Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts na categoria "Copa Sul-Americana"

Troféu Cavalo Paraguaio 2012 vai para...

19 de dezembro de 2012 28

Eis uma marca registrada desse blog, o nosso querido e simpático (mas que ninguém quer ostentar) Troféu Cavalo Paraguaio!

Neste ano, porém, farei diferente. Vou deixar para você, leitor, a árdua tarefa de escolher o merecedor desta honraria no ano que se encerra. Pode ser um clube, um personagem do esporte, tanto faz. Quem se destacou (negativamente, óbvio) em 2012?

Não darei alternativas para não limitar a criatividade de vocês. O mais votado vence e leva pra casa o cavalinho pangaré rompante.

Participem!

Qual Figueirense vai a campo hoje?

23 de agosto de 2012 17

Nesta quinta-feira o Figueirense entra em campo pela Copa Sul-Americana.

Tenta virar o disco e ser outro em relação ao time do Brasileirão. No primeiro jogo do mata-mata com o Atlético-GO, no Serra Dourada, até conseguiu. C0m o empate em 1 a 1, nova igualdade sem gols esta noite, no Scarpelli, vale a vaga nas oitavas de final.

Até aí, tudo bem. A questão é: conseguirá deixar fora das quatro linhas tudo que o cerca?

A péssima fase no Brasileirão, praticamente rebaixado antes mesmo do fim do turno?

Os bastidores políticos fervilhando, com uma trégua costurada às pressas entre direção e parceiros?

O efeito Loco Abreu (que fez o gol em Goiânia, aliás), mas que até aqui ficou mais marcado por declarações como a de terça-feira (que sabe nadar na merda) e gestos (como o beijo no escudo do Botafogo) do que em campo, aliás onde pouco esteve?

A desconfiança do torcedor de tudo e todos, o que inclui técnico, jogadores e direção?

Enfim, o desafio do Figueirense é gigantesco. Se conseguir separar as coisas, pode conseguir avançar em uma importante competição internacional, o que, no fim das contas, pode render um ânimo para o time tentar a reação no Brasileirão. Não quero nem estou comparando, mas o Fluminense de 2009 (aquele), começou a arrancada e em paralelo avançou até a final da Sul-Americana onde, já livre da degola no Brasileiro, perdeu a final para a LDU.

Coincidências da bola.

Aliás, sobre a Copa Sul-Americana, vocês viram que a versão 2013 terá várias mudanças no critério de escolha dos oito clubes brasileiros? Por causa da Copa do Brasil maior, pode sobrar vaga na competição até para os clubes que subirem da Série B. Ou seja, o Criciúma tem chances reais e Joinville e até o Avaí também podem ser premiados. E o próprio Figueira, claro, pode levar uma vaga novamente.

Mais uma motivação para os times do Estado.

Loco desencanta e Figueira renova espírito

02 de agosto de 2012 9

Duas semanas atrás, o Figueirense foi ao Serra Dourada, jogou mal e perdeu para o Atlético-GO.

Era o Brasileirão, no qual o alvinegra faz campanha pífia e é o lanterna.

Nesta quarta-feira, o Figueira voltou ao palco em questão. Não fez nenhuma atuação de gala, nem sequer voltou a vencer. Mas a situação já foi bem diferente…

Pela estreia na Copa Sul-Americana, prêmio pela boa campanha no Brasileirão do ano passado, o Figueira ficou no 1 a 1 com o Atlético-GO. Mostrou alguma evolução e teve o gol do empate marcado por Loco Abreu, o primeiro dele no clube. Gol facinho, mas típico de centroavante oportunista.

Dupla comemoração. Além do bom resultado (o gol marcado fora faz diferença e agora um empate sem gols em casa basta), a maior aposta para a reação começa a mostrar serviço.

É uma competição nova, quem sabe o espírito renovado sirva para uma reação no Brasileirão.


Clubes têm o calendário que merecem

07 de outubro de 2011 1

Sobre o calendário do futebol brasileiro em 2012, divulgado nesta sexta-feira pela CBF, só tenho uma coisa a dizer sobre esta aberração:

Bem-feito para os clubes brasileiros, que aceitam tudo que vem da CBF sem questionar. Merecem o que têm, inclusive perder jogadores para a Seleção toda hora (ano que vem será ainda pior).

