Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Por não obedecer boicote de clubes à Seleção Brasileira, pivô Clarissa é demitida pelo Corinthians/Americana

19 de janeiro de 2016 0

A crise que assola o Basquete Feminino brasileiro teve mais um capítulo nesta terça-feira (19). A pivô Clarissa foi dispensada de seu clube, o Corinthians/Americana (SP) por furar o boicote imposto pela equipe paulista em conjunto com o Uninassau/América (PE) e o Santo André/Apaba (SP) à Seleção Brasileira que disputou o Aquece Rio, evento-teste dos Jogos Rio 2016.

Clarissa é destaque na Seleção Brasileira - Divulgação/FIBA

Clarissa é destaque na Seleção Brasileira – Divulgação/FIBA

O Corinthians que é parceiro de Americana na formação da equipe que disputa a Liga de Basquete Feminino (LBF) e que nesta temporada conquistou a Liga Sul-Americana preferiu não se pronunciar sobre o caso e também informou que o mesmo será feito pelos dirigentes de Americana.

Na última semana, o Brasil enfrentou o evento-teste na Arena Carioca 1 sem nove das 12 convocadas para o torneio. Uma equipe foi chamada às pressas e acabou tendo um bom desempenho e ficou com a segunda colocação, atrás da Austrália. Duas destas jogadoras não comparecerem por estarem lesionadas. As demais, pressionadas por seus clubes, alegaram razões de foro íntimo e enviaram pedidos de dispensa para a Confederação Brasileira de Basquete (CBB).

Clarissa tem média de 18,5 pontos e 12,5 rebotes - Divulgação/LBF

Clarissa tem média de 18,5 pontos e 12,5 rebotes – Divulgação/LBF

Segundo o gestor do Corinthians, Ricardo Molina, que é o líder do movimento dos clubes contra a CBB, a jogadora foi demitida por justa causa.

“Ela quebrou o contrato por se ausentar dos treinos por 13 dias, entre 6 e 18 de janeiro. Ela abandonou a equipe. Não falou com ninguém”.

Pelas regras da LBF, Clarissa não poderá atuar por nenhuma outra equipe até o final da temporada. As jogadoras que aderiram ao boicote dos clubes foram denunciadas pela  CBB ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva e foram convocadas a depor na próxima quinta-feira (21), a partir das 13h (de Brasília), no Rio de Janeiro.

Envie seu Comentário