Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Metropolitano: sem atitude não dá!

18 de julho de 2012 16

Coluna publicada nesta quarta-feira no Jornal de Santa Catarina

Jogador de futebol é um tipo bem peculiar. Vira e mexe alega uma subjetiva falta de motivação quando vai mal em alguma partida. Um disparate que merecia… bom, deixa pra lá.

Salvo raríssimas exceções, boleiros só sabem fazer isso, jogar futebol. E ganham muito bem para tanto, mais do que a formação deles sugere. Se estivessem no mercado de trabalho comum, certamente não embolsariam em um ano o que ganham por mês. Fora isso, viajam pelo país (às vezes, ao exterior) de graça, ficam em bons hotéis, as vantagens são muitas. E tudo isso fazendo o que gostam.

Aí me expliquem, como pode haver falta de motivação?

Sim, minha crítica é direta ao elenco do Metropolitano, de atuação abaixo da crítica domingo, em Arapongas (PR). Time ruim, mas esforçado, dá para apoiar _ já vi muitos assim levantar taça. Mas o que dizer de um grupo que tem qualidade e que parece um bando de zumbis em campo? Time sem vontade, sem alma, não vai a lugar algum e é o cúmulo da falta de respeito com o torcedor. Porque se esses caras levam a vida que citei acima, bem acima do padrão que eles jamais sonharam, é graças ao esforço do torcedor comum, este sim com motivos de sobra para estar desmotivado.

Esse grupo que deu vexame no Paraná domingo deveria ser responsável pelo prejuízo que o clube terá com o público pequeno no Sesi contra o Mirassol (SP). E tem a obrigação de dar uma resposta em campo, tentar apagar a péssima impressão que deixou. Se esses jogadores acham que não têm motivação para isso, sinceramente, deveriam procurar outra coisa para fazer da vida.

Regalias demais

Às vezes, tenho a impressão de que o Metropolitano é muito bonzinho. Paga em dia, e bem, algo bissexto em uma competição como a Série D. E ainda dá boas condições para os treinos, hospeda bem nas concentrações, viaja com antecedência para descansar os atletas. Ganha em troca o que vimos domingo, um time sem vontade. Por outro lado, o adversário, o Arapongas, inferior tecnicamente e com estrutura mais espartana, jogou para salvar o emprego do técnico e dos próprios jogadores, como confidenciou um deles após a partida. Outro exemplo é o Concórdia, um catadão de última hora de atletas que jogam para manter a oportunidade de seguirem empregados, e faz campanha melhor que o Metrô.

Quem sabe se o Verdão cortar algumas regalias desse grupo, a vontade e a motivação não reaparecem, né?

Providências

A diretoria agiu. Mandou Pantico e Léo embora, deveria ter aproveitado e ampliado a faxina. Que sirva de exemplo aos demais. Porém, mantendo o perfil paizão, reuniu o grupo na segunda para anunciar que sorteará um carro 0km caso o clube avance na Série D.

É uma questão de perfil, respeito. Mas não faria.

Reserva o pastel

O atacante Jairão, o do pastel, está voltando após um semestre no Japão. Não é craque e nem será salvador da pátria, mas é raçudo, virtude que pelo jeito anda em falta no elenco atual.

Comentários (16)

  • jose roberto diz: 18 de julho de 2012

    por que o metropolitano nao pega o peninha pra ser o treinador .omtem ele desceu a lenha no clube no programa dele ;talvez ele que sabe tudo rssssss de um jeito nesse time

  • Daniel Hoppe diz: 18 de julho de 2012

    Braga, concordo com as “Regalias Demais”

    Vários jogadores que já fizeram excelentes campanhas em outros clubes menores, com menor estrutura e com salários atrasados, chegaram aqui e, com tudo do melhor à disposição deixaram a desejar.

    Ai o time que tem tudo do melhor, tá mal, sem vontade, e a diretoria ainda me promete um carro? Sei lá.

    Quanto ao Jairo, nunca achei ele bom jogador. Mas sempre compensou a sua deficiência técnica com MUITA raça e vontade, por isso achei uma ótima contratação. De fato, é um perfil completamente diferente do do Pantico.

  • Jani A. Batista diz: 18 de julho de 2012

    Concordo em gênero e grau com seu comentário, e a grande culpa de tudo isso é do diretor de futebol ou o cara responsavel pela contratação de jogadores, que não tem visão e acaba trazendo esse bando de incompetentes.

