Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "Atlético Mineiro"

O Galo contrata e o Grêmio fica chupando o dedo

23 de fevereiro de 2016 2
Bruno Cantini/Atlético MG

Bruno Cantini/Atlético MG

Depois de acertar a contratação de Robinho, o Atlético-MG festeja outra grande contratação. Após reunião de mais de seis horas, a direção anunciou o acerto com Clayton, atacante de 20 anos, do Figueirense. Pelo reforço, o Galo pagará um pouco mais de 3 milhões de euros.

O Atlético comemora a grande contratação, a sexta na temporada, e também o fato de ter superado a concorrência de outros grandes clubes, como Corinthians, Santos, Palmeiras e até o Inter. Mas como ele explica que um clube que tem dinheiro para bancar contestações do peso da de Robinho e Clayton não tenha dinheiro para quitar uma dívida de 1,5 milhões de euros com o Grêmio que existe desde 2012?

Alguma coisa está errada. Pois esse valor, referente a venda do goleiro Vitor, apesar das várias reclamações do Grêmio, ainda está pendente, e o Atlético não demonstra muita preocupação. Aliás, muito, pelo contrário. Pois, recentemente, quando a direção gremista tentou contratar o atacante André, os atleticanos não demonstram boa vontade e vetaram qualquer possibilidade de incluir o jogador que fez um excelente Brasileirão pelo Sport no negócio. No fim, André foi para o Corinthians e o Grêmio teve que buscar outra alternativa.

Eu não sei qual será a solução que o Grêmio vai encontrar. Como já entrou na Justiça, talvez tenha que recorrer à Fifa. O curioso e, ao mesmo tempo contraditório, é que o Grêmio terá que acionar judicialmente o Atlético que é seu parceiro na Primeira Liga, um movimento que luta por futebol melhor, que tenta reorganizar o nosso esporte. Mas como acreditar nisso se nem mesmo os integrantes desse movimento se respeitam? 

INTER JOGA PELA SOBREVIVÊNCIA

13 de outubro de 2015 0

É pouco provável que um time que venceu apenas duas partidas como visitante no atual campeonato vá vencer tudo que tiver pela frente. É pouco provável, mas não impossível. E conquistar seis pontos contra Atlético Mineiro e Flamengo é o desafio do Inter para continuar sonhando com alguma coisa no Brasileirão. Dificilmente o colorado alcançará os seis pontos, mas se conseguir pelo menos superar o Flamengo ainda terá uma esperança. E talvez, por isso, D`Alessandro fique fora da viagem para Belo Horizonte. Os dois jogos são importantes, mas o contra o Flamengo poderá ser um confronto direto na luta por uma vaga na Libertadores.

Foto: Fernando Gomes/Agência RBS

Isso são apenas suposições. A realidade é que o Inter tam nesta quarta-feira, no Independência, um jogo dificílimo contra o Galo e, apesar da necessidade, qualquer ponto conquista merece ser festejado. Sem D´Alessandro, Argel  continua apostando praticamente no mesmo time que derrotou o Sport  na última rodada antes da parada. Ânderson e Lisandro López  seguem entre os titulares s e tendo em Valdívia uma peça fundamental, pois ele deverá atuar na linha de armação, encorpando o meio-campo e acelerando na hora de partir para o ataque. Valdívia que nesta temporada é a grande afirmação colorada. Um jovem que cresceu muito com Diego Aguirre e que , mesmo com a campanha irregular do time na temporada, assumiu um papel de protagonista que outrora era de D`Alessandro.

 

O GRÊMIO PROVOU DO PRÓPRIO VENENO

13 de setembro de 2015 1

A rodada foi do Corinthians. O time de Tite fez a lição de casa ao derrotar o Joinville e viu a vantagem aumentar em relação aos seus seguidores – Atlético Mineiro e Grêmio. O Galo ficou no empate com o Cruzeiro e o Grêmio foi surpreendido e acabou perdendo na Arena para o São Paulo por 2 a 1. Pela campanha dos dois times no Brasileiro, o resultado em Porto Alegre até pode ser uma surpresa, porém, dentro de campo, o que se viu foi um São Paulo muito organizado e um Grêmio que não soube superar a forte marcação do adversário, foi induzido ao erro e, na hora que precisava reagir , transformou-se num time afobado e que não conseguiu exercer a pressão que se esperava na etapa final.

Foto: Felix Zucco/Agência RBS

Dentro da rotina, Juan Carlos Osorio mexeu mais uma vez na escalação e no esquema do São Paulo. Porém, dessa vez, ele acertou a mão. Montou uma esquema compacto, priorizando a marcação e conseguiu quebrar o ritmo do Grêmio. O primeiro foi equilibrado e o São Paulo conseguiu abrir o marcador num contra-ataque. Porém, no segundo tempo, o time paulista foi muito melhor.  A proposta de Osório funcionou melhor e Roger Machado, mesmo fazendo três alterações para aumentar o poderio ofensivo, não conseguiu mudar o panorama do jogo.  E no fim, quando todo time partiu para cima, Rogério, em mais um contra-ataque, fez 2 a 0 e deu o tiro de misericórdia. Éverton ainda descontou para o Grêmio nos acréscimos, mas já era muito tarde. O resultado foi justo. Hoje foi o São Paulo que fez um jogo quase-perfeito e parece que o Grêmio provou do próprio veneno. Pois todas aquelas qualidades positivas que Roger implantou no Grêmio,  foi Osório que conseguiu colocar em prática no jogo da Arena.

