Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Clássico (e lógica) na final do returno

11 de abril de 2010 39

Deu a lógica. Os melhores times do returno vão decidir o título e o direito de ir à final do Catarinense com o Joinville. Avaí, sábado, e Figueirense, neste domingo, rumaram à decisão. Ambos com dificuldade, é verdade.

No Scarpelli, um 0 a 0 movimentado (apesar de alguns momentos de excessos de chutões), com boas chances de Figueirense e JEC. O tricolor tinha pouco a perder e por isso arriscou sem medo. O Figueira parecia nervoso, demonstrou isso nos erros de passe e, principalmente, nos muitos cartões. Vai remendado para a final. Acabou beneficiado pelo que eu classifiquei de vantagem exagerada do regulamento. Já que a decisão é em jogo único, com mando do melhor classificado, empate deveria levar aos pênaltis. Mas essa é a minha opinião. Os clubes, mais uma vez, leram (pelo menos na teoria) e aceitaram as regras. Aí não há o que protestar.

No próximo domingo, os dois arquirrivais voltam à Ressacada. Na última vez, aconteceu tudo aquilo que todo mundo lembra bem. A vantagem é do Avaí. E o JEC, despachado do returno neste domingo, agora vai ao camarote assistir ao embate dos times de Floripa para saber quem enfrentará na grande final. E é inegável que torcerá pelo Figueira desde pequenininho, já que, se o adversário for o alvinegro, a decisão do Catarinense será na Arena. Se for o Avaí, o último jogo será na Ressacada.

Façam suas apostas.

Comentários (39)

  • Daniel diz: 11 de abril de 2010

    Se não tiver a roubalheira de sempre, o Leão ganha fácil fácil…

  • Gerson Luiz – Blumenau, diz: 11 de abril de 2010

    Realmente deu a lógica na final do returno: Flamengo e Botafogo. E se o Botafogo deixar o Mengão chegar à final do Camp. Carioca, aí já era… é Tetra na certa. Espero que a RBS tenha o bom senso de transmitir esse jogo para a região do Vale. Afinal aqui tem mais torcedores do Botafogo do que dos dois times da capital juntos. Do Mengão então, não precisa nem falar…

  • Renato diz: 11 de abril de 2010

    Se não tiver a roubalheira de sempre, o Figueira ganha fácil fácil…

    Os times do vale sofreram com o juiz contra o Avaíbis, culpam o Luis Orlando pelo acrescimo e o Jeovanio, sendo que não deram o penalty no Firmino e ele termina quando quer ainda mais com foguete adiando..

  • Marcelo diz: 11 de abril de 2010

    O que é uma vergonha pra Blumenau, Gerson Luiz!

  • samuel diz: 11 de abril de 2010

    O Joinville jogou muito, se fosse ele ontem contra o avai teria sido brincadeira…Figueira tem todas as condiçoes de chegar a final sim.

  • Andre diz: 11 de abril de 2010

    Nossa, Gerson Luiz, na verdade é uma vergonha pra VOCÊ gastar seu tempo par fazer um comentario sobre o campeonato carioca neste espaço. Faça o favor, NUNCA mais escreva aqui, ou venha escrever coisas coerentes né. Ah, tem bastante blog e sites onde você pode se expressar com relação ao seus times cariocas aí. Aqui é Campeonato Catarinense, meu amigo.

  • Roberto diz: 11 de abril de 2010

    Ha ha ha, dizer que o figueira equilibrou o jogo é uma piada, mas vindo de comentarista de Floripa já era de se esperar, JEC deu um banho nos manés, e agora vamos esperar… Dá-lhe JEC…

    Do blogueiro: Ué, quem é de Floripa? Eu sou de Blumenau.

  • Valter Silva diz: 11 de abril de 2010

    Classico grande, os dois sao favoritos mas o AVAI VAI CHEGAR.
    Avisa o pessoal do clicrbs que oferecem os gols avai-brusque mas passam outro video
    prefiro os gols.l

  • Pedro – Manchester Catarinense (com muita honra e alegria!) diz: 11 de abril de 2010

    Lógica, mas q lógica? O Figayrense levou um banho de bola da gente, nesse domingo? O JEC só não venceu, porque não era negócio pra ele faze-lo! Ou vocês acham que o Rafael Tesser e Renato Santos (bola na trave), em condições normais, perderiam gols como aqueles?
    Ha, ha, ha… É sempre a mídia tendenciosa de SC puxando o saco dos times da “Capital Política” do estado. Claro, porque a capital ecônomico e industrial dele todo Brasil sabe, muito bem qual cidade é…rs
    Nos vemos na final!

