Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

O caso de Oruro: precisamos de um basta!

22 de fevereiro de 2013 37

Não dá mais. O futebol não pode estar acima da convivência social. Muito menos acima da vida das pessoas. Não pode determinar algo tão sério, é só um jogo.

Precisamos de um basta!

Não importa aqui qual o seu clube, qual o meu clube, não importa nada que esteja apenas no âmbito esportivo. Pelo bem do futebol, pelo bem do esporte, precisamos, todos nós, cobrar um basta.

O caso do torcedor boliviano morto (morto, não, assassinado) por membros de uma organizada do Corinthians em Oruro não pode ficar impune. Como a tragédia em Santa Maria, que abalou a todos nós, precisa ser ponto de partida para mudanças efetivas, e assim ao menos não ter sido em vão.

A Conmebol, surpreendentemente, agiu. E com rapidez. Proibiu torcedores nos jogos do Corinthians na Libertadores. Ainda é uma decisão provisória, mas a meu ver foi justa.

Era descabido querer a eliminação do Timão da Libertadores. O correto é punir, na essência, o torcedor. E aí não importa que sejam todos, que os bons paguem por uma minoria. Infelizmente, precisa ser assim para surtir algum efeito. O torcedor vai pensar duas vezes antes de fazer, a organizada também, antes de acobertar criminosos nos seus quadros.

O clube também acaba punido. O Corinthians vai jogar sem a sua torcida, e isso pesa muito. Terá um prejuízo monstruoso (estimado em cerca de R$ 15 milhões), pois já tinha vendido praticamente todos os ingressos dos três jogos como mandante na primeira fase. É justo? Há quem entenda que o clube não pode pagar pelo ato de seus torcedores. Talvez, mas e se o clube dá respaldo a estes torcedores? Se faz vista grossa para atos como esse? Se patrocina organizadas com criminosos travestidos de torcedores em seus quadros? É tão injusto assim? Será que os clubes não precisam de um exemplo desses para repensar este tipo de relação promíscua?

Torço para que a Conmebol recupere um pouco da sua credibilidade (depois de deixar por isso mesmo tantos e tantos casos de violência em competições organizadas por ela) e se mantenha firme na decisão de mudar de postura e ser intolerante com atos de violência. Que não recue da decisão de punir exemplarmente, no âmbito esportivo, ao menos, a morte do garoto boliviano no estádio do San José. Mas que não fique por aí: o próprio San José precisa ser punido por ter permitido que torcedores entrassem armados no estádio. A segurança em estádios sul-americanos é ridícula, beira o amadorismo. Casos de torcidas atirando de tudo para dentro do campo, manifestações racistas abomináveis, a lista é enorme.

O Corinthians pode até ser exemplo, só que não pode virar bode expiatório e ser o único a pagar a conta que é de muita gente.

Torço para que o Corinthians acate, repense a relação com as organizadas, mas não só ele. Que todos os clubes brasileiros revejam esta postura. Porque, sim, em 99% dos casos acontece exatamente a mesmíssima coisa. Foi o Corinthians, poderia ter sido qualquer outro. Importante é que vire exemplo de que precisamos mudar. O futebol brasileiro mudou, enriqueceu. Hoje somos referência em muitas coisas. Uma Copa do Mundo aqui está batendo à porta, estamos na vitrine para o mundo todo ver. Não dá mais pra tolerar tanta imbecilidade, tanto descaso, tanta falta de comprometimento com a justiça. Não dá mais.

No fim, mas no caso o mais importante: os culpados pela morte do garoto Kevin precisam ser punidos. Basta de tratar crimes em estádios de futebol como algo menor. São crimes, cometidos por criminosos. Tudo igual nas ruas, igual lemos nas páginas policiais.

Clubes, imprensa, sociedade em geral: chega de compactuar com criminosos e delinquentes inconsequentes manchando a imagem do futebol. Precisamos de um basta. Sem a miopia das paixões clubísticas, sem jeitinho.

Eu quero um basta! Precisamos.

Comentários (37)

  • URUBICIENS ALVINEGRO SERRANO – 2014 SÉRIE A? – DIZ diz: 22 de fevereiro de 2013

    Braga, belo texto, creio que o amigo foi politico, falando tudo isso, sem citar nomes, para lembrar torcedores de certo clube de futebol de Santa Catarina, que tambem é muito violenta, e usa bombas, pedras, que já multilaram, mataram, apedrejaram, destruiram cadeiras de estádio alheios, de seu proprio estádio, e tantas outras barbárie que cometeram, e nunca foram punidos. Concordo com o amigo, TEMOS QUE DAR UM BASTA, eu tambem quero um BASTA, todos os torcedores do bem, da PAZ, que vão aos estádio, ginásios, boates, bares, etc, merecemos, portanto, como diz o amigo, sem a miopia das paixões clubísticas, sem o famoso geitinho brasileiro. abraços e fui.

