Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "Santos"

Grêmio vence e se aproxima da Libertadores

15 de outubro de 2015 0

O Grêmio teve um excelente primeiro tempo e  uma etapa final nem tão brilhante  assim. Mas a grande notícia da noite na Arena(que recebeu 10.496 valentes torcedores) foi a vitória gremista por 1 a 0 sobre o Santos.  O resultado confirma a terceira colocação com 55 pontos e coloca o tricolor cada vez mais próximo da Libertadores, agora com nove pontos de vantagem sobre o Peixe, quarto colocado e também do São Paulo, que vem em  quinto . Do jeito que a coisa vai, a torcida já deve começar a contagem regressiva para a confirmação da vaga matemática.

Foto: Fernando Gomes/Agência RBS

No primeiro tempo, Douglas comandou a grande atuação do Grêmio, seguido de perto por Giuliano e Maicon. Roger Machado apostou numa nova formação com  Bobô na frente e Luan recuado para a linha de armação e essa estratégia não chegou a entusiasmar. O trabalho coletivo foi o que chamou a atenção, pois o time conseguiu impor seu jogo, dominando o meio-campo, jogando de forma compacta, com aproximação e posse de bola.

Na etapa final, essa qualidade não se manteve. Se Douglas foi o nome do primeiro tempo, Lucas Lima foi o personagem do segundo. O Santos equilibrou, foi pra cima, mas o Grêmio, mesmo sem Erazo e Marcelo Grohe, conseguiu se segurar lá atrás, principalmente pela grande atuação de Geromel. A entrada de Pedro Rocha no lugar de Bobô ajudou o Grêmio a fugir da pressão santista e por detalhe o garoto não conseguiu fazer o segundo gol para transformar a boa atuação num placar mais tranquilo.

UM GRÊMIO MODIFICADO NUM JOGO PERIGOSO

15 de outubro de 2015 1

Mesmo que o jogo ainda corra algum risco de ser cancelado por causa dos estragos provocados pelo temporal,  o maior perigo desta noite chama-se Santos.  Quarto colocado, o time da Vila Belmiro faz uma campanha de recuperação desde a chegada de Dorival Júnior e menos mal que Ricardo Oliveira, artilheiro do Brasileirão, será poupado. Mas mesmo assim, o Peixe ainda tem Lucas Lima e Gabriel, jogadores de extrema qualidade. Por isso, o Grêmio precisa de toda atenção para não ser surpreendido dentro de casa, tal como aconteceu recentemente diante de São Paulo e Fluminense.

Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA/ Gremio.net

Lógico que a vitória seria o ideal , mas o empate não é um resultado de todo desprezível. Afinal, o Grêmio manteria confortáveis seis pontos de vantagem sobre o Santos, quarto colocado, e aumentaria para sete em relação ao São Paulo, que perdeu ontem e  segue em quinto lugar. Mas não dá pra jogar pelo empate. O Grêmio precisa vencer e, para isso, Roger Machado monta um time com novidades. Duas delas por necessidade: Bruno Grassi entra no lugar do lesionado  Marcelo Grohe e Bressan substitui Erazo na zaga. As outras duas  são por convicção. O retorno de Maicon é acréscimo de qualidade. Maicon é titular indiscutível, é o afinador do meio-campo e o homem que garante que a bola saia redondinha do meio para o ataque. E a possível entrada de Bobô como o homem mais avançado é uma tentativa de Roger para mudar a dinâmica do Grêmio que nos últimos jogos passou a ser um time previsível e com dificuldades para fugir da marcação dos adversários.

INTER: DERROTA DE UM TIME SEM ÂNIMO

27 de setembro de 2015 13

Nada de novo na vida do Inter. Desfalcado e desentrosado, o time não conseguiu encarar o Santos e volta da Vila Belmiro com uma justa derrota de 3 a 1. É notório e sabido que todas as atenções coloradas estão voltadas para o jogo de quarta-feira contra o Palmeiras pela Copa do Brasil e, assim, esse resultado no Brasileiro não chegou a ser um desastre para quem já não tinha muitas esperanças de lutar por alguma coisa na competição. Mas o desempenho colorado foi sofrível.