  • am diz: 11 de abril de 2010

    tEM QUE SE DAR UM DESCONTO PRA ESSE INFELIZ DESSE TAL DE GERSON LUIZ AI,ALÉM DE MORAR NO INTERIOR NUMA CIDADE QUE SE CHOVER 2 HORAS DIRETO ELES FICAM DESABRIGADOIS PEDINDO AJUDA PARA NOIS AQUI NA CAPITAL,NÃO TEM UM TIME DEÇENTE EM BLUMENAU PRA TORÇER.ISSO É QUE É AZAR NÉ RAPAZ. INVEJOSO.

  • james diz: 11 de abril de 2010

    q lógica ? viajou em ….comentário infeliz…

  • felipe diz: 11 de abril de 2010

    jogo equilibrado??? soh pra vc msmo.. seja profissional e fale oq realmente aconteceu.. um banho d bola vcs levaram hj.. e vamos ser campeão dessa M.. venha qm vier!! JEC sempre!! UT maior de sc..

  • Alecio diz: 11 de abril de 2010

    Figueira e Avaí se classificaram pelo fio da navalha hein! O Avaí ganhou com as calças na mão do Brusque, não vi o jogo pois não perderia meu tempo com um jogo desses, mas esses foram os comentários hj na RBS. Já o Figueirense escapou de levar uma sapecada histórica do JEC. Só deu tricolor. Para confirmar isso, a imprensa parcialíssima da Capital (leia-se CBN Diário) escolheu Carlinhos Santos como melhor do jogo. Se até eles se renderam ao futebol do JEC, é pq fomos muito superiores mesmo! Abcs!

  • Gerson Luiz – Blumenau, diz: 11 de abril de 2010

    Pois é, Marcelo e André! Vou torcer prá quem? Pro Metropolitano? “Taijxsh” brincando?! Antes de eu saber que existiam Palmeiras e Olímpico, Figueirense, Avaí ou Marcilio Dias, eu já torcia pelo Flamengo. E já conhecia times como Santos, Fluminense, Vasco, Botafogo, Corinthians, Internacional, Palmeiras, São Paulo e Grêmio. Esses times transcendem fronteiras estaduais. São times nacionais. E você, Marcelo, está certíssimo: É uma vergonha para Blumenau. Só que isso não se aplica somente aos tempos atuais. Se uma cidade com o porte de Blumenau nunca conseguiu ter um time de futebol à altura, não vai ser agora, que a cidade está decadente, que isso vai acontecer. E não é por falta de torcida. Infelizmente, por aqui, a única coisa que ainda dá certo é a Oktoberfest… Por enquanto! E se não passar o jogo do carioca, com certeza vou assistir o jogo do paulista na Band.

  • Gustavo Wolfsburg diz: 11 de abril de 2010

    O apito amigo segurou o Jec no returno o unico time que sempre jogou com um jogador a menos no returno e o time que menos bate porém o time que mais leva cartões. A dupla de ataque do jec toma mais cartões do que muitos zagueiros nesse estadual, assim como ano passado esse ano o estadual vai sendo direcionado de forma discreta. Os times deveriam fazer um dossie e encaminhar pra cbf porque aqui dentro de SC os campeonatos são decididos no apito amigo. O Joinville mostrou hoje que se deixarem ele jogar completo ele é candidato ao título e nesse returno o time não conseguiu jogar pela arbitragem direcionada a interferir nos resultados.

  • Fabricio Joaquim diz: 11 de abril de 2010

    Ficou evidente que o JEC não quiz vencer o jogo. Ora, isso já era esperado. É mais fácil deixar os jogadores descansados, sem problemas com lesões, e aguardar um dos dois times da capital. Se a final fosse contra o Figueirense, o time tricolor mostrou que é muito mais time. Pareceu não querer fazer os gols mesmo.

