Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "Brusque"

Palpites da quarta rodada do Catarinense

30 de janeiro de 2013 23

Pessoal, antes de mais nada, um pedido de desculpas aos leitores. Não comentei a rodada anterior, os acontecimentos dos últimos dias me deixaram sem clima pra comentar ou fazer brincadeiras com futebol, que algum sábio disse certa vez ser “a coisa mais importante entre as coisas menos importantes”. Bom, mas de qualquer forma, vida que segue. Lamentando profundamente a tragédia terrível que aconteceu com jovens como nós, vamos adiante…

Abaixo, meus palpites para a rodada desta quarta do Catarinense:

Avaí 3 x 1 Juventus

Em casa, o Leão acaba com a empolgação do time grená, que vem de duas vitórias. O time azurra aos poucos está se acertando, é favorito.

Camboriú 0 x 2 Joinville

O Cambura vai de técnico novo, mas não tem jeito: esse ano veio mesmo pra apanhar. O JEC ganha sem sustos.

Atlético Ibirama 2 x 1 Guarani

Jogo equilibrado na Baixada. Mas o time de Ibirama dá um chega pra lá na crise e vence a primeira, dando um alívio ao técnico Mauro Ovelha.

Chapecoense 2 x 2 Criciúma

O Figueirense é líder, mas as duas melhores equipes do estadual até aqui estarão em campo nesta quarta em Xanxerê. E o jogão tem cara de empate.

Metropolitano 1 x 1 Figueirense

No Sesi, um Metropolitano que tem se mostrado forte defensivamente diante do Figueira que até aqui foi pouco efetivo no ataque. Se não repetir as amareladas que deu nos últimos jogos decisivos no Sesi, o time da casa arranca pelo menos um empate contra o líder.

Palpites da terceira rodada do Catarinense

25 de janeiro de 2013 16

Vamos aos palpites da rodada, ainda que o post mereça uma ressalva: como estarei fora durante o final de semana, com pouco acesso à internet, talvez tenha mais dificuldade para liberar os comentários de vocês. Ainda assim, fiquem à vontade para mandá-los:

Joinville 2 x 1 Metropolitano

O jogo será bom na Arena. O JEC se ajeitando, o Metrô animado. Mas como é para apostar num único resultado, vou de vitória tricolor, apertada.

Guarani 3 x 1 Camboriú

No duelo dos sem pontos, acho que o Guarani mostrou mais qualidade até aqui e jogando em casa é favorito.

Criciúma 2 x 1 Avaí

O Tigre está melhor que o Leão no começo da temporada. Jogando no HH, que certamente estará cheio, deve somar três pontos. Mas não deve ser com a facilidade que a Chape atropelou o Avaí no meio da semana.

Juventus 0 x 2 Atlético Ibirama

Em Jaraguá, deve sair a primeira vitória do Atlético de Mauro Ovelha, que contra Avaí e Criciúma jogou bem, mas só somou um pontinho. O Juventus dificilmente vai escapar da ponta de baixo da tabela.

Figueirense 1 x 1 Chapecoense

Jogão a vista no Scarpelli. A chapecoense é o melhor time desta largada de campeonato, uma vitória na Capital não seria surpresa, mas o Figueira em casa deve beliscar pelo menos um empate.

A liderança veste verde no Catarinense

24 de janeiro de 2013 30

A segunda rodada ainda é cedo demais para projetar qualquer coisa, mas já nos permite observar algumas coisas. Por exemplo:

A Chapecoense confirma os prognósticos de que entraria voando, fisicamente falando. Atropelou o Avaí sem dó nem piedade, foi um passeio. Um time acertadinho, muito bem encaixado, que dominou um adversário que ainda está buscando uma melhor formação dentro de campo. O Verdão não tem nada com isso e dá pinta de que vai somar pontos preciosos nestas primeiras rodadas. Eu não me espantaria com uma terceira vitória, domingo, no Scarpelli.

O Avaí ainda vai demorar para ganhar jeito de time.

No Scarpelli, o Figueirense também patinou, e Adilson já se viu obrigado a engolir as primeiras vaias. O JEC foi melhor na partida, merecia a vitória. Acabou levando um azar tremendo no gol contra de Lima (logo ele? E logo contra o Figueira?) que definiu o empate. Os dois vão subir de produção, mas, no momento, o JEC está melhor.

