Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de abril 2012

Ajude a avaliar o Blog do Braga

30 de abril de 2012 28

Neste mês de maio (mais especificamente no dia 12) o blog completa 3 anos de vida.

3 anos de muito sucesso, muito debate do nosso esporte e muita interatividade.

Estou muito satisfeito com a trajetória até agora, mas sempre há espaço para melhorar.

Por isso durante todo este mês vou querer ouvir a opinião de vocês, leitores habituais ou de ocasião do blog. Respondam, sem rodeios, o que gostam, o que não gostam, o que dá pra melhorar e deixem sugestões, se quiserem.

As opiniões de vocês serão publicadas e servirão como uma espécie de avaliação desses 3 anos de blog. E este post de avaliação constará em todas as publicações ao longo do mês.

Conto com a opinião de todos vocês.

Figueirense x Avaí na final. Justo

29 de abril de 2012 44

O Figueirense era esperado na final, até pela campanha que fez.

O Avaí, em nenhum momento, foi favorito para chegar onde chegou.

Será uma final histórica, um clássico de 180 minutos que vai fazer o Estado tremer. Os rivais não mediam forças numa decisão de Estadual desde 1999. E em que momento se reencontram! Será uma espécie de tira-teima, já que ambos dividem a condição de maiores ganhadores do Catarinense, 15 taças para cada.

Uma final para dar a hegemonia de Santa Catarina a um deles.

E, diante dos últimos capítulos que testemunhamos, totalmente justa.

E imprevisível.

O Figueirense é melhor, provou isso ao longo do campeonato e na forma como despachou o Joinville.

Mas o Avaí cresceu na reta final, é capaz de façanhas como a virada deste domingo, em Chapecó, quando parecia que a vaca já tomava o caminho do brejo.

E no clássico, vide o histórico dos últimos anos, é absolutamente chutômetro adiantar qualquer prognóstico.

Quem quiser se arriscar no palpite, fique à vontade. Certo é que assunto não vai faltar nas duas próximas semanas.

PS: Apesar de eliminados nas semifinais, na minha opinião chapecoense e Joinville saem fortalecidos do Estadual (mesmo que a Chape tenha tido vacilos em casa nas últimas partidas) rumo aos principais objetivos da temporada: as Séries C e B, respectivamente.

Siga o blogueiro no Twitter:

Caso Oscar é temerário para o futebol

27 de abril de 2012 30

Como a maioria dos frequentadores do blog já sabe (e os que não sabiam saberão agora), sou torcedor do São Paulo, literalmente, desde o berço. Até hoje evitei dar opinião (ao menos oficial, aqui no blog) sobre o Caso Oscar, uma das grandes vergonhas do futebol nacional atualmente.

Mas, como diz aquela música, agora resolvi falar… Se você aí acha que por eu ser são-paulino (parte envolvida), minha opinião não vale de nada, nem perca tempo na leitura. Pra quem quiser debater, vamos adiante:

O Caso Oscar não envolve apenas uma briga entre jogador, São Paulo e Internacional. Seus desdobramentos estão criando um precedente temerário para o futebol brasileiro, cada vez mais entregue aos desejos dos empresários da bola.

No último desdobramento, o jogador acabou beneficiado por uma liminar trabalhista que lhe dá o direito de, como qualquer trabalhador, atuar onde bem entender. Perfeito, quanto a isso não há qualquer contestação. Mas acontece que Oscar, influenciado pelos empresários, saiu “fugido” do Morumbi. Ganhou guarida no Colorado, o que mostra como nossos clubes defendem seus próprios interesses… Jogar onde quer, tudo bem. Mas o clube que ficou pra trás deve ser ressarcido por isso. Do jeito que está acontecendo, é golpe.

