Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "Atlético PR"

O RETURNO PARA A DUPLA GRE-NAL

21 de agosto de 2015 1

Para o Grêmio, o returno do Brasileiro é de manutenção. Já, para o Inter, de recuperação. Com apenas 25 pontos e uma modesta décima-primeira colocação, o time de Argel precisará correr e jogar muito para recuperar o tempo perdido, principalmente pelo mal sucedido esquema do rodízio utilizado por Diego Aguirre. Uma estratégia que atrasou o time no Brasileirão e quebrou o ritmo para os jogos das semifinais da Libertadores.  Para chegar ao G-4 e voltar a Libertadores, o Inter precisará somar cerca de 40 pontos neste segundo turno. Ou seja, precisará fazer  praticamente a mesma campanha que o líder Corinthians  alcançou neste primeiro turno. E o primeiro desafio já é neste domingo contra o perigoso Atlético PR do jovem Marcos Guilherme e do gordinho e goleador Walter. A vitória contra os paranaenses daria mais energia para a sequência do campeonato, mais confiança para o grupo e o treinador e travaria o Atlético que, no momento, pela pontuação, é mais candidato a uma vaga na Libertadores do que o próprio Inter.

Foto: Felix Zucco/ZH

Já o Grêmio de Roger Machado começa o returno em Campinas contra a Ponte Preta. E o tricolor vai para o segundo turno com um status completamente diferente daquele com que iniciou a disputa. Na largada do Brasileirão, o Grêmio tinha Felipão, era um time muito criticado e visto com pouquíssimas chances até mesmo de sonhar com uma vaga na Libertadores. Pois, veio Roger e o panorama mudou. O time encaixou, os resultados apareceram e após a goleada aplicada sobre o Inter e a vitória no Mineirão diante do até então líder Atlético-MG o time surgiu  como uma forte candidato ao título.

Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Mesmo com o grande momento, no Grêmio reina a política dos “pés no chão”. Perguntado se a equipe era candidata ao título, Roger disse que prefere esperar o campeonato chegar às rodadas finais para falar sobre isso. Mas, caso consiga manter o atual padrão, driblando os problemas causados por desfalques e o calendário apertado, o Grêmio é candidato e tudo vai depender da manutenção dessa qualidade apresentada desde a chegada de Roger Machado e do fôlego para seguir a perseguição ao líder.

GRÊMIO: VELHAS NOVIDADES

12 de junho de 2015 0

Numa semana em que se especulou muito sobre a contratação de um novo centroavante, o Grêmio  tem como novidade a possível estreia do garoto Lucas Ramón na lateral-esquerda e a confirmação dos retornos de Fernandinho e Maxi Rodríguez. Ou seja, não era bem isso que a torcida esperava. Afinal de contas, o time ainda precisa de um camisa dez que faça a diferença e de um centroavante matador, ou, pelo menos, melhor que Braian Rodríguez e mais experiente que Pedro Rocha.

Foto: Carlos Macedo/Agência RBSH

Falando em camisa dez, Douglas volta ao time contra o líder Atlético PR, domingo, na Arena. E o técnico Roger Machado acredita que a técnica e a experiência do meio-campista poderão ajudar na busca do equilíbrio que ele tanto comenta e que fez muita falta no jogo diante do São Paulo. Douglas pode até acrescentar qualidade, mas até agora mostrou que não é um jogador diferenciado. Indicado por Felipão, ele  nunca foi uma unanimidade. Muito pelo contrário, segue sendo contestado e agora, sob o comando de Roger, passa a assumir uma importância que  o seu futebol no Grêmio não fez por merecer.

Com Douglas , o Grêmio vai encarar o Atlético PR.  E ,além disso, mostrar qual o verdadeiro Grêmio. O mobilizado da largada diante de Goiás e Corinthians, ou  o apático que foi facilmente batido no Morumbi ?

