Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "Dupla Gre-Nal"

CHEGAR ÀS QUARTAS DE FINAL É OBRIGAÇÃO PRA DUPLA GRE-NAL

04 de agosto de 2015 0

A Dupla Gre-Nal teve muita sorte no sorteio das oitavas de final da Copa do Brasil.  O Inter pega o Ituano, um time que não disputa nenhuma série do Campeonato Brasileiro, e o Grêmio cruza com o Coritiba, lanterna da Série A.  Passar para as quartas de final é obrigação para os times gaúchos. E não cabe ao Inter nem mesmo reclamar do fato de começar o confronto jogando no Beira-Rio para depois decidir em Itu.  Mesmo vivendo um mau momento técnico. o colorado é amplamente favorito. E, quem sabe, como o primeiro jogo deverá ser dia 19, até lá, o grupo já terá absorvido os efeitos da eliminação na Copa Libertadores, algo que visivelmente tem perturbado o rendimento do time nas duas últimas partidas do Brasileirão.

Foto: divulgação CBF

Mesmo que Grêmio e Coritiba sejam times da Série A e vivam apertos financeiros,  a realidade técnica dos dois é bem diferente. Enquanto o Grêmio cresceu com Roger Machado e entrou na briga por um lugar na turma de cima, o Coritiba não conseguiu mudar de vida com a chegada de Ney Franco e vive tentando fugir do fantasma do rebaixamento.

Kléber Gladiador pode ser um trunfo do Coxa nesse duelo contra o Grêmio, mas para isso acontecer, o atacante precisará entrar logo em forma. Algo que, pelo histórico recente, está difícil de acontecer  E outro elemento que pode animar o time paranaense é o Sobrenatural de Almeida, pois os dois últimos técnicos gremistas deixaram o cargo após derrotas para o Coritiba. Enderson Moreira no Brasileiro do ano passado e Luís Felipe Scolari na segunda rodada da atual edição.

O GRÊMIO COM BOBÔ E O INTER SEM ARÁNGUIZ

28 de julho de 2015 0

Tem gente chegando e saindo na Dupla Gre-Nal. Bobô é o reforço gremista e a saída de Aránguiz do Inter é questão de dias. E diante dessas duas situações, o questionamento é qual a melhor formação para cada um dos times?

GRÊMIO COM BOBÔ

Foto: Lucas Uebel/Divulgação/Grêmio FBPA

O projeto inicial é que Bobô chegue para ser titular do Grêmio.  Isso não é decreto. Tudo depende da resposta inicial, mas é uma forte tendência. Ele será o homem de referência, o mais avançado do ataque.  E assim, alguém deve perder o lugar no time titular. Dos seis que atuam do meio para frente, considero que quatro não podem ir para o banco: os dois volantes – Walace e Maicon-  e os garotos – Pedro Rocha e Luan.  Com isso, Giuliano e Douglas correm risco.

Dos confirmados, Walace e Maicon estão entrosada e dão conta do recado. Luan é o jogador de maior qualidade técnica do Grêmio  e Pedro Rocha, pelo que está jogando, é uma estrela em ascensão e seria loucura pensar em abrir mão do artilheiro do time.  Com isso,  a escolha de Roger Machado deverá girar entre Giuliano, que teve uma queda de rendimento nos últimos três jogos, e Douglas, um jogador que é tratado com deferência, mas que não consegue ser tão decisivo quanto se espera. E a minha escolha seria sacar Douglas, pois ele é uma exceção dentro dos princípios  exigidos pelo treinador: intensidade, velocidade e presença na área.

 

O INTER SEM ARÁNGUIZ

Foto: Divulgação/Internacional

Aránguiz está a caminho do Bayer Leverkusen e uma vaga está aberta no meio-campo do Inter. Além de Nílton e Nico Freitas, que já tiveram suas oportunidades e não corresponderam, surgem três outras alternativas de substituição: Welington, Ânderson e, correndo por fora, o garoto Bertotto, que ainda precisa ser melhor avaliado, mas é uma boa aposta. Enquanto ele não se firma, a disputa deve ficar entre Ânderson, mais rodado e mais badalado, e Welington , que  foi muito bem no ano passado, mas que ainda está em busca de um melhor condicionamento após uma longa recuperação.

Pelo histórico e pelo investimento feito pela direção, Ânderson seria a escolha mais lógica, mas até agora em sete meses de Inter, ele não correspondeu. Parece que veio o corpo e a alma permaneceu na Europa.  Não conseguiu nem ser o armador que deslanchou no Porto, nem o volante que ganhou a confiança de Alex Ferguson no Manchester United.  Já Welington, que ainda negocia com o São Paulo a prorrogação do empréstimo,  deu uma grande resposta no ano passado e tem uma característica que não é exatamente a mesma de Aránguiz, mas que pode dar um resultado superior neste momento em que o meio-campo colorado marca pouco,  está mal   preenchido e bastante vulnerável.

