Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts do dia 29 março 2012

Um Catarinense muito doido

29 de março de 2012 26

Que Catarinense maluco é esse de 2012, minha gente!

Eu, eu mesmo, aqui neste espaço, já tratava de colocar de lado Criciúma e Chapecoense da briga pelas semifinais. E o que eles fizeram? Reaparecem em grande estilo. Com vitórias convincentes, pularam para a segunda e terceira colocação na classificação geral. O Tigre, embalado, de quebra ainda lidera o returno. Ambos estão mais vivos do que nunca.

O jogo de Chapecó carece de explicação. Foi 4 a 1, e o goleiro Ivan ainda foi o nome do jogo (entre outras coisas, pegou dois pênaltis). Ou seja, foi um atropelamento. No turno, na Arena, foi o contrário. Campeonato maluco esse…

Em Criciúma, o Tigre não tem nada, nadinha mesmo, com o fato de o Figueira poupar titulares pensando no clássico de domingo, no Scarpelli. Ganhou merecidamente, pulou na frente no returno e mostrou que Silvio Criciúma achou a formação ideal do time (será que foi porque enfim passou a apostar no talentoso Lucca, diferente dos antecessores?). O Figueira pela primeira vez não marcou no ano. Fez uma opção em priorizar o clássico e pagou o preço. Mas cá entre nós, um time sacaneado pelo regulamento, que não tem motivação nenhuma em buscar também o returno, até que o alvinegro está fazendo além da conta.

O Avaí sem Ovelha massacrou o saco de pancadas do campeonato. Até aí, qual a surpresa? Alguém dirá que o problema era o treinador, mas eu não concordo. Era o adversário ideial para abafar crise. O Leão, mesmo em situação mais dura em relação aos rivais, também sonha com as semifinais.

Em Blumenau, empate ruim para Metropolitano e Atlético: 2 a 2. O Metrô virou com o artilheiro Rafael Costa, mas cedeu a igualdade nos minutos finais. Na briga entre eles pela Série D, vantagem verde mantida em 5 pontos, mas o time do Alto Vale gostou, pois considera sua tabela mais fácil na reta final (e é mesmo). O Metrô agora vai precisar de superação se não quiser ver ir pelos ares a campanha que construiu até aqui. Tem dois jogos em casa, contra Chapecoense e Avaí brigando, e esse é o problema: jogar em casa. Fora, visita o embalado Criciúma. A situação do Metrô, de fato, complicou-se.

Por fim, os rebaixados. Quarta-feira triste para Brusque e Marcílio Dias. Mas a campanha deles é tão ruim, mas tão ruim (perdi as contas de quantas goleadas tomou o Marinheiro), que não há ninguém surpreso. Os dois precisarão repensar muita coisa, de castigo lá no limbo da Segundo na estadual em 2013. O Camboriú, que não tem nada com isso, festejou a permanência na elite.

Siga o blogueiro no Twitter: