Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Com cronômtero zerado, Vitória converte dois lances livres, bate o Mogi e força jogo 5 nos playoffs do NBB

03 de maio de 2017 0

Eu um jogo dramático e com um final alucinante, o  Universo/Vitória derrotou o Mogi das Cruzes/Helbor (SP), por 82 a 80, na terça-feira à noite, em Salvador (BA) e igualou a série válida pelas quartas de final do Novo Basquete Brasil (NBB) em 2 a 2, forçando a realização de um quinto jogo, no próximo sábado (06), às 14 horas (de Brasília), no Ginásio Hugo Ramos, em Mogi das Cruzes, para definir o classificado para às semifinais.

Jogadores do Vitória festejam empate no playoff - Divulgação/Raul Spinassé/LNB

Jogadores do Vitória festejam empate no playoff – Divulgação/Raul Spinassé/LNB

A decisão veio com o cronômetro zerado na prorrogação em dois lances livres do ala André Góes, que garantiu a vitória da equipe baiana. O jogo estava empatado em 80 a 80 e Mogi tinha a posse de bola, mas o norte-americano Keyron Sheard roubou a bola do compatriota  Shamell Stallworth, e fez  o passe para André Góes, que sofreu falta de um terceiro americano, o ala/pivô Tyrone Curnell exatamente no estouro do cronômetro. Já com o tempo zerado e com mais ninguém ao seu lado, o camisa 40 não se intimidou, converteu os dois lances livres e garantiu a vitória rubro-negra.

Jogo 5 entre Mogi e Vitória acontecerá no sábado - Divulgação/Raul Spinassé/LNB

Jogo 5 entre Mogi e Vitória acontecerá no sábado – Divulgação/Raul Spinassé/LNB

Para garantir o resultado, o Vitória teve uma grande atuação coletiva e seis atletas atingiram dígitos duplos na pontuação. O armador norte-americano Kenny Dawkins foi o cestinha com 17 pontos, seguido pelo ala/pivô Renato Scholz (13), André Góes (12), o ala Arthur (12), o pivô Douglas Kurtz (11) e o ala Edu Mariano (10). Vindo do banco de reservas, o ala Filipin foi o cestinha do Mogi, com 18 pontos, seguido por Tyrone, que marcou 15 pontos e ainda pegou nove rebotes.

Envie seu Comentário