Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts do dia 5 novembro 2012

Que semana para o futebol catarinense!

05 de novembro de 2012 9

Para o bem, e para o mal.

A semana que começa será espetacular, dramática, de alegrias e tristezas confirmadas para o futebol catarinense.

Começa, claro, nesta terça-feira, com o decisão do Criciúma diante do São Caetano, na Série B. É novamente em casa, o HH estará lotado e o clima de festa é inevitável, ele já existe praticamente desde a virada do turno. Culpa da campanha espetacular do time, mas talvez o clima, esses, diminua um pouco depois do susto no sábado, na derrota, justa, para o rival Joinville.

Era para ser jogo de festa, mas o JEC jogou sério, pra valer, venceu com inteira justiça, jogou mais. A titubeada do Tigre é absolutamente normal para um clube que está por detalhes para alcançar o objetivo principal, no caso o acesso. Mas diante do São Caetano, que ainda sonha também, não pode haver vacilo. Se vencer, o acesso está matematicamente sacramentado a 3 rodadas do fim. E aí é pensar no título, nessa briga pelo jeito só com o Goiás (o Vitória caiu demais e periga até ficar sem vaga).

O JEC ainda se agarra a uma chance meramente matemática (e que pode acabar ainda que vença o Guaratinguetá, nesta terça). Mas ainda assim tem que se orgulhar da campanha brilhante. E o Avaí, a passeio nesta reta final, vai admirar as belas paisagens de Natal e fazer um amistoso de luxo com o ABC.

Quinta-feira, é dia de torcer pela Chapecoense no interior do Mato Grosso, onde vai administrar diante do Luverdense a enorme vantagem que construiu no jogo de ida, em Chapecó (3 a 0). Coleciona atuações ruins longe de casa na Série C, mas em nenhuma tomou a piaba que o eliminaria de forma inacreditável agora. Joga, claro, por um gol para matar de vez o rival e garantir o sonhado acesso à Série B, que será precioso para o Verdão do Oeste e para o futebol catarinense como um todo.

Por fim, o domingo deve sacramentar, enfim, a queda do Figueirense. Recebe, à noite, o Sport no Scarpelli. O time pernambucano hoje também cairia, mas vive um momento de reação, dos frequentadores do Z-4 me parece o único com forças para ainda sair de lá. O que só complica a situação do Figueira, que nem depende das próprias forças para não terminar a rodada rebaixado. E não compactuo com as reclamações (exageradas) de que o clube foi garfado pelas arbitragens (contra o Flamengo, principalmente). Erros podem até ter ocorrido, mas pode por na conta das péssimas arbitragens nacionais, que erram pra todo lado e a todo instante. Complô? Nem pensar. E nem precisaria, o Figueirense mesmo tratou de se auto boicotar o campeonato todo.