Durante todo o jogo, o Inter não encontrou uma maneira de controlar Lucas Lima, que mandou no jogo e amarelou praticamente todos os marcadores do time de Argel Fucks. O gol de pênalti, sofrido por Juan e convertido por Valdívia, caiu do céu. Depois, naturalmente, o Santos comandou as ações e, mantendo o padrão e o ritmo, conseguiu empatar , virar, ampliar e garantir a décima-primeira vitória com Dorival Júnior em onze jogos dentro de casa.

Foto: Ricardo Duarte/Agênica BS

William, no meio-campo, a exemplo do que aconteceu contra o Coritiba, não funcionou. Silva, que entrou no segundo tempo, ainda está verde. Mostra muita afobação e o pênalti que cometeu é prova disso. Mas o pior rendimento do Inter na Vila Belmiro foi de Ânderson que, com nove meses de clube, ainda não conseguiu adquirir, nem sequer, ritmo de jogo. O jogo contra o Santos poderia ser uma chance para mostrar que Anderson tem condições de ser uma boa opção. Mas nem sequer isso ele conseguiu fazer. Portanto, continua, com justiça, fora dos planos.

 

QUASE LÁ

05 de julho de 2015 0

O domingo só não foi perfeito para o Grêmio porque a liderança escapou com a vitória do Atlético Mineiro sobre o Inter, no Beira-Rio. A vitória de 3 a 1 sobre o Santos, dentro da Vila Belmiro, foi categórica e mostrou que Roger Machado fez a leitura correta do jogo. Pois, ao ser ouvido quando o time entrava em campo, o treinador gremista disse três coisas que se confirmaram quando a bola rolou.

1) O Grêmio precisaria  jogar para vencer e não se preocupar somente em se defender.

2) Tentaria quebrar o ritmo do Santos e induzir o adversário ao erro, avançando a marcação para forçar o chutão da defesa do Peixe.

3) Tiraria  proveito da inexperiência do adversário e da situação complicada que o Santos vive na tabela do Brasileiro.

Foto: Luís Fernando Menezes/Grêmio.net

E esses três pensamentos se concretizaram muito cedo, quando Pedro Rocha abriu o marcador logo aos quatro minutos. A partir disso, o Grêmio tomou conta do jogo e não correu risco, tanto que a única conclusão do time da casa aconteceu aos 49 do primeiro tempo e mesmo assim pra fora.  E as coisas ficaram facilitadas quando o jovem e talentoso Geuvânio se meteu numa confusão desnecessária e acabou expulso com 29 minutos. O primeiro tempo só não foi perfeito porque o segundo gol não aconteceu. Mas ele veio no começo da segunda etapa em nova jogada que teve a participação de Giuliano, o melhor em campo, e a conclusão de Galhardo.

O Grêmio só correu risco quando Walace vacilou e Ricardo Oliveira descontou aos 19 minutos. Mas a reação do Peixe não se confirmou. O tricolor liquidou o jogo aos 35, quando Edinho roubou uma bola na intermediária e deixou Yuri Mamute na cara do gol para fazer 3 a 1 e confirmar a grande fase gremista e a ascensão de Roger Machado.

 

INTER: VITÓRIA JUSTA E NECESSÁRIA

28 de junho de 2015 0

D`Alessandro e Valdívia foram os destaques do Inter na sofrida, porém justa, vitória  por 1 a 0 sobre o Santos. O argentino começou o jogo e mesmo sem ter recuperado toda sua forma, comandou o time com coração e muita dedicação. Já Valdívia veio do banco. Marcou um gol improvável, cobrando uma falta no fundo do campo, foi deicisivo,mas não pareceu muito feliz. Tanto é verdade que nem comemorou o seu gol. Se D´Alessandro e Valdívia mereceram destaque, Nilmar, outro que voltava ao time,  foi discreto.  Acertou pouco, cansou e saiu pra entrar Rafael Moura.