    O problema é que o campeonato já está arranjado. Primeiro foi o TJD absolvendo mando de campo do Avaí. Depois, o “homem do apito” garfou o Metropolitano, em Blumenau. E agora, o outro “homem do apito” (esse sim, torcedor avaiano de carteirinha) garfou o Brusque. Quando o time brusquense havia empatado o jogo e mostrava grandes chances de vencer a partida, eis que surge a figura do “Dadá” e expulsa um jogador do Brusque. E pra completar e garantir que o Avaí não correria mais perigo, faltando 5 minutos para o término da partida, ele expulsa o artilheiro do Brusque, o Pantico.

    Não acredito que o time do Figueirense vença, pois a arbitragem vai soprar sempre em favor do Avaí. E se jogarem esse futebolzinho de hoje, não vai dar nem pro gasto. O time do JEC mostrou que é muito mais time que os dois da capital. Infelizmente, já está tudo armado!

    Quero lembrar ao ADRIANO ANDRE que aquele jogo em que o JEC perdeu de 5×1 na Ressacada, não valia nada. Acho que o nobre tem conhecimento de que QUANDO VALE ALGUMA COISA, o JEC vai lá e GANHA. Já o Avaí, em decisões só amarela ou é ajudado pelo “homem do apito”. É sempre assim…

    JEC infinitamente superior! O título merecia ir pra Joinville… acho que o time do JEC é melhor que o time do Avaí. Sendo mais justo, talvez eles sejam parelhos. Mas a impunidade no futebol de SC é quem vence sempre. Parabéns ao Avaí pelo título conquistado pelo TJD, FCF e arbitragem juntos. VERGONHA!

    Saudações tricolores!

    Concordas, Braga? Gostaria da sua opinião.

    Do blogueiro: Fabrício, já falei mais de uma vez que acho a arbitragem catarinense um lixo. Curiosamente, o Bezerra foi razoavelmente bem hoje. Mas ruindade é uma coisa, sem vergonhice é outra. Não acredito em teorias de conspiração, isso é coisa para torcedor. Sou daqueles que ainda acredita em futebol no campo, e lá no campo o JEC tem muita chance de ser campeão contra Figueira ou Avaí. Neste domingo, jogou bem no Scarpelli, mas repito: o excesso de vantagem que o regulamento dá aos clubes de melhor campanha classificou o Figueira. E sobre isso não há nada de arranjado, os clubes que assinam regulamentos sem questionar, agora não adianta espernear. O grande problema do seu JEC na final é a síndrome de vice do Mauro Ovelha (risos). Grande abraço

  • Cielavaiano diz: 11 de abril de 2010

    Braga essa do vice Campeão nunca falasse uma verdade tão grande na tua vida ,pois anota aí:Jeca vice campeão !

  • Campos diz: 11 de abril de 2010

    Caro Braga, o regulamento tem um monte de problemas, mas discordo totalmente de você quanto à vantagem para quem possui a melhor campanha. Absurdo é o que acontece no RS, onde quase todas as decisões vem ocorrendo nos pênaltis. É preferível privilegiar a melhor campanha ao longo do turno/campeonato a deixar tudo por conta da sorte. Acho que isso é a regra mais sensata do nosso estado, que não permite que um campeão vença nos pênaltis (não me lembro de um campeão nos pênaltis). Depois de meses disputanto um campeonato, decidir tudo na cobrança de pênaltis, como ocorre no RJ, RS, etc, é muita insensatez, é muita falta de criatividade. Pelo menos é o que eu penso.
    Um abraço.

    Do blogueiro: opinião interessante, Campos. Respeito e registro aqui. Grande abraço

  • jose ernesto diz: 11 de abril de 2010

    Gerson Luiz pode ser que os clubes que voce mencionou transcendem as fronteiras estaduais , mas o que transcende mesmo os limites é seu coitadismo ! vai morar no Rio , lá voce pode assistir o seu botafogo , vasco a hora que voce quiser , se voces não tem capacidade de fazer time para chegar nas cabeças respeite quem tem , ou procure fazer um , porque eu no próximo domingo estarei aconpanhando o jogão em Floripa esperando é claro um triunfo alvinegro .