  • Urbano diz: 18 de julho de 2012

    time pequeno é assim, ainda mais no interior. O jogador prefere recebe 5 mil no Olária/RJ, do que receber 15 mil jogando no interior catarinense, jogando pelo Metronapolitano. A vitrine do futebol está ali no eixo do Sudeste e no Rio Grande do Sul. Fica mais dificil, ainda quando é em uma cidade sem tradição no futebol. Sou paulista e moro em Gaspar, lá ninguem conhece o futebol de Brumenau. Já tinha ouvido falar do Ibirama, e do Marcilio Dias e do Brusque, que são mais conhecidos por aqui.

  • Gilmar Moraes diz: 18 de julho de 2012

    Concordo Braga, desta forma Blumenau nunca terá um time de futebol, cair pra Série E é demais né…?..Estes caras com certeza não pensam na tristeza e decepção dos torcedores, quantos peleiam para comprar ingressos para poder ajudar o Metrô.Que droga de time!!!!!!

  • Rafael diz: 18 de julho de 2012

    Conrcordo mais discordo também, a culpa é principalmente de uma diretoria que não sabe nada de futebol e de quem contrata e mantém jogadores no time que foram mau em campeonatos anteriores, como Nequinha, Ninja, Pantico? são só 3 exemplos de jogadores que são ruins técnicamente e pipoqueiros…pois bem, dai mantém os caras e vão querer o q? e contratam mau pra burro, ta louco…e também discordo falar que esse time é bom? só quem realmente não entende de futebol não enxerga que é um time muito limitado, botar o metro como favorito a vaga do grupo? piada né

    metropolitano no futebol por todos esses anos é pura enganação, e as empresas jogando dinheiro fora, pagando caro pra um bando do pitocos.

  • Eduardo F diz: 18 de julho de 2012

    Eu acho que esse time realmente tem qualidade, o que foi demonstrado no primeiro tempo contra o Juventude (no segundo tempo, prevaleceu muita raça). A primeira atuação deixou o torcedor com muita expectativa, mas vieram essas atuações vergonhosas nos dois outros jogos.
    E acho que essa diretoria é boazinha demais. Qual é o sentido de fazer um churrasco depois de duas partidas horrorosas, pra não dizer coisa pior?

    Nem vou falar nada sobre o comentário do Urbano (isso é nome? KKKK), nem vou discutir com gente que não sabe nada.

  • Rafael Grilo diz: 18 de julho de 2012

    Pessoal ta tudo explicado, pensando bem ta mais na cara do que todos imaginam porque o metro é sempre um time derrotado e faz a cidade passar vexames no futebol.

    É muito simples de entender, lembram quando o metro levou aquela derrota vergonhosa em casa na ultima rodada do estadual, e o presidente saiu comemorando igual criança quando ganha um monte de chocolate e depois tiveram também uma festa de confraternização?

    E agora depois dessa derrota, no outro dia teve churrascada, festa e melhor ainda promessa de ganhar carro caso passem de fase?

    É evidente, os jogadores entenderam que a derrota trás muito mais alegria, sem falar das festas que rola depois, abraços, comemorações, e quem sabe até ganhar um carro?

    Parabéns diretoria, se formos eliminados na primeira fase podia fechar o pavilhão da proeb e fazer uma baita festa, que acham? fica a idéia, presidente do metro é muito papudo, ta na hora de parar de falar tanta asneira e levar a sério, afinal as festas não devem ser pagas do bolso dele né.

  • C.Minc diz: 18 de julho de 2012

    PAREI NO ‘GRUPO QUE TEM QUALIDADE’……………

    qualé Braga? Ta fazendo o lado dos patrocinadores ??? Eu sei que é isso, graças a esses esforços que o time não fecha as portas.
    Bom… pelo menos esse time serve pra movimentar uma $ entre os envolvidos.
    Agora, pra mim que sou torcedor dos times de Blumenau desde 1990 acho uma vergonha este time… Até o B.E.C quando jogava série C trazia mais alegrias.

    Convido a todos a fazer um protesto la no Morro do SABÁ, que agora foi re-estruturádo e está abrigando mais pessoas( E LA VENDE CERVEJA!).