O Criciúma perdeu os 100%, mas teve uma pedreira pela frente. Como era de se imaginar, o Atlético deu um trabalho danado ao representante de SC na elite nacional. O empate foi justo pelo que se viu em campo na Baixada. O time de Mauro Ovelha teve um início de tabela ingrato, mas daqui por diante a tendência é subir de produção. E o Tigre tem um jogo importante domingo, quando recebe este Avaí que vai mordido ao Heriberto Hülse.

Líder ao lado da Chapecoense (perde no saldo) está o Metropolitano. A verdade é que era praticamente uma obrigação vencer estes dois primeiros jogos, contra Juventus e Guarani. Missão cumprida pelos blumenauenses, e certamente os pontos serão importantes na contagem final. A vitória magrinha contra o Guarani foi sofrida, porém justa. Rafael Costa, que vive fase exuberante no clube desde o ano passado, decidiu mais uma vez. É cada vez mais um centroavante nato, como reza a cartilha. Agora, o Metrô terá pedreiras pela frente, e vai precisar mostrar dentro de campo se o torcedor pode sonhar com algo a mais do que a briga (com o Atlético) pela vaga na Série D.

No outro jogo da rodada, o Juventus bateu o Camboriú, fora de casa, e se recuperou. Mas não mudo meu pensamento: os dois são muito candidatos ao rebaixamento.

Palpites da segunda rodada do Catarinense

23 de janeiro de 2013 32

Sem delongas, vamos aos palpites da segunda rodada do Catarinense.

Quem quiser participar da brincadeira, sabe o que fazer:

Figueirense 1 x 1 Joinville

O Joinville não foi bem na estreia, perdeu em casa. Mas tem um bom time. O Figueira venceu fora, mas ainda está em ajustes, vai evoluir ao longo das rodadas. Clássico de rivalidade e com cara de empate.

Atlético de Ibirama 1 x 2 Criciúma

O time de Ibirama é bom, vai incomodar, mas de um azar na tabela que tá louco. Depois de estrear contra o Avaí, agora recebe o Criciúma, embalado pela goleada da estreia.

Metropolitano 2 x 0 Guarani

Em casa, o Metrô deverá ter casa cheia empurrando o time, que sabe da necessidade de vencer um adversário direto na segunda parte da tabela (briga pela Série D e contra o rebaixamento). Será um jogo equilibrado, mas o time de Blumenau leva a melhor.

Camboriú 2 x 2 Juventus

Na segunda rodada, já fazem um clássico de favoritos a embarcar rumo à Segundona. Pelo menos quem for ao Robertão deve ver muito gols.

Chapecoense 2 x 1 Avaí

A chapecoense foi a boa surpresa (calma, torcedores do Oeste, não se ofendam com o termo) da primeira rodada. Joga em casa, mas nem tanto. O estádio acanhado em Xanxerê não deve surtir o mesmo efeito da Arena Condá. Ao menos eu acho, vamos ver na prática. Porém, em campo, o Verdão está melhor fisicamente, o que deve fazer a diferença contra um Avaí que ainda está se ajustando.

O que eu vi da primeira rodada do Catarinense

21 de janeiro de 2013 28

Começou o Catarinense 2013!

E começou com uma única surpresa, e ainda assim tenho dúvidas se pode ser chamada assim, por se tratar de um clássico: a derrota do JEC em casa para a Chapecoense. No resto, quem era favorito pra vencer, venceu. Sábado, os anfitriões venceram. Domingo, quem jogou fora se deu bem.

Na Arena, uma tendência suplantou outra. Muito se disse antes de a bola rolar que o time do Oeste estava “voando” na parte física. O Joinville acabou decepcionando quem muito esperava dele, mas não acho que seja motivo para desespero. O entrosamento ainda não é o ideal, ainda assim o time teve bons momentos e até bola na trave. O Verdão, taticamente forte e aplicado, comprovou que vai brigar no topo da tabela. E somou três pontos que muita gente não vai conseguir, na Arena lotada. Fará diferença.

Sábado, o Criciúma goleou o Camboriú por 6 a 0. Resultado até certo ponto previsível, afinal o Tigre é para muitos (para mim inclusive) o favorito ao título, enquanto o Cambura briga pra não cair. Mas não é hora de cravar que Comelli tem nas mãos um timaço imbatível e que o tricolor do Litoral vai apanhar de todo mundo. Agora, que Fabinho (que é bom jogador desde os tempos de Guarani de Campinas) mostrou que pode cumprir ao lado de Zé Carlos a função que era de Lucca, que foi embora e deixou muita gente preocupada, isso ele mostrou. Pelos lados do Camboriú, uma curiosa superstição: ano passado, a ida ao Heriberto Hülse foi ainda pior (7 a 0), mas depois disso o time engatou vitórias e conseguiu a até então difícil permanência na elite.