  • 100%AZURRA diz: 11 de abril de 2010

    Vamos atropelar o figayrinha na final do returno…dentro da ressacada ninguem ganha de nós….mais vai ser um jogo dificil…a FINAL antecipada do campeonato catarinense, com certeza….depois é esse Jegue morto ai…ai vai ser facil, brincadeira…a gente mete 5 de novo neles, pra baixar a bolinha desse timeco de serie D….
    Minha preocupação é com nosso maior rival…esse sim incomoda, mas não tem como a gente perder esse campeonato em casa….é nosso…BI CAMPEÃO….

  • Ivan diz: 11 de abril de 2010

    …”mas repito: o excesso de vantagem que o regulamento dá aos clubes de melhor campanha”…
    Caro blogueiro, esse mesmo excesso classificou o Joinville no primeiro turno!!…empatando dois jogos seguidos!!…fala sério!!

    Do blogueiro: Sim, estás certo. Mas não estou defendendo aqui um nem o outro, e sim criticando o regulamento. O Figueira não tem nada com isso, se o empate era bom pra ele agora, fez o que precisava e pronto, como o JEC usou a regra no turno. Abraço

  • Mario L. Nascimento diz: 12 de abril de 2010

    Ao Gerson Luiz (e aos outros que comentaram sobre o mesmo assunto).

    Uma coisa é torcer pelo time da cidade e ter simpatias por times de outros estados. Outra é desprezar o campeonato do teu estado quando o time da tua cidade está fora. Eu, que moro fora de SC, vou a jogos do nosso estadual sempre que posso. Entre assistir Flamengo x Botafogo ou Avaí x Figueirense, fico com o clássico da capital, porque este é o meu estado. E é o futebol daí que eu quero que cresça. Times do Rio e SP (se você quer saber, tenho, sim, minhas simpatias por Flamengo e Santos, ambos em fases decisivas nos seus estados) não precisam da minha audiência. Avaí, Figueirense, Metropolitano, Joinville, Criciúma, CAHA e todos os nossos outros, precisam. Só com audiência é que os patrociandores se sensibilizam. E é o dinheiro dos patrocinadores que vai fazer o campeonato catarinense forte.

    Se não tivermos um campeonato forte, você vai ficar assistindo futebol pela TV o resto da vida. Morrendo o futebol do estado, aí mesmo é que Blumenau fica sem futebol.

    Não quer dizer que sou torcedor de Avaí ou Figueirense. No caso do próximo domingo, torço para que o Alvinegro ganhe e que os 22 jogadores sejam expulsos e tomem mais um jogo de suspensão. Assim fica mais fácil para o JEC… hehehehe

    Brincadeiras à parte, seria bom que algumas coisas mudassem entre os torcedores em SC. Não é só em Blumenau. É em todo o estado. Essa história de torcer para times de fora antes que para times do estado está errada. Simpatia é uma coisa. Torcida é outra. Jogando um time de SC contra qualquer time de outro estado, sou SC antes de tudo. Esqueço as rivalidades regionais. A menos que o resultado interesse a um time de Joinville, claro.

    Muita gente tem culpa. Entre eles os próprios clubes. Fico extremamente irritado quando ouço os altofalantes dos estádios anunciando resultados de outros campeonatos. Isso é de uma burrice antológica. Para que ficar fazendo propaganda de concorrente? Quando ouço isso, tenho vontade de ir embora do estádio. Ô, povo curto!!!

    Outros culpados são os homens de rádio. Ficam falando entre eles sobre suas preferências por Palmeiras, Grêmio, Flamengo e sabe-se mais o que. Até dar o resultado dos jogos, tudo bem. Faz parte do rol de informação do esporte. Mas ficar fazendo brincadeira entre eles, um gozando o outro quando o time deste está perdendo só serve para incentivar um comportamento do torcedor que eles deveriam ser os primeiros a combater. O papel deles é incentivar a torcida pelos times locais e não pelos de fora.

    De qualquer forma, a tua manifestação, Gerson, deixa claro que Figueirense e Avaí não têm torcida fora da região de Florianópolis. Nunca tiveram, não têm e nunca terão. A menos dos migrantes e uns poucos outros. Por mais que se fizer, é perda de tempo, dinheiro e energia tentar impor à torcida do interior os times da capital. Pelo simples motivo de que não conquistaram essa torcida ao longo do tempo. A capital tem menos de 40% dos títulos na história do campeonato estadual. O nosso é o campeonato mais disputado entre os estaduais. O que tem mais clubes e mais cidades campeões.

