Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

O Grupo F da Copa

27 de maio de 2010 2

Na série das análises dos grupos da Copa 2010, chegou a vez do Grupo F, uma das babas dessa primeira fase do Mundial. Caminho livre para a atual campeã Itália até as oitavas de final. Confiram:

Grupo F – Uma baba

A Itália tem tradição quando o assunto é fazer uma primeira fase sofrível, avançando na bacia das almas. Mas dessa vez acho que nem com muito esforço os atuais campeões do mundo conseguirão manter a escrita. O Grupo F, ao menos no papel, é um presentão para a envelhecida Azurra. Em bom português, uma baba.

E a Itália precisava mesmo dessa mãozinha. Nesses anos todos de futebol aprendi uma coisa: nunca despreze a força de Itália e Alemanha, mesmo quando eles pareçam galinhas mortas. Mas o time italiano de 2010 tem poucas diferenças em relação ao que conquistou o tetra em gramados alemães. Uma delas, e a mais preocupante: está quatro anos mais velha.

Ainda assim, é favorita com sobras. Pode até, com muito esforço, sofrer nos jogos contra Paraguai e Eslováquia, mas vencê-los é quase uma obrigação. Duelo nesta chave, se é que teremos um, só na segunda rodada, quando paraguaios e eslovacos decidem quem fica com a segunda vaga. No papel, o time sul-americano é melhor e, portanto, está em vantagem. Mas não pode desprezar os europeus, os únicos estreantes em Copas entre as 32 seleções. Porém, nem tão novatos assim.

A Eslováquia representa uma escola duas vezes vice-campeã mundial, a Tchecoeslováquia (em 34 e 62). Barraram no baile, inclusive (ou melhor, nas Eliminatórias), a agora vizinha República Tcheca, bem mais frequente em Mundiais e com jogadores mais famosos. Méritos para estar lá, portanto, eles têm. Resta saber se conseguirão surpreender.

A quarta força do grupo nem pode ser chamada de força. A Nova Zelândia só está na Copa porque a Austrália mudou-se de mala e cuia para a Federação Asiática. Time bom por lá é o de rúgbi, os All Blacks. Os do futebol até usam o mesmo apelido, mas nem com muita dança maori conseguiriam meter medo em alguém. São muito candidatos a perderem os três jogos, tomando piaba em todos. Qualquer coisa diferente disso já podem se dar por satisfeitos.

Quem passa – Itália e Paraguai

Comentários (2)

  • Daniel Hoppe diz: 28 de maio de 2010

    Paraguai passa em primeiro, ganhando os três jogos.

    Itália e Eslováquia decidem a segunda vaga no último jogo do grupo, provavelmente vai dar Itália, mas tenho minhas dúvidas. Tudo bem que a Itália SEMPRE teve seleção com média de idade perto dos 40 anos, mas dessa vez tão se passando. Poucos convocados tem menos de 30. Até o sem-clube Cannavaro, de 36 anos eles levaram. E tenho certeza que se o Maldini não tivesse decretado aposentadoria teria sido convocado também…

  • Ted Love diz: 31 de maio de 2010

    Eslováquia será a surpresa, se classificando em primeiro no grupo. Paraguai e Itália farão o jogo do desespero, o purgatório. Eu sou mais os nossos vizinhos…

Envie seu Comentário