Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Pablo Cuevas vira jogo e conquista o tricampeonato no Brasil Open

06 de março de 2017 1

A espera foi longa, mas Pablo Cuevas sagrou-se o primeiro tricampeão consecutivo da história do Torneio Aberto do Brasil – ATP 250 – Brasil Open 2017. Após uma interrupção no meio do segundo set devido ao mau tempo no domingo, o uruguaio virou a final contra o espanhol Albert Ramos-Viñolas nesta segunda-feira (06), com parciais de 6/7(3), 6/4 e 6/4, exatas 3 horas de partida disputada na quadra central do Esporte Clube Pinheiros, em São Paulo (SP).

Cuevas conquistou o tri em São Paulo - Divulgação/DGW Comunicação

Cuevas conquistou o tri em São Paulo – Divulgação/DGW Comunicação

Cuevas igualou o número de troféus de Nicolás Almagro na competição. O espanhol, no entanto, não venceu seus três títulos de forma seguida (2008, 2011 e 2012).

Pela vitória, o tenista de 31 anos levou 250 pontos no ranking da ATP e US$ 42.775 de premiação e saiu da 33ª para a 30ª posição na classificação.

O jogo havia sido interrompido, ainda no domingo, quando os dois estavam empatados em 3/3 no segundo set. O confronto foi retomado às 18h de hoje e Cuevas conquistou uma importante quebra de saque para levar a parcial e forçar o set decisivo. O uruguaio quebrou novamente o serviço do espanhol no quinto game e selou a vitória. Em seu quarto match point, o campeão surpreendeu ao sacar por baixo e se ajoelhou no saibro da Quadra Central após um erro não-forçado de Ramos-Viñolas.

Cuevas agora tem seis títulos no currículo - Divulgação/DGW

Cuevas agora tem seis títulos no currículo – Divulgação/DGW

Albert Ramos-Viñolas, por sua vez, levou 150 pontos no ranking e US$ 12.970 de premiação pelo terceiro vice-campeonato da carreira. No ATP Tour, o espanhol tem apenas um título, em julho de 2016, no ATP 250 de Båstad,, na Suécia.

Comentários (1)

  • Daniel diz: 7 de março de 2017

    A foto do vice-campeão está errada. O jogador da foto que está aparecendo é o Pablo Carreno Busta.

Envie seu Comentário