Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "Gre-Nal"

Gre-Nal: com ou sem Barrios e D'Alessandro?

02 de março de 2017 0
Bruno Alencastro / Agencia RBS

Bruno Alencastro / Agencia RBS

Gre-Nal nunca teve favorito. Mas mesmo assim, dá para apontar quem está melhor. E nesse começo de temporada, mesmo sem ainda ter feito uma grande atuação, o Grêmio larga melhor. Mas essa vantagem desaparece na hora da bola rolar, pois a mobilização e a grandeza dos dois adversários, na maioria das vezes, neutraliza o “pré-clássico”.

A continuidade é o trunfo do Grêmio para o Gre-Nal de sábado. Mesmo perdendo Walace e Douglas, o time ainda mantém uma base consistente e uma forma de jogar definida. Além disso, mesmo com características diferentes, Bolaños, em grande momento, é um substituto à altura para Douglas. O único senão é Jaílson, que ainda não consegue ter um desempenho que dê a confiança de que ele é o nome certo para formar a dupla de volantes ao lado de Maicon.

O Inter,  mesmo tendo crescido muito na última semana, ainda é uma incógnita. O esquema implantado por Zago deu certo contra times menores e o Gre-Nal será o seu grande teste. Um desafio que poderá ser mais ou menos complicado dependendo da presença de D’Alessandro que, nesse caso, faz a diferença pela qualidade técnica em relação a Roberson e também pelo aspecto da experiência e da liderança,afinal, o argentino se transforma no clássico.

E, por falar em transformação, a presença de Lucas Barrios no time do Grêmio também pode interferir. Afinal, ele é um camisa nove dos tradicionais, um homem de área. E, caso Renato aposte no ex-atacante do Palmeiras, o tricolor vai mexer na sua estrutura. Deixará de ter o “falso nove”, pois Luan deverá ser deslocado para a linha de armação ou, quem sabe, jogar em dupla com Barrios, e, de qualquer maneira, isso vai alterar a formatação tática gremista.

Um Grêmio aditivado e um Inter misterioso

04 de março de 2016 1

17986559

A vitória e a boa atuação diante da LDU aditivaram o Grêmio para o clássico Gre-Nal. Se, tecnicamente, a atuação não foi perfeita, pelo menos o desempenho e o resultado serviram para restabelecer a confiança, tanto a interna, quanto a da torcida em relação ao time. 

Miller  Bolaños é um reforço para o Gre-Nal , porém ainda não dá para garantir que Roger Machado utilizará força máxima, pois o confronto pela Libertadores criou algumas dúvidas em relação às condições de Fred, Wallace Oliveira e Giuliano. Além disso, a proximidade do jogo contra  o San Lorenzo pode fazer que o técnico gremista só utilize quem estiver realmente 100%.

Já o Inter não fala em preservação. A única dúvida fica em relação à utilização de Vitinho. Caso a recuperação física esteja concluída, ele começa o jogo e Andrigo vai para o banco. No mais, o Inter este confirmado. E o mistério não está na escalação e sim em relação a estratégia que Argel Fucks utilizará.

Afinal, o Gre-Nal vale por duas competições e, mesmo que esteja em desvantagem no Gauchão, a prioridade colorada é a Primeira Liga, onde precisa de um empate para se classificar. Jogando pelo empate, a tendência é que o Inter não se arrisque e tente jogar nos contra-ataques. Estratégia simples, mas que Argel sabe utilizar muito bem.

Dourado foi a melhor notícia colorada em Caxias 

28 de fevereiro de 2016 3

UMA GOLEADA PARA ENTRAR NA HISTÓRIA

09 de agosto de 2015 2

Os prognósticos do Gre-Nal apontavam o favoritismo do Grêmio,mas  o  que ninguém esperava era uma goleada dessas. O tricolor aplicou 5 a 0, passou por cima do Inter e ainda teve um pênalti desperdiçado. Foi um passeio gremista e a confirmação do excelente trabalho do técnico Roger Machado. Não só pelo resultado, mas pelo desempenho do time e pelo crescimento de alguns nomes que estavam no plantel, mas “enconstados” ou pouco incentivados. Nessa lista estão Edinho, que substituiu Walace à altura, Fernandinho, que marcou um gol e criou o lance de outro, e principalmente Luan, o craque do jogo, autor de dois gols e a referência técnica desse ascendente time gremista, atual terceiro colocado no Brasileiro.