    A forma como as coisas se desenvolveram ao longo da história fez com que cada cidade do estado desenvolvesse a torcida por seus clubes, sem o menor espaço para hegemonia de quem quer que seja. Mesmo uma grande hegemonia de títulos, como teve o Joinville nos anos 70 e 80, não é e não será suficiente para que um clube conquiste torcedores por todo o estado.

    O que se deve promover é exatamente essa diversidade que caracteriza o campeonato catarinense. Que todos os clubes tenham destaque e sejam tratados como iguais. No momento em que se tentar impor apenas alguns clubes, a torcida nas outras cidades some. Isso não interessa a ninguém. Tentar fazer de Avaí e Figueirense (como de JEC, Criciúma ou qualquer outro) o que eles não são (clubes com torcida por todo o estado) é dar um tiro no pé. Marketing artificial sempre tem vida curta.

    Do blogueiro: Muito bom, Mário. SC tem uma particularidade na questão dos torcedores, e não é só em Blumenau não. Não vejo nada de errado em os estádios informarem jogos de outros estados (isso acontece em qualquer lugar), mas nas outras questões estou contigo. Se o futebol de SC crescer, ganhamos todos nós. Abraço

  • João Batista da Silva diz: 12 de abril de 2010

    Olha meus amigos esse titulo ja é do figueira, os bananas de pijama irão ser o saco d pancadas do Brasileirão, são mt ruins deu o diabo p garfar o Brusque, o jec coitado é só vontade não tem mais nada é um time sem serie, ai sobrou p figueira mas vezes campeão levanta r mais um caneco, abraço a todos.

  • Fabricio Joaquim diz: 12 de abril de 2010

    Pois é, meu nobre Braga!

    Concordo com o seu comentário a respeito do regulamento. Somente em SC, quem vence os dois turnos ainda não é campeão. Onde já se viu isso? É uma piada!

    Por isso, o JEC preferiu não vencer a partida. De que adianta vencer o returno também? Só acabaria cansando mais os jogadores, arriscando sofrer lesões e talvez expulsões. Melhor ficar aguardando quem sair do clássico, bem descansado.

    Todos sabem que o JEC só não disputou a final do ano passado, justamente por causa de lesões em dois de seus principais jogadores: Willian e Charles. Eles estavam jogando muito! Tanto é que mesmo sem eles, o JEC meteu 3×0 na CHapecoense ao natural. Pena foi aquele jogo que o Avaí entregou para o time de Chapecó.

    Mas o que eu quiz dizer em meus comentários é que SE O HOMEM DO APITO NÃO interferir no jogo e apitar de forma justa, não tenho dúvidas que o JEC é mais TIME que os da capital. Estou falando em situação de momento. Mas infelizmente, desde o episódio julgado no TJD, o Avaí vem sido “favorecido”. Isso é muito visível. Muito discarado isso…

    Saudações tricolores!

  • Thiago da Figueira diz: 12 de abril de 2010

    Po, dizer que o Figueira não tem time par ganahr do JEC é brincadeira… Concordo que ontem o JEC relamente merecia a vitória, mas daí a dizer que o Figueira é ruim??? Façam-me o favor… Só peço para que assistam todos os jogos do Figueira no returno, jogando pra frente, com velocidade, dribles, tabelas…

    Ontem foi uma situação nova, o que não deixa de ser ruim, pois serve para os jogadores botarem a cabeça no lugar e saber que se quiserem ser campeões vão ter que suar muito a camisa.

    FIGUEIRA O TIME DO POVÃO!!!

  • Gui_Fig diz: 12 de abril de 2010

    Me desculpe Gerson Luiz – Blumenau :11 de abril de 2010 às 7:09 pm – Achar que a RBS deva passar Final de Carioca, por ter mais torcedores??? Sou catarinense e torço pra um time ctarinense, se vc não se identifica nem com o Metrô, vai pro Rio assistir a tua final, pq aqui o mínimo que se deve fazer é transmitir a “nossa” final. A Vaí x Figueirense. Depois reclama que o nosso futebol não é tudo aquilo, que ninguém apóia… Vai morar no Rio então… ou assina premiere futebol clube….