 

 

INTER PERDIDO DENTRO E FORA DE CAMPO

05 de julho de 2015 0

A  derrota de 3 a 1 para o Atlético Mineiro, dentro do Beira-Rio, é o reflexo do atual momento do Inter. Se na quarta-feira, diante do Sport, a explicação foi o uso de um time reserva e desentrosado, neste domingo, ninguém consegue entender como um time reforçado com Wiliam, D`Alessandro, Anderson, Lisandro e Dourado tenha jogado tão pouco e tenha se tornado uma presa fácil para o Galo, o mesmo Galo que foi eliminado recentemente pelo colorado na Copa Libertadores.

Foto: Ricardo Duarte/Agência RBS

O Inter despenca na tabela. Está somente três pontos acima da Zona de Rebaixamento. Mas a maior preocupação é como esse time estará daqui a dez dias quando enfrentará o Tigres na semifinal da Libertadores. O Inter parece perdido. A estratégia de Diego Aguirre desmobilizou o time que já não tem mais o encaixe e a pegada que deram certo nas fases anteriores da Libertadores. O Inter é um time de qualidade e a  atual situação dentro do Brasileiro é algo inesperado. Restam somente dois jogos até o confronto com o mexicanos. E  parece que o Inter deitou sobre os louros das vitórias anteriores e perdeu muito tempo. Perdeu tempo para ajeitar o time para a Libertadores e parece que perdeu mais ano na fila para conquistar o título do Brasileiro.

MUITO VIVO

22 de novembro de 2014 0

Parecia que os 38 mil torcedores colorados que foram ao Beira-Rio sairiam frustrados com um empate diante do time reserva do Atlético Mineiro. Mas a sorte sorriu para o Inter no último minuto. Fabrício passou de vilão a herói. O lateral que voltava ao time após cometeu um pênalti infantil no primeiro tempo, mas se redimiu ao marcar o gol de uma vitória fundamental na caminhada rumo à Libertadores da América.  O Inter venceu a segunda seguida no Beira-Rio e continua muito vivo no caminho da classificação.

Foto: Fernando Gomes/Agência RBS

No primeiro tempo, o Inter achou um gol com Rafael Moura, mas foi incapaz de segurar a vantagem. Três minutos depois, numa cobrança de lateral, a zaga falhou e Fabrício fez um pênalti desnecessário. Dodô bateu e igualou. E o Galo ainda teve outro pênalti a seu favor não assinalado por Péricles Cortez. No segundo tempo tempo, o Inter demorou a se encontrar e a pressão não chegou a ser sufocante.  Rafael Moura, o autor do gol colorado, teve três chances para fazer o da vitória, mas não estava com tanta estrela assim.  Coube ao lateral  Fabrício fazer o que os atacantes não conseguiram. Aos 49 veio o gol da vitória. O Inter não fez uma grande partida. Os retornos de Aránguiz e Alex não acrescentaram a qualidade esperada. O Inter sofreu, mas conseguiu.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PROCURA-SE UM DEZ

15 de setembro de 2014 0

Um empate no Independência contra o Atlético Mineiro sempre é um bom resultado.  E dentro dessa ótica, o Grêmio pode se dar satisfeito com o zero a zero deste domingo. Mas tem outros dois aspectos que precisam ser ponderados. Um, a produção do time. O Grêmio fez contra o Galo o mesmo que apresentou diante do Flamengo e do Atlético PR. O detalhe, é que dessa vez faltou o gol. E o outro é que para marcar um gol, o time precisa pelo menos arriscar. E isso, o tricolor não fez. Teve em todo o jogo apenas uma chance – com Giuliano – logo aos três minutos. E foi só.  Dessa vez não teve o gol salvador no finalzinho. Giuliano, mais uma vez, ficou   aquém do esperado e  escancara a necessidade da busca urgente de um homem de criação. Se quiser ir um pouco mais longe no Brasileiro, Felipão precisa mudar a cara do time. Conhecendo as limitações, ele está jogando para não perder. Mas, para voltar a ser o Grêmio de outros tempos, precisa começar a jogar para vencer. E,  para isso, precisa de mais qualidade e opções no grupo de jogadores.Foto: Divulgação Atlético MG

CARINHA NOVA

22 de agosto de 2014 0

A derrota para o São Paulo parece não ter forçado Abel Braga a repensar a maneira do Inter jogar. Sábado, contra o Atlético Mineiro, Rafael Moura está confirmado, assim como o esquema com três armadores , onde um deles será Aránguiz.  O treinador não mudará o desenho do time  apesar da volta de Welington ao meio-campo e da entrada  de  anunciada ” carinha nova”.  Que, na verdade, nem é tão nova assim. Possivelmente seja Alan Patrick que deverá ganhar uma vaga no lugar de Alex, possivelmente retirado do time por preservação.

