Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

O rapidinho e o demorado

13 de julho de 2009 2

Duas coisas bem curiosas que marcaram a rodada do fim de semana do Brasileirão.

1 – A expulsão esdrúxula do atacante Zé Carlos, do Cruzeiro, aos 12 segundos do clásico contra o Atlético-MG. É a ida pro chuveiro mais cedo (e bota mais cedo nisso) que se tem registro no futebol brasileiro, e provavelmente mundial. Logo na saída de bola ela conseguiu a proeza de dar uma cotovelada em Renan, do Galo, com 7 segundos de jogo. Ou seja, o Cruzeiro, que já jogava com os reservas, praticamente entrou em campo com um a menos. Não por coincidência tomou 3 a 0 do rival.

2 – O pênalti sofrido pelo zagueiro são-paulino Miranda, e convertido por Jorge Wagner, decretando o empate por 2 a 2 entre São Paulo e Flamengo, no Morumbi, foi, pasmem, apenas o primeiro marcado a favor do tricolor paulista em 2009!!! Nos 38 jogos anteriores na temporada, o time não teve nenhuma penalidade para cobrar. Mais do que isso, o último pênalti a favor do São Paulo havia sido marcado no clássico contra o Palmeiras, em outubro!!! Ou seja, quase nove meses e mais de 50 jogos atrás!! O detalhe é que houve outro pênalti claro no fim do jogo, este sobre o atacante Washington, mas não foi marcado. Vai ver o árbitro pensou que depois de nove meses, marcar dois de uma vez seria exagero…

Postado por Rodrigo Braga, de casa

Comentários (2)

  • Ricardo diz: 13 de julho de 2009

    Ser expulso com 12 segundos é f…

  • Aderaldo diz: 14 de julho de 2009

    Nove meses sem um pênalti é no mínimo estranho. Será que o SP ganhando toda a hora incomoda tanta gente assim? Fica a pergunta

Envie seu Comentário