  • Rafael diz: 22 de fevereiro de 2013

    Olha,
    Não consigo ver sentido algum neste ponto de vista.
    O Corinthians não era mandante do jogo, e não tinha responsabilidade sobre a segurança do jogo, que era do San José e das autoridades policiais locais.
    Daqui a pouco marginais se infiltram em torcidas de times rivais para cometer este tipo de crime visando sabotar o clube rival. E aí? Pune-se novamente os clubes e não o criminoso, caso não seja possível identificá-lo? E se do lado de fora do estádio criminosos jogassem bombas, sinalizadores para dentro do estádio e do campo? Os clubes devem ser punidos também? Que senso de justiça é esta? E que prova se tem que torcedores são financiados pelos clubes? Parece que se quer justiça a base de injustiça. Policiamento é inclusive pago pelos clubes mandantes para fazerem competentemente a parte que lhes cabe. Que o criminoso seja identificado e punido no rigor da lei proporcional ao delito cometido. O que que o clube fez colaborando com a ação do criminoso para ser punido? Não faz sentido algum este ponto de vista colocado por você e também por muitos entendidos de futebol, mas que parecem extremamente leigos na área de direito.

    Do blogueiro: Só posso lamentar pontos de vista como o seu, Rafael. Por pessoas como você chegamos ao fundo do poço.

  • Gerson Luiz diz: 22 de fevereiro de 2013

    Isso só vai ter um basta no dia que o torcedor entender que ele não ganha NADA com o futebol. Todos os outros envolvidos faturam com o futebol: os clubes, os jogadores, os treinadores, as federações, os patrocinadores, os empresários, a mídia e as fábricas de material esportivo. O único que não ganha nada é o BOBO do torcedor, que ainda paga para ver os jogos e comprar as camisas dos times. Ninguém ganha aumento de salário se o seu time for campeão. Nem entra nenhum dinheiro na conta do banco. Nem a mulher mais bonita fica com ele por causa disso. A única coisa que torcedor ganha é um orgulho fugaz que não serve para nada!
    Por isso não dá pra entender tantas rivalidades e discussões por causa do futebol, muitas delas motivadas até por parte da imprensa (não é o seu caso, Braga), criando bairrismos e revanchismos idiotas e chegando a casos extremos de brigas e mortes entre torcedores de equipes rivais, repito, por NADA.

  • Willy diz: 22 de fevereiro de 2013

    Concordo em parte com seu comentário Braga.
    Foi cometido um crime, houve um assassinato e com certeza alguém terá que pagar por isso. Um bando de criminosos foi a Bolívia e matou uma pessoa, que arquem com as consequencias e que seu time seja banido de competições internacionais por 5 anos.
    A meu ver este time para qual pertence este assassino deveria ser sumariamente eliminado da competição e pelos próximos 5 anos impedido de participar da mesma.
    Se fosse na Europa seria assim, mas não podemos esquecer que estamos num continente predominado por países do terceiro mundo e tudo pode acontecer, desde um perdão ao clube infrator até a absolvição do assassino, pois vão dizer que foi uma fatalidade. Fatalidade nada foi assassinato e o timão vai ter que arcar com as consequencias, doa a quem doer.
    Sinceramente não acredito que punição, essa catrefada da Conmebol é igual a CBF é tudo farinha do mesmo saco ou até pior. Uma coisa é certa eu não vou mais comprar nenhum produto que esteja associado ao clube infrator e ao bando de assassinos.
    Todos que investirem no marketing do Corinthians terão meu repúdio e desprezo, pois não posso concordar que empresas financiem clubes que acobertem assassinos em seus quadros.
    Que se faça justiça e que a morte desse rapaz não seja em vão. Justiça seja feita e com rigor.

  • JV diz: 22 de fevereiro de 2013

    A credibilidade no futebol, vai acontecer com os novos estadios de futebol, grandes palco de futebol, esses estadios com alambrado sempre sera um motivo a mais para ter as brigas. Ou alguem viu alguem fazer xixi nas cadeiras de cinema.
    Clubes de futebol tambem sao responsavel, financiam essas porcaria a ir a jogos, ou alguem acha que uma pessoa normal iria a Bolivia, 4 mil metros de altitude para assistir um jogo de futebol, numa porcaria de estadio.
    Vamos ter novas arenas, um cartao postal, muita qualidade e nao podemos acreditar que alguem vai ter coragem de fazer vandalismo nesses locais…isso so vai acontecer em estadio com alambrados, descorberto, chiqueiros…para isso, muita policia.
    Joinville ja deu o primeiro passo, sua arena sera um palco majestoso, e pessoas, familias inteiras poderao ir aos jogos.

  • Elcio diz: 22 de fevereiro de 2013

    Muito infeliz a colocação do Sr. Rafael, concordo com o Braga.
    Se tivesse sido assassinado um filho ou um irmão dele, pensaria diferente.
    Provavelmente deve ser advogado, visa unica e exclusivamente faturar com a desgraça alheia.
    Concordo com o Villy, o Corintians deveria ser banido de competições internacionais durante 5 anos e que o assassino apodreça em cadeia boliviana.