Foto: Andre Baibich/Agência RBS

Portanto torcedor colorado, não espere um Inter veloz e surpreendente contra o Galo. Não espere Otavinho, Valdívia ou Leandro que, aliás, nem viajou. O time manterá o mesmo ritmo lento, onde a posse de bola é a principal característica. E, por consequência, Rafael Moura, o vilão da quarta-feira, somente por milagre deverá  ter alguém que chegue mais perto e  que consiga melhor o abastecimento do ataque.

ÚLTIMOS CAPÍTULOS

24 de julho de 2014 0

Enquanto Kaká volta e Robinho negocia, Ronaldinho começa a se despedir do futebol competitivo. O jogo de quarta-feira, na final da Recopa Sul-americana, contra o Lanús talvez tenha sido o último pelo Atlético Mineiro. Passada mais uma Copa do Mundo, a segunda em que fica de fora, R-10 não tem mais a relevância que tinha no cenário mundial e nem mesmo na vida do Galo.  Foto: Douglas Magno/AFP

Isso ficou comprovado na decisão de  ontem. Em campo, Ronaldinho pouco produziu e foi substituto na metade do segundo tempo por Luán, quando o empate em 2 a 2 assegurava o título.  Na saída, ele foi aplaudido, mas não ficou no banco com os companheiros, nem olhou para o técnico Levir Culpi. Passou direto para o vestiário. Quis o destino, que enquanto Ronaldinho tomava banho e se perfumava, o Lanús conseguisse surpreender e marcando um gol nos acréscimos e levando a decisão para a prorrogação. E nesse tempo extra, o Atlético mostrou que a saída de Ronaldinho não fez diferença. O time teve força, empenho e coragem e o baixinho Luan, justamente ele, foi o herói do jogo ao participar dos dois lances que resultaram em gols contras dos argentinos.

Ronaldinho já está fora do jogo de domingo contra o Sport. O pretexto é que ele está liberado para participar da despedida de Deco. Até pode ser, mas é bom o Atlético começar a pensar na vida sem Ronaldinho.

 

 

 

SEM EXPLICAÇÃO

18 de dezembro de 2013 0

Imagino o que está passando o torcedor do Galo. Uma derrota dessas , 3 x 1 para o Raja Casablanca, não tem como explicar.  O time marroquino  surpreendeu, mas, acima de tudo, mereceu a vitória sobre um Atlético Mineiro que jogou de uma maneira paranóica, amontoando atacantes, entupindo o meio  e deixando a defesa à deriva.

Foto: banco de dados ZH

Por aqui, os colorados já sentiram na pele uma derrota desse tamanho e, talvez,  o fracasso do Atlético amenize um pouco e sirva de comparação com o que aconteceu em 2910 com o Mazembe.  Já os gremistas  podem ter se dividido para que o Inter continuasse como o único a ser eliminado na semifinal e , ao mesmo tempo, secando Ronaldinho, o eterno desafeto. Mas deixando a questão caseira de lado, o resultado em Marrakesh faz muito mal para o futebol brasileiro que tenta se reerguer. A imensa torcida do Galo não merecia essa vergonha e Cuca, nosso amigo, voltou a vestir a touca de azarado. Algumas coisas só acontecem com o Cuca.

OS LÍDERES EM 15 RODADAS

20 de agosto de 2013 0

O Brasileirão 2013 repete o comportamento de 2012. Nos dois anos, quatro times se alternaram na liderança durante as 15 primeiras rodadas. Porém, a atual temporada tem um número mais equilibrado entre as equipes que ocuparam o primeiro lugar. No ano passado, o Atlético Mineiro foi o destaque, liderando em nove das 15 primeiras rodadas.

2012

9 vezes – Atlético MG da 7ª a 15ª rodada

3 vezes – Vasco da 3ª a 5ª rodada

2 vezes – Botafogo na 1ªe  2ª rodadas

1 vez – Cruzeiro na 6ª rodada

2013

6 vezes – Botafogo na  6ª,8ª, 10ª.11ª, 14ª e 15ª rodadas

4 vezes – Cruzeiro na 1ª,9ª, 12ª e 13ª rodadas

3 vezes – Coritiba na 4ª, 5ª e 7ª rodadas

2 vezes – São Paulo na 2ª e 3ª rodadas

Foto: site do BotafogoFR

Em 2012, o Atlético Mineiro liderava o campeonato com 35 pontos na 15ª rodada com aproveitamento de 77,8%. Em 2013, o líder Botafogo tem 29 pontos e aproveitamento de 64,4%. E, em relação a Dupla Gre-Nal, o Grêmio, atual quarto colocado com 25 pontos(55,6%), ocupava a mesma posição no ano passado com 28 pontos (62,2%). E o Inter, que ocupa a oitava colocação com 22 pontos(52,4%), era o quinto com 27 pontos(60%).