Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Esporte brasileiro tem o melhor ano pós-olímpico da história

01 de janeiro de 2014 0

O Brasil chega ao fim de 2013 com o melhor ano pós-olímpico de sua história. Com 27 medalhas em Campeonatos Mundiais ou competições equivalentes, o Brasil encerra o ano com resultados que o colocariam entre as oito maiores potências esportivas do mundo.

Das 27 medalhas conquistadas em provas olímpicas, oito foram de ouro, 10 de prata e nove de bronze. Levando-se em consideração os mesmos requisitos adotados na medição, em 2001 (pós-Sydney) o Brasil conquistou um total de 7 medalhas; em 2005 (pós-Atenas) foram 11; e em 2009 (pós-Pequim) foram nove conquistas.

Poliana e Zarif estiveram entre os brasileiros campeões mundias de 2013 - Divulgação/COB

Poliana e Zarif estiveram entre os brasileiros campeões mundias de 2013 – Divulgação/COB

Marcus Vinicius Freire, diretor executivo de esportes do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) avalia o ano do esporte brasileiro como positivo, mas avisa que esses resultados não significam sucesso na próxima Olimpíada.

- O ano de 2013 foi muito bom para o esporte olímpico brasileiro, mas isso não traz a garantia de medalhas para 2016. No entanto, além de comprovarem a evolução do esporte olímpico brasileiro, os resultados conquistados este ano mostram que estamos no caminho certo. Hoje temos mais atletas individuais classificados entre os 20 melhores do mundo, em todas as modalidades, do que tínhamos no primeiro ano do ciclo olímpico de Londres 2012. É uma curva crescente, na qual cerca de 200 atletas estão sendo monitorado e atendidos estrategicamente em cada uma de suas necessidades.

Marcus Vinicius é diretor executivo de esportes do COB - Divulgação/COB

Marcus Vinicius é diretor executivo de esportes do COB – Divulgação/COB

Na avaliação do COB, outro avanço importante alcançado pelo esporte brasileiro em 2013 foi a quantidade de modalidades que conquistaram medalhas em mundiais. Ao todo, 13 subiram ao pódio no ano (boxe, canoagem, ginástica artística, handebol, hipismo, judô, maratona aquática, natação, pentatlo moderno, taekwondo, vela, vôlei e vôlei de praia). Esse número de modalidades está dentro da meta do COB para alcançar o Top 10 no Rio 2016.

Atletas e equipes brasileiros medalhistas em Mundiais e competições equivalentes:

Ouro:

Rafaela Silva – 57 Kg – Judô
Jorge João Zarif – Classe Finn – Vela
Equipe de Vôlei Feminino – Grand Prix

Seleção venceu Grand Prix e Copa dos Campeões - Divulgação/CBV

Seleção venceu Grand Prix e Copa dos Campeões – Divulgação/CBV

César Cielo – 50m livre – Natação
Poliana Okimoto – 10 Km – Maratonas Aquáticas
Arthur Zanetti – Argolas – Ginástica Artística
Robert Scheidt – Laser – Vela
Equipe de Handebol Feminino

Prata:

Erika Miranda – 52 Kg – Judô
Rafael Silva – + 100 Kg – Judô
Maria Suellen Altheman – +78 Kg – Judô
Yane Marques – Pentatlo Moderno

Bronze na Olimpíada, Bronze em Londres, Yane levou prata no Mundial deste ano - Divulgação/IUPM

Bronze na Olimpíada, Bronze em Londres, Yane levou prata no Mundial deste ano – Divulgação/IUPM

Equipe de Vôlei Masculino – Liga Mundial
Ricardo / Álvaro Filho – Vôlei de Praia Masculino
Ana Marcela Cunha – 10 Km – Maratonas Aquáticas
Martine Grael / Kahena Kunze – 49er – Vela
Equipe / saltos – Hipismo
Robson Donato Conceição – Boxe 60kg

Bronze:

Isaquías Queiroz – C1 1000 – Canoagem
Sarah Menezes – 48 Kg – Judô
Mayra Aguiar – 78 Kg – Judô

Mayra tem no currículo três medalhas em Mundiais e um bronze olímpico - Divulgação/CBJ

Mayra tem no currículo três medalhas em Mundiais e um bronze olímpico – Divulgação/CBJ

Guilherme Dias – 58 KG – Taekwondo
Lili e Barbara Sanches – Volei de Praia Feminino
Felipe Lima – 100m peito – Natação
Thiago Pereira – 200m medley – Natação
Thiago Pereira – 400m medley – Natação
Everton Lopes – Boxe 64kg

Envie seu Comentário