  • Rafael diz: 22 de fevereiro de 2013

    Elcio
    Infeliz é seu cometário e ponto de vista.
    Se um irmão seu ou seu pai matar alguém, você deve ser punido junto com ele, por sua relação próxima a ele, mesmo sem ter colaborado em nada com o crime?
    Já pensou por este lado? Não sou advogado. Apenas uso a lógica. Não existe lógica de uma maioria pagar por erro de um indivíduo. E defendo sim todo o rigor da justiça ao sujeito de fez o disparo do sinalizador.

    Do blogueiro: Rafael, você acha, de verdade, que o Corinthians (ou qualquer outro clube brasileiro) não colabora com as organizadas (patrocina, dá ingressos e uma série de regalias), de modo que têm participação, sim, nessa situação extrema? Claro que ninguém queria, isso é óbvio. Mas que há ligação, há.

  • NRR diz: 22 de fevereiro de 2013

    Concordo com vc Braga, infelizmente a maioria paga por meia dúzia de malucos doentios, sim, porque torcedores com essas atitudes devem ter problemas mentais. Infelizmente o clube financia essa tropa, e tem sim que ser punido também. Na verdade o futebol está no descrétido faz tempo, os estádios estão cada vez mais vazios, será que num breve futuro poderemos voltar aos estádios com segurança e satisfação, podendo levar nossas familiares ?

  • Walfrido diz: 22 de fevereiro de 2013

    Sinalizadores ou outros tipos de fogos de artifícios sempre foram perigosos em qualquer época e circunstancia.
    Não consigo entender como “estas armas” conseguem entrar num estádio de futebol ou qualquer outro lugar.
    Quem foi portador do sinalizador sabia do risco que isto poderia causar, assim como um motorista bêbado usa um veiculo para transitar nas ruas.
    Tivemos a triste noticia vinda de Santa Maria devido ao uso de um “inocente” sinalizador. E não se aprendeu a lição ainda…
    Gente, sinalizador é usado em ocasiões especiais quando se necessita de ajuda, de localizar pessoas, barcos…em navios…etc…
    A moda agora é usar sinalizador para qualquer motivo em show, em danceterias, ou no futebol
    A irresponsabilidade maior é daquele que manuseia um sinalizador, como também as pessoas que incentivam, sendo coniventes.
    Não se pode deixar passar este fato em branco e se deve punir aqueles que fazem mau uso.
    Só assim se aprende,

  • Mara diz: 22 de fevereiro de 2013

    Por esta lógica o Metropolitano também deve ser punido pelos torcedores que apedrejaram ônibus da torcida de Ibirama? É assim que se faz justiça? Tem tanto anticorintiano aqui travestido de imparcialidade que faz o blog feder. Será que a Comenbol vai ter mesmo rigor com os absurdos que ocorrem nos estádios de verdadeira várzea em que ocorrem jogos da libertadores? Uma coisa também precisa ser levada em conta. Não houve briga de torcidas, não existe qualquer rivalidade entre torcedores corintianos e do San José. O que ocorreu foi uma falha na fiscalização, até a polícia se confundiu ao responder se era válido ou não uso de sinalizadores, e um imbecil que não soube manipular o artefato e por pouco não atingiu seus próprios colegas de torcida. Mas uma vida se foi e o imbecil vai ter que responder por sua falta. Mas foi precipitada a punição. Não existe inquérito policial concluído. Não tem autoria confirmada. Não teve direito de defesa ao clube. E caso o clube seja inocentado na sua defesa, como reparar a perda que o clube terá com a perda da bilheteria dos jogos? E os torcedores que pagam o sócio torcedor e já comparam ingressos? Existe procedimentos jurídicos que as pessoas não levam em conta. Preferem fazer julgamentos precipitados. Uma coisa é a instituição Corinthians, outra instituição é a torcida organizada. Esta sim , se comprovada colaboração com a ação do imbecil, deve ser responsabilizada.