Ridículo é ver as duas partes comemorando cada decisão dos tribunais como um gol. Ou os argumentos absolutamente ridículos que aparecem, inclusive em parte da imprensa que não consegue se despir do traje de torcedor. No fim das contas, só quem perde é o futebol brasileiro e seu histórico de formação de jogadores. Quem ganha (e só eles) são os empresários, cada vez mais poderosos.

Não há santinhos na história. O São Paulo sempre usou do expediente de buscar jogadores nas bases alheias se aproveitando de brechas contratuais. Nesse caso, prova do próprio veneno. Além do que, cometeu sim um erro primário no contrato do jogador (que também cometeu com outros jogadores que também chegaram a ser aliciados por esses empresários, como o volante Casemiro e o lateral Henrique Miranda, que acabaram desistindo de pular fora, e o meia Lucas Piazon, que acabou negociado com o Chelsea).

O Inter quis bancar o esperto e tirar proveito da situação, que provavelmente num belo dia também vai sofrer (e não vai poder reclamar, diante dos argumentos que usa agora). Sem falar que se o jogador e seu staff fizeram isso uma vez, provavelmente ali adiante farão novamente, e aí a conta vai sobrar pros agora beneficiados. Oscar não tem opinião própria, foi envolvido nesse turbilhão por confiar cegamente (e de forma burra) nos empresários, estes sim os espertalhões de todo o caso.

O precedente que está aberto (não que eu ache que a situação durará muito tempo), de que o jogador tem o direito de jogar onde bem entender e ponto final, no caso específico do futebol vai criar o seguinte cenário:

1) Empresários, que já mandam e desmandam nas bases, vai ter ainda mais força para manipular jovens promessas e arrancá-las de clubes formadores para lucrar os levando para onde bem entenderem. E os clubes ficam a ver navios…

2) Clubes ricos e poderosos, como São Paulo, Santos, Corinthians, o próprio Inter, vão fazer uma “limpa” nas divisões de bases de clubes menores, levando os jogadores que quiserem com a oferta óbvia de uma projeção e um glamour muito maior.

Ou seja, para quem vai sobrar a conta? E o Brasil, que já não forma mais meias talentosos na base por causa da influência nefasta dos empresários (que querem jogadores taticamente perfeitos para mandar para a Europa), também não vai mais ter interesse em investir na formação.

E você aí, mero torcedor que só enxerga futebol com paixão e hoje está comemorando os desdobramentos desse caso emblemático, um dia ainda vai chorar. E se arrepender… A não ser que você seja empresário de jogador, claro…

PS: A minha solução para o Caso Oscar é o jogador atuar pelo Inter, sim, ou onde bem entender, mas que jogador (leia-se empresários dele) e o novo clube que escolher façam o ressarcimento justo ao São Paulo, sem querer tirar vantagem financeira da situação. Não existe de fato a menor condição de o jogador voltar ao Morumbi (eu, como 99% da torcida, não quero ele de volta nem pintado de ouro). E talento que é (com os pés, porque na cabeça não tem nada…) precisa estar em campo.

Também sobre o tema, recomendo a leitura dos blogs do Paulinho e do Rica Perrone , opiniões lúcidas e com as quais eu concordo quase que na totalidade.

Rafael Costa fica no Metropolitano

26 de abril de 2012 7

Informação exclusiva do repórter Everton Siemann, do Santa:

O atacante Rafael Costa, artilheiro do Catarinense com 14 gols, vai permanecer no Metropolitano para a Série D do Brasileiro.

Ele já deixou acertada com a diretoria a renovação, segundo afirmou ao Santa por telefone, nesta quinta-feira, e falta apenas assinar o contrato que ainda não ficou pronto.

Após a eliminação do Metrô no Estadual, especulou-se a ida de Rafael para times do Paraná, para o Criciúma (numa troca envolvendo vários jogadores dos dois clubes, que ainda deve ocorrer com outros nomes) e até mesmo um retorno ao Avaí.

Mas o artilheiro fica no Verdão, o que pode ser considerado o primeiro grande reforço do time blumenauense para a competição nacional.

