Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "Campeonato Brasileiro"

INTER PRECISA TRANSFORMAR 45 EM 90 MINUTOS

02 de outubro de 2015 0

O Inter saiu do gramado do Alianz Parque, quarta-feira, eliminado da Copa do Brasil, mas não completamente derrotado. O futebol e o poder reação demonstrados no segundo tempo diante do Palmeiras deixam a impressão de que ainda é possível sonhar com alguma coisa nesta reta final de Campeonato Brasileiro. Sonhar não custa nada. O problema é realizar. E a primeira missão já é neste sábado diante do Sport, de Paulo Roberto Falcão, no Beira-Rio.A esperança da torcida é de que o Inter consiga transformar aquele segundo tempo  de quarta-feira numa partida intensa e de qualidade o tempo todo contra os pernambucanos.  Ou seja, que consiga transformar 45 em 90

Foto: Paula Menezes/Agência RBS

D`Alessandro segue fora. Vitinho volta e Ânderson, depois de marcar o primeiro gol com a camiseta colorada, parece que reacendeu, pelo menos em Argel Fucks, a esperança de que ele ainda é capaz acrescentar um pouco de qualidade ao time colorado. A tendência é de que ele siga na equipe, até porque Welington Martins está suspenso. E principalmente pelo fato de que não se pode utilizar três volantes num jogo onde a obrigação é vencer. Não me incluo entre os que  consideram que finalmente Anderson desencantou. O gol contra o Palmeiras ainda é muito pouco diante do pouco futebol que demonstrou em 35 partidas na temporada.

 

 

GOLEADA PARA RECUPERAR A CONFIANÇA

02 de setembro de 2015 0

Depois do vacilo em Florianópolis, o Inter, com o  6 a 0 sobre o Vasco,  conseguiu recuperar um pouco da confiança que vinha adquirindo desde a chegada de Argel Fucks. Tá certo que o time carioca está fragilizado pelo virtual rebaixamento, mas mesmo assim , o colorado teve méritos para aplicar a maior goleada do Campeonato Brasileiro e vencer sem tomar conhecimento do adversário. Mas talvez o maior elogio que se possa a fazer ao Inter é  o fato do time não ter se encolhido após ter feito dois gols de diferença no primeiro tempo  e seguir buscando um placar maior.

Foto: Félix Zucco/Agência RBS

Muriel, que substituiu Álisson, não fez nenhuma defesa e o único lance de perigo do Vasco foi criado após uma lambança entre Paulão e William. Nílton, além do golaço, mereceu destaque, por ser o mais regular durante os noventa minutos. E Lisandro López ,marcando duas vezes, ressurge como uma boa alternativa para o lugar de Vitinho, suspenso com o terceiro amarelo,  para o jogo de sábado contra o São Paulo. Aliás, esse sim um jogo complicado e que o time de Argel precisará, ao contrário de hoje, não só atacar, mas também saber defender.

 

O GRÊMIO MUDA DE PATAMAR

29 de junho de 2015 0

Poucos esperavam uma reação tão imediata do Grêmio no Campeonato Brasileiro. A previsão inicial era de que o tricolor fizesse apenas figuração. Mas depois de oito rodadas, o time belisca a zona da Libertadores e tem apenas dois pontos a menos que o líder Sport. E o responsável por essa mudança é Roger Machado. O ex-ídolo gremista chegou sob grande desconfiança, mas aos poucos, vai mostrando que tem capacidade e pode, assim como o time, pode crescer mais ainda.

Foto:Cristiano Estrela/Agência RBS

No Grêmio de Roger se nota o ressurgimento de alguns jogadores que não atravessavam um bom momento.  Nesse grupo estão Galhardo, Walace e Luan.  Giuliano se transformou na principal peça do meio-campo. E Pedro Rocha, lançado e arquivado por Felipão,  na falta de um centroavante matador, vai dando a sua contribuição.  Além de uma produção técnica maior, se percebe um comprometimento do grupo com o treinador. O Grêmio voltou a ser guerreiro e brigador e a torcida está notando isso.

Mas, apesar do bom momento, a direção gremista precisa estar atenta às necessidades do grupo. Roger está provando que é bom treinador, mas ele não é milagreiro. Com esse grupo reduzido e com algumas deficiências, será muito difícil se manter na ponta o tempo todo. Está na hora de buscar os reforços que há muito tempo o time está precisando.  Afinal, Roger precisa e Roger merece.