  • cristiano dagostin diz: 12 de abril de 2010

    como catarinense eu me sinto envergonhado com a podridao destas arbirtragens em SC. avai x figueirense apartir de hoje sera conhecido como o classico da pizza, e isto tem toda a logica

  • Edson diz: 12 de abril de 2010

    Braga, nao sei bem se jogar o segundo jogo em casa é vantagem ou desvantagem, se o time perder de 3 ou 4 no primeiro jogo fora de casa, nao vejo muita vantagem de fazer o segundo jogo em casa, lembro que em 2001 na final entre JEC e Criciuma, no primeiro jogo ganhamos de 3 x 0 aqui em Joinville, isso praticamente garantiu o titulo.

    Do blogueiro: Edson, eu, particularmente, também desconfio dessa história de decidir em casa. Sou mais jogar a primeira, vencer e jogar a pressão para o adversário. Mas tem muita gente que pensa diferente. Abraço

  • Mario L. Nascimento diz: 12 de abril de 2010

    Braga, só para constar. Eu só ouvi resultados de campeonatos de outros estados em estádios de Santa Catarina. Fora daí ou não informam ou só informam do campeonato do próprio estado, que é o que interessa. Pelo que sei isso foi abolido em Florianópolis. É um absurdo o próprio clube incentivar a torcida por clubes de outras praças. É triste escutar’ no Morumbi, São Paulo 1 x 0 Palmeiras” e parte da torcida fazer festa no estádio onde estão jogando JEC x Criciúma ou Chapecoense x Avaí ou Metropolitano x CAHA. Não pega bem e é sinal de pequenez.

    Acho que é necessário um planejamento estratégico do futebol de SC, envolvendo Associação de Clubes, FCF, imprensa e torcida. Entre os itens deve estar necessariamente um pesquisa ampla sobre o perfil do torcedor no estado. Não há nada consistente. Para reflexão, vamos a uma lista dos municípios com mais de 70 mil habitantes:

    1 Joinville 497.331
    2 Florianópolis 408.161
    3 Blumenau 299.416
    4 São José 201.746
    5 Criciúma 188.557
    6 Chapecó 174.187
    7 Itajaí 172.081
    8 Lages 167.805
    9 Jaraguá do Sul 139.017
    10 Palhoça 130.878
    11 Brusque 102.280
    12 Baln. Camboriú 102.081
    13 Tubarão 96.529
    14 S.Bento do Sul 76.514
    15 Caçador 70.720
    16 Concórdia 70.393

    Destes, excluímos São José e Palhoça, que fazem parte da maior conurbação do estado, a Grande Florianópolis e já têm seus torcedores divididos entre a dupla da capital.

    Se levarmos em conta a tradição, eu deixaria para um segundo momento (ou para investimento na divisão de acesso) as três últimas cidades da lista, juntamente com Balneário Camboriú.

    Por já terem iniciativas próprias, certamente Ibirama e Imbituba têm que ser olhadas com carinho.

    Florianópolis, Joinville, Criciúma e Chapecó já são consolidadas.

    Ter-se-ia que priorizar trabalhos de resgate para as cidades com mais tradição, como Itajaí (alô, Marcílio Dias! Vamos voltar à elite de SC em 2011?), Jaraguá do Sul, Tubarão e Lages. Além de um olhar especial para a terceira cidade mais populosa do estado, onde o Metropolitano faz um bom trabalho, mas ainda não conquistou o torcedor.

    Claro que não cabe favorecimento a quem quer que seja. Mas um trabalho de pesquisa seria importante. O que quer o torcedor? Por que não vai ao estádio? Quantos sócios tem o clube? Qual o potencial? Quais as empresas da cidade e região que podem patrocinar? Por que não o fazem? Que tal uma consultoria de gestão para os nossos clubes? Uma espécie de SEBRAE do futebol?

    Algumas coisas caem de maduras e uma delas é um estudo dos nossos estádios. O Juventus de Jaraguá do Sul, por exemplo, tem um belo patrimônio, que precisa de muito pouco para estar em ordem. O Brusque precisa aprimorar o Augusto Bauer, da mesma forma que o CAHA pode ampliar a baixada e melhorar sua infraestrutura. Com poucas modificações o Hercílio Luz pode melhorar muito também. Tubarão tem dois belos estádios, ambos necessitando de melhorias. Em Lages não falta quase nada. E por aí vai. É uma pena ver todos esses patrimônios muitas vezes às moscas.

    Tudo isso depende de resursos que não têm aparecido para os clubes. Que tal uma análise empresarial sobre isso tudo? Será que o estado que está entre os que têm a economia mais equilibrada não pode dar essa lição para o resto do Brasil? Unir forças (Associação de Clubes, FCF, governos, FIESC etc.) para que o todo cresça. Assim funcionam as ligas nos Estados Unidos. As mais fortes e rentáveis do mundo. Assim funcionam as ligas do Futebol Europeu. Idem. Podemos mudar a situação por aqui. Em SC e no Brasil. Basta querermos. Eu participaria de uma iniciativa assim sem pestanejar. Quem mais se habilita?

  • Maracangalha diz: 12 de abril de 2010

    O regulamento não presta só quando não favorece, né Fabrício Joaquim. O jec foi campeão do turno com dois empates, ou seja, sem vencer e fazendo menos pontos que o AAAvaí, na totalidade dos jogos. Teve um ano aí que o AAAvaí venceu (MESMO) os dois turnos e ainda teve que disputar um QUADRANGULAR. Chama a mãe que o pai tá doido. Abraço, Braga.

  • Mario L. Nascimento diz: 12 de abril de 2010

    Maracangalha, o regulamento pode ser ruim, mas foi aprovado e é o mesmo para todos. Se o Joinville empatou com o Metropolitano na semi-final foi porque isso não faria diferença. Ou seja, usou o regulamento, que o favorecia. Vi o jogo. Se fosse necessário, o JEC teria apertado mais a marcação e não teria levado o segundo gol. Vários jogadores estavam com 2 cartões amarelos e a marcação sobre o Metro foi bem frouxa, principalmente nos minutos finais. Então o número de pontos maior que o Avaí fez é totalmente irrelevante. Por conta do regulamento.

    Também concordo que poderia não ser justo o resultado final do campeonato. Acho que o ideal seria um quadrangular entre os campeões do turno, do returno e os dois de melhor campanha, à exceção desses dois. Como forma de valorizar a campanha de pontos corridos (que vale muito mais do que ganhar um turno), o time de melhor campanha entraria com 2 ou 3 pontos, o de segunda melhor campanha com 1 ponto e os outros dois sem nada. Neste caso, o quadrangular seria entre Avaí (2 ou 3 pontos), JEC (1 ponto), Figueirense e Imbituba. Se um dos 3 conseguisse passar o Leão (melhor campanha por pontos corridos), é porque mereceria mesmo ser campeão.

    Como o que vale é o regulamento que foi aprovado, o campeão sairá de Joinville e Figueirense ou Avaí. Qualquer que seja o campeão, será merecido, porque foram os times de melhor campanha, com diferença não muito grande entre eles.

    Mas convenhamos que se o Brusque fosse o campeão a justiça teria ficado em segundo plano. Mesmo tendo conseguido passar por Avaí, Figueirense e Joinville, no total do campeonato ficou 14 pontos atrás do líder Avaí e somente 8 acima do primeiro rebaixado.

    Mais um tempo e estaremos falando do regulamento do campeonato de 2012, que o do ano que vem terá que ser o mesmo desse ano (Braga, tem alguém para confirmar se é isso mesmo?). Sugiro que os clubes briguem para que no fim das contas esse quadrangular aconteça. Como forma de dar ao time de melhor campanha algum privilégio, sem deixar de oferecer finais de turno e returno, que são formas interesantes de movimentar o campeonato.

    Só espero mesmo que não haja a tal virada de mesa para manter a Chapecoense na Divisão Especial de 2011. Além de ser um tapa na cara do Estatuto do Torcedor, seria injusto com o Marcílio Dias e o Atlético de Tubarão, que caíram em 2009 e não tiveram a mesma chance.

    Do blogueiro: É isso. Pelo Estatuto do Torcedor, o regulamento do ano que vem precisa repetir o desse ano.

  • James diz: 12 de abril de 2010

    PESSOALPARA FECHAR OS COMENTARIOS

    FALEM O QUE QUISEREM

    RESPONDAM.