Sobre alternativas para o que está aí, muito já se falou, nem vou me repetir aqui. A CBF não está nem aí, e os clubes pelo jeito também não, porque nunhca vi ninguém questionar. Depois, quando a porcaria está feita, aparece um ou outro pra esbravejar. Na verdade, pra fazer jogo de cena.

Quer tentar entender a obra-prima da CBF? Então clica aqui e boa sorte.

Siga o blogueiro no Twitter:

Santa Catarina merece mais respeito

11 de dezembro de 2010 7

Sem entrar em muitos méritos, só uma impressão mesmo. Santa Catarina vive um momento especial com seus clubes conseguindo, enfim, reconhecimento nacional. É hora de valorizar o que é daqui.

Mas aí a prova de que a nossa Federação é muito fraca é o fato de termos apenas duas vagas na Copa do Brasil em 2011. Por que não mais uma, pelo menos? Não me venham dizer que os critérios são os rankings da CBF, pois pra começar eles são uma piada (de mau gosto). Entrar na Copa do Brasil hoje é simples, basta um lobbyzinho político na CBF. Quem pode mais, chora menos. E faz tempo que SC está só chorando…

Primeiro, temos dois times na Série A, e pra mim time da Série A entraria obrigatoriamente na Copa do Brasil. A partir daí, poderia haver a distribuição por federações das vagas, mas ainda assim baseado na proporcionalidade de times na elite.

E outra, se são poucas as vagas, que abram mais. A Copa do Brasil é o único torneio no país que permite isso. Na Inglaterra a FA Cup começa com centenas de times, representantes até da oitava divisão (sim, eles têm isso, e nós, bem maiores, a duras penas temos quatro). A diferença é que os clubes principais entram só nas fases mais agudas. Não tem segredo, basta boa vontade da CBF.

Exigiria, claro, a tão esperada mudança no calendário. Como eu sempre defendi, a Copa do Brasil deveria ocorrer em paralelo com o Brasileirão, para evitar aquela vergonha de times que vão à Libertadores não disputarem, o que tira credibilidade do torneio. Poderia durar seis meses, de junho (após o fim da Libertadores) a dezembro, com os times grandes entrando só lá por agosto, setembro. A Sul-Americana iria para o primeiro semestre, junto com Estaduais e Libertadores (aí sim, quem joga a Libertadores não disputa a Sul-Americana).

Seria um calendário com muito mais representatividade dos clubes e mais interessante, evitando que clubes menores fiquem tanto tempo sem jogar, ou quando jogam são torneios deficitários. Dá pra fazer, é só a Dona CBF querer. Mas é preciso que os interessados pressionem, porque se deixarem a entidade dona do futebol brasileiro cuidará, pra variar, apenas da galinha dos ovos de ouro, a Seleção Brasileira, que é o que lhe garante lucros astronômicos. Cuidar de time pequeno e campeonato nacional não dá dinheiro e rende dor de cabeça, eles não vão fazer por boa vontade. Ainda mais agora, que a Copa de 2014 vai fazer muita gente lavar a égua…

Avaí: agora é Sul-Americana

30 de novembro de 2010 3

Bom, Papai Noel apareceu mais cedo na Ressacada esse ano. Afinal, ninguém em sã conciência pode reclamar por lá do presentão recebido, a permanência na elite com uma arrancada no apagar das luzes, quando pouca gente ainda acreditava.

Mas sabe como é, não custa nada pedir outro. Seria melhor que a encomenda terminar 2010 com a vaga na Sul-Americana pelo segundo ano seguido. Parecia difícil, mas a tabela conspirou tanto a favor do Avaí nas últimas rodadas que agora não é nem um pouco improvável. Vejamos:

O jogo contra o Atlético-PR, que seria uma pedreira terrível até semana passada, agora não passa de um mero amistoso. E o clima no Furacão é totalmente down, já que o time deixou escapar a vaga na Libertadores no fim de semana. Bem diferente do Avaí, que vai leve à Arena, com sentimento de dever cumprido. Portanto, ganhar lá não é nenhuma missão impossível, e fazendo isso o Leão já estará na Sul-Americana.

