Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

O exemplo do Corinthians aos demais clubes

16 de dezembro de 2012 12

Nos meus 34 anos, quase todos ligados ao futebol, o Corinthians foi de certa forma um espelho do Brasil: um gigante de enorme potencial, entregue à falta de comando, pra dizer o mínimo. Não é mais assim, e já faz algum tempo que não é. O título mundial, alcançado neste domingo, no Japão, é apenas a cereja do bolo de um projeto vencedor que, enfim, deu ao Timão o tamanho que ele sempre teve condições de ter.

Sobre a final em Yokohama, nem vou me estender. Basta lembrar o que escrevi na coluna de quinta-feira: que o Corinthians era favorito na decisão, que é uma partida muito diferente da semifinal. Teve quem se precipitou em dizer, baseado nos últimos jogos das duas equipes, que seria uma goleada do Chelsea. Mas dessa vez o time brasileiro, como era de se esperar, voltou a ser aquele taticamente perfeito da Libertadores. Uma atuação coletiva impecável, um goleiro que merece canonização depois do que fez, e o grupo do Corinthians bateu a empáfia e o marketing do Chelsea de forma merecida. Ponto.

Posto isso, volto à saga corintiana até a conquista do mundo. Ela começou em 2008, para tirar do fundo do poço um gigante que havia sofrido a humilhação do rebaixamento à Série B no ano anterior. Pois o Corinthians se preparou para se reerguer. Voltou à elite sem sustos, em seguida internacionalizou a marca ao trazer Ronaldo e Roberto Carlos e começou a garimpar títulos. Sofreu um baque com a ida de Mano Menezes para a Seleção, apostou em Adilson Batista, que fracassou. Aí, chegou Tite. Estamos no fim de 2010.

O treinador demorou a engrenar, o Corinthians brigou pelo título brasileiro até o fim, mas vacilou na última rodada e acabou em terceiro. Por causa disso, veio o fatídico jogo com o Tolima, pela Pré-Libertadores. E de um vexame monumental surge o Timão campeão do mundo: qualquer dirigente, qualquer um, teria demitido Tite após aquela derrota na Colômbia. O Corinthians resistiu à tentação, priorizou o projeto e o técnico ficou, mesmo com toda a pressão. Dali em diante, um time com a marca de Tite e jogadores comprometidos com a ideia ganhou tudo: Brasileiro, Libertadores e agora o Mundial _ só Telê Santana, com o São Paulo em 1991 e 1992, tinha alcançado a trinca na sequência.

Mais do que ganhar o mundo em campo, o Corinthians chega ao ápice do seu projeto pronto para ganhá-lo fora das quatro linhas também. Contratos milionários e bem costurados de patrocínios, de material esportivo e de TV. Um estádio próprio (ainda que por linhas tortas). E um trabalho finalmente bem feito para valorizar uma marca de valor estratosférico. O Timão fez a lição de casa e hoje é exemplo para todos os outros clubes brasileiros. Se conseguir se manter nesta linha (em se tratando dos nossos cartolas, tudo é possível), e os demais não se coçarem, a tendência é de uma hegemonia do bando de loucos nos próximos anos.

*Texto principal da minha coluna desta segunda-feira no Caderno de Esportes do Santa. O restante do material posto aqui após a publicação.

Comentários (12)

  • Zoltan Bergmann diz: 16 de dezembro de 2012

    Óbvio!

  • Edemilson diz: 16 de dezembro de 2012

    Faltou dizer que para ser campeão mundial é necessário ter Guerreiro(s) em campo e não Gansos e Neimares que na hora H- se borram todos(vide o vexame na final contra o Barcelona).

  • Antônio Emilio Morga diz: 17 de dezembro de 2012

    Então, só resta a torcida do Figueira Gritarrrrrrrrrrrrrrr
    FORA WILFREDO, FORAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
    FORA TEIXEIRA, FORAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
    FORAAAAAAAAAAAAAA

  • URUBICIENSE ALVINEGRO SERRANO – 2014 SÉRIE A ? – DIZ diz: 17 de dezembro de 2012

    EDEMILSON, o amigo poupou as minhas palavras, disse tudo, GUERREIROS, não baladeiros como este tal de Neymala, que ainda falam que será nossa esperança na copa de 2014, se for isso mesmo, arrisco desde já a dizer- NÃO SEREMOS CAMPEÕES DO MUNDO, a não ser que com Felipão, este cara jogue sério, e não seja somente propaganda enganosa.

