Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "Renato Portaluppi"

FELIPÃO NÃO SUPERA LUXA E RENATO

02 de dezembro de 2014 0

Depois de dois anos seguidos, o Grêmio está fora da Copa Libertadores. Nem mesmo a capacidade de um supercampeão como Luís Felipe Scolari foi capaz de colocar o tricolor no caminho da maior competição do continente. E as derrotas  consecutivas – Cruzeiro, Corinthians e Bahia – deixaram um sentimento de decepção. Não só pela eliminação, mas também pelo fato de que a chegada de Felipão era considerada como uma espécie de retomada dos grandes momentos gremistas. Isso não aconteceu. Felipão não conseguiu superar os seus antecessores, Vanderlei Luxembrugo e Renato Portalppi, e , em termos de aproveitamento, foi apenas um pouco melhor que Enderson Moreira.

VANDERLEI LUXEMBURGO

Foto: Bruno Alencastro/ZH

Brasileiro 2012 

Terceiro colocado com 71 pontos, seis pontos atrás do campeão Fluminense.

Campanha: 38 jogos, 20 vitórias 11 empates e 7 derrotas.

Aproveitamento: 62,2%

Brasileiro 2013

Comandou o time até a quinta rodada e deixou o time na sétima colocação com 8 pontos.

Campanha: 5 jogos, 2 vitórias, 2 empates e 1 derrota.

Aproveitamento: 53,3%

CAMPANHA GERAL DE LUXEMBURGO (2012/13)

43 jogos, 22 vitórias, 13 empates e 8 derrotas.

Aproveitamento : 61,2%

 

RENATO PORTALUPPI

Foto: Ricardo Duarte/ZH

Brasileiro 2013

Estreou na sexta rodada (1 x 1 Atlético PR) e com o resultado caiu do sétimo para o oitavo lugar com 9 pontos. Fechou o campeonato em segundo lugar com 65 pontos, ficando onze pontos atrás do campeão Cruzeiro.

Campanha: 57 pontos em 33 jogos. 16 vitórias, 9 empates e 8 derrotas.

Aproveitamento: 57,5%.

ENDERSON MOREIRA

Foto: Lauro Alves/ZH

Brasileiro 2014

Comandou o Grêmio até a décima-segunda rodada. Deixou o cargo após a derrota de 3 a 2 para o Coritiba na Arena, resultado que deixou o time na décima colocação com 19 pontos.

Campanha: 19 pontos em 12 jogos com 5 vitórias, 4 empates e 3 derrotas.

Aproveitamento: 52,7%

Entre a saída de Enderson Moreira e a estreia de Felipão, o Grêmio foi comandado pelo interino Andrei Jardine em Salvador na derrota de 2 a 1 para o Vitória. O resultado manteve o time gaúcho na décima colocação.

LUÍS FELIPE SCOLARI

Foto:Fernando Gomes/Agência RBS

Brasileiro 2014

Felipão estreou no Gre-Nal do primeiro turno. Pegou o time em décimo lugar com 19 pontos e com a derrota para o Bahia, no último domingo, coloca o time na sétima colocação com 60 pontos.

Campanha: 41 pontos em 24 jogos com 12 vitórias, 5 empates e 7 derrotas.

Aproveitamento: 56,9%.

OBS – Caso  o Grêmio derrote o Flamengo na última rodada, Felipão aumentará o seu aproveitamento para 58,6%, superando os 57,5% de Renato Portaluppi, mas sem a vaga para a Libertadores.

 

A HORA DE RENATO

29 de outubro de 2013 0

Apesar da boa posição no Brasileiro  e da condição de semifinalista da Copa do Brasil, ainda não dá pra afirmar que o atual  Renato Portaluppi seja melhor que o de 2010.  O treinador que assumiu neste ano no lugar de Luxemburgo parece um profissional mais focado e mais maduro.  Abasteceu o time de confiança e apostou  na força do grupo para reverter uma situação que era de instabilidade.

Foto: Ricardo Duarte/ZH

Ele não é uma unanimidade e nem uma afirmação, tanto que o contrato ainda não foi renovado. Mas pode dar um passo largo nesse sentido caso saiba conduzir o Grêmio à Libertadores  , principalmente, se a vaga for conquistado com o título da Copa do Brasil. E para continuar sonhando com essa taça, o desafio mais próximo é superar o Atlético PR. Por isso, o jogo desta quarta, em Curitiba, onde não contará com os três atacantes titulares será a prova de fogo para o treinador gremista. Nessa condição, sair vivo do Durival Brito será prova de competência.  Trazer uma vantagem de lá, prova de qualidade.

