Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Os micos do esporte em 2010

02 de janeiro de 2011 3

2010 se foi. Tem quem terá saudade, e há os que não sentirão falta alguma. De qualquer forma, o blog reproduz o material publicado na Coluna Passe Livre desse domingo no Santa e entra no ano novo lembrando os fiascos do ano velho (esses deram graças aos céus que acabou). Veja as opções e, se quiser votar ou sugerir outras opções, vá em frente, participe.

Adriano e Ronaldinho

A dupla deu o que falar no ano. Aliás, foi a única coisa que fizeram, porque jogar bola, que é o que deveriam fazer… Adriano começou no Flamengo, foi embora para a Roma fazendo aquelas juras de que “agora vai” e atualmente pede para voltar ao Brasil. Ronaldinho esgotou a paciência dos milanistas e terminou o ano cavando uma volta (ou seria aposentadoria?) ao Brasil também.

Brasileiros da Fórmula 1

Decepção total. Por incrível que pareça, Rubinho Barrichello foi o menos pior. Massa tomou um baile de Alonso, e quando não fez isso recebeu ordem da equipe para fazer. Contentou-se em ser coadjuvante e nem sequer foi notado na temporada. Bruno Senna e Lucas Di Grassi estrearam em carros ruins, é verdade, mas não fizeram nada demais e terminaram 2010 sem emprego.

A turma da Copa

A lista é grande. Vai desde Dunga e sua seleção de guerreiros blindados que na primeira dificuldade entregaram a rapadura, passando pelos vexames de França e Itália, eliminados na primeira fase (os franceses, então… que horror). Tem ainda as atuações apagadas dos superastros Kaká, Cristiano Ronaldo e Messi e as babadas épicas da arbitragem, como o gol inglês anulado contra a Alemanha.

Os supertécnicos

Eles sempre foram sinônimo de sucesso, e nem por um ano ruim (bem ruim) deixariam de ser. Mas, cá entre nós, nomes como Felipão, Luxemburgo e Parreira tiveram um 2010 sofrível, colecionando fracassos. Felipão voltou ao Brasil, ao Palmeiras, e pouco tempo depois já devia estar com saudade do Uzbequistão. Luxa passou o Brasileirão todo na zona de rebaixamento, primeiro com o Galo, depois com o Flamengo. E Parreira não passou da primeira fase com a anfitriã África do Sul na Copa e terminou o ano anunciando aposentadoria.

Inter no Mundial

Aqui o vexame é atenuado consideravelmente pelo título da Libertadores (o que faz de 2010 um ano bom para os colorados). Mas não tem jeito, não dá para ir ao Mundial e, com a cabeça na final, perder para os próprios nervos e para um time semiamador do Congo na semifinal. O Inter entrou para a história como primeiro sul-americano a não fazer uma final do torneio.

O “Centenada” corintiano

O Corinthians tem tradição, e isso não muda do dia para a noite. Mas nem isso evitou que caísse na maldição do centenário. Fez uma festa imensa, montou um timaço e…nada! Nem Paulista, nem Libertadores, nem Brasileirão. Até o Carnaval escapou da Gaviões. No fim, a polêmica do estádio, pago ou não com dinheiro público. Ou seja, um ano que não estava nos planos.

Comentários (3)

  • Gerson Luiz diz: 2 de janeiro de 2011

    Faltou o Mundial de Vôlei: A polêmica derrota do Brasil para Bulgária no Masculino e mais uma “amarelada” do Feminino diante das russas.

    Do blogueiro: É vero. Fica o registro. Abraço

  • Walmor Riesling Júnior diz: 2 de janeiro de 2011

    Faltou o Bicharlysson no Atlético-MG. Tanto insistiu que acabou montando num galo

  • almanaque do roberto diz: 3 de janeiro de 2011

    RJ10 – Em Janeiro Ronaldinho resolveu jogar no Flamengo. Agora vai se chamar RONALDINHO DE JANEIRO.

    RJ10 – In January Ronaldinho decided to play for Flamengo. You will now be called RONALDINHO IN JANUARY.

    RJ10 – Nel mese di gennaio Ronaldinho ha deciso di giocare per il Flamengo. Ora sarà chiamato RONALDINHO a gennaio.

Envie seu Comentário