 

 

 

 

INTER: COMEÇO COMPLICADO

16 de junho de 2015 0

Tá certo que o Inter utilizou os reservas na três primeiras rodadas e a prioridade continua sendo organizar o time para os confrontos contra o Tigres pela Libertadores. Mas mesmo assim, o início no Campeonato Brasileiro está abaixo do esperado. Com nove pontos em sete jogos e uma modesta décima-quarta colocação, o colorado está encontrando muitas dificuldades para entrar de fato no Brasileirão e ,caso essa situação de prolongue por mais algum tempo,  será muito difícil continuar sonhando com o título.  Afinal, o time já tem sete pontos a menos que o líder São Paulo e apenas dois a mais do o Santos, primeiro time a figurar na zona de rebaixamento.

Foto: Fernando Gomes/Agência RBS

Por tudo isso, o jogo de quinta-feira contra o Figueirense cresce de importância. Está na hora de vencer fora para recuperar alguns pontos que ficaram para trás. Mas a missão não será fácil. Além da fumaceira que o técnico Argel Fucks prepara no comando dos seus times, o Inter, mesmo quando não quer, se vê obrigado a seguir com o rodízio. Para o jogo em Florianópolis, Anderson e Lisandro López voltam, mas Juan e  Nilmar são dúvidas.  Ou seja, em relação à escalação do jogo com o Corinthians, fica a mesma coisa.

 

A ÚLTIMA RODADA

05 de dezembro de 2014 0

Dos dez jogos da última rodada do Campeonato Brasileiro, apenas cinco decidem alguma coisa. Dois definem quem fica com a vaga direta para a Libertadores. E três apontarão os dois rebaixados que acompanham Criciúma e Botafogo na Série B do próximo ano.

Na luta contra a degola, o Bahia, em situação dramática,  precisa derrotar o Coritiba e torcer por tropeços de Vitória e Palmeiras. O Verdão, apesar da crise,  só depende do seu resultado contra o Atlético PR. E o Vitória, que pega o Santos, precisa vencer e secar o time paulista. O problema a é que ele tem uma disputa jurídica com o Atlético PR por causa do lateral Léo, hoje no Flamengo. E, por isso, é pouco provável que o Atlético ajude os baianos. Por tudo isso tudo, considero que os dois baianos serão os rebaixados. Se o  Palmeiras se cair novamente dará um enorme atestado de incompetência.

Foto: Bruno Alencastro/Zero Hora

No outro lado da tabela, o sábado decide quem foge da Seletiva e vai direto para a fase de grupos da Libertadores. A vantagem é colorado, mas o time que entra em campo no Orlando Scarpelli é misto. Se tivesse todos os titulares, o naturalmente o jogo já seria complicado,  com cinco desfalques, as coisas ficam mais difíceis. Assim, o Inter que trate de vencer, pois não existe nenhuma esperança de que o Criciúma possa encarar o Corinthians no Itaquerão.

 

FICAR OU NEGOCIAR ?

05 de dezembro de 2014 0

O Grêmio ainda não sabe o que vai fazer com Kléber Gladiador que está voltando de empréstimo do Vasco da Gama. A verdade é que o clube precisa urgentemente se livrar de uma despesa desnecessária, pois além de custar muito, o atacante não deu a resposta esperada. E para fechar o pacote, ele e Felipão parece que não vivem harmoniosamente desde os tempos do Palmeiras.

Foto: Banco de Dados ZH

Pois, além de Kléber, o Grêmio precisa decidir qual será o destino de Marcelo Moreno.  A expectativa é de que ele permanecesse no Cruzeiro, onde foi um dos destaques na conquista do Campeonato Brasileiro. Mas, de Belo Horizonte vem a notícia de que o time mineiro sonha com Fred, do Fluminense,  e está reformulando o ataque.  Além de Moreno, Borges e Dagoberto também podem sair. E o que parecia encaminhado, agora já não está.

Com Marcelo Moreno à disposição, muitos torcedores gostariam de vê-lo novamente em ação com a camiseta gremista. Considero que ele é mais útil que Kléber Gladiador, mas do mesmo nível de Barcos, o atual titular.  E, além disso, tanto Barcos, como Marcelo Moreno não podem ser considerados jogadores fora de série. São bons atacantes  que tiveram bons momentos no Brasileirão, porém, sem serem unanimidades. Vale lembrar que antes de ser negociado com o Flamengo e o Cruzeiro, Moreno foi arquivado no Grêmio , que apostou em Kléber e acabou se decidindo por Barcos. O argentino depois de um período de muita cobrança, cresceu com Felipão e parece ser o homem de confiança do treinador gremista.