  • Magda Claudio Cipriani diz: 22 de fevereiro de 2013

    Obrigada Mara,por ter lembrado do apedrejamento que ocorreu no Domingo após o jogo do Atlético e Metro,onde, mesmo com Escolta Policial,nosso ônibus foi covardemente apedrejado,por alguns elementos que se dizem torcedores,para mim são um bando de arruaceiros,Vândalos, bandidos,assassinos,sim porque se esconder no mato perto do Estadio esperar o Ônibus das torcida de outro time,quebrando janela,e portas a pedradas com o Ônibus em movimento com pessoas dentro, famílias,é para machucar ou matar mesmo.Entre os machucados duas meninas uma portadora da Sindrome de Down,que eu acredito em milagre,Deus colocou sua mão em cima da cabecinha dela e desviou a pedra que Bateu na outra poltrona,e voltou para ela,bateu no braço,e teve alguns cortes mais nada grave,senão seria morte na certa.A outra menina a pedra bateu no braço direito,e cortou o outro braço na altura do ombro,e outros ferimentos leves.Para mim Futebol é divertimento,lazer,Saúde,é Alegria,Amizade.Uns dos Maiores Espetáculos e divertimento do povo Brasileiro. O verdadeiro torcedor deve ir ao Estadio para acompanhar o seu time torcer,apoiar empurrar,ajudar,e temos que saber ganhar e perder,para mim isto é ser desportista. E agora quem pagara os prejuízos? A Diretoria do Metropolitano, A Policia Militar mesmo com escolta não viu nada, os Lideres das Torcidas Organizadas.E O mais triste é ficar sabendo que assim que ocorreu o atentado,toda a Mídia, as Diretorias,já sabiam do ocorrido,mas ninguém veio ao nosso socorro,ver o que aconteceu se tinha alguém machucado,trazer solidariedade,ficamos mais de duas horas parados perto do local do ocorrido,esperando a Policia Milita fazer o B.O. que não vai resultar em nada,os bandidos irão ficar impune.,é lamentável. Eu estava com minha Família dentro , nesse Ônibus foram momentos de horror e pavor o que passamos . Abraços.

  • Leandro diz: 22 de fevereiro de 2013

    Braga, devo discordar de você.

    Que justiça há nessa punição ao Corinthians, sendo que nenhum julgamento foi feito? E o amplo direiro à defesa, onde está?

    Concordo contigo que devemos ter punição, mas isso deve ser feito de forma justa! Apontando responsáveis, julgando-os e, após isso e caso condenados, punindo-os.

    Isso não está acontecendo. Apenas um clube está sendo punido, sensivelmente (R$15milhões é uma punição monstruosa), sendo que com toda certeza ele não é o único culpado, afinal, a responsabilidade pela segurança sempre é do time mandante.

    Como pode um punição durar o tempo da investigação ser justa?! E se lá no fim da investigação chegar-se à conclusão de que a responsabilidade maior não era do Corinthhians, e chegar-se à conclusão de que a pena justa é menos jogos dos o que foram cumpridos, quem vai arcar com o prejuízo financeiro?

    E porque punir de antemão apenas o Corinthians, se a segurança da partida é de responsabilidade do time mandante!

    Minha opinião é: as punições devem acontecer, a todos os culpados, e de acordo com a medida da culpa. E isso só pode ser conhecido após o julgamento, algo que não deve acontecer antes de 60 dias, que é o tempo noticiado de investigação. O que está se fazendo não é justiça, pelo contrário. Punição sem julgamento não é justiça, é ditadura!

    Do blogueiro: Pessoal, lembro aos defensores dessa tese que a punição é preventiva, enquanto o caso não é julgado. Não sou formado em Direito, meu conhecimento na área não é dos maiores, mas acredito que não há nenhum absurdo nisso, é prática até comum.

  • CARLOS diz: 22 de fevereiro de 2013

    boa noite, tem que acabar com torcida organizada no brasil todo, so entra no estadio com camisa dos dois clubes que irão realizar o jogo, aqui em blumenau ta assim tambem, torcida do metropolitano sempre em intervalo de jogo vai provocar a torcida adversaria, jogo do figueirense foi uma prova disso, visto que nossa praça de jogos nao e a mais apta para realizar competicoes a nivel estadual, ainda mais com grubes que ja tem torcida forte e sempre vem em peso ao estadio, acabem as torcidas e a punicao tem que ser alem de nao poder ter publico nos jogos tem que punir individualmente quem fez o ato

  • Seo Ilzo diz: 22 de fevereiro de 2013

    E de novo as asneiras do sr. URUBIXENSE ALVI PINK 2014 serie C. Quem tem chifre de vidro não joga pedra no vizinho. Teus pares gambás são todos civilizados. Afinal invasão de campo não e nada mesmo. FANFARRÃO . Repito o que eu disse antes nos passionais do Avai, vc quer nascer de novo para poder escolher o time certo AVAI FC

  • Leandro diz: 22 de fevereiro de 2013

    Punição preventiva comum?! Fala sério, Braga! Era comum no tempo da ditadura, hoje em dia, não! A culpa deve ser provada para haver punição. Pelo menos no Brasil nossas leis buscam garantir isso, algo que eu concordo plenamente.

    Quando imputa-se uma punição, independente de ser preventiva ou não, ao mesmo tempo se imputa a culpa. Ou seja, se tem certeza da culpa. E essa certeza só existe, via de regra, com um flagrante.

    Realmente, eu não sei tanto do regulamento, e também não acho que o clube não deva ser responsabilizado e punido pelo comportamento torcida, deve ser sim, em muitos casos. Mas eu não consigo ver justiça na forma essa punição como está sendo feita.

    O que está sendo feito é punir um clube pelo seu torcedor, e isso é o absurdo! O clube, como entidade, não foi pego em nenhum flagrante, mesmo porque a responsabilidade pela segurança não era dele, mas sim do outro clube, o mandante, independente de qual clube seja o torcedor .