 

 

PRA VOLTAR A SONHAR

21 de setembro de 2014 0

A vitória sobre o Atlético PR tranquiliza o Inter no Brasileiro e é capaz de dar um novo ânimo. Afinal, se ganhar os dois próximos jogos, em casa, contra  Criciúma e Coritiba, poderá, a exemplo do primeiro turno, se reaproximar do Cruzeiro e voltar a sonhar com o título. Caso a distância não diminua, pelo menos poderá lutar de igual para igual com o São Paulo pela vice-liderança e o direito de garantir uma vaga direta para a Libertadores.  Se vencer nas duas próximas rodadas, o Inter chegará a 13 pontos no returno, um ponto a mais do que fez contra os mesmos adversários no primeiro turno.

Foto: Alexandre Lops/Divulgação Inter

Sobre a vitória de sábado, o Inter teve o mérito de superar dois adversários: o próprio  Atlético e o gramado, inundado com a forte chuva que caiu no primeiro tempo. Rafael Moura entrou para resolver o jogo, acabou com jejum e volta à condição de titular, pois Welington Paulista sofreu uma lesão muscular. Mas o grande nome colorado foi Dida com duas defesas fantásticas. Uma no começo de jogo, ainda com gramado seco.  E outra, no final numa cabeçada de William Rocha, que serviu para garantir o resultado.

 

 

 

PROVA DE IMORTALIDADE

05 de novembro de 2013 0

Será sem Zé Roberto, sem Elano e sem Werley .  Na hora da decisão, o Grêmio vai no 4-3–3. Renato não deverá surpreender e sim continuar apostando na força do grupo e no esquema que conduziu o time ao melhor momento na temporada com posição quase permanente no G-4 do Brasileiro e lutando por uma vaga na final da Copa do Brasil.

O problema é que que esse esquema já não tem mais a confiança e o rendimento de antes.  O treinador montou uma estratégia que priorizava o sistema defensivo e que tornava o Grêmio um time muito difícil de ser batido. Porém, agora, a obrigação é outra. O Grêmio precisará jogar para frente, vencer e fazer dois gols de diferença. Ou seja, o 4-3-3 precisa mudar de característica, coisa que não está conseguindo, pelo menos nas últimas quatro partidas. Missão complicadíssima contra o Atlético PR.  Será o jogo da superação ou, mais uma prova de imortalidade tricolor.

Foto: Ricardo Duarte/ZH

Para completar alguns números para refletir sobre o potencial ofensivo gremista:

O Grêmio não marca gol há 4 jogos (398 minutos).

O último gol foi marcado por Vargas no Gre-Nal do Centenário (20/10).

A última vitória por dois gols de diferença aconteceu dia 11/09 – 2 x 0 Náutico.

Desde então, foram mais 15 jogos e somente nove gols marcados.

A última vez que o time marcou dois gols foi no Gre-Nal de Caxias do Sul (20/10).

 

SEM ATAQUE

24 de outubro de 2013 0

Sem Barcos, Kléber e Vargas, suspensos, o ataque é o grande problema do Grêmio para o primeiro jogo da semifinal da Copa do Brasil contra o Atlético PR.   Paulinho, Lucas Coelho e Yuri Mamute  não estão no mesmo nível dos titulares e, numa hora decisiva, a coisa fica complicada quando se precisa apostar na garotada. Ainda mais num time que não tem na característica ofensiva o ponto forte.

Foto: Diego Vara/Zero Hora

Diante disso e pelo fato do primeiro jogo ser fora de casa, começo a apostar que Renato Potaluppi voltará a utilizar o esquema com três zagueiros. Resta saber se com dois ou apenas um atacante. Talvez , Renato reedite o esquema que utilizou em Salvador, no primeiro turno do Brasileiro, na vitória de 3 a 0 sobre o Bahia, o 3-6-1, com o retorno de Elano e somente um atacante de ofício. O que não é nenhum absurdo, pois um empatezinho em Curitiba não deixa de ser bom resultado.

 

VAI TER GRE-NAL NA SEMIFINAL ?