AINDA MAIS DECISIVO

03 de dezembro de 2014 0

Caso não consiga confirmar a terceira colocação no Campeonato Brasileiro, a vida do Inter na Libertadores 2015 será muito complicada. Pois, caindo para quarto lugar, precisará disputar a Seletiva contra  um colombiano a ser definido e, se passar,  entrará no Grupo da Morte com San Lorenzo,o  atual campeão, São Paulo e Danúbio.  Porém, se garantir a vaga direita, irá para uma chave mais tranquila com Emelec, um time do Chile e o classificado da Seletiva entre The Strongest e México.

Foto: Divulgação Conmeboliberta1_011214

Por tudo isso, o jogo de sábado contra o Figueirense ganha um caráter de decisão maior ainda. O planejamento da próxima temporada passa por Florianópolis. E, por obra do destino, justamente nesse confronto decisivo, o Inter precisará apostar nos garotos.  Sem D`Alessandro, Fabrício, Nilmar, Jorge Henrique e Alan Patrick, Abel Braga terá que apostar em jovens que não ganharam sequência, nem espaço ao longo do ano. Álisson, Sasha e Alan Costa, jogadores que deram boa resposta, nunca foram prioridades do treinador.  E Valdívia, já confirmado para o jogo, é outro exemplo disso. Muitas vezes  preterido por Jorge Henrique ou Alan Patrick , ele  nunca conseguiu  mostrar o seu verdadeiro futebol. Fez um gol salvador contra o Fluminense e voltou a marcar sábado passado contra o Palmeiras. Mas, apesar do prestígio que tem junto ao torcedor, ninguém sabe qual o verdadeiro potencial que ele tem. Talvez, quem sabe, sábado, por necessidade e não por convicção do técnico, seja a hora de mostrar do que Valdívia é capaz.

A DECISÃO COLORADA

29 de novembro de 2014 0

O Beira-Rio volta a ter um jogo de Copa do Mundo.  Pois para o Inter, o confronto contra o Palmeiras, neste sábado,é decisivo,  uma verdadeira Copa do Mundo. Mesmo que o time precise de apenas uma vitória nas duas últimas partidas, é previdente não deixar tudo para a última rodada. Para os colorados, chegou a hora da decisão, a hora de carimbar a vaga. E mesmo com toda essa necessidade, não se vê um caminho muito tranquilo. Nem tanto pela fragilidade do Palmeiras, uma equipe ameaçada pelo rebaixamento, que não vence e não marca gol há quatro jogos, mas principalmente pela instabilidade do Inter. Uma irregularidade presente ao longo de todo Campeonato Brasileiro e notada nas recentes vitórias contra Goiás e Atlético Mineiro, onde teve esforço e competência para vencer, mas não teve um bom futebol. E, por isso, deixou o torcedor com o  coração na mão até o último momento.

Foto: Alexandre Lops/Internacionalrcida

O Palmeiras,sem Valdívia, vai se resguardar. Jogará fechado para segurar um empate e, quem sabe, no contra-ataque,   surpreender o Inter. Já o time de Abel precisa ser mais veloz, mais criativo e mais efetivo do que vem sendo. Nilmar treinou mas não tem presença confirmada. Poderia ser um reforço, mas o treinador não garante. Assim o quarteto fica desfalcado.  D`Alessandro continua sendo a grande esperança, mas precisará um auxílio maior de Alex e Aránguiz, figuras apagadas no último jogo. Esse trio carrega, basicamente, toda esperança da torcida colorada. É através dele que o Inter poderá resolver um jogo que vale a vaga para a Libertadores e para salvar a temporada.

