio"

A hora de Bolaños no Grêmio

09 de fevereiro de 2017 0

23023581

Renato Portaluppi não fez falta em Brasília. Jogando com um time reserva.o Grêmio,no 4-1-4-1, adotou um esquema defensivo que tentaria jogar no contra-ataque. A estratégia de se defender quase deu certo, não fosse um vacilo de marcação que possibilitou que Diego armasse a jogada que resultou no primeiro gol do Flamengo. No segundo tempo, em desvantagem no marcador, o auxiliar Alexandre Mendes fez certo ao tirar Michel, colocar Jael mais à frente e recuar Bolaños para a linha de armação.

A partir dessa troca, o time equilibrou o jogo, criou algumas chances, poderia ter empatado com Cortez, mas vacilou novamente. E numa falha no jogo aéreo defensivo acabou sofrendo o segundo gol e não teve mais nada o que fazer.

Além das boas atuações de Cortez e Arthur, a movimentação de Bolaños no segundo tempo foi o grande destaque gremista. O equatoriano comandou o time e mostrou que é o substituto natural de Douglas. Antes de sair desesperado ao mercado em busca de um novo camisa dez, o Grêmio precisa dar tempo e sequência a Bolaños. Afinal,não era nessa posição que ele disse que gostaria de atuar? Por uma fatalidade, a oportunidade chegou e agora é a hora de Bolaños. Essa é uma aposta que dá para acreditar.

As três opções para a vaga de Walace

31 de janeiro de 2017 0

22834962

Achar um substituto para Walace essa passa a ser a missão do Grêmio a partir da sadia do volante para o Hamburgo. E quando falo Grêmio, incluo direção e comissão técnica. Pois, caso trabalhem juntos, treinador e dirigentes podem descobrir alguém no mercado com as mesmas características. Ms isso é complicado e custa caro.

Caso isso não ocorra, o passo seguinte é testar além que esteja no plantel. Entre as opões estão Jaílson, Kaio e Michel. E põe ter mais uma alternativa: o garoto Khevin, que recentemente disputou a Copa São Paulo. Dos quatro, Kevin tem características parecidas com a do antigo titular. Jailson é o mais qualificado,porém, assim como Michel, não é tão marcador quanto Walace. E Kaio marca bastante, mas ainda não tem tanta naturalidade para avançar.

E a terceira opção é mudar esquema. Desfazer a linha de dois volantes à frente da zaga e desenhar o time com outro posicionamento, mais de acordo com a característica do novo titular. Renato pode fazer algo que Roger tentou quando perdeu Giuliano: um time com três volantes. Isso não seria necessariamente um esquema defensivo. Pelo contrário, pode ser até mais ofensivo que atual. Pois teria um volante mais fico e marcador atuando junto aos zagueiros e dois mais soltos, fazendo o trabalho nas duas intermediérias.

As indicações de Renato

19 de janeiro de 2017 0

22781268

Quando se falou que o Grêmio iria atrás de um “fazedor de gols”, a torcida sonhou com a volta de Barcos, André Lima ou Marcelo Moreno. Cogitou Emerson Sheik e, alguns exageradas, acharam que era hora de buscar Lucas Pratto. Mas essas pretensões sempre foram barradas por um discurso pé no chão da direção que avisou desde o começo que não faria loucura. E não fez mesmo.

Depois de buscar uma alternativa barata no mercado estrangeiro, a opção foi simplificar e trazer Jael, um atacante que não chega a empolgar, mas que é uma indicação do técnico Renato. Jael é menor que Barcos e Marcelo Moreno, mas é maior ou igual a Gabriel Fernández e Angelo Rodriguez, nomes que estiverem bem perto de serem contratados.

Renato está feliz. Mas eu não sei se a torcida também está. Afinal, em ano de Libertadores, se esperava um nome de maior qualidade. Mas a ideia é apenas trazer um jogador com uma característica diferente de Luan, pois time está montado e não precisa de mudanças. Mas talvez precise de mais qualidade e melhores alternativas que Jael, Fernandinho e Leo Moura, três jogadores que foram indicados por Renato.

Os dois alvos do Grêmio

17 de janeiro de 2017 0

22763962

Beto Silva 20 anos, e Angelo Rodriguez, 27, estão muito perto de serem anunciados pelo Grêmio. Eles são os dois reforços que faltam para fechar o grupo e preencher as vagas do “fazedor de gol” que o tricolor promete e procura desde o final da Copa do Brasil.

Beto Silva me impressionou. É jovem. rápido, habilidoso e pode jogar tanto pelo lado, como pelo meio. Foi revelado pelo Sporting Cristal em 2015 e foi imediatamente para o PSV.No time holandês fez uma adaptação notem sub-21 e no último final de semana já fez parte do banco de reservas do time principal. Mesmo sem atuar como titulo na Holanda, Beto faz parte da seleção peruana, onde é tratado com muita atenção pelo técnico Ricardo Gareca. No Peru, mesmo com características diferentes,é apontado como sucessor de Paolo Guerrero.