Se empatar, precisa torcer para o Flamengo não vencer o Santos, na Vila Belmiro (outro amistoso), ou então que o Atlético-GO não saia vivo da batalha do Barradão, onde decidirá com o Vitória quem será o último rebaixado do campeonato. Se o time de Goiânia vencer, tira a vaga do Avaí (em caso de empate, claro). Para o Leão, portanto, o Vitória escapar (se vencer não muda nada pro Avaí nesse cenário, pois tem vitórias a menos), ou então que o Atlético escape da degola com empate. Combinação complicadinha, mas novamente nada impossível de acontecer.

E se o Avaí perder na Arena? Na real muda pouca coisa em relação ao cenário anterior. O Flamengo poderia no máximo empatar na Vila com o Peixe e Vitória e Atlético teriam que empatar no Barradão, o que rebaixaria o time baiano.

Ou seja, o melhor é ir a Curitiba pra ganhar e não depender de ninguém. Seria uma bela forma de encerrar um ano que dava pinta de ser trágico. E aí é só agradecer pelo Papai Noel gordo…

Viúvas do mata-mata voltam a atacar

29 de novembro de 2010 19

Cuidado, elas estão de volta. As viúvas do mata-mata no Brasileirão estão saindo das trevas para assombrar mais uma vez. Querem a volta do tempo em que ninguém entendia o que ia acontecer, que a bagunça reinava e outras cositas mais… Como se integridade tivesse a ver com fórmula.

Na real, as viúvas sempre estão por aí, à espreita, sorrateiras. Foi só essa discussão dos times entregando jogo ou não na reta final do Brasileiro para elas se assanharem e voltarem aos holofotes. Sai pra lá, assombração!! Ao menos a CBF já mandou avisar que não há chance de mudança na fórmula. Me tranquilizo moderadamente. Afinal, quem aí confia na CBF?

Os pontos corridos estão consolidados no Brasileirão, e assim que tem que ser. Esses jogos “suspeitos” nada mais são do que coincidências da tabela, que por outro lado reservou para a última rodada “finais” na disputa por vaga na Libertadores (Grêmio x Botafogo) e na luta contra o rebaixamento (Vitória x Atlético-GO). A fórmula atual premia a regularidade, nunca, jamais, haverá um campeão que não tenha merecido. Já no mata-mata… E tem mais: num eventual mata-mata (que gera desinteresse nas rodadas finais porque times já estão classificados ou eliminados) o cenário de times entregando ou poupando jogadores aconteceria da mesma forma. Ou seja, a solução não passa por aí.

Minha solução para quem pede tanto jogos de mata-mata é simples: basta a CBF trazer a Copa do Brasil para ocorrer paralelamente ao Brasileirão, o que ainda por cima fortaleceria a competição, hoje manchada por regras ridículas que deixam o atual campeão e os times mais fortes da temporada de fora. Assim, junto com o Brasileirão, todos poderiam participar.  Bastaria ainda um lobbyzinho básico junto à Conmebol para mandar a enfadonha Copa Sul-Americana para o primeiro semestre, para ocorrer paralelamente à Libertadores (aí sim, quem disputa uma não joga a outra).

Simples, não?

Só não me venham com esse papinho de mudar o Brasileirão, por favor. Seria um retrocesso que não cabe mais em um futebol que está aos poucos conhecendo a maturidade das regras claras. E premiando os que realmente merecem.

PS: Em vez de querer mudar a fórmula vitoriosa do Brasileirão, porque as viúvas não tentam convencer a CBF a dar um regulamento decente para as Séries C e D, como já foi debatido aqui no blog?

Outro PS: Admito que essa proposta do apresentador e narrador Milton Leite, de quem sou fã, achei interessante, apesar de falar em mata-mata. Mas seria um pouco diferente, não mexeria na disputa pelo título. Confiram aqui e opinem também.

Brasileirão 2010 vai terminar assim

22 de novembro de 2010 34

Alguém pode dizer que “agora é fácil”. Ainda assim, largo meus palpites de como o Brasileirão acabará daqui a duas semanas.