    O QUE O JEC REPRESENTA A NÍVEL NACIONAL?
    CRICIUMA FOI E FICOU POR AI
    FIGUEIRA ERA E FAZ TEMPO

    UNICO E LEGITIMO O LEÃO DA ILHA
    TEMOS CATARINENSE COPA DO BRASIL SERIA A SUL AMERICANA

    OS OUTROS SÃO OUTROS………

  • Fabricio Joaquim diz: 12 de abril de 2010

    Nobre JAMES,

    Se o teu Avaí é tudo isso, o que o JEC será, caso seja o Campeão Catarinense 2010?

    Outra pergunta: e se o teu Avaí nem passar pelo Figueirense? Qual será a desculpa?

    Eu já estou afirmando desde o dia em que o TJD absolveu o time azul: já está tudo arranjado para o Avaí ser campeão. O Estado inteiro está vendo o que aconteceu desde o julgamento. Se o teu time fosse isso tudo, não precisava do “árbitro” pra vencer.

    O time do JEC, quando joga pra decidir, não tem pra ninguém. O Brusque, se não fosse roubado pelo famoso Dadá, teria vencido o “poderoso” time da ilha. Basta jogar pra cima do Avaí que eles não aguentam. Lá em Joinville, aquele jogo que o JEC fez 3×2 no teu Avaí, sem dúvida nenhuma o teu time escapou de levar uma goleada histórica. Se terminasse uns 8 x 3 seria normal. Foi um banho de bola!

    Então, se o tal “homem do apito” agir de maneira correta, este título é do JEC. E digo mais: o tricolor vai vencer as duas partidas da final, assim como aconteceu em 2001, contra o Criciúma: JEC 3 x 0 Criciúma (na ARENA) e Criciúma 0 x 2 JEC (em Criciúma).

    Saudações tricolores!

  • Gerson Luiz Fla – Blumenau, diz: 12 de abril de 2010

    “Hoje à noite no Rio de Janeiro Flamengo x Botafogo jogam por uma vaga no domingo na final da Taça Guanabara contra o Vasco da Gama de Léo Gago e Rafael Coelho. O jogo não vai passar pela televisão. A RBS, que apostou no futebol catarinense, vai passar para Florianópolis JEC x Metropolitano. Quem vai ver?”
    Texto publicado no Blog do Cacau Menezes, no DC na quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010. E agora? Ainda querem que a gente aqui tenha que assistir um jogo sem relevância para nós quando em Floripa acontece a mesma coisa?

  • Thiago da Figueira diz: 12 de abril de 2010

    Po, dizer isso pq um tal cacau menezes falou é pá cabá…
    Acho melhor leres um livro. Ó, “Futebol ao sol e a sombra” do Eduardo Galeano…

  • renato diz: 13 de abril de 2010

    acho engraçado falar que avai ganha facil facil…

    pq não ganhou facil facil do brusque..pq não ganhou facil facil o classico na ressacada…ganhar facil facil eh fazer 3 x 0 e ai sim ganhou facil…

    figueira não vai se entregar..e tenho certeza que vamospra ganhar….

    e espero que o time do mangue e sua torcida saibam perder..sem bombas e choradeira!!!!!!

  • Erick diz: 13 de abril de 2010

    Gerson Luiz,

    Eu aprecio o Futebol de SC, pois quero que todos se tornem grandes (menos o figayra). Mas sempre vejo no interior as pessoas falarem por exemplo: “Não torço para Avaí ou Figueirense porque é coisa de manézinho!”. Não estou dizendo para torcer para Avaí Ou Figueirense e sim um time mais próximo de sua cidade. Falam que não torcem para tal time porque não tem “identidade cultural”, ai alguns prefere torcer para flamengo ou Corinthians…e ai cadê a identidade cultural? E já vi torcedores do interior que torcem para Grêmio ou internacional que odeiam SC. Por isso que digo que os mistos são uma vergonha para SC, sou muito bairrista! Valorizo o que é do meu estado ou da minha região.

  • emerson diz: 13 de abril de 2010

    Bem lembrado, Fabrício Joaquim. Mas os 3 x 0 sobre o Criciúma foi no saudoso Ernestão, naquela época a ARENA ainda era um sonho. Abraço

  • Fabricio Joaquim diz: 13 de abril de 2010

    Valeu, Emerson!

    Realmente, o jogo foi no Ernestão. Havia esquecido deste detalhe.
    Forte abraço!
    Saudações tricolores!

Envie seu Comentário