Já Ângelo Rodriguez é um jogador bem diferente. É mais velho e já bastante rodado. Perambulou por vários times colombianos e somente na última temporada, quando jogou no Envigado e, depois, no Tolima, conseguiu um bom desempenho, chegando a 14 gols no total. É o típico camisa nove. Joga centralizado e e perto da grande área. Mas mesmo vivendo seu melhor momento, os números de Ângelo Rodriguez não são animadores.

Os dois têm poucos gols na carreira. A diferença é que Beto Silva está começando. É uma promessa eu o Grêmio descobriu. Já, Angelo Rodriguez, mais experiente, não entusiasma tanto. Demorou para explodir e por isso é visto com desconfiança, lembrando um pouco Braian Rodriguez, que passou por aqui sem deixar saudades.

 

O Grêmio não pode reclamar da parceria

22 de dezembro de 2016 0

22340625

Grêmio e Atlético Mineiro não podem reclamar da sorte. Entre os brasileiros, foram os que se deram bem no sorteio dos grupos da Libertadores 2017. Situação inversa a de Atletico PR e Botafogo que pegaram adversários difíceis na Segunda Fase Classificatória e terão que decidir fora diante de Milionários-COL e Colo Colo-CHI, respectivamente.

Na fase de grupos, a Chapecoense, também pelo fato de estar em remontagem, tem uma parada complicada no Grupo 7 tendo Nacional-URU e Lanús-ARG como adversários mais fortes e possivelmente o caminho mais perigoso. O Palmeiras, campeão brasileiro, está mais tranquilo. Precisa se preocupar apenas com o Peñarol-URU. O Santos tem uma situação semelhante, pois somente o Independiente Santa Fé-COL pode surpreender.

Já o Flamengo vai precisar ter um pouco mais de atenção pois disputa as duas vagas com o San Lorenzo-ARG e Universidade Católica-CHI. E essa situação inicial pode se complicar um pouco mais para Santos , Flamengo e Palmeiras que ainda esperam a definição do último integrante das suas chaves que sairá da seletiva que começará no início de janeiro.

Na teoria, Atlético Mineiro e Grêmio estão com a vida mais tranquila. O Galo pega Libertad-PAR, Godoy Cruz-ARG e Sport Boys-PER e deve passar sem sustos. Mesma situação que se projeta para o Grêmio, integrante do grupo 8 ao lado de Zamora-VEN, Guarany-PAR e Deportes Iquique-CHI. A única ameaça ao tricolor é o Guarany que tem como característica revelar jovens talentos, mas manter-se com veteranos, como por exemplo o atacante Rodrigo Lopez e o zagueiro Cáceres.

Mesmo que os paraguaios tenham surpreendido e eliminado o Corinthians de Tite em 2015, o Grêmio,com o que tem em casa, é favorito ao primeiro lugar do grupo. E depois… bem, depois se faz uma nova projeção. Pois o regulamento mudou e, a partir do próximo ano, não tem mais o emparelhamento de acordo com a campanha na fase de grupos. Os confrontos, a partir das oitavas de final, serão definidos através de sorteios tomara que a sorte continue ao lado do Grêmio.

De quantos reforços o Grêmio precisa?

19 de dezembro de 2016 0

22287370

O Grêmio renovou o contrato do técnico Renato Portaluppi, mas ainda precisa definir o nome do novo vice de futebol. Depois disso, terá condições de partir em busca dos reforços para a temporada de 2017.

Antes mesmo de divulgar o novo comando do futebol, a direção gremista já comenta sobre as necessidades e carências do elenco. Um “fazedor de gols” é a prioridade. Não que Luan deixe a desejar, muito pelo contrário, mas Renato, quando chegou, disse que gostaria de ter um nove de referência. Tentou com Henrique Almeida e abandonou a ideia. Agora, de olho no mercado, o Grêmio tem condições de buscar uma outra alternativa.

Além de um atacante, o Grêmio precisa de laterais. Um para a reserva de Edílson e outro para disputar a posição com Marcelo Oliveira. Mesmo que o titular do lado esquerdo tenha rendido melhor nos últimos jogos da atual temporada, o desempenho, na maior parte do ano, ficou abaixo do esperado.

Outra mercadoria que a direção precisa encontrar no mercado é um meia de armação que sirva como complemento para Douglas. Não alguém para jogar junto ou disputar posição,mas um jogador que sirva de alternativa para eventuais ausências do camisa dez.

Everton e Pedro Rocha terminaram o ano em alta. Mas pensar num atacante que jogue pelo lado também é uma boa ideia. Fernandinho pode voltar. Mas ele não é solução. Não foi aqui, nem no Flamengo. O Grêmio precisa de alguém mais experiente e eficiente. Caso não o encontre, é melhor seguir apostando nos garotos.

O momento é do Grêmio

03 de novembro de 2016 0

21551678

O Atlético Mineiro tem mais time e mais plantel, mas o momento é do Grêmio. Renato Portaluppi ajustou o time. Melhorou a base deixada por Roger. Manteve a posse de bola, mas acrescentou mais espirito de luta. Tornou o time mais objetivo no ataque e mais seguro na defesa. Douglas cresceu de rendimento. Luan não é a única sadia. Ramiro conseguiu preencher o espaço deixado por Giuliano.