    Se há previsão no regulamento para punir o clube pela sua torcida, beleza, puna-se. Mas após julgamento. Nesse caso mesmo está sendo necessário investigação. Se há necessidade de investigação, como pode-se ter certeza da culpa?

    E, para o ato que justifica a punição ao Corinthians, não fosse necessário investigação, nesse caso o julgamento poderia ser feito nos próximos dias. Não seria necessário punição preventiva.

    Ao meu ver, o San Jose tem um flagrante maior que o do Corinthians, pois era o reponsável pela segurança no estádio. Por que ele não está sendo punido preventivamente? (e eu não acho mesmo que deva ser) As duas torcidas portavam fogos de artifício, por que apenas um clube está sendo preventivamente punido? Todos os jogos da Libertadores tem fogos de artifício, por que só um clube está sendo preventivamente punido? Isso é justiça? Eu não acredito nesse tipo de justiça, onde apenas um paga pelo erro de todos.

    Do blogueiro: Vamos parar com a hipocrisia, que o tiro (sim, porque foi um tiro praticamente) partiu da torcida do Corinthians, todo mundo já sabe. De resto, concordamos, tanto é que o post vai na mesma linha, o Corinthians não é o único culpado.

  • Leandro diz: 22 de fevereiro de 2013

    Sobre o trecho:
    “Por que ele não está sendo punido preventivamente? (e eu não acho mesmo que deva ser)”

    Quis dizer que não acho que deva ser preventivamente punido. Um eventual punição deve vir, também, após julgamento.

  • Leandro diz: 22 de fevereiro de 2013

    “Do blogueiro: Vamos parar com a hipocrisia, que o tiro (sim, porque foi um tiro praticamente) partiu da torcida do Corinthians, todo mundo já sabe. De resto, concordamos, tanto é que o post vai na mesma linha, o Corinthians não é o único culpado.”

    A hipocrisia é sua, meu caro. Minha crítica não é contra uma punição. Minha crítica é contra uma punição preventiva e toda situação injusta que está sendo criada contra apenas um clube, que não é o único culpado e, na minha opinião, não é o maior culpado.

    E é hipocrisia dizer que o lançamento do sinalizador foi um tiro, pois quando você faz isso está afirmando que houve dolo, o que não está provado. Se muitos torcedores levam fogos de artifício (inclusive este jogo, e em ambas as torcidas) todos tem a intenção de atirar uns contra os outros? É preciso saber a circunstância para saber se houve ou não dolo.

    Em todo caso, eu acho que no mínimo houve a culpa, e, por haver essa culpa, o responsável deve ser condenado e punido. Mas não se pode afirmar que houve dolo, mesmo porque é comum, embora claramente errado, as torcidas levarem fogos de artifício para os jogos, e nem por isso elas atiram umas contra as outras em todos os jogos e dentro do estádio.

    Do blogueiro: Levar sinalizador a um estádio é sumariamente proibido pela Fifa, procura lá. Portanto, quem leva assume, sim, o risco. Portanto…

  • SILVIO diz: 23 de fevereiro de 2013

    Olá Braga concordo com seus comentários.

    É triste ver idiotas defendendo a impunidade neste blog, é por causa disso que se não houverem mudanças em dez anos não teremos mais torcida nos estádios.
    Torcidas organizadas como a do Corinthians, Palmeiras, Atlético Mineiro, Cruzeiro são extremamente violentas e ha muito tempo não sabem o que é torcer por um time. São capazes de cometer crimes pela paixão do seu time, estão doentes.
    Hoje não vou mais a estádios por causa do clima hostil que já existe entre as torcidas, imagina você que aqui em Blumenau temos marginais torcedores do Metro apedrejando onibus de Ibirama com escolta policial. Isso é um absurdo, cadê a segurançã o respeito?
    Se não houver uma punição exemplar para os assassinos daquele rapaz da Bolívia e o clube que os patrocina então poderemos perder a esperança de vez.
    Muito triste isso tudo, tomara que os 12 marginais corinthianos apodreçam na Bolivia e o clube seja expulso da competição. Somente assim para começar a mudar isso.

  • Nilton diz: 23 de fevereiro de 2013

    incrivel, pessoa sensivel e humana decretou o valor da morte do adolecente, R$ 15 milhões, é isso ai Sr. Leandro, esse é o valor da vida decretada por vc.

  • Mazinho Alvinegro diz: 23 de fevereiro de 2013

    ILZO, seu bestão!
    Se ficasse magoado por dentro com o Urubiciense, é porque você tem ligação com a organizada do time lá dos quintos do mangue.
    Fique bem quietinho aí porque vocês tem muitas dívidas pendentes perante a sociedade.

  • Eduardo diz: 23 de fevereiro de 2013

    Quanto comentário besta nesse post.

    1) Quem frequenta estádio sabe que é verdade sim que clubes de futebol financiam suas torcidas organizadas. Tanto clubes grandes como clubes pequenos. Portanto, sim, o Corinthians merece sim a punição pois com certeza pagou viagem, ingressos e hospedagem para alguns membros de suas organizadas. Todos clubes fazem isso, não só o Corinthians.