Confira abaixo trechos da entrevista de Rafael Costa ao Santa, que estará também na edição de sexta-feira do jornal:

Como está a negociação para a renovação de contrato com o Metropolitano?

Rafael Costa – Está bem encaminhada. Estamos conversando e chegamos a um acordo. Falta só assinar.

Você fica no Metropolitano, então?

Rafael – Sim. Estou esperando só o contrato ficar pronto para assinar.

A renovação é por quanto tempo?

Rafael – Três anos (o novo contrato vai até o fim do Estadual de 2015).

Homenagem do blog ao Dia do Goleiro

26 de abril de 2012 11

Pois é, vejam vocês que hoje (quinta-feira, 26 de abril) é dia do goleiro. Esse cara que fica feliz evitando o que todo mundo quer no futebol. Que joga diferente, que treina diferente. Que provavelmente foi “pegar no gol” porque a habilidade com os pés lhe faltava.

Mas sem eles, não tem futebol. Nem nas peladas com os amigos, sempre a primeira coisa que um time precisa garantir é um goleiro confiável. O resto, empilha em campo…

Para homenagear esses caras, gostei desse vídeo com defesas realmente espetaculares que achei na internet. Notem que ele é meio recente, a maioria das imagens não é de muito longe. Mesmo assim, os lances selecionados já dão uma bela noção de como é difícil esse negócio de ser goleiro.

Senti falta, por exemplo, daquela milagrosa sequência do goleirão uruguaio Rodolfo Rodrigues com a camisa do Santos nos anos 80. Ou ainda a clássica defesa de Gordon Banks no Brasil x Inglaterra na Copa de 1970 e a performance do pentacampeão Marcos na Copa de 2002. Por isso, acrescento estas à homenagem:



Parabéns a todos, então!

Reforço do Metrô quase foi parar no Tottenham

24 de abril de 2012 9

O Metropolitano apresentou nesta terça-feira mais um reforço para a Série D do Brasileiro. Trata-se do zagueiro Cláudio, 21 anos, quem vem do Cruzeiro (RS).

Até aí, nada demais.

Mas vejam só o que descobrimos sobre o reforço, que era Claudinho, mas agora não quer mais ser chamado no diminutivo. Está no Blog Entrevero, um dos bons espaços de futebol da blogosfera do Grupo RBS.

Leia e acredite se quiser. Trato mais disso na minha coluna desta quarta-feira no Santa de papel.

Siga o blogueiro no Twitter:

Figueira e Chape preservam a vantagem

22 de abril de 2012 39

Achei que os mandantes iriam se impor na largada das semifinais do Catarinense. Errei feio.

Figueira e Chapecoense visitaram JEC e Avaí, respectivamente, e trouxeram bons empates. Nesse estadual maluco, não dá pra cravar que botaram um pé na final. Mas é inegável que construíram uma vantagem importante para semana que vem, quando jogam em casa.

Não vi JEC x Figueira, estava voltando de Itajaí onde fui conferir a despedida da Volvo Ocean Race. Mas pelo que li, o Figueira esteve muito perto de sofrer com aquele risco que me referi durante a semana, do regulamento medonho. Na Arena lotada, e contra o bom time tricolor, tomou o gol e jogou com um a menos após a expulsão de Túlio praticamente o jogo todo. Corria, portanto, o risco de tomar um placar difícil de reverter, e aí os dois turnos, a melhor campanha, ia tudo pro vinagre. Mas foi raçudo, o time da  casa inexplicavelmente caiu de produção e deu empate. Um empate com gosto de vitória pros alvinegros.

Avaí x Chapecoense eu vi, infelizmente… Jogo muito ruim. O Leão não conseguiu se impor, o Verdão queria empatar, e quase ganhou. Em boa parte da partida até mereceu isso. Mas o 1 a 1 na Capital não deixa de ser ótimo para quem é muito forte jogando na Arena Condá, sobretudo em jogos assim, decisivos.