Foto: Diego Vara/ Agência RBS

E se o Grêmio faz festa, o Inter precisa entender o que está acontecendo. A derrota deste domingo por 5 a 0 foi tão, ou mais dolorosa que a eliminação recente diante do Tigres  na Libertadores. E o fiasco colorado na Arena passa diretamente pela decisão da direção colorada em dispensar Diego Aguirre, apostando que o interino Odair Hellmann poderia mudar a cara e o espírito do time.  Tudo deu errado no Inter. Mas a culpa é do próprio Inter.  Gre-Nal se ganha com garra, trabalho e futebol e não com mágica.

 

O GRÊMIO É FAVORITO

07 de agosto de 2015 0

Historicamente, Gre-Nal não tem favorito.  Mas, diante de momentos bem diferentes dos dois times no Brasileiro, o Grêmio tem a oportunidade de tirar proveito da crise colorada. A instabilidade colorada , aumentada com a saída de Diego Aguirre , coloca o Grêmio como favorito  para o clássico de  domingo. De um lado temos um time que ainda não conseguiu superar a eliminação na Copa Libertadores e, de outro,  o Grêmio, que mesmo que tenha caído de rendimento nas últimas rodadas no Brasileiro, quando conseguiu apenas um ponto em nove disputados, se mostra melhor organizado e com um padrão que o Inter persegue ao longo de toda temporada ainda sem ter alcançado.

Foto: Arte grenal

Walace é o desfalque do Grêmio. E Edinho o possível substituto.  O time perde em qualidade técnica, mas  ganha em força na marcação. Sem Walace,  Roger Machado talvez precise organizar de outra maneira a saída de bola para que não dependa exclusivamente de Maicon. Além desse, o outro problema gremista é corrigir o problema nas finalizações. Pois, já está virando rotina o Grêmio dominar o jogo, criar chances e não conseguir marcar.  Com a possibilidade de um Inter mais fechado, não sei se o Grêmio terá tantas chances assim. E por isso, oportunismo e pontaria serão fundamentais.

No Inter, a saída de Aguirre, mesmo  surpreendente, parece ter sido planejada. Pois, caso o time vencesse o Gre-Nal a direção não teria motivo para dispensar um treinador que parecia não estar mais em sintonia com as exigências do comando colorado.  Odair Hellmann assume como interino e sua experiência como volante enquanto jogador indica um Inter reforçado no meio-campo, justamente o setor mais irregular nos tempos de Aguirre, Mas esse reforço parece exagerado, pois se aventa a possibilidade das entradas de Welington Martins e Nílton para ajudar Dourado na marcação.  Valdívia corre risco de ficar no banco. E D`Alessandro é a grande é dúvida. Se o argentino não jogar, o favoritismo gremista aumenta mais um pouco.

 

Antes do Gre-Nal 406, veja o desempenho de cada jogador do Grêmio nos clássicos

02 de maio de 2015 0

Untitled Infographic

Antes do Gre-Nal 406, veja o desempenho de cada jogador do Inter nos clássicos

02 de maio de 2015 0

GRÊMIO MAIS FOCADO

24 de abril de 2015 0

Historicamente, não existe favorito num clássico, ainda mais quando o assunto é Gre-Nal. Por isso não serei o super original que irá dizer que existe um favorito para o jogo de domingo. Não tem favorito mas tem um time mais focado: o Grêmio.

