Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Nada de virada de mesa, por favor!

31 de março de 2010 13

Nos últimos dias o festival da boataria tem concentrado forças na possibilidade de uma vergonhosa virada de mesa no Catarinense.

Sinceramente, não acredito, mas coloco o assunto em discussão.

Consistiria no seguinte: aumento de 10 para 12 times no próximo estadual. Ou seja, esse ano não cairia ninguém e subiriam os dois melhores da Divisão Especial. A proposta surgiu em um texto assinado pelo principal patrocinador do Brusque e, segundo consta, teria encontrado apoio pelos lados de Chapecó.

Se for verdade, é uma vergonha. Só isso, vergonha, ponto final. Para início de conversa, pessoas envolvidas com os times que brigam contra o rebaixamento deveriam ter a sensibilidade de não levantarem discussões do tipo, nas quais são os principais (ou seria únicos?) beneficiados.

Se a Federação tiver a falta de noção de aceitar algo do tipo, qualquer pessoa com dois neurônios e um pouco de boa intenção vai à Justiça e derruba isso, baseado no Estatuto do Torcedor, que veda alterações em regulamentos de campeonatos que não tenham sido usados pelo menos por dois anos seguidos (esse ano mudou, lembram?). Ou seja, se der corda, o máximo que a FCF conseguirá será uma bela dor de cabeça judicial.

Além disso, esse aí é o tamanho do Catarinense: 10 times. E ainda assim aparecem algumas podreiras. Com 12, teríamos problemas com datas e uma queda desnecessária de qualidade no campeonato. Os times que vão cair precisam ter a grandeza de aceitar os erros, corrigir o ano ruim e voltar com dignidade e a casa arrumada em 2012, após garantir o acesso na Segundona de forma limpa. No Brasil, graças ao bom Deus, ficou lá atrás o tempo das viradas de mesa comemoradas com estouro de champagne.

Tenho certeza que os torcedores de Juventus, Brusque e Chapecoense, diretamente interessados, concordarão comigo. Virada de mesa pode até parecer bom no curto prazo, mas no fim das contas só serve para manchar a história dos clubes.

Comentários (13)

  • Anderson diz: 31 de março de 2010

    sou favoravel que tenha 12 equipes no catarinão, mas so em 2012.

  • luiz diz: 31 de março de 2010

    Boa tarde, o Estatuto do Torcedor, simplesmente, não permite a “virada de mesa”. Isso é assunto encerrado. É só ler o Estatuto. Está ali expresso em portguês muito claro, para todos entenderem. Acabou a virada de mesa no esporte brasileiro. Haverá o rebaixamente e a subida das equipes. Somente em 2012 poderá haver mudança no que se refere o postado pelo blogueiro.

    Do blogueiro: Luiz, tu não leu o post antes de comentar, né? O que eu disse foi exatamente isso

  • MARCELO – Chapecoense diz: 31 de março de 2010

    Sou torcedor da Chapecoense, acho que seria interessante termos mais equipes no estadual, mas esse ano que caiam os times INCOMPETENTES

    Virada de Mesa, NÃÃÃO!!!!

    FORA LUIS ANDRE, BASILIO, JOAO RODRIGO………………

    ESSE MALA DO LUIS ANDRE CONTRA O ATL – MG FOI UM DOS MELHORES EM CAMPO, NO ESTADUAL ATE CATEGORIA FRALDINHA FAZ MELHOR QUE ELE

  • Eduardo M diz: 31 de março de 2010

    Quais seriam os dois times que subiriam ?

    O Marcilio Dias ?

    Do blogueiro: Marcílio disputará a segundona e pela lógica deve subir sem sustos. A outra vaga é briga de foice no escuro, meu camarada, pode dar qualquer coisa. Abraço

  • Felipe diz: 31 de março de 2010

    Braga, sou totalmente contra virada de mesa, mas vamos combinar que segunda divisão estadual é uma bagunça tremenda (é só ver o campeonato do ano passado, aquele outro que o Pepe meteu bronca, etc.), quase um campeonato de várzea. Esses times que vão cair (Juventus mais um), coitados, vão sofrer um monte em 2011. Mas faz parte, incompetência deles de cair.

  • Guilherme diz: 31 de março de 2010

    12 nãoooooo, é 10 e talvez nem 10, mais sim 8, ai seria uma briga muito boa o campeonato todo, e bota boa nisso, 8 times com condição de ser campeão, ai sim, mais vai la deixa 10 mesmo que ta muito bom. E em relação a divisão especial, Porto, Concórdia, Marcílio Dias, Hercílio Luz brigam pelo acesso com certeza!

  • Gustavo Oliveira diz: 31 de março de 2010

    Primeira virada de mesa já aconteceu:

    Avaí teve sua denúncia acatada no STJD.

    Que vergonha hein? O time dele é beneficiado, agride jogadores e árbitro (verbalmente), joga bomba em campo, e muito mais. E agora sai como vítima? Nossa, que absurdo!

    Realmente esse clubezinho é que leva tudo pela janela e pela mesa, quer dizer, pelo tapetão!

    VERGONHA!

  • Pessoa Comum diz: 31 de março de 2010

    Por que não? Está na Constituição que não pode ter dois times a mais no ano seguinte? Eu concordaria se mudanças ocorressem no ano do campeonato. Isso não é coisa pública que só vale para depois de um ano da decisão. Quando vão dar uma chance para o futebol de Lages e de outras regiões? Sou a favor de dois campeonatos catarinenses: do Oeste e do Leste. Os dois vencedores disputam o título de campeão do Catarinão, em Curitibanos. Centralizem a decisão lá, na metade do caminho. Terá a sensação de Mundial ¨entre clubes¨, com direito a ceu estrelado e ruas sem engarrafamento. Tem uma penca torcendo para o Ronaldinho Gaúcho não ir à Copa e para a Chapecoense ficar de fora do próximo, só porque não está bem. Isso é espírito esportivo, hein? hein? hein? Depois reclamam quando as crianças chutam a bola na vidraça.

  • Edson Luiz Knoch diz: 1 de abril de 2010

    Este tal de pessoa comum aí em cima só pode ter comido merda misturada com molho de pimenta. Eta coisinha rídicula.

  • Sandro diz: 1 de abril de 2010

    Grande Braga…O Pior ainda esta para vir. Esta semana ja foi comentada a criação de uma liga de Clubes para substituir o controle do Campeonato Brasileiro (Sai CBF e entram os Clubes). Não sei a sua opinião sobre isso, e acho que seria legal vc comentar, mais na minha opinião é um assalto a inteligência do torcedor. Primeiro porque os clubes tem sérias dificuldades para administrar suas vidas ja estão sempre com problemas financeiros. Depois, porque o LIDER dessa palhaçada seria o Grande Marqueteiro e péssimo administrador Kleber Leite. Sem falar que os clubes ja tentaram essa bobagem uma vez e não deu certo (1987 tiveram que pedir penico para a CBF). No fundo, todos ja sabem que quem esta por trás desta “virada” é a nossa Rede Globo que quer mudar a fórmula do campeonato para o mata-mata e encontra na CBF a resistência final para isso. Um vergonha.

    Do blogueiro: Pois é, Sandro, estou acompanhando o assunto. Penso o seguinte: a CBFdeveria apenas cuidar da Seleção e repassar a fortuna que ganha aos clubes, em todas as séries (incluindo as esquecidas C e D). Os clubes deveriam mesmo administrar uma Liga, mas concordo contigo que com o histórico dos nossos clubes, isso é no mínimo preocupante. Mas pra mim a ideia perde credibilidade quando a CBF a condiciona aos clubes aceitarem o Sr. Kléber Leite na presidência do Clube dos 13. Aí eu desisto. Abraço

  • Pessoa Comum diz: 1 de abril de 2010

    Edson Luiz Knoch, ainda não comi essa ¨iguaria¨, nem sabia que existia. Mas a convicção com que você discorre sobre a mistura, me leva a perguntar: É bom?

  • Matheus diz: 2 de abril de 2010

    a chapecoense tem que cair. time que se inspira no avaí (que só está nasérie a por causa do silas) não merece meu respeito.

  • Sandro diz: 5 de abril de 2010

    Ainda sobre virada de mesa em SC, a verdade é que para arrumar 10 times para fazer um campeonato catarinense ja é dificil, imagina 12. Este ano o Juventus ja mostrou que ainda era time de segunda e os times e jogos da segundona são de doer. Deixa com 10 times que é melhor.

Envie seu Comentário