Foto: Alexandre Lops/SC Internacional

A vitória merece ser festejada, pois foi o primeiro grande resultado colorado no Brasileiro. Afinal, o Santos, mesmo sem fazer grande campanha, foi um adversário difícil que tem bons valores do meio pra frente e que pode se recuperar ao longo da competição. E essa recuperação, o Inter pode finalmente começar a partir dos três pontos deste domingo. O time subiu para décimo lugar e está, no momento, a quatro pontos do G4 e seis atrás do líder Sport, justamente o próximo adversário.

A PRIMEIRA VEZ

02 de novembro de 2014 0

Quantas vezes o Inter jogou bem e por detalhe deixou escapar uma vitória na Vila Belmiro ?  Pois é, isso, neste domingo, não aconteceu.  Muito pelo contrário. No segundo tempo, quando o Santos cresceu e  Robinho começava a se transformar em personagem do jogo, brilhou a estrela de Aránguiz(autor dos dois gols)  que definiu o jogo e garantiu uma vitória histórica, pois foi a primeira contra o Peixe, em Santos, e fundamental para a continuar brigando por uma vaga na Libertadores do próximo ano.

Foto: Divulgação/InternacionalO Inter teve muitos méritos no primeiro tempo quando fez um jogo de igual para igual  e com um gol de Aránguiz  largou em vantagem. No segundo tempo, quando tinha o jogo sob controle, a zaga vacilou e o Santos empatou aos 17 minutos. A partir daí, o colorado se perdeu, só se defendeu  e as trocas feitas por Abel Braga não foram bem sucedidas.  O Inter perdeu Alan Patrick, que saiu com a mão machucada, e D`Alessandro, cansado. Bertotto entrou para ajudar na marcação e  Welington Paulista (?) entrou no lugar do argentino para compor a linha de armação e  Nilmar seguiu isolado lá na frente.  Se as substituições não foram tão eficientes quanto se esperava, pelo menos o Inter foi guerreiro e acabou sendo beneficiado com uma falha do Santos, pois o gol da vitória saiu com uma recuada de Mena que Aranha, desatento, defendeu com a mão.  Aránguiz foi decisivo. Além dele, Ernando e Willians, mesmo com o sufoco santista, foram os destaques defensivos.

ALÉM DO TABU

31 de outubro de 2014 0

Além do tabu de nunca ter vencido na Vila Belmiro, o Inter terá um Santos nem tão fraco assim no jogo de domingo. A projeção é  que Enderson Moreira poupe cerca de cinco titulares.  E o provável time teria: Aranha, Victor Ferraz, Bruno Uvini, Neto e Mena; Álison, Souza e Lucas Lima, Rildo, Leandro Damião e Gabriel. Além de Geuvânio, que está lesionado,  Robinho e Arouca, possivelmente  poupados, seriam  desfalques importantes . O seja, quanto à escalação, o Santos não vai dar tanta moleza quanto se esperava.

Foto: Ricardo Saibun/Santos FC

Além da força o adversário, o Inter precisará superar o tabu. Desde 1989,  o time gaúcho nunca derrotou o Santos  na Vila Belmiro. Em18  jogos entre Brasileiro, Copa do Brasil, Libertadores e Sul-Americana, o máximo que o colorado conseguiu foram seis empates. Confira o retrospecto entre Inter e Santos na Vila Belmiro.

1) 05/11/89 – Brasileiro – Santos 2 x 1

2) 30/03/92 – Brasileiro – Santos 4 x 0

3) 09/11/94 – Brasileiro – Santos 1 x 0

4) 27/03/97 – Copa do Brasil – Santos 2 x 0

5) 30/08/98 – Brasileiro – Santos 2 x 0

6) 27/02/02 – Copa do Brasil – Empate 3 x 3

7) 25/05/03 – Brasileiro – Santos 2 x 1

8) 13/08/03 – Sul-Americana – Empate 1 x 1 

9) 20/06/04 – Brasileiro – Santos 3 x 0

10) 06/08/06 – Brasileiro – Santos 2 x 1

11) 05/09/07 – Brasileiro – Santos 2 x 1

12) 16/11/08 – Brasileiro – Santos 1 x 0

13) 26/08/09 – Brasileiro – Empate 3 x 3

14) 13/10/10 – Brasileiro – Santos 1 x 0

15) 21/05/11 – Brasileiro – Empate 1 x 1

16) 07/03/12 – Libertadores – Santos 3 x 1

17) 06/10/12 – Brasileiro – Empate 1 x 1

18) 16/10/13 – Brasileiro – 0 x 0

 