 

UMA RODADA DE ESTREIAS PARA GRÊMIO E INTER

29 de maio de 2015 0

Grêmio e Inter terão estreias na rodada de domingo. No Grêmio, o confronto com o Goiás marca o começo do trabalho de Roger Machado como treinador. Talvez o discurso vigoroso da terça-feira possa mobilizar o grupo para um jogo que tradicionalmente é complicado, não só pelas dimensões do gramado do Serra Dourada, mas também pelo time goiano que sempre foi uma touca para a Dupla Gre-Nal.  Porém, a expectativa estará toda voltada para que tipo de mudança poderá fazer na forma de jogar do time do Grêmio com poucos dias de trabalho.

Foto: Fernando Gomes/Agência RBS

O jogo do Beira-Rio também tem cara de estreia, pois, pela primeira vez o Inter utilizará o time principal no Brasileirão. Até aqui, com os reservas, a equipe conquistou quatro pontos em três rodadas o que, dentro das circunstâncias, é uma campanha razoável. Mas como o presidente Píffero afirmou após o jogo de quarta, o foco agora é o Brasileirão, todos esperam que o Inter entre com força nessa rodada para enfrentar um São Paulo que não vive um bom momento, mas pode reanimar-se com a chegada do colombiano Juan Carlos Osorio. E para complicar a vida colorada, a ideia de usar força máxima fica prejudicada, pois D`Alessandro e Sasha estão lesionados e Aránguiz segue para o Chile. São desfalques importantes, mas é hora de apostar no grupo, uma hora que Diego Aguirre, até aqui, usou muito bem.

 

 

 

 

 

 

ALEX E CEBOLA: HORA DE DECIDIR

28 de abril de 2015 0

Alex e Cristian Rodríguez vivem uma contagem regressiva em relação aos seus futuros na Dupla Gre-Nal. Alex, que tem contrato até a metade do ano, nos bastidores, mostra insatisfação em relação à maneira como a direção do Inter trata da renovação de contrata. A redução salarial parece não ser um problema. O ruído existe enquanto ao período da permanência.  O jogador pretendia ficar até 2017, já aceita um período menor, mas não concorda com a proposta de prorrogação por somente mais seis meses.

Foto: Diego Vara/Agência RBS

No Grêmio, Cristian Rodríguez, mesmo tendo participado de apenas duas partidas (Cruzeiro e Gre-Nal), está satisfeito e quer ficar. O impacto inicial da contratação do uruguaio já passou. E coincidentemente a produção do time, enquanto ele estava no Departamento Médico, melhorou. Mas, mesmo que Cebola ainda não tenha mostrado o verdadeiro potencial, ninguém discute que ele acrescenta muito em qualidade. E a direção gremista concorda com isso. O problema é conseguir negociar com o Atlético de Madrid. Apesar da vontade, o Grêmio não sabe se terá condições de renovar o vínculo de Cristian Rodríguez.

Foto: Diego Vara/Agência RBS

A permanência dois dois jogadores, mesmo com discussões diferentes, esbarram no mesmo problema: dinheiro. A questão do tempo de contrato de Alex pode ser contornada caso o Inter avance na Libertadores. Mas, caso contrário, Píffero terá que começar a fazer um enxugamento no plantel. E na questão de Cebola, talvez estaja na hora da direção do Grêmio dar uma cartada e fazer um grande investimento para qualificar o time para o Brasileiro.

REFORÇO E DESFALQUE

13 de abril de 2015 0

A Dupla Gre-Nal volta do interior bem viva no Gauchão. Mesmo não vencendo e por ter jogado com os reservas, o empate em 1 a 1 com o Brasil, em Rio Grande, foi um bom resultado para o Inter. E o Grêmio, ao derrotar o Juventude por 1 a 0, fez a parte mais difícil do confronto e tem a grande vantagem de se classificar com qualquer empate para a decisão. Agora a preocupação é com os jogos do meio de semana na Copa do Brasil e na Libertadores. Pro tricolor, uma preocupação menor, pois trouxe uma vitória de Campina Grande.  Já o Inter com uma preocupação maior em razão da classificação estar bem encaminhada, mas ainda não definida. Além disso, o Grêmio joga em casa contra um adversário menor, enquanto o colorado enfrentará um time que jogará as últimas chances na Libertadores.

Foto: Fernando Gomes/Agência RBS

DESFALQUE

O ano praticamente acabou para Ramiro. Justamente no momento em que ele voltava e se firmava como um titular multifuncional, o jogador gremista sofreu a segunda lesão na temporada e só deverá lá por outubro. Ramiro venceu a desconfiança inicial pelo fato de ter vindo do Juventude num pacotão. Tornou-se útil e importante ao longo dos últimos anos. E com Felipão estava no mesmo caminho. Azar de Ramiro, sorte de Felipe Bastos que recupera a condição de titular.

