Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

COB faz balanço do Brasil no Pan e atesta que meta de medalhas não foi alcançada

24 de julho de 2015 0

No entanto, objetivo de ser terceiro colocado está sendo obtido

O Comitê Olímpico do Brasil (COB) realizou uma coletiva para avaliar o desempenho da delegação brasileira nos Jogos Pan-Americanos de 2015. Mesmo com o caso do suposto abuso sexual envolvendo um atleta do polo aquático, a entidade que regula os esportes além do futebol resolveu manter-se em silêncio e preferiu dizer que se mostra satisfeita com o resultado alcançado no quadro de medalhas. No entanto, admitiu que a meta no número de medalhas não foi alcançada.

CKsY7YaUcAEVpe5

Presidente Carlos Nuzman esteve presente na coletiva

Participaram do evento Carlos Arthur Nuzman, presidente do COB, Marcus Vinícius Freire, superintendente executivo, Bernard Rajzman, chefe de missão em Toronto , e o general Augusto Heleno, diretor de comunicação da entidade. No balanço, Marcus Vinícius disse que o País ficou dentro da meta para o Pan entre as seleções, mas em outra resposta admitiu que o objetivo estipulado pela entidade não foi alcançado.

“Não ficamos abaixo do esperado, nossa meta é ficar no top 3, essa é nossa meta. Em relação ao total de medalhas, elas cada vez mais se diluem mais. Nós trouxemos uma delegação mista, 70% dos nossos atletas vieram pela primeira vez ao Pan. Estamos dentro da meta neste momento, esperar mais dois dias para confirmar a posição”, disse Marcus Vinícius Freire.

O COB trabalha com dois tipos de metas: a posição geral no quadro de medalhas e o número conquistado. Por um lado, a entidade se mostra satisfeita com o quase garantido terceiro lugar geral, objetivo desde o início. Por outro, a meta de alcançar ao menos as 141 medalhas obtidas em Guadalajara não deve ocorrer

O chefe de imprensa da entidade proibiu perguntas sobre o caso do Polo Aquático.

 

Envie seu Comentário