    2) O Corinthians não é o único que deve ser punido, o time boliviano também pois não ofereceu todas as condições de segurança para quem foi ao estádio naquele dia.

    3) Comparar o ocorrido do jogo co Corinthians com o do jogo do Metropolitano é extremamente absurdo. O ocorrido no jogo do Corinthians aconteceu dentro do estádio, foi filmado e está provado que foi uma T.O do Corinthians e o do jogo do Metropolitano foi fora do estádio, aproximadamente 1 km de distância do Sesi e ninguém viu quem foi que atirou as pedras, presume-se que foi alguém da organizada do Metropolitano, o que provavelmente foi, mas foi longe do estádio e o clube não teria como evitar.
    4) Ainda para quem compara os dois casos, cabe lembrar que em 2009 no Campeonato Catarinense em um jogo Metropolitano X Avaí, um torcedor do Metropolitano acendeu um sinalizador que caiu perto da bandeirinha de escanteio, não chegou nem perto de atingir alguém e mesmo o assim o Metropolitano foi punido com perda de mando de campo e multa em R$ por ser co-responsável ao fato ocorrido. Esse caso sim pode ser comparado ao caso do jogo do Corinthians, guardadas as devidas proporções, mas foi um caso parecido e houve punição ao clube.

  • valdeci diz: 23 de fevereiro de 2013

    O time não tem culpa, quem tem culpa é os organizadores dos clubes, porque não fazem um tipo carteirinha para torcedores, e na portaria detector de metal, acaba com a torcida organizada, q de torcida organizada não tem nada, tem torcida desequilibradas, quando eu era do conselho do BEC , eu não aceitava este tipo de torcedor, já questionava muito. O esporte é laser diversão, saúde.

  • JEC diz: 23 de fevereiro de 2013

    como tem gambazada fedida aqui defendendo os “direitos dos manos”desta torcidinha nojenta do time da midia…..

  • Rogério Jlle diz: 23 de fevereiro de 2013

    Por estas e outras razões que primeiro mundo é primeiro mundo. Querem gente mais violenta que os “hooligans”? Não tem! Acabaram com eles? Claro que não! Os estádios têem alambrados e outras proteções mais? Nem sequer alambrados mais têem. E ninguém é trouxa de entrar sequer…
    Que foi feito para parar esses “hooligans”? Vão ver! Fato histórico! Basta repetir, nem precisa inventar nada. Ah, mas ai é que está a questão! Qual é a questão, então?
    NO PRIMEIRO MUNDO, TBM TEM GENTE RUIM, MAS NAO TEM… IMPUNIDADE!
    Antes que esqueça… os times ingleses ficaram uma “porrada” de anos castigados e sem participar em competições europeias, “arrumaram” a casa e voltaram… TODOS!

  • Fábio diz: 24 de fevereiro de 2013

    Quanta hipocresia… somos o reflexo de nossa Lei, de nossos políticos e de nossa educação… querem fazer justiça? Então cobrem justiça! A imprensa só dá repercursão no que é de seu interesse e não do interesse do povo… não torço para time nenhum, porém se aproveitam da imagem de um clube como o Corinthians para vender mídia. Kd a Globo, a RBS falando do baixo assinado contra o Renan Calheiros? Isso ninguém divulga, né? Aonde esta o rabo preso hein? Olhem para o próprio umbigo antes de criarem julgamentos… veja a Globo, faz uma novela aonde as pessoas tem orgulho de morar na favela, como se fosse algo normal para um ser humano, como se fosse um dos melhores lugares do mundo para se viver… toca uma música chamada de Funk como se fosse algo cultural, como se fosse um exemplo para os jovens de hoje em dia… faturam milhões com um tal de BBB que hoje é o sustento da Globo praticamente… coloquem a mão na consciência gente e parem de perderem tempo discutindo entre vocês dentro de um blog… todos devemos criar vergonha e passar a cobrar mais de nossos políticos o que eles prometem e nunca cumprem… “EU TENHO DITO…” (Chico Lang).

    Do blogueiro: Cada coisa tem sua importância, meu caro, devemos é cobrar a todas. E a questão do Renan está sim sendo cobrada, não sei que TV andas vendo, na minha está, como deve ser. De resto, tu mistura tanta coisa desimportante com a morte de um jovem que só posso lamentar que vejas ligação entre elas. Ah, e culpar a mídia com esse discurso vazio é muito típico de quem não tem argumento que se sustente. Muito típico.