Campeão – Fluminense

Libertadores – Fluminense, Corinthians, Cruzeiro e Grêmio (nem Palmeiras, nem Goiás ganham a Sul-Americana)

Rebaixamento – Prudente, Goiás, Guarani e Vitória

E o Avaí?

Escapa, mas não leva vaga na Sul-Americana. E cá entre nós, depois de tudo que aconteceu, tá bom demais

E na Série B?

Além de Coritiba, Bahia e Figueirense, a última vaga está toda para o América-MG, mas tô achando que será da Portuguesa

Querem mandar seus palpites. Espaço aberto.


Empate bom, mas ruim, do Avaí

28 de outubro de 2010 13

O que dizer de um gol aos 48 do segundo tempo? Oras, que marcá-lo é bom, e que obviamente levá-lo é ruim.

O Avaí da Copa Sul-Americana tem sido outro em relação aquele que naufraga no Brasileiro. Mas, como no jogo de Guayaquil, esqueceu que, como diria o poeta, o “jogo só acaba quando termina”. Cedeu o empate em 2 a 2 no Serra Dourada no apagar das luzes, em jogo no qual foi melhor que o Goiás. Ou seja, na tabela, resultado bom. Nas circunstâncias da partida, ruim.

No discurso, nenhum deles dava muita importância ao jogo, mais preocupados em fugir da degola no Brasileiro. Em campo, a história foi um pouco diferente. O Goiás começou melhor e saiu na frente com Rafael Moura, o He-Man (apelido dos mais ridículos do futebol). O primeiro tempo seguiu verde, mas o Avaí tomou as rédeas na etapa final. Empatou em pênalti cobrado por David e virou com um golaço de Marcelinho, quando o jogo tinha ritmo mais, digamos, preguiçoso.

O 2 a 1 deixava o Avaí na boa, e o time catarinense parecia tranquilo na missão de segurar o resultado. Só que o tempo foi se esgotando e o time de Banezzi permitiu o abafa dos donos da casa. E deu no que deu. Aos 48, novamente Rafael Moura, dessa vez em lance irregular, deixou tudo igual. Ele matou a bola na mão, sim, mas o lance não é fácil e o erro da arbitragem é compreensível (não que eu aceite o erro, mas eles acontecem, e já vi bem piores que esse).

Na real, o empate em 2 a 2 ainda é um baita resultado para o Leão, que pode empatar em 0 a 0 ou 1 a 1 na Ressacada, daqui a 15 dias. Resta saber se até lá o Avaí poderá desfrutar dessa vantagem e ir tranquilo à semifinal da Sul-Americana. Para isso, engatar uma sequência de vitórias que lhe tiram do abismo no Brasileiro seria primordial.

O avaí da Sul-Americana bem que poderia dar uns conselhos ao Avaí do Brasileirão…

Palpites do meio e fim de semana

27 de outubro de 2010 13

Sim, este é um post diferente. Nada mais justo, uma vez que a semana futebolística é diferente. Já antecipo hoje os palpites da 32ª rodada do Brasileirão, que começa nesta quarta e só vai terminar no sábado, e de quebra já coloco Copa Sul-Americana, Série B e Série C (mudei ao longo da tarde, pois tinha a informação, equivocada, que o primeiro jogo do Criciúma seria em MG). A Série D não colocarei, ainda, mas se ao longo da semana o JEC de fato ganhar na Justiça o direito de jogar as semifinais, acrescentarei aqui. Espaço aberto para todo mundo participar:

Brasileirão

Flamengo 1 x 2 Corinthians

Fluminense 1 x 0 Grêmio

São Paulo 2 x 2 Atlético-PR

Atlético-GO 1 x 1 Ceará

Vitória 2 x 0 Vasco

Internacional 1 x 1 Santos

Atlético-MG 2 x 1 Botafogo

Palmeiras 0 x 2 Goiás

Prudente 1 x 2 Cruzeiro

Avaí 1 x 0 Guarani

Brasileiro Série B

Figueirense 2 x 0 Sport

Brasileiro Série C

Criciúma 3 x 1 Ituiutaba

Copa Sul-Americana

Atlético-MG 1 x 3 Palmeiras

Goiás 2 x 1 Avaí