Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "grêmio naútico união"

Corinthians e Sesi-SP são destaques no Campeonato Brasileiro Sênior de Natação

23 de novembro de 2016 0

Em meio a crise política e econômica que atinge a Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) começou nesta quarta-feira (23), em Palhoça (SC), o Campeonato Brasileiro Sênior – Troféu Daltely Guimarães – e o Torneio Open. Pela programação, as eliminatórias são disputadas pela manhã ( Sênior), com os oito melhores de cada prova avançando para as finais da tarde ( Open).

O pódio dos 50m borboleta feminino - Divulgação/Satiro Sdoré/CBDA/SS Press

O pódio dos 50m borboleta feminino – Divulgação/Satiro Sdoré/CBDA/SS Press

Na primeira prova do dia, os 50m borboleta feminino, o Sesi-SP (SP) conseguiu uma dobradinha, com Daynara de Paula (26seg86) e Etiene Medeiros (27seg30). O pódio ainda teve Thais Xavier (27seg60), do Fluminense (RJ).

Já entre os homens, Henrique Martins (23seg52), do Minas Tênis Clube (MG) foi o vencedor. Em segundo fiou Leonardo Schilling (24seg00), do Marista, e Pedro Vieira (24s11), do Corinthians (SP) fechou o pódio.

Logo depois a disputa foi nos 200m costas e o título feminino ficou com Gabriela Mello (2min16seg10), do Corinthians, seguida de sua companheira de clube, Natália de Luccas (2min17seg42). Marina Nascimento (2m20s79), da Unisanta (SP) levou a medalha de bronze.

O campeão no masculino foi Leonardo de Deus, também do Corinthians, que nadou em 1min58seg39. A prata ficou com Brandonn Pierry (2m01s40) , outro nadador corintiano. Já o bronze foi para Fábio Santi (2m01s54), do Pinheiros (SP).

Leo de Deus venceu - Divulgação/CBDA

Leo de Deus venceu 200m costas – Divulgação/CBDA

Nas séries mais fracas dos 800m livre feminino Marina Zanetti, do Sesi-SP, foi o melhor tempo (