    Não compre ingresso, vá aos jogos no MORRO DO SABÀ… primeira rua a direita depois da entrada principal do Sesi.

    Deixa as cadeiras do Sesi pro Prefeito, conselheiro da empresa q fornece material, funcionário do santa, Vereador,Pastor,vendedor de pipoca, amigos do conselheiro principal da Tashibra, Napoleão, Ana Paula, Sabiá, Bolinha, Gustavo Siqueira… não perca tempo nem $.

  • Pedro diz: 18 de julho de 2012

    Braga, ha uns tempos atras, o tricolor estava na mesma situação que o time de Blumenau. Não ganhavamos de ninguem, perdiamos para times sem expressao como juventus, atletico tubarao, camburiuense, entre outros, e mesmo assim os jogadores recebiam os salarios em dia e tinham todas as mordomias possíveis. O presidente na epoca chamava-se Adelir Alves, chegou a ser pior ate que o carrasco Vilson Florencio. Era uma zona o tricolor e a torcida jequeana passou por maus e maus bocados, ate pouco tempo atras. Hoje estamos mais tranquilos, no lugar que merecemos estar, mas sempre querendo mais. É isso que os torcedores e a imprensa de Blumenau devem fazer, exigir mais do clube, e nao apoiar uma diretoria mequetrefe que apoia jogadores vadios, como é o caso dos jogadores do Metropolitano. Não entendo ate hoje como o metropolitano contratou um dos piores atacantes que ja passaram pelo jec, o Pantico. Acho que o que falta ao pessoal de Blumenau e do Metropolitano não é estrutura e dinheiro, falta sim dirigentes comprometidos com o clube, sem querer tirar vantagem alguma para si proprios.
    Só um adendo, o futebol em Blumenau, logo logo ficara como o futebol em Jaraguá, onde os dirigentes gananciosos pedem auxilios e patrocinios e que quando estes vem nao sabem administrar e ate mesmo ” surrupiam” para si em causa própria.

  • Eduardo F diz: 18 de julho de 2012

    Olha a viuvinha se manifestando aí de novo. Torcedor sem time é assim, tem que se divertir com o insucesso de quem luta pelo bem do futebol da cidade e ainda acha que é o único que pensa da maneira certa.

  • Gerson Luiz diz: 18 de julho de 2012

    O que o Metropolitano está precisando há muito tempo é de um bom treinador, com uma boa ¨bagagem¨ no futebol, para manter o nível técnico durante toda competição. Senão o time vai ter que mudar a cor do uniforme para amarelo. :)

  • Eduardo F diz: 19 de julho de 2012

    Trabalha no Metro Eduardo F?

    Ou é da organizáda que conta com 2 dúzias de pessoas + 2 tambores?

  • Erno diz: 19 de julho de 2012

    Faz tempo que tem que profissionalizar o Depto. de Futebol, onde o Diretor atual,
    Viton foi promovido, sem mostrar ser competente para isso.

    E o Pantico foi tão bem contratado por ele que descobriu depois que ele estava
    suspenso POR 4 JOGOS para o campeonato Catarinense.

  • Anderson diz: 19 de julho de 2012

    E dizer que há uns 20 anos atrás só jogava futebol quem não tinha outra opção pra arrumar emprego. Hoje, os jogadores se acham estrelas. Qualquer Zé Mané ganha R$ 3.000,00 por mês livre de despesas, pois se alimenta no clube, mora no clube, ou o clube até paga aluguel. E mesmo assim estão desmotivados. Enquanto isso, nós trabalhadores ralamos pra ganhar isso, e quando ganhamos isso, mas tudo fica pras despesas que temos que arcar. Supervalorização do futebol da nisso mesmo.

  • INGO KRAEMER diz: 19 de julho de 2012

    Bom dia. Tambem acho que tem que haver uma limpeza. Mas na minha opinião, o Nequinha criou uma raiz muito forte, que acho que tem que ser cortada. E ainda insisto que esse sistema de PAIZÃO do Cezar Paulista, não funciona. Pelo menos com os jogadores atuais, que derrubam treinador, etc… Concordo com a critica ao Peninha. Pelo que ele fala, parece que saberia resolver todos os Problemas. Mas a Imprensa em geral é assim. (Eu disse em geral). E ele se inclui nessa geral.

Envie seu Comentário