22 de outubro de 2013 0

A rodada desta quarta-feira define os semifinalistas da Copa do Brasil. E, para nós, gaúchos, será dia para saber se teremos , ou não,  Gre-Nal na próxima fase. O Grêmio, após o 0 a 0 no Pacaembu,  tem a vantagem de decidir em casa contra o Corinthians e o Inter, que empatou em Novo Hamburgo em 1 a 1, vai buscar a recuperação diante do Atlético, em Curitiba. De forma resumida, dá pra dizer que Grêmio e Inter jogam pelo mesmo resultado: 1 a 0.

Foto: Diego Vara/Zero Hora

Na Arena, o Grêmio precisa arriscar um pouco mais do que de costume, pois o Corinthians, mesmo sem o goleiro Cássio, continua tendo na defesa o seu setor mais consistente.  E assim, para  Renato Portaluppi. o aconselhável é utilizar apenas dois zagueiros e continuar apostando em Eduardo Vargas para reforçar o ataque.  No jogo de ida, o empate sem gols pareceu um resultado injusto pelo futebol apresentado pelo tricolor. Porém, no confronto mais recente, semana passada pelo Brasileiro, e com uma realidade mais próxima em relação à situação  dos dois times, o Grêmio, mesmo com algumas falhas, fez 1 a 0 e mereceu a vitória.

Em Curitiba, o Inter não tem nenhuma grande e evidente vantagem. Pelo contrário, o Atlético é que joga em casa e o empate em 0 a 0 serve. De positivo para o colorado dois pontos: o primeiro é a repetição do time que esteve em campo no Gre-Nal de domingo com a manutenção da dupla Otavinho e Jorge Henrique. E o segundo é um crescimento do time sob o comando de Clemer. Ele conseguiu estabilizar a defesa com a fixação de Jackson ao lado de Juan na zaga e, principalmente, com a entrada de João Afonso como volante. O garoto, jogando simples,  foi destaque nos dois últimos jogos.  Mas mesmo com essa melhora colorada, o favorito continua sendo o Atlético do perigoso atacante Marcelo e do veterano Paulo Baier.

 

O ATLÉTICO SOBE

04 de setembro de 2013 0

O Atlético PR derrotou o Santos por 2 a 1, nesta quarta, em Curitiba, ultrapassou o Grêmio e agora está na vice-liderança do Campeonato Brasileiro. Desde que assumiu o time,  Vágner Mancini não perdeu nenhum jogo na competição. São onze jogos com 8 vitórias e três empates.  A única derrota do treinador aconteceu na Copa do Brasil diante do Palmeiras, na rodada de ida das oitavas de final.

Foto: Banco de Dados ZH

A CAMPANHA DE MANCINI

17/07 – Belém – Copa do Brasil -  0 x 0 Paysandu

21/07 – Curitiba – Brasileiro – 1 x 1 Corinthians

24/07 – Curitiba – Copa do Brasil – 2 x 1 Paysandu

27/07 – São Paulo – Brasileiro – 3 x 2 Paysandu

31/07 – Belo Horizonte – Brasileiro – 2 x 1 Atlético MG

04/08 – Curitiba – Brasileiro – 2 x 0 Goiás

07/08 – Curitiba – Brasileiro – 1 x 0 Bahia

11/08 – Novo Hamburgo – Brasileiro – 2 x 2 Inter

15/08 – São Paulo -Brasileiro – 1 x 1 São Paulo

18/08 – Curitiba – Brasileiro – 2 x 1 Criciúma

21/08 – São Paulo – Copa do Brasil – 0 x 1 Palmeiras

25/08 – Curitiba – Brasileiro – 2 x 0 Botafogo

28/08 – Curitiba – Copa do Brasil – 3 x 0 Palmeiras

31/08 – S.Lourenço da Mata – Brasileiro – 4 x 1 Náutico

04/09 – Curitiba – Brasileiro – 2 x 1 Santos

 

 

 

 

JEJUM NO PARANÁ

31 de agosto de 2013 0

Pressionado pela sequência de empates no Brasileiro, o Inter vai a Curitiba para tentar encerrar um longo jejum sem vitórias na capital paranaense.  O último triunfo contra o Coritiba, no Couto Pereira, aconteceu no dia 05 de abril de 2003. Na ocasião, o time comandado por Muricy Ramalho derrotou o Coxa por 1 a 0, gol de Flávio em cobrança de falta. Na sequência, ocorreram mais sete confrontos com cinco vitórias do Coritiba e dois empates.