O Avaí, também como se esperava, sofreu um bocado para vencer o Atlético de Ibirama. 1 a 0 magrinho, gol com direito a polêmica (Mauro Ovelha reclamou um bocado). O time de Ibirama vai dar trabalho no campeonato, e o Avaí vai se acertar com o tempo (Marquinhos, por exemplo, foi discreto no sábado). Nesse cenário, vencer era prioridade.

O Figueirense também jogou para o gasto para bater o Guarani praticamente em casa (já que tem CT em Palhoça). E já mostrou um time com a aplicação tática que é marca registrada de Adilson Batista. É outro que vai ganhar corpo com o passar das rodadas e certamente estará na briga decisiva lá adiante.

Em Jaraguá do Sul, o Metropolitano conseguiu uma importante vitória de virada sobre o Juventus: 3 a 1. Não foi fácil como o resultado pode fazer supor, mas o time blumenauense deixou transparecer algumas qualidades. E os jogadores que se espera que façam a diferença, fizeram: Rafael Costa (muito afim de jogo) deixou o dele de pênalti que ele próprio sofreu e fez outras tantas jogadas, e Felipe Pinto (o camisa 10 que ficou devendo ano passado na Série D) foi o cara da partida: dono do meio-campo e decisivo no ataque, com dois gols. Dos jogadores novatos, que geraram tanta desconfiança no torcedor, também ninguém chegou a desafinar. O Metrô largou mantendo a escrita de visitante indigesto que ganhou no último estadual e vai brigar com o Atlético (principalmente) pela vaga na Série D, por isso tão importante ser o único dos chamados pequenos a vencer na rodada de abertura. E quarta-feira tem outra decisão, diante do Guarani, no Sesi. Precisa espantar outra fama, a de jogar mal em casa.

E vocês, como viram esta primeira rodada?

Palpites da primeira rodada do Catarinense 2013

18 de janeiro de 2013 22

Com ou sem torcida (neste momento que escrevo o post, sexta-feira à noite, vários clubes garantiram portões abertos via liminares na Justiça), teremos no fim de semana a primeira rodada do Catarinense 2013.

O que tinha pra ser falado sobre lambanças extracampo já falei no post anterior (leia aqui). Neste, falaremos de bola rolando, que no fim das contas é o que nos interessa.

Abaixo, meus palpites, com um breve comentário, de cada um dos jogos que abrem o Estadual. Opinem vocês também!

Avaí 2 x 1 Atlético de Ibirama

O time do Alto Vale vai dar trabalho, anotem aí. Mas, na Ressacada, o Avaí vence. Sofrido, mas vence.

Criciúma 3 x 1 Camboriú

O Tigre larga como favorito na minha opinião, e o Cambura como sério candidato ao rebaixamento. Então, vitória tranquila do time da casa.

Guarani 2 x 3 Figueirense

Tem cara de jogo aberto, bem típico de início de temporada, quando o entrosamento ainda não existe. Mas o Figueira faz prevalecer a maior qualidade.

Juventus 1 x 1 Metropolitano

O Metrô tem mais time no papel, mas jogar em Jaraguá nunca é fácil. Ainda pesa a questão de ser estreia. Cara de empate. Mau resultado, por sinal.

Joinville 2 x 2 Chapecoense

Deve ser o melhor jogo da rodada. Dois times que esconderam um pouco jogo, mas prometem neste início de campeonato.

O vexame dos estádios fechados no Catarinense

18 de janeiro de 2013 57

Às vésperas da abertura do Catarinense 2013, uma notícia pegou todos de surpresa. A recomendação, por parte do Ministério Público, e que será acatada pela Federação, de estádios com portões fechados pelo menos nas duas rodadas iniciais.

Um vexame de fazer corar de vergonha cada um dos torcedores, dirigentes, enfim… Mas surpresa só porque, aqui, existem as tais leis que “não pegam”, no dito popular.

