Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Federação Internacional de Basquete suspende Confederação Brasileira por dívidas e falta de organização

14 de novembro de 2016 0

A Federação Internacional de Basquete (FIBA) anunciou nesta segunda-feira (14) a suspensão da Confederação Brasileira de Basquete (CBB). A punição é válida até 28 de janeiro de 2017, período no qual o Brasil não poderá participar de competições organizadas pela entidade.

Carlos Nunes é o presidente da CBB - Divulgação/Rio2016

Carlos Nunes é o presidente da CBB – Divulgação/Rio2016

De acordo com a federação, a CBB não está cumprindo plenamente com suas obrigações como uma federação nacional nos termos dos estatutos gerais aplicáveis e ainda precisa de reestruturação.

Nos Jogos Olímpicos, Brasil não passou da 1ª fase - Divulgação/Guga Gerchmann/Hebraica-SP/Divulgação/Arquivo

Nos Jogos Olímpicos, Brasil não passou da 1ª fase – Divulgação/Guga Gerchmann/Hebraica-SP/Divulgação/Arquivo

No comunicado divulgado em seu site oficial, a FIBA alega que o Brasil mantém dívidas com a entidade, apesar de prazos de pagamento terem sido prorrogados e que a CBB não tem se preocupado em participar de competições para jovens e adultos, especialmente na modalidade 3×3. A entidade ainda afirma que o basquete brasileiro precisará passar por uma reestruturação até a data final da suspensão, quando o Comitê Executivo da Federação Internacional irá se reunir para avaliar a situação brasileira.

CBB se diz surpresa com punição

A Confederação Brasileira de Basquete (CBB) divulgou nota de esclarecimento e se disse surpresa com punição imposta pelo Comitê Executivo da FIBA.

Leia a íntegra do comunicado da CBB.

A Confederação Brasileira de Basketball (CBB), por meio de seu Presidente e de sua Diretoria, vem por meio desta mostrar sua surpresa com a punição imposta pela Federação Internacional de Basketball (FIBA). No início do mês de novembro, a FIBA enviou ao Brasil o dirigente José Luis Saez que, durante reunião na CBB e demais encontros, em momento algum abordou a possibilidade de suspensão da entidade brasileira. Dessa forma, a CBB vai buscar os meios formais e legais para preservar o basquetebol brasileiro. Na próxima quarta-feira (dia 16), a CBB comentará todos os itens elencados pela FIBA e irá pontuar o que de fato acontece no basquete nacional para que a sociedade avalie e forme sua opinião sobre esse episódio.

Envie seu Comentário