 

 

ACIDENTE DE PERCURSO

28 de outubro de 2013 0

O único acidente de percurso  na derrota do Grêmio para o Coritiba foi o gol contra de Pará.  O restante foi consequência da apatia gremista. O time  não teve futebol, nem  atitude para reverter o resultado e o time paranaense chegou à goleada sem fazer muita força.

A apatia foi a marca maior do tricolor no Couto Pereira.  No gramado, a  dupla Adriano e Mateus Biteco não conseguiu imprimir o mesmo ritmo  dos titulares Souza e Ramiro. E os atacantes Barcos e Vargas terminaram o jogo sem uma conclusão ao gol do Coritiba. Pará, pelo gol contra e o carrinho criminoso em Geraldo, foi o vilão do jogo. No banco, o técnico Renato também se contagiou pelo espírito apático. Mais uma vez  descartou Zé Roberto , demorou para mexer no time e mesmo quando colocou Elano em campo não conseguiu evitar o vexame da goleada.

Foto: Fernando Gomes/ZH

Do outro lado, o Atlético PR, adversário na Copa do Brasil, foi a Salvador e voltou satisfeito com o empate em 1 a 1 com o Bahia. Teve com a expulsão de Bruno Silva, ainda no primeiro tempo, um acidente de percurso, mas encontrou força para reagir e voltou incólume e mobilizado para o primeiro jogo da semifinal.

 

 

MISTÉRIO

08 de outubro de 2013 0

Renato comandou  o último treino do Grêmio com portões fechados. Se com seis desfalques, a remontagem do time já dava margem a muita especulação, após o trabalho desta terça, o mistério aumenta. Há algum tempo, a lógica indicaria e recomendaria a escalação de Zé Roberto e Elano no meio-campo, mas a prática apresentada nos últimos jogos, com um excelente aproveitamento no Brasileiro, indica outro caminho. O treinador gremista deve apostar na manutenção do  3-5-2, o esquema vencedor. Com isso, Adriano seria o substituto natural de Ramiro, e a vaga de Riveros seria ocupada por Maxi Rodríguez, Elano e Zé Roberto, com  mais chances para o uruguaio.

Foto: Mauro Vieira/ Zero Horaberto

Nas demais posições, Saimon entraria no lugar de Bressan, Wendell no de Alex Telles e Paulinho no de Kléber. Mas isso só saberemos momentos antes do jogo com o Criciúma. Até lá, muito mistério.

ESTACIONOU

19 de setembro de 2013 0

Que Grêmio o torcedor deseja: o time sem Zé Roberto que conseguiu vencer cinco jogos na sequência ou o que, com o retorno de Zé, só venceu dois dos últimos cinco jogos ?

rpmv

O esquema precisa ser redesenhado. Zé Roberto joga muito mais do que vem jogando. O 3-5-2 perdeu o prazo de validade.

 

 

A ÚLTIMA VEZ: GRÊMIO X GOIÁS

02 de setembro de 2013 0

Na última vez em que enfrentou o Goiás pelo Campeonato Brasileiro, o Grêmio também era comandado por Renato Portaluppi. O jogo ocorreu no dia 03 de novembro de 2010, no Serra Dourada, e o tricolor venceu por 2 a 0, com gols de André Lima e Diego Clementino. Aliás, a estreia de Renato como treinador gremista também aconteceu diante do Goiás. Pela Copa Sul-Americana, no jogo de volta, dia 12 de agosto de 2010, o novo técnico não conseguiu evitar a eliminação, no Olímpico, ao perder por 2 a 0. Três dias depois, pelo Brasileiro, veio o troco com uma vitória de 2 a 0, com dois gols de Willian Magrão.

Foto: Banco de Dados ZH

CONFRONTOS NO BRASILEIRO

40 jogos

14 vitórias do Grêmio

15 empates

11 vitórias do Goiás

Gols: 59/49

A ÚLTIMA VEZ

GOIÁS 0 X 2 GRÊMIO

03/11/2010

Brasileiro/ Serra Dourada

Arbitragem: José de Caldas Souza(DF)

Gols: André Lima 31/1   e   Diego Clementino 46/2

GOIÁS – Harlei, Douglas(Welington Saci), Ernando, Marcão e Jones, Welington Monteiro, Amaral, Marcelo Costa(Wendel Lira), e Carlos Alberto; Felipe(Éverton Santos) e Rafael Moura. Técnico: Jorginho

GRÊMIO – Victor, Gabriel, Paulão, Rafael Marques e Fábio Santos, Adílson(Ferdinando), Fábio Rochemback, Douglas e Lúcio(Neuton), Jonas e André Lima(Diego Clementino). Técnico: Renato Portaluppi

 

LUXEMBURGO X RENATO

09 de agosto de 2013 0

Nas doze rodadas do Campeonato Brasileiro, o Grêmio conquistou 16 pontos em 12 jogos. Foram oito pontos em cinco jogos com o técnico Vanderlei Luxemburgo e oito pontos em sete jogos com Renato Portaluppi.