 

ABEL PODE SUPERAR ABEL

25 de novembro de 2014 0

Caso vença seus dois últimos jogos, contra Palmeiras e Figueirense,  o Inter fará a sua melhor campanha desde que o Campeonato Brasileiro de pontos corridos passou a ser disputado por 20 times. Até aqui, o melhor desempenho foi registrado em 2006 quando o técnico era também Abel Braga e o time, que ficou apenas atrás do São Paulo, fez 69 pontos em 38 jogos com 20 vitórias,  9 empates e 9 derrotas. No atual  Brasileiro, o Inter tem 63 pontos com 19 vitórias, 6 empates e 11 derrotas. Caso vença mais duas vezes, ultrapassará a campanha de 2006 no número de vitórias. A maior pontuação aconteceu em 2006, porém o melhor aproveitamento é de 2005, mas a competição daquele ano contou com 22 times.

Foto: Andre Baibich/Agência RBS

Confira as campanhas do Inter nos campeonatos de pontos corridos desde 2003. Lembrando que as edições de 2003 e 2004 contaram com 24 times. A de 2005 com 22. E o atual formato, com 20 equipes entrou em vigor na temporada de 2005.

2003 – Sexto colocado com 72 pontos. Aproveitamento de 50,7%. Técnico: Muricy Ramalho.

2004 – Oitavo colocado com 67 pontos. Aproveitamento de 48,6%. Técnicos:  Lori Sandri/Joel Santana/Muricy  Ramalho.

2005 – Segundo colocado com 78 pontos. Aproveitamento de 61,9%. Técnico: Muricy Ramalho.

2006 – Segundo colocado com 69 pontos. Aproveitamento: 60,5%. Técnico: Abel Braga.

2007 – Décimo-primeiro colocado com 54 pontos. Aproveitamento com 47,4%. Técnicos: Carlos Gallo e Abel Braga.

2008 – Sexto colocado com 54 pontos. Aproveitamento de 47,4%. Técnicos: Abel Braga e Tite.

2009 – Segundo colocado com 65 pontos. Aproveitamento de 57%. Técnicos: Tite e Mário Sérgio.

2010 – Sétimo colocado com 58 pontos.Aproveitamento de 50,9%. Técnicos: Jorge Fossati e Celso Roth.

2011 – Quinto colocado com 60 pontos.Aproveitamento de 52,6%. Técnicos: Falcão e Dorival Júnior.

2012 – Décimo colocado com 52 pontos. Aproveitamento de 45,6%.Técnicos: Dorival Júnior e Fernandão.

2013 – Décimo-terceiro colocado com 48 pontos. Apriveitamento de 42,1%. Técnicos: Dunga e Clemer.

2014 – Faltando ainda duas rodadas, o Inter, comandado por Abel Braga, aparece em quarto lugar com 63 pontos(19v, 6e,11d). Aproveitamento de 58,3%.

 

A HORA DE FELIPÃO

18 de novembro de 2014 0

No primeiro turno, Grêmio e Cruzeiro viviam situações bem diferentes em relação a atual.  Felipão recém chegava ao tricolor e fazia no Mineirão o terceiro jogo. Já o Cruzeiro liderava o Campeonato Brasileiro com ampla vantagem e mostrava um desempenho bem superior aos demais candidatos. Mas, mesmo assim, o Grêmio jogou bem no Mineirão. Não fosse Dudu perder duas grandes oportunidades, poderia até ter vencido o jogo. E numa das melhores atuações do começo de trabalho de Felipão, o Grêmio acabou sendo castigado com um gol no finalzinho e perdeu por 1 a 0.De lá pra cá, muita coisa mudou. O  Cruzeiro, mesmo com o título encaminhado, já não é mais a sensação do futebol brasileiro. Já o Grêmio parece que engrenou. Venceu o Gre-Nal e não tomou conhecimento do Criciúma sábado no Heriberto Hülse. A disputa está mais equilibrada e pela evolução que vem apresentando, o Grêmio tem condições até mesmo de vencer o líder do campeonato.

Foto: Lauro Alves/Agência RBS

O duelo de quinta, além da importância na tabela, tem um gostinho especial para Marcelo Oliveira e Luís Felipe Scolari, os dois técnicos com os melhores desempenhos na competição. Marcelo em 34 jogos alcançou 70 pontos com 21 vitórias , 7 empates e 6 derrotas. Aproveitamento de 69%. Felipão, em 21 jogos, tem 65% com 12 vitórias, 5 empates e 5 derrotas. E o treinador gremista é sem dúvida o grande destaque desce time que começa a crescer na hora certa e a tornar a vaga para a Libertadores como uma realidade bem próxima.  E uma vitória sobre o Cruzeiro, nesse momento de decisão, seria um golpe de mestre para confirmar essa evolução.