Mas não tenho palpite para os finalistas. Ainda…

Acompanhe a largada da Volvo Ocean Race

21 de abril de 2012 1

Se você não poderá estar na Vila da Regata de Itajaí no domingo à tarde para acompanhar a largada dos barcos da Volvo Ocean Race rumo a Miami (EUA), acompanhe em tempo real por aqui:

Palpites das semifinais do Catarinense

21 de abril de 2012 8

Sem enrolar, e nem ficar em cima do muro, minhas impresões do primeiro final de semana decisivo do Catarinense:

Os mandantes largarão em vantagem: o Avaí sofre, mas vence a Chapecoense apertado. E o JEC bate o Figueira e deixa o alvinegro em maus lençóis…

Palpites? 2x 1 na Ressacada e 2 a 0 na Arena.

Aproveitando, acrescento uns pitacos nos outros estaduais que também estão na hora da verdade:

No Rio, a final da Taça Rio será entre Botafogo e Vasco.

Em SP, não haverá zebras nas quartas de final em jogo único. E isso inclui a eliminação do Palmeiras para o Guarani.

No RS, Grêmio (fácil) e Inter (sofrendo horrores) passarão à final da Taça Farroupilha e decidirão quem vai enfrentar o Caxias de Mauro Ovelha na decisão.

No Paraná, o Coxa vence o Atle-Tiba e garante final no Estadual, contra o mesmo rival.

E vocês, o que acham?

Siga o blogueiro no Twitter:

Coluna do Braga no Santa - 19/4/2012

19 de abril de 2012 11

Texto publicado na edição desta quinta-feira do Jornal de Santa Catarina:

Ufa, o Barcelona perdeu

Como as regras do futebol seguem iguais e ainda não dão gol a quem fica com a bola em 70% do jogo, o Barcelona perdeu ontem. Não caiu fora da Liga dos Campeões, e provavelmente nem cairá. Mas perdeu. Para o bem do futebol como ele sempre foi. Imprevisível.

O melhor é que a derrota foi incontestável. O Barça ficou ali, jogando pebolim, tocando bolinha de um lado para o outro, e o Chelsea lá na defesa, sem vergonha de dar chutão. Teve uma chance, tem centroavante e ele resolveu: 1 a 0 e fim de papo.

Não tenho nada contra. Só acho que se a hegemonia deles se estender, teremos uma geração pragmática pela frente (técnicos, com raras exceções, são maria-vai-com-as-outras e interpretam mal tendências até positivas). E periga o futebol só se importar com posse de bola e virar algo tão mecânico como outros esportes por aí, nos quais favoritos sempre vencem, faça chuva, faça sol.

Semana que vem, vou torcer contra outra vez. E no Espanhol também. Os fãs do Barça me entenderão.

É pelo futebol.

Versão verde

A assessoria do Metropolitano deu ontem a versão do clube para o tal churrasco de domingo, após o jogo contra o Avaí, citado na coluna de ontem. Segundo ela, o encontro, oferecido por empresários e parceiros, estava previamente marcado e não seria possível a alteração por causa da folga dos jogadores. Acrescenta que não se tratou de uma festa pela vaga na Série D, mas sim uma confraternização pelo fim da campanha no Estadual. E quem esteve lá garante que o clima não era dos mais animados, e que houve cobranças aos atletas.

Registro feito.

Sem perder tempo

A comissão técnica do Metrô já está de olho em reforços para a Série D. Se dividiu em duas frentes: interior de São Paulo e do Rio Grande do Sul. A princípio, foi procurar por oportunidades e negócios de ocasião.

Pedida

O Stammtisch na Rua XV que me perdoe, mas o fim de semana é de Volvo Ocean Race, que se despede de Itajaí após duas semanas. As regatas de sábado e domingo (essa a da partida dos barcos) são espetaculares. Recomendo.