Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Notas dos jogadores do Brasil contra a Inglaterra

06 de fevereiro de 2013 7

E aí, e a reestreia de Felipão no comando da Seleção? Pra mim, o Brasil fez um jogo regular, onde alguns jogadores de quem muito se espera pouco apareceram. Preocupante, pois se tratava de um teste contra um adversário de alto nível, e a nova geração vai ficando com a pecha de pouco aparecer quando precisa.

A derrota foi justa, a Inglaterra foi melhor o tempo inteiro. Mas nem acho que tudo foi ruim. Era um teste, e penso que é muito melhor tirar conclusões de uma derrota para a Inglaterra (ou Itália e França, que ainda serão adversários) do que em goleadas contra China, Iraque, tão comuns nos tempos de Mano Menezes.

Abaixo, minhas notas para os jogadores neste primeiro jogo. Confiram:

Julio César

Não teve culpa nos gols sofridos – e no primeiro até fez uma defesa espetacular antes da bola sobrar pra Rooney. Pelo menos outras duas defesas difíceis, bom retorno. NOTA 7

Daniel Alves

Defensivamente, até foi razoável. No ataque, quase não foi notado. E tomou um baile do garoto inglês Welbeck. NOTA 5,5

David Luiz

Foi um dos melhores do Brasil no jogo. Cobertura eficiente, fez boas antecipações (mostrando que pode ser opção como primeiro volante) e apareceu em cabeceios. NOTA 7

Dante

Talvez tenha sido o peso da estreia, mas se apresentou ao torcedor brasileiro como um zagueiro lento. E ainda foi infeliz em outras jogadas. NOTA 4

Adriano

O mais preocupante nesse caso é o reserva de Marcelo que se apresenta ser ele. É fraco, hoje ficou preso na defesa quase em tempo integral. NOTA 4,5

Ramires

Bateu cabeça com Paulinho, prova disso foi estar completamente perdido no lance do gol de Rooney. Como segundo volante, é ótimo. Como primeiro talvez não dê conta do recado. NOTA 5

Paulinho

Ainda foi um pouco melhor na comparação com o companheiro Ramires. Até apareceu no ataque, mas muito aquém do que costuma fazer no Corinthians. NOTA 6

Oscar

Atuação tímida, quase não foi notado em campo. Trocou posição com Ronaldinho no primeiro tempo, mas faltou entrosamento para render. NOTA 6

Ronaldinho

Depois me acusam de ter má vontade com ele. Na enésima chance de provar que pode ficar na Seleção, só faltou dormir em campo. Bateu o pênalti com displicência absurda. O melhor momento dele no jogo foi o carrinho para tentar aproveitar o rebote de Hart no pênalti. substituído com justiça no intervalo, só o fato de ter jogado pouco no ano ameniza mais uma decepção com a camisa da Seleção. NOTA 4

Neymar

Na Europa, sobretudo na Inglaterra, ainda é visto com enorme desconfiança. E, mais uma vez, deu razão para isso. Em nenhum momento foi sombra do craque do Santos. Pra piorar, perdeu um lance na frente do gol. NOTA 4,5

Luis Fabiano

Até teve alguma movimentação, se esforçou, mas para um atacante da categoria dele, se entregou muito fácil à marcação inglesa. Outro substituído com justiça no intervalo. NOTA 5

Arouca

Entrou no lugar de Ramires e, no único lance que lembro dele em campo, quis brincar e entregou a bola que originou o gol de Lampard, o segundo da Inglaterra. NOTA 4

Lucas

Entrou no intervalo e apareceu muito pouco (roubou a bola que originou o gol de Fred). Não conseguiu nenhuma jogada de infiltração na bem armada defesa inglesa. NOTA 5

Fred

Artilheiro é isso: entrou no segundo tempo e, em dois minutos, fez um gol e meteu uma bola na trave. Depois disso, foi muito mais participativo do que Luís Fabiano. NOTA 7

Miranda, Felipe Luís e Jean

Pouco tempo de jogo. SEM NOTA

E vocês, o que acharam?

Comentários (7)

  • Freddy diz: 6 de fevereiro de 2013

    Acho que o metro vai perder do lanterna hoje.