 

 

 

 

 

 

SEM FAVORITO

29 de outubro de 2014 0

Apesar da toda torcida gaúcho para que um mineiro vença a Copa do Brasil, não dá pra colocar muito favoritismo em cima de Atlético e Cruzeiro.  Considero que o Cruzeiro até leva um vantagem sobre o Santos, mas o Atlético tem um compromisso extremamente equilibrado contra o Flamengo.  Se o Galo vai muito bem no Brasileiro, o Flamengo cresce em jogos decisivos e a conquista do título no ano passado é uma prova disso. Na ocasião, o time carioca até corria risco de rebaixamento no Brasileiro mas acertou-se na Copa do Brasil, eliminou o poderoso Cruzeiro e acabou decolando nas duas competições. O time de Luxemburgo até pode ser inferior ao de Jaime Almeida no ano passado, mas para essa semifinal, o Mengo tem mais “jóquei”.

Foto:Gualter Naves/Light Press

 

Do outro lado,  o Cruzeiro é favorito. Mas pesa contra a Raposa o momento de instabilidade no Brasileiro e o mando de campo do jogo de volta.  O Santos decide na Vila Belmiro e se não sair vivo hoje, no Mineirão, pode ser uma surpresa. Com a liderança de Robinho é capaz de repetir exatamente o que o Flamengo fez no ano passado.

MENOS PRO GRÊMIO

26 de setembro de 2014 0

O julgamento do recurso no Pleno do STJD foi bom pra todo mundo menos pro Grêmio que, além de ficar fora da Copa do Brasil, continua com o estigma de clube racista.  O novo direcionamento da punição, hoje no Rio de Janeiro, foi bom para o Santos que segue na disputa da Copa do Brasil sem precisar fazer o jogo de volta, bom para a CBF que não precisará mexer no calendário da competição e bom para os tribunais esportivos pois se evitou que esse caso abrisse um perigoso precedente de exclusão de times por injúria racial nos estádios de futebol.  E, egundo a nova versão de hoje, a  interpretação é  de que o Grêmio foi eliminado da Copa do Brasil por ter perdido o primeiro jogo em casa.

Foto: Fernando Gomes/Agência RBS

Agora o Grêmio segue a sua vida. O presidente Fábio Koff garante que não apelará à FIFA. Torço para que, apesar do resultado de hoje, o clube  continue cada vez mais forte na campanha de conscientização da torcida.   Para  apagar esse imagem e para o bem do futebol.

PUNIÇÃO PEDAGÓGICA

03 de setembro de 2014 0

Ficar fora da Copa do Brasil não é o maior prejuízo do Grêmio nesse episódio envolvendo Aranha , o goleiro do Santos. O problema passa a ser o fato do clube ficar marcado como “racista”. Esse é um peso que ficará por muito tempo e dependerá muito da ação da direção e , principalmente, do comportamento da torcida para que isso seja apagado.  Tanto é verdade é as providências tomadas desde semana passada pouco adiantaram no trabalho de defesa do jurídico gremista.

Foto: Leandro Behs/Agência RBS

Um dos auditores, durante a explanação do voto, afirmou que espera que a punição tenha um efeito pedagógico.  Para a torcida do Grêmio, possivelmente terá, afinal, ela está sentindo na pele a dor dessa decisão tomada pelo STJD. Mas fica uma revolta grande a respeito do que já aconteceu até agora na história de vários incidentes de racismo no nosso futebol, onde poucas providências foram tomadas. Se o episódio Aranha servir para alguma coisa, o futebol brasileiro lucrará.  Mas se ficar só nisso, a torcida gremista tem toda razão de protestar.