Foto: Ricardo Duarte/Agência RBS

REFORÇO

Aránguiz foi a novidade no treino do Inter nesta segunda. Aparentemente recuperado, ele é o reforço para o jogo de quinta contra a Universidad de Chile, em Santiago. Mesmo que o chileno viva um ano irregular, ele é titular de Diego Aguirre, tanto é verdade que, enquanto ele esteve fora, o treinador colocou Jorge Henrique na posição, mantendo um jogador com a mesma característica. Um volante menos ortodoxo , que tem mobilidade e mais técnica que os volantes tradicionais.

Mesmo que Valdívia pintasse como o titular para o jogo no Chile e Alex tivesse, pela qualidade técnica e pelo histórica, mais grife para ser escalado, Aguirre deverá apostar em Jorge Henrique na linha de armação junto com D`Alessandro e Sasha. Mesmo que o empate seja um bom resultado, parece que o Inter não vai se fechar. Vai arriscar. Com Jorge Henrique, e não com Nílton ou Nico,  vai tentar atacar também e não apenas se resguardar.

E AGORA ?

06 de outubro de 2014 0

A Dupla Gre-Nal perdeu no final de semana e o campeonato não pegou fogo. O Inter levou 2 a 1 do Cruzeiro e fica à distantes nove pontos do time mineiro e o Grêmio, em casa,  viu Marcelo Grohe perder a invencilidade , o time perder o jogo e, por consequência, a chance de entrar na Zona da Libertadores. Na Arena, faltou elenco. Felipão mexeu no time, mas não conseguiu melhorar o rendimento. Já no Mineirão, faltou jóquei. Abel errou na estratégia e o time teve uma pequena melhora a partir da entrada de Alex no segundo tempo.

Foto: Ricardo Duarte/Agência RBSzr

Daqui pra frente a luta é pela vaga na Libertadores. Faltam doze rodadas e o Inter precisará crescer na reta final para não perder espaços para outros candidatos como São Paulo, Corinthians, Fluminense, Grêmio e Atlético Mineiro. E para isso, precisará fazer o que não fez no sábado: derrotar time grande.  E o Grêmio necessariamente terá que melhor tecnicamente.  Sábado, na hora que precisou de soluções no banco, Felipão  não encontrou nadas. Ou nada melhor do pouco que tinha em campo.

Foto: Mateus Bruxel/Agência RBS

 

LIMITADOS

19 de setembro de 2014 0

Os dois jogos da Dupla Gre-Nal no meio de semana foram terríveis. Grêmio e Inter foram decepcionantes e praticamente se repetiram. Na quarta-feira, Abel Braga abriu mão da articulação para apostar nos atacantes e não saiu do zero a zero. Na quinta, Felipão não abriu mão da articulação, porque ela simplesmente não existe no Grêmio. Apesar de ter duas boas chances no primeiro tempo, a produção ofensiva gremista ficou abaixo do esperado. Sem qualidade, sem criatividade e  sem eficiência no ataque será muito difícil que Grêmio e Inter alcancem seus objetivos. O Inter, de voltar a disputar a liderança. E o Grêmio,  de entrar na Zona da Libertadores.

Foto: Marcelo Oliveira/ Agência RBS

No final de semana, considero que o Grêmio tem mais chances de vencer. Mesmo que Barcos siga fora, a Chapecoense, apesar do empate de quinta diante do Corinthians, é um adversário mais fácil de ser batido do que o Atlético Paranaense que, além de ser um pouco melhor, jogará em casa contra o Inter. Vamos para mais uma rodada sem grande expectativa. Afinal, chegamos a setembro e até agora nenhum dos nossos times se ajeitou. Talvez já esteja chegando a hora de pensar em 2015 porque na atual temporada não se tem muita coisa para fazer. O Inter já pensa no futuro trazendo Nilmar. Quem sabe, o Grêmio segue o mesmo caminho e vai em busca de um camisa dez para organizar o time ?

NÃO DÁ PRA VACILAR

18 de julho de 2014 0

No retorno ao Brasileiro, a Dupla Gre-Nal ficou devendo. Por isso, enfrentando times que estão na zona de rebaixamento, chegou a hora da recuperação. Nem mesmo o fato de atuar fora de casa tira a obrigação do Grêmio, afinal de contas, está na hora de acabar com o jejum  e voltar a vencer. Caso siga nessa de não vencer e não marcar, o time de Enderson Moreira ficará vendo o campeonato passar sem ter entrado em campo. Com Giuliano,  a equipe ganhou mais alternativas, mais organização, mas continua morrendo nos pés de Barcos. A situação é tão complicada que até o garoto Lucas Coelho, de quem não se falava muito e andava esquecido, voltou a ser esperança.  Chegou a hora de Barcos marcar, porém, se isso não acontecer, o treinador ficará com duas alternativas; lançar Lucas ou montar um esquema sem o atacante de referência.