GRÊMIO COM LUXEMBURGO

1) 2 x 0 Náutico

2) 1 x 1 Santos

3) 1 x 0 Vitória

4) 0 x 2 Atlético MG

5) 1 x 1 São Paulo

Luxemburgo: 5 jogos, 2 vitórias, 2 empates e 1 derrota. Gol: 5/4

Aproveitamento: 53,3%


GRÊMIO COM RENATO

1) 1 x 1 Atlético PR

2) 2 x 1 Botafogo

3) 1 x 2 Criciúma

4) 2 x 0 Fluminense

5) 0 x 2 Corinthians

6) 1 x 1 Inter

7) 0 x 1 Coritiba

Renato: 7 jogos, 2 vitórias, 2 empates e 3 derrotas. Gols: 7/8

Aproveitamento: 38,09%

RENATO X DUNGA

03 de agosto de 2013 0

Neste domingo, Dunga e Renato, como treinadores,  se enfrentarão pela primeira no Gre-Nal Na época em que eram atletas, houve apenas um confronto que terminou empatado em 1 a 1. O clássico foi disputado dia 02 de outubro de 1983, no Beira-Rio, pelo Campeonato Gaúcho.

FICHA TÉCNICA

GRE-NAL 265

INTER 1 X 1 GRÊMIO

Campeonato Gaúcho/ Estádio Beira-Rio

Arbitragem: Roque José Gallas

Gols: Mauro Galvão 2/2  e Osvaldo 10/2

INTER – Benítez, Luís Carlos Winck, Mauro Pastor, Mauro Galvão e André Luís; Ademir Kaefer, Dunga(Renê)  e Ruben Paz; Sílvio(Gérson), Geraldão e Silvinho. Técnico: Dino Sani

GRÊMIO – Mazaroppi, Paulo Roberto, Baidek, De León e Paulo César Magalhães; China, Osvaldo e Bonamigo; Renato, Caio Júnior(César) e Tarciso. Técnico: Valdir Espinosa

DUNGA X RENATO

02 de agosto de 2013 0

O duelo dos técnicos Dunga e Renato é uma das atrações do Gre-Nal 397. Dentro de campo, Renato tem desempenho superior ao de Dunga nos clássicos. Porém, no banco de reservas, o técnico colorado leva vantagem, pois tem 100% de aproveitamento.

GRE-NAIS EM CAMPO

DUNGA                               RENATO

8 jogos                                15 jogos

2 vitórias                           6 vitórias

3 empates                          4 empates

3 derrotas                          5 derrotas

1 Gol                                    3 Gols

Aprov. 37,5%                  Aprov.  48,8%

GRE-NAIS NO BANCO

DUNGA RENATO

2 jogos                                  4 jogos

2 vitórias                              1 vitória

-  empate                              2 empates

- derrota                               1 derrota

Aprov. 100%                 Aprov. 41,6%

A ESTREIA DE SEEDORF

13 de julho de 2013 0

Para a torcida gremista, o jogo contra o Botafogo   é especial. Pois, será a primeira partida do time num domingo à tarde na Arena e a oportunidade de rever Renato Portaluppi, o eterno ídolo. Para o adversário, também. Afinal, o time carioca vem a Porto Alegre para defender a liderança do Brasileiro. E, além disso, Seedorf, o maestro da equipe, tentará se vingar. Pois, quando estreou no Botafogo, no ano passado, amargou uma derrota justamente diante do Grêmio.

O jogo foi realizado no dia 22 de julho, no Engenhão,  e o Grêmio venceu por 1 a 0, gol de Marcelo Moreno. A vitória quebrou um longo tabu gremista. O tricolor não vencia na cidade do Rio de Janeiro desde 2002 quando fez 3 a 2 no Flamengo.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO 0 X 1 GRÊMIO

Brasileiro – Engenhão/Rio de Janeiro

Arbitragem: Sandro Meira Ricci(PE)

Gol: Marcelo Moreno 3/2

BOTAFOGO – Jefferson, Lucas, Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Márcio Azevedo; Lucas Zen(Willian), renato, Vítor Júnior e Seedorf(Rafael Marques); Fellype Gabriel(Andrezinho) e Elkeson. Técnico: Osvaldo Oliveira.

GRÊMIO – Marcelo Grohe, Tony(Ânderson Pico), Vílson, Gilberto Silva e Pará; Fernando, Souza, Elano(Marquinhos) e Zé Roberto(Léo Gago); Leandro e Marcelo Moreno. Técnico:  Vanderlei Luxemburgo.