  • Fábio diz: 24 de fevereiro de 2013

    É por isso que o Brasil está na situação a qual se encontra, pois “profissionais” como vc acham assuntos que mudariam o País desimportantes, porém eu compreendo que por outro lado existem “amordaças” impostas pelo Rede Globo e suas afiliadas, pois essa sim deve ser muito beneficiada pela quadrilha que lá em Brasília existe. No Brasil só de dá bem que é corrupto e malandro, quem batalha e trabalha corretamente não tem vez. BRASIL, UM PÁIS DE POUCOS E TOLOS

    Do blogueiro: Meu caro, exigir punição nesse caso, e em Santa Maria, é tão importante quanto a população exigir a saída do nefasto Renan Calheiros. Até aí, OK. Precisamos fazer isso, esse país precisa mudar e não admitir mais a impunidade e o jeitinho. Mas aí tu fala de funk, BBB, sei lá mais o quê. E aí não dá, né. Coisas que goste ou não (eu não gosto), é direito das pessoas gostar. Quem não gosta, como eu, simplesmente despreza. Simples assim.

  • almanaque do roberto diz: 24 de fevereiro de 2013

    Somos Todos Culpados – Da mesma maneira que o cara que tomas umas cachaças a mais e sai dirigindo não pretende matar ninguém, quem leva morteiro, sinalizador, ou qualquer artefato com poder letal a um estádio, a princípio também não quer matar ninguém. Hoje, felizmente, já existe consenso em torno da tese que dirigir chapado é crime grave, não porque seja feio beber e dirigir, mas porque é uma prática estúpida que envolve um altíssimo risco de matar gente. Logo, dirigir sob o efeito de álcool é crime e ponto final.

    Agora me expliquem se existe alguma diferença entre um sinalizador, um morteiro, um rojão e uma arma de fogo. É tudo a mesma coisa, artefatos que combinam fogo, pólvora, uma espoleta e um idiota para dispara-lo. E se todo o Brasil aprendeu da forma mais dolorosa que disparar um sinalizador dentro de uma boate é um crime, por quê tantas dúvidas sobre cometer a mesma idiotice dentro de um estádio não seja um crime também?
    FONTE : http://globoesporte.globo.com/platb/torcedor-flamengo/

  • P.A diz: 24 de fevereiro de 2013

    O clube paulistano tem culpa concorrente sim, é sua responsabilidade velar pelo comportamento de seus torcedores em qualquer estádio desse planeta.

    Que lógica teria o simples fato de, por não ser mandante do jogo, isentar a responsabilidade daqueles que então poderiam barbarizar sem nenhuma punição, por favor, isso não é apenas lei ou regulamento, é um lógica indissociável da justiça.

    Não podemos esquecer que o clube patrocina viagens de muitos “torcedores” (fato), e todos aqueles que lá estavam são cumplices daqueles marginais, autor e co-autores, que adentraram o estádio com armas de alto poder de destruição, com poder fatal.

    Quando se lança tal objeto (arma de fogo) contra uma multidão, se faz intencionalmente (vontade), assumindo um risco altíssimo de provocar um ferimento e até morte de pessoas como aconteceu (assassinato).

    Claro que cada um responderá com sua parcela de culpa, clube e torcedores, e na minha opinião ambos são culpados, o clube por negligencia e os torcedores por dolo, intenção de provocar o resultado morte.

    As medidas preventivas foram muito foram muito bem adotadas.

  • Leandro diz: 24 de fevereiro de 2013

    Caro Ilson,

    em nenhum momento defendi que não deva haver punição, ou sequer estou colocando preço na vida de ninguém. O que eu não defendo e nunca vou defender é injustiça.

    Uma pessoa ser morta por responsabilidade de outra pessoa, para isso deve haver punição! Isso é justiça! E acho que ninguém discorda disso. Não haver punição aos culpados é injustiça e em nenhum momento vou defender isso. Por favor, releia meus comentários e verá que não estou defendendo impunidade.

    No entanto, punir sem julgamento, sem o direito de defesa, também é injustiça. Punir apenas um dos envolvidos, deixando os outros impunes, também é injustiça.

    Particularmente eu acho que, no âmbito esportivo, não é necessário nenhuma investigação. Corinthians e San Jose já poderiam ser julgados essa semana e, com isso, a pena correta para a culpa provada poderia ser aplicada, sem a necessidade de uma ridícula punição preventiva, um artifício que considero repugnante, em qualquer situação. Da mesma forma todos os outros clubes já poderiam ser julgados, pois em todos os jogos da Libertadores há fogos de artifício. É claro que para Corinthians e San Jose espera-se uma punição maior, pois uma pessoa morreu.

    Braga, não é apenas em competições da Fifa que fogos são proibidos, a Conmebol também proibe, pelo que eu li nos noticiários. Mas, como é comum as torcidas SEMPRE levarem, considero leviandade dizer que há dolo, intenção de ferir alguém. A responsabilidade, essa é claro que há, e isso implica punição criminal, minimamente por culpa, ao portador do fogo.

  • JV diz: 24 de fevereiro de 2013

    Comenta-se que esse sinalizadores tem uma velocidade de 300 km/h, e foi jogada em direcao a torcida…o guri teve o cranio furado e morreu em minutos.
    Portanto quem levou e’ bandido, sabia do perigo.
    Agora…estao falando que um menor vai se entregar ja em Spaulo, todos sabem o que vai acontecer.
    Os clubes financiam sim esses torcedores, isso acontece direto, Ate no jogo
    Juventus x Joinville…o Jec para ajudar o Juventus comprou 1.500 ingressos, e dou e vendeu por 15,00 / – E houve reclamacoes que sairam da cidade guspindo, gritanto contra outros veiculos que passavam…imaginam la contra a outra torcida.
    QUEM E’ O CULPADO?