Foto: Ricardo Duarte/ZH

No Inter, a derrota para o Corinthians colocou o time no meio da tabela. Vencer o Flamengo passou a ser necessidade para recuperar posições, confiança e mostrar que o colorado não é candidato somente no papel.  O Flamengo é lanterna, mas mesmo assim continua sendo time grande e contra os “grandes”, o Inter não conseguiu vencer. Empatou com Botafogo e Fluminense e perdeu para Cruzeiro e Corinthians. Talvez essa seja a chance, ainda mais com a volta de Aránguiz, a novidade para um domingo especial, não somente pelo retorno do chileno, mas principalmente pelas homenagens que o clube fará a Fernandão, o eterno capitão, que receberá o devido reconhecimento no regresso colorado ao Beira-Rio.

Foto:Alexandre Lops

AMARGO REGRESSO

17 de julho de 2014 0

A Dupla Gre-Nal não soube aproveitar a pre-temporada. O Grêmio apenas empatou em casa com o Goiás e o Inter perdeu para o Corinthians, em São Paulo. Não sei qual dos dois foi pior. E em ambos os casos a justificativa foi a mesma: a produção foi melhor que o resultado.  Porém, como o campeonato soma pontos e não qualidade de produção, os times gaúchos estão estacionados na metade da tabela do Brasileiro e sem mostrar potencial para perseguir o líder Cruzeiro que já abriu seis pontos de vantagem.

Foto: Alexandre Çops/ Divulgação SCInternacionals

O Inter decepcionou ao ser  batido com certa  facilidade pelo Corinthians. Com dez minutos, o time de Mano Menezes já vencia por 2 a 0 e , depois disso, tratou de administrar o resultado. O Inter equilibrou a partida no segundo tempo, mas não teve qualidade para chegar ao empate. Descontou somente aos 45 da etapa final, muito tarde para buscar uma reabilitação. Aliás, além do gol, teve apenas mais uma chance viva, quando Valdívia, aos 39, cabeceou e Cássio salvou uma bola que ainda bateu no travessão.

No Inter ainda se pode dar o desconto que jogou sem Aránguiz e Alex, mas o rendimento do time está muito abaixo do exigido para quem quer ser líder. Além das falhas defensivas que foram determinantes para a vantagem corintiana, o colorado segue sem velocidade na passagem do meio para o ataque e Rafael Moura continua sendo um centroavante isolado sem abastecimento. Do jogo na Arena Corinthians dá pra salvar Cláudio Winck, autor do gol, e Welington Silva, que pela amostra inicial, parece mais jogador que Gilberto, antigo dono da lateral direita.

 

BOM, MAS NÃO EXTRAORDINÁRIO

11 de maio de 2014 0

Torcedores da Dupla Gre-Nal festejam as vitórias do final de semana. O Inter, no sábado, de virada, fez 2 a 1 no Atlético PR e alcançou a liderança. E no domingo, depois de um grande sufoco no primeiro tempo, Barcos desencantou e o Grêmio fez 2 a 1, pulando para o sétimo lugar.  Lógico que vencer é muito bom, mas nos dois jogos os times gaúchos forem bem, sem, entretanto, serem extraordinários.

Foto: Alexandre Lops/ SC Internacional

Na vitória de sábado, o Inter repetiu o placar da vitória sobre o Sport e repetiu algumas características do jogo anterior. Teve amplo domínio do jogo, mas concluiu pouco.  Mais uma vez, jogando em casa, venceu com um placar apertado e voltou a sofrer sufoco nos minutos finais. Mas, dessa vez, mostrou mais ímpeto e, com destaque, o poder de reação ao conseguir virar o jogo no segundo tempo. A defesa voltou a vazar e cria uma certa incerteza. Willians foi elogiado por Abel. Mas os grandes destaques foram Alex e Alan Patrick.

Foto: Grêmio FBPA

No domingo, o Grêmio foi da água para o vinho. Ou, como quem resolveu foi o Pirata, da água para o Rum. Fez um começo de jogo horroroso, onde Marcelo Grohe salvou a casa. Mas aos poucos foi se ajeitando. Melhorou e abriu o marcador. E no segundo tempo, Enderson Moreira teve méritos em mudar o esquema, ampliar a vantagem e não correr riscos, nem mesmo quando sofreu um gol no finalzinho.  O resultado em si não emnpolga, mas, caso o Grêmio consiga derrotar o Fluminense no próximo jogo, poderá mudar de patamar no Campeonato.