Afinal, o Gauchão foi rotulado como Copa do Mundo pelos tricolores. E chegou a hora de mostrar que esse pensamento continua valendo na hora da decisão.  Enquanto o Inter se divide entre Gauchão e Libertadores, o Grêmio está mergulhado no Campeonato Gaúcho. O time de Felipão teve uma semana inteira de preparação, conta com força máxima, tem o retorno de Cristian Rodríguez e só não deverá ter Yuri Mamute por ordem médica, pois se dependesse do próprio jogador, garanto que ele se colocaria à disposição. Além de tudo isso, vale lembrar que o primeiro jogo da final será na Arena e, dentro de casa, a força da torcida serve como combustível.

 Foto: Arte Rádio Gaúcha

Havia uma especulação sobre a possibilidade do Grêmio colocar Walace e, com três volantes, jogar mais fechado. Mas Felipão desfez o mistério e já confirmou o time nesta sexta-feira. Vai com dois Feipe Bastos e Maicon como volantes e Braian Rodríguez no ataque. Ou seja, não muda em relação aos últimos jogos. Ou seja, a ideia é apostar na sequência e no conjunto já adquirido.

Quanto ao Inter, Diego Aguirre deverá escalar força máxima. Não digo time completo, pois alguns jogadores ainda sofrem com lesões e falta de ritmo. Juan, Nilmar, Jorge Henrique e , talvez Aránguiz, seriam os poupados. D`Alessandro vai pro jogo e isso é sinal de que o colorado vai com os titulares. Pois, mesmo que Aguirre não queira caracterizar o que é time A e o que é time B, a gente sabe que o time quente do Inter é aquele em que D`Alessandro está escalado. Mas se o argentino é sinal de interesse, a força colorada está na gurizada: William, Rodrigo Dourado, Sasha e, principalmente, Valdívia  são os nomes do momento e as grandes esperança do Inter buscar um bom resultado no jogo de ida para ter mais tranqüilidade para a volta e para começar a pensar no Atlético.

TIMES EM ALTA

20 de abril de 2015 0

Deu a lógica. Dois Gre-Nais decidem o Gauchão 2015.  O Grêmio venceu os dois jogos contra o Juventude e o time reserva do Inter jogou bem em derrotou o Brasil no Beira-Rio. E a lógica se confirmou porque, além da maior estrutura,  Grêmio e Inter cresceram na reta final.

Foto: Bruno Alencastro/Agência RBS

O Grêmio já estava encaixado há mais tempo.  Desde a chegada de Maicon e o ressurgimento de Giuliano, Felipão conseguiu definir um esquema e dar um padrão que resulta numa classificação tranquila e numa sequência de quinze jogos sem perder.  Para o primeiro Gre-Nal decisivo, talvez Cristian Rodríguez possa voltar.  Pode ser liberado pelo Departamento Médico, mas não sei se começa o jogo.  O problema gremista é outro Rodríguez: Braian. Até agora, o centroavante não convenceu.  Tem apenas um gol em onze jogos e sistematicamente vem sendo substituído por Yuri Mamute, que entra com um rendimento muito superior. Resta saber se Mamute, após sair de maca no sábado, terá condições para o primeiro clássico.

No Inter, Diego Aguirre é um nome em ascensão. A vitória sobre a Universidad de Chile na Libertadores e o bom resultado da estratégia de montar dois times para a disputa do Gauchão renderam muitos pontos para um treinador que começou o trabalho sob grande desconfiança. E esse prestígio pode aumentar ainda mais de acordo com o resultado de quarta diante do The Strongest. A confirmação do primeiro lugar no grupo somado com um bom rendimento vai colocar Aguirre num patamar que há poucas semanas ninguém imaginava que ele alcançaria. Aliás, muitos apostavam que ele deveria preparar as malas.

SE EU FOSSE DIEGO AGUIRRE...

27 de fevereiro de 2015 0

…escalaria  o Inter para o Gre-Nal  com Álisson, Cláudio Winck, Paulão, Réver e Geferson; Nico Freitas, Nílton, Vitinho, Ânderson e Alex e Nilmar.

Dentro da ideia de time misto, utilizaria o clássico para dar mais ritmo de jogo a Réver e testar o entrosamento entre Nílton e Nico Freitas para um futuro aproveitamento na Libertadores.

Foto: Diego Vara/ZH