Mas o grande mérito de Renato é ter consertado o sistema defensivo. E os números comprova: em doze jogos, o Grêmio de Renato sofreu apenas cinco gols. Kannemann é uma afirmação. Não é nenhum De León, mas trouxe eficiência a um setor que era um problema. O argentino está jogando por si e por Marcelo Oliveira, amaldiçoado nos tempos de Roger Machado.

Por todos esses detalhes, o intervalo de três semanas até o primeiro jogo da final da Copa do Brasil é prejudicial ao Grêmio. Se a decisão começasse já na próxima semana, o Grêmio estaria em vantagem, pois está melhor equilibrado e vive seu melhor momento na temporada. Já o Galo vive muito mais de suas individualidades do que de sua coletividade. Não dá pra desprezar um time que tem Robinho e Lucas Pratto no ataque, mas dá pra tirar proveito de um time desequilibrado e que erra muito na defesa.

Foco na Copa do Brasil

17 de outubro de 2016 0

21346950 (1)

Ao escalar um time reserva contra Santos, Renato Portaluppi correu um grande risco na Vila Belmiro. Pois,além de entrar comum time teoricamente mais frágil, o treinador mostrou que a prioridade gremista é a Copa do Brasil. Mas o plano de Renato deu certo. Os reservas foram bem e conseguiram um empate o que, pelo histórico tricolor na Vila Belmiro, é um resultado que merece ser elogiado.

Na tabela do Brasileiro, o Grêmio é oitavo, pode cair para nono, mas segue na briga por uma vaga no G6. Mas o mais importante é passar pelo Palmeiras quarta-feira e avançar na busca do título da Copa do Brasil. Em resumo, o Grêmio tem dois caminhos para chega a Libertadores 2017. Mas em termos de título só dá pra apostar na Copa do Brasil.

Mas mesmo que o objetivo imediato seja o jogo com o Palmeiras, o descanso dado ao grupo no Brasileiro serve também como garantia de grupo completo para o Gre-Nal de domingo. Afinal, o rebaixamento do Inter é outro fato que continua no foco tricolor.

Grêmio ganha uma nova chance

03 de outubro de 2016 0

21118615

O Grêmio decepcionou sábado contra o Cruzeiro. Não foi nem sombra do time que derrotou o Palmeiras pela Copa do Brasil. Faltou energia, faltou qualidade e faltou organização. Não fosse a boa atuação de Bruno Grassi, polar seria muito maior. O Grêmio jogou mal e mais uma vez não conseguiu vencer como visitante.

E quarta, em Salvador,com as voltas de Grohe, Edílson e Walace, mas sem Luan, precisará se recuperar contra o Vitória que foi a Chapecó e passou o trator na Chapecoense. Algo que ninguém esperava, mas que o time de Argel conseguiu. E o Grêmio quando surpreenderá a torcida com uma vitoria fora de casa?

A única boa noticia gremista no final de semana foi a decisão da Conmebol que deu mais duas vagas para os times brasileiros na Libertadores. Mas o Grêmio precisa se ajudar. O título deixou de ser uma possibilidade há muito tempo. O G-4 complicou. Mas agora o G-6 é uma nova realidade e muito possível de ser alcançada.Fica fora da próxima Libertadores será prova de incompetência.

As viúvas do Roger pararam de chorar

29 de setembro de 2016 0
21118579

Grêmio venceu o Palmeiras pela Copa do Brasil (Foto: Fernando Gomes / Agência RBS)

Com o futebol apresentado pelo Grêmio diante do Palmeiras, as viúvas do Roger Machado (onde estou incluído) pararam de chorar. Pois, pela primeira vez, o time de Renato Portaluppi apresentou um futebol digno do Grêmio.

O treinador teve muitos méritos na formação da equipe, e Ramiro — a principal aposta do treinador — além do belíssimo gol (ouça aqui a narração), foi peça destacada num esquema que enredou o líder do Campeonato Brasileiro.

A atuação foi ótima, mas o resultado não foi perfeito. O gol sofrido no começo do segundo tempo diminuiu a boa vantagem conquistada no primeiro tempo e obriga o Grêmio a ter cuidado redobrado no jogo de volta.

O Grêmio impressionou. Cresceu na hora certa. O sistema defensivo foi bem (principalmente Kannemann) e não correu risco no jogo aéreo. Ramiro e Jaílson se destacam no meio-campo. Pedro Rocha começa a recuperar o seu futebol. E Luan, de volta ao lugar onde gosta de jogar, rendeu mais.

O Grêmio teve muitos acertos, mas agora fica na obrigação de continuar crescendo e vencendo. A próxima missão é vencer o Cruzeiro fora de casa. Uma situação complicada pela qualidade do Cruzeiro (mesmo que a tabela não demonstre isso) e pelo fato do Grêmio, nesse campeonato, ser um péssimo visitante.