  • garrasdetigre diz: 17 de dezembro de 2012

    E o ano terminando com Douglas, que iniciou a carreira no Tigre, conquistando o Mundial com o Corinthians. Parabéns ao ex-tricolor.

  • Telmo diz: 17 de dezembro de 2012

    Sou FIGUEIRENSE e como você coloca uma matéria dessa Braga. Acho que você sabe muito bem que a Rede Globo e a RBS não apoiam os times de Santa Catarina. Vou dar um exemplo: O Palmeiras caiu e a Globo manteve os quase 80 Milhoões já o Figueirense vai ganhar + ou – 2 Milhões. Por isso que não assisto mais a Globo e a RBS.

    Do blogueiro: É que o retorno da mídia é igualzinho, né? Ah, por favor…

  • ze alvinegro diz: 17 de dezembro de 2012

    Quando este pessoal vai aprender que decisão de mundial não existe favorito absoluto , que os times ingleses excluindo o manchester são todos pés frios nas finais do mundial .

  • Alessandro de Indaial diz: 17 de dezembro de 2012

    O exemplo que o Corinthians dá é que a política absurda, sem qualquer preocupação com o povo brasileiro, iniciada pelo Sr. Luiz Inácio da Silva de ajuda publica a um exclusivo clube brasileiro, fruto de um gosto pessoal que se impõe perante a lógica, perante a subsidiada opinião publica, da certo. O Corinthians ganhara um estádio novinho construído com verbas publicas, superfaturado, e pagará nada por isso. Quem sabe depois desta conquista o justo Lula dará a todos os jogadores e comissão técnica do Corinthians o passaporte de diplomata assim como deu a seu filho, mesmo contrariando aquele livrinho escrito em 88 chamado Constituição. Corinthians tem tantos méritos como aquele aluno que passar em ultimo lugar nas cotas em uma federal. Uma perguntinha para fechar. Quem patrocinou o Corinthians na final? Dinheiro publico? Denovo? São Paulo, Gremio, Inter, Palmeiras estes sim são times dignos! Nao roubam dinheiro de escolas, de hospitais, da segurança, das estradas. Corinthians é a cara da política dos Amigos dos Amigos.

  • Renan diz: 18 de dezembro de 2012

    Tomou no bucho telmo…querer comparar o teu timeco pequeno e falido do ixxxtreito com um dos times mais poderosos do país é coisa de ignorante. Palmeiras tem a 3ª ou 4ª maior torcida do país, imagina o retorno que a TV tem??? Sem falar que o poder de compra da torcida do Palmeiras é o maior do país, ou seja, torcedores com maior renda, enquanto tua torcida com meia duzia de gatos pingados compra camisa de ambulante, porque não tem dindin, se é que me compreendes… mofas com a pomba ixtopô!

  • Renan diz: 18 de dezembro de 2012

    Alessandro de Indaial, PERFEITO!!!

    Faço das suas todas as minhas palavras. Sem mudar uma vírgula.

  • Seo Ilzo diz: 18 de dezembro de 2012

    Parabéns Alessandro, desse uma baita tijolada. Até o regulamento da libertadores foi alterado para ajudar o cu-rintia, ao estabelecer arbitragem caseira para jogos com adversários brasileiros. Uma enorme farsa. Pão e circo para o povo e vida longa aos corruptos e vermes que assolam nossa pátria.

  • Realista diz: 18 de dezembro de 2012

    Se fosse Barcelona e Corinthians simplesmente seria 5 a 0 para o Barça e o Messi ia deitar e rolar em campo. O Chelsea é ruim demais e o Fernando Torres merece a camisa do Inacreditável Futebol Clube.

Envie seu Comentário