28/04/2004 – Brasileiro – Empate 1 x 1

04/12/2005 – Brasileiro – Coritiba 1 x 0

04/10/2008 – Brasileiro – Coritiba 4 x 2

03/06/2009 – Copa do Brasil – Coritiba 1 x 0

04/10/2009 – Brasileiro -  Coritiba 2 x 0

19/06/2011 – Brasileiro – Empate 1 x 1

29/08/2012 – Brasileiro – Coritiba 1 x 0

Foto: Lucas Uebel/Divulgação

E o tabu também serve em relação aos outros dois clubes de Curitiba.  A última vitória colorada sobre o Atlético aconteceu no dia 07 de maio de 2006 por 2 a 1. E diante do Paraná, o Inter venceu pela última vez dia 11 de agosto de 2004 também por 2 a 1.

A ÚLTIMA VEZ: INTER X ATLÉTICO PR

09 de agosto de 2013 0

Após uma temporada na Série B, o Atlético PR está de volta ao Brasileiro e disputa com o Internacional uma posição na Zona da Libertadores. Os dois times estão com 19 pontos , cinco vitórias e saldo 3 . O Atlético, com 21 gols marcados, é o quinto colocado. E o Inter, com 19, é o sexto.

Nos dois últimos confrontos, em 2011, uma vitória de cada time. No turno, no Beira-Rio, o Inter venceu por 1 a 0, gol de Oscar. E, no returno, na Arena da Baixada, dia 02 de outubro, o Atlético venceu por 2 a 0, com gols gols de Nieto. Pelo Campeonato Brasileiro, desde 1971, são 37 partidas com 15 vitórias do Inter, 11 empates e 11 vitórias do Atlético. O Inter marcou 53 gols e sofreu 39.

A ÚLTIMA VEZ

ATLÉTICO PR 2 X 0 INTER

Brasileiro – 02/10/11

Arena da Baixada – Curitiba

Arbitragem: Paulo César Oliveira(SP)

Gols: Nieto(2) 13/2 e 38/2

ATLÉTICO PR -Renan Rocha, Edílson, Manoel, Fabrício e Paulinho(Marcinho); Renan(Fransérgio), Marcelo Oliveira, Paulo Baier e Cléber Santana; Guerrón(Wendel) e Nieto. Técnico: Antônio Lopes

INTER – Muriel, Nei, Bolívar, Juan e Fabrício, Mário Bolatti, Guiñazu(João Paulo), Oscar e D`Alessandro; Ricardo Goulart(Alex) e Jô. Técnico: Dorival Júnior.

INVENCIBILIDADE GREMISTA

05 de julho de 2013 0

Na estreia de Renato Portaluppi, o Grêmio defende uma série de oito jogos de invencibilidade diante do Atlético PR. São cinco vitórias e três empates. A última derrota aconteceu em 2007, no dia 31 de outubro, por 2 a 0, na Arena da Baixada. O jogo foi válido pelo Brasileiro e os gols paranaenses foram marcados com Ferreira e Michel.

A SÉRIE INVICTA

22/06/2008 – Olímpico – Brasileiro – Grêmio 3 x 0

21/09/2008 – Arena da Baixada – Brasileiro – Empate 0 x0

05/07/2009 – Olímpico – Brasileiro – Grêmio 4 x 1

07/10/2009 – Arena da Baixada – Brasileiro – Empate 0 x 0

29/08/2010 – Arena da Baixada – Brasileiro – Empate 1 x 1

20/11/2010 – Olímpico – Brasileiro – Grêmio 3 x 1

29/05/2011 – Arena da Baixada – Brasileiro  – Grêmio 1 x 0

04/09/2011 – Olímpico – Brasileiro – Grêmio 4 x 0

Em jogos válidos pelo Campeonato Brasileiro, a partir de 1973, são 35 jogos. O Grêmio venceu 16, empatou 11 e perdeu oito.