Bastou alguém lá no MP fazer o básico (ou seja, cumprir a lei) e pronto, a casa caiu. Os clubes até então entregavam os laudos necessários para liberação dos estádios de qualquer jeito, sem se preocupar com prazos e nem com nada. A FCF, então, essa se acha a senhora do destino. Tanto é verdade que no prazo em que os laudos deveriam ter sido entregues, a casa do futebol catarinense estava… fechada! Em recesso de fim de ano. É o fim da picada.

Parabéns para o Ministério Público pela medida, que ela consiga colocar um pouco de juízo nas cabecinhas de quem faz o futebol do nosso estado, que cada vez fica melhor dentro de campo, mas fora das quatro linhas continua… bom, vocês sabem. E bem feito para cada um dos 10 clubes, que não se unem e dependem em tempo integral de uma Federação atrasada, déspota e retrógada e que não dá a mínima para eles. A prova está aí, só não vê quem não quer.

E não adianta nada torcedor reclamar do MP pela medida, dizer (como vi ontem nas redes sociais) que ele deveria se preocupar com outras coisas, como educação, saúde. No entendimento dessas mentes brilhantes, lei só serve quando não mexe com a vida deles. Lei deve ser cumprida em tempo integral, onde quer que ela exista. E as regras do futebol catarinense estão aí, claras, pra todo mundo ver. Que o torcedor vá reclamar com a direção do seu clube, que é banana e bate continência pros desmandos da Federação. E o cartola, por sua vez, que vá bater na porta da FCF pra cobrar o prejuízo dos jogos com portões fechados. O que, obviamente, eu duvido.

Em tempo: ainda que os clubes consigam ao longo dessa sexta-feira reverter a decisão do MP via liminar na Justiça, a lição ao menos deveria ser aprendida por eles.

Primeiras impressões do Catarinense 2013

17 de janeiro de 2013 24

Pois é, minha gente, cá estou eu de volta. Fim de férias, muito bem aproveitadas, o negócio agora é analisar o Catarinense, que pelas primeiras impressões promete. No primeiro post de 2013, ainda procurando me aprofundar na situação de cada um, uma primeira projeção do Estadual, que começa neste sábado.

Pra variar, são dois campeonatos: o que vale o título, com os chamados cinco grandes (Avaí, Figueira, Criciúma, JEC e Chape), e a briga dos pequenos (Metrô, Atlético, Camboriú, Juventus e Guarani), pela vaga na Série D e para não cair para a Segundona (dois cairão).

Nos dois casos, equilíbrio me parece a tônica.

Semana passada, perguntado pelos amigos do DC, cheguei a apontar o Criciúma como favorito, por estar à frente dos demais na formação do elenco. Ou eu estava desatualizado, ou de lá pra cá aconteceu muita coisa. O Avaí (surgiu dinheiro, pelo jeito) reagiu e, no papel, monta um time bem interessante (inclusive para a Série B). Eduardo Costa e Marquinhos são líderes para o elenco, que pode ainda ter de volta Cléber Santana. O Leão de Sérgio Soares ressurge forte na briga pelo bi.

O Criciúma vai formando um time bem interessante, mas claramente ainda falta a chamada “cereja”. O cara, o camisa 10. O Figueira tem como estrela o técnico Adilson Batista, vai depender muito da “química” entre o elenco com perfil operário. O JEC e a Chapecoense me parecem largar um pouco atrás (talvez estejam poupando forças para a formação dos elencos para a Série B). Se bem que li que o clima no tricolor do Norte é de empolgação com a formação do elenco. A conferir.

Na parte de baixo, a briga vai ser feia (no bom sentido). Os cinco times têm perfil modesto, com apostas garimpadas em mercados periféricos. O Metropolitano e o Atlético de Ibirama (com um time formado basicamente por jogadores da confiança do técnico Mauro Ovelha), na minha opinião, parecem um pouco mais fortes que os demais. O Guarani é uma incógnita em função dos investimentos feitos no clube. No papel, os candidatos à degola são Camboriú e Juventus, mas nem de longe trata-se de uma sentença.

Certo mesmo é que será um Catarinense dos mais equilibrados dos últimos anos. A lamentar apenas a reprtição do regulamento ridículo.

Os catarinenses no novo ranking da CBF

21 de dezembro de 2012 4

A CBF divulgou nesta sexta-feira o Ranking Nacional de Clubes de 2012, que sofreu mudanças nos critérios adotados para definição das colocações e traz agora o Fluminense no topo. O time carioca, atual campeão brasileiro, terminou a temporada com 16.208 pontos, seguido pelo Corinthians, com 15.624, e o Vasco, com 15.030. As alterações nas regras prejudicaram Palmeiras e Santos, primeiro e segundo colocados na lista em 2011, que caíram para oitava e nona posições, respectivamente.

Diferente do que ocorria até 2011, a CBF levou em conta para o novo ranking apenas as competições disputadas nos últimos cinco anos, sendo que o campeonato mais recente possui peso maior do que os anteriores. Antigamente, o critério adotado considerava todos os torneios nacionais desde 1959, ano em que os campeonatos abrangendo clubes de todo o país passaram a ser realizados. Com isso, o Fluminense se beneficiou dos títulos brasileiros de 2010 e 2012 para terminar o ano na liderança do ranking. O time carioca ainda tirou proveito do fato de ter disputado a Libertadores nas últimas três temporadas, o que rende um bônus na pontuação segundo as novas regras.

Entre os catarinenses, a participação na elite entre 2009 e 2011 garantiram ao Avaí a liderança, ocupando a 20ª posição. Figueirense (25º), Criciúma (33º), Chapecoense (47º) e Joinville (51º) vêm na sequência. Depois, uma disputa particular entre clubes do Vale do Itajaí, e nela quem se dá melhor é o Metropolitano. Com participações seguidas no Brasileiro desde 2008, o clube de Blumenau ocupa o 84º lugar, à frente dos rivais Brusque (102º) e Marcílio Dias (106º) _ o outro catarinense que também aparecem na lista de 229 clubes da CBF é o Concórdia, na posição nº 145.

O Ranking Nacional de Clubes influi no sorteio da Copa do Brasil, com os primeiros colocados se tornando cabeças de chave da competição. E também foi decisivo para classificar o Criciúma para a edição 2013 do torneio. A pontuação somada de todos os times de cada Estado representa os pontos da federação correspondente.

Também divulgado nesta sexta-feira pela CBF, o Ranking Nacional de Federações traz a de São Paulo na primeira colocação, com 106.852 pontos, seguida pela do Rio, com 65.626, e a de Minas Gerais, com 40.569. Santa Catarina ocupa o sexto lugar, atrás ainda dos vizinhos Rio Grande do Sul e Paraná.

Ranking Nacional de Clubes

Os Top 10

1º Fluminense – 16.208 pontos

2º Corinthians – 15.624 pontos

3º Vasco – 15.030 pontos

4º São Paulo – 14.786 pontos

5º Grêmio – 14.460 pontos

6º Internacional – 14.360 pontos

7º Flamengo – 14.352 pontos

8º Palmeiras – 14.256 pontos

9º Santos – 13.736 pontos

10º Cruzeiro – 13.096 pontos

Os Catarinenses

20º Avaí – 8.272 pontos

25º Figueirense – 6.464 pontos

33º Criciúma – 4.370 pontos

47º Chapecoense – 2.754 pontos

51º Joinville – 2.370 pontos

84º Metropolitano – 792

102º Brusque – 510 pontos

106º Marcílio Dias – 491 pontos

145º Concórdia – 255 pontos

Ranking por Estados

1º SP (FPF) – 106.852 pontos

2º RJ (Ferj) – 65.626 pontos

3º MG (FMF) – 40.569 pontos

4º RS (FGF) – 38.139 pontos

5º PR (FPF) – 33.217 pontos

6º SC (FCF) – 26.278 pontos

7º GO (FGF) – 23.496 pontos

8º PE (FPF) – 22.765 pontos

9º BA (FBF) – 21.484 pontos

10º CE (FCF) – 19.227 pontos

O que pedir pro seu time (se o mundo não acabar)

21 de dezembro de 2012 8

Dizem por aí que nesta sexta-feira, 21 de dezembro, o mundo vai acabar.

Por via das dúvidas, ando parcelando minhas compras todas no cartão de crédito…

Mas para entrar no clima apocalíptico dos Maias, sugiro uma brincadeira com os amigos leitores. É o seguinte:

SE o mundo NÃO acabar, o que você gostaria de pedir para o seu clube do coração em 2013?

Fica também como uma espécie de pedido para o Papai Noel.

Mandem as suas sugestões. Para descontrair, deixo abaixo uma sugestiva música da ótima (e extinta) banda norte-americana R.E.M, uma das minhas favoritas.