Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

No tie-break, Vôlei Canoas bate Voleisul e é tricampeão Gaúcho

10 de dezembro de 2014 0

Em um grande jogo, o Vôlei Canoas derrotou a Voleisul/Paquetá Esportes, em Novo Hamburgo, por três sets a dois (18/25, 26/24, 25/21, 22/25 e 15/11), em 2h21 de partida e conquistou o Campeonato Gaúcho masculino de Vôlei pela terceira vez seguida.

A partida começou com o domínio do time da casa, que sempre esteve na liderança do primeiro set. Com ataque de Leandrão, o time comandado por Paulo Roese fez 8/7 e, depois, com Japa marcou 16/14. Com um bom saque, a equipe de Novo Hamburgo chegou a 20/15 e fechou em 25/18, depois de um bloqueio de Aureliano.

Canoas conquistou o tricampeonato - Divulgação/Vôlei Canoas

Canoas conquistou o tricampeonato – Divulgação/Vôlei Canoas

Na segunda parcial, quem brilhou foi o central Tiago Barth, de Canoas. Em duas bolas de meio, ele levou o time visitante a liderar nas paradas técnicas, por 8/6 e 16/15. E foi num bloqueio do meio de rede Gustavo Endres, que os comandados de Marcos Miranda fecharam em 26/24, depois de 30 minutos. O terceiro set teve o controle do Vôlei Canoas, que fez 8/6 com Gustavo Endres e 13/8, com Tiago Barth. E o campeão olímpico em Atenas-2004 foi decisivo na reta final da parcial, ao definir em 26/24 e virar o marcador.

Experiência de Gustavo foi fundamental - Divulgação/Vôlei Canoas

Experiência de Gustavo foi fundamental – Divulgação

Com a necessidade de vencer o quarto set para forçar o tie-break, a Voleisul começou o quarto set em desvantagem. Num ataque do argentino Rodrigo Quiroga, o Vôlei Canoas fez 8/6, mas com uma boa sequência de saques do central Robinho, a equipe da casa virou o marcador em 11/10 e segui na liderança até 21/18. Depois, os visitantes reagiram e conseguiram a igualdade em 21 pontos em um bloqueio de Gustavo Endres. Porém, o time canoense acabou cometendo alguns erros e um bloqueio de Robinho sobre Jardel definiu a vitória da Voleisul por 25/22, forçando o set desempate.

Argentino Quiroga é outro selecionável de Canoas - Divulgação/Volei Canoas

Argentino Quiroga é outro selecionável de Canoas – Divulgação

O Vôlei Canoas acabou fazendo valer sua experiência no tie-break e depois de estar em desvantagem de 4/2, empatou e virou o placar, aproveitando os erros da Voleisul e um bom trabalho dos centrais Gustavo Endres e Tiago Barth. O oposto Leandrão jogou um ataque para fora e os visitantes abriram quatro pontos (10/6) de vantagem. No final, um saque na rede de Robinho definiu a vitória de Canoas por 15/11 e a conquista do tricampeonato.

Bloqueio foi uma das armas de Canoas - Divulgação/Vôlei Canoas

Bloqueio foi uma das armas de Canoas – Divulgação

Para o ténico Marcos Miranda, a conquista do título foi fruto da entrega do grupo.

- Satisfação ao vencer o título gaúcho, em uma equipe batalhadora. Este é o resultado do trabalho, do esforço dos atletas.

Voleisul: Rafinha; Leandrão; Japa e Denison; Robinho e Aureliano; Rafa (líbero). Técnico: Paulo Roese. Entraram: Sílvio Satiro, Rodrigo e Maurício.

Vôlei Canoas: Paulo Renan; Jardel; Dias e Rodrigo Quiroga; Gustavo Endres e Tiago Barth; Jeffe (líbero). Técnico: Marcos Miranda. Entraram: Evandro, Vinícius, Alê e Roberto Minuzzi.

 

Envie seu Comentário