  • Sei Ilzo diz: 24 de fevereiro de 2013

    Mais essa agora o asninho alvipink veio aqui defender o seu bofe URUBICHENSE. Esses se merecem mesmo.

  • Rogério Jlle diz: 24 de fevereiro de 2013

    Há uns atrás (sete anos) teve um adolescente que morreu ao ser apedrejado por membros da torcida organizada da Mancha do time da capital e do mangue… pergunto:

    1) – Cadê os elementos que participaram desse ato?

    2) – Que sanções foram impostas a torcida em questão?

    3) – Que sanções foram impostas ao clube… quantos pontos foram retirados do campeonato, quantos jogos sem torcida, ou algo que o valha?

    4) – FCF, policia, Avai, governo estadual, qualquer outro orgão que nota emitiram acerca disso? A policia ficou de dar um veredito, mas até agora? Nada…!!!

    Nada… uma dica de nada…!!! Autorizaram a baderna? Vai acontecer de novo…!!! Acham que vai ficar por isso mesmo? A IMPUNIDADE vai fazer mais gente chorar, acordem “senhores que mandam”…!!!

  • AZ diz: 24 de fevereiro de 2013

    Corinthianos!
    Nao se preocupem seu padrinho LULA nao vai deixar que nada aconteça. Vale lembrar que Evo Morales (ditador da Bolívia) é contribuinte do PT.
    Vocês acham que alguém que utilizou dinheiro do povo brasileiro para dar um estádio de 700 milhões nao vai tirar um assassinato do caminho?
    Quando a Boliva roubou as instalações da Petrobras em seu pais, nosso então mandatário molusco nada fez, inclusive defendeu a soberania do pais vizinho.
    Mal foram presos e o Planalto já enviou negociadores.
    Claro que 12 Corinthianos aos olhos moluscolares do senhor de nove dedos nas mãos valem muito mais do que o patrimônio nacional.

  • Flávio diz: 24 de fevereiro de 2013

    Acho os mais culpados a Comebol e o San José do que o Corinthians, e caso se comprove que o Corinthians tenha financiado qualquer viajem dos torcedores para la, ai sim teria uma parte de culpa. Até a imprensa Boliviana ta cobrando a culpa da Policia.

  • Alessandro diz: 24 de fevereiro de 2013

    Agora “arranjaram” um rapaz de 17 anos para assumir a culpa do assassinato. Me desculpe, mas será que serão otários de acreditar nessa história. Para um menor, fazer uma viajem para Bolívia, junto com uma torcida, não é assim fácil…

  • Filipe diz: 25 de fevereiro de 2013

    Me lembra Criciuma X Avai, no caso seu IVO que teve a mão decepada por alguns marginais da torcida marginal mancha azul! Essa torcida assim como outras deveriam estar extintas. Braga, pode nao ser de seu conhecimento, mas ano passado no estadual houve um episódio muito parecido que acabou ganhando a mídia sem muitos detalhes. Eis que na rua Desembargador Pedro Silva, ao lado do Heriberto Hulse, o ônibus da Mancha Azul sai e um imbecil lança um foguete contra alguns torcedores do tigre na rua, sendo que quase estorou no rosto de uma menina. Esse caso do corinthians deve servir sim como exemplo, assim os clubes extinguem essas organizadas que só cantam gritos de guerra e ódio! Já fui varias vezes ver o tigre na ressacada e sempre fui bem recebido pela torcida do avai. Porém nos ultimos anos ficou inviável fazer isso. Falta punição aos responsáveis. Garanto que os marginais que feriram seu Ivo estao soltos. Pior é ter que ouvir uma parte anencéfala da torcida do avai, que deve ser 1%, cantar gritos de “olha a bomba”. Se fossem bem punidos isso nao teria mais. Gozação no futebol sempre, mas ´so isso. Esse ano teve Criciuma x Jec e estavam várias famílias dos dois times lado a lado. Para mim , nao é porque é meu time, mas exemplo de torcida é OS TIGRES, onde nao existe uma “organizada” e sim pessoal estudante que vai apenas com a camisa do prorpio clube cantando musicas que idolatram o clube e jamais músicas de guerra. Gostaria de ir na Arena, Escarpeli, Ressacada, Condá etc e entrar no meu setor reservado, mas na rua sair na boa com a camisa do meu clube e só isso. Bem como alguem acima falou, Bobo mesmo é so o torcedor!

  • roberto carlos moreira diz: 26 de fevereiro de 2013

    Se for prá libertar os assassinos do menino boliviano,libertem também os assassinos do jornalista TIM LOPES;soltem os assassinos da paranaense Eliza Samúdio;etc…

Envie seu Comentário