  • Adilson diz: 6 de fevereiro de 2013

    “Na Europa, sobretudo na Inglaterra, ainda é visto com enorme desconfiança.”
    Para a mídia e mais meia dúzia Neymar é craque. Na verdade, foi um “craque” criado pela mesma e de quem ficam puxando o saco o tempo todo. E vale não somente para ele. Jogador que se preocupa mais com o visual e é tratado como “estrela” o tempo todo, nem sempre reflete isto em campo. Neymar pode ter seus momentos de habilidade, ser decisivo em alguns jogos, mas no geral, quando “o bicho pega”, deixa a desejar. Como exemplos, vou citar o jogo do Santos x Peñarol, no Uruguai, pela final da libertadores em 2011, os jogos dele na Argentina, com atuaçao sempre apagada por parte dele, a final do mundial de clubes, no Japao, em 2011 e jogos contra seleções fortes, pela seleção.

  • Freddy diz: 6 de fevereiro de 2013

    O que eu falei? Metro tomou 2 x 0 do lanterna. Timeco mesmo. 11 anos sem NADA. Outra previsão minha, anota aí: mais 11 anos sem NADA. E não é por causa de “torcedor como eu”. É por causa de “jogadores como eles”. Maldito dia que decidi trocar o SPFC multicampeao pra ter um time só: o Metro. Timeco que perde em casa, perde do lanterna, perde o tempo todo. Apanha mais que mulher de malandro. Não volto minha decisão… mas se o Metropolitano deixar de existir, deixo de ser torcedor de futebol.

  • Luiz Saulo diz: 7 de fevereiro de 2013

    Nota 7 para o Davi Luis? o que ele fez? agrediu duas vezes jogadores do time adversário e nem foi punido. Isso nos cerca de 10 minutos que me permiti ver o jogo, ainda assim por causa do time da Inglaterra. Engraçado, se não fosse trágico, como narradores, comentaristas e a imprensa em geral fazem vistas grossas a agressões e outras coisas feitas por jogadores brasileiros. Vamos deixar de ser bairristas, por favor. Imagine se o juiz tivesse dado pênalti para a Inglaterra em lance igual ao do pênalti a favor do Brasil. Estariam propondo invadir Portugal?

  • Mateus diz: 7 de fevereiro de 2013

    Faltou tentar mais as laterais. Três bolinhas na cabeça do Fred já resolvia. Jogos contra a Inglaterra não tem muito como jogar bonito, tem que ganhar e deu. A marcação deles é muito forte. Podiam ter apoiado mais e tocado mais curto, como costumava fazer Marcelo, Maicon e Kaká.O Maicon e o Marcelo sempre iam até o fundo com 1 2. Kaká era quem distribuía. Outros também faziam isso, Oscar, Ganso, até o Elano e o Jadson. Mas o Ronaldinho quis dar toques magistrais e o Neymar e o Lucas preferiam as jogadas individuais. Parece que só querem ganhar se for pra se consagrarem. Talvez estejam no automático também e só precisem de uma readaptação ao estilo de jogo.

  • francisco carlos dos santos diz: 7 de fevereiro de 2013

    bomdia/priemeiro quero falar do metropolitano pois nossa impressa desportiva de blumenau nao endende de futebol,pois o time ganha duas ja pensao que e o melhor time da sc e ja pensa em titulo,pois e saudade dos tempos do olimpico do palmeiras pois na quele tempo se jogava com raça ecarinho pelo clube,hoje e uma mafia so penso no dinheiro,olha e uma vergonha para blumenu que ja vas 49 anos que blumenau nao conheçe um titulo/so tb contra o poder publico dar dinheiro par ao futebol,pois nao temos sauda segurança e educaçao,culpados tb sao impressa que fala so besteira e nao fala a verdade para o torcedor sobre o metropolitano, e se time e fogo de palha ,e uma vergonha para cidade

    Do blogueiro: Não generalize, caro Francisco. Se alguém da imprensa falou uma bobagem dessas, dê os nomes aos bois. Porque aqui nunca falei nada nem parecido com isso. Já pensou se eu também generalizasse o que penso de alguns leitores? Pois é… Abraço

  • francisco carlos dos santos diz: 7 de fevereiro de 2013

    caro amigo nao falo de vc sei que vc fala coisa certa, masi tem alguns que ficao furioso com time quando ganha duas,sei que vc e um otimo comentarista,mais eu to certo das coisas pois vo todos os jogos do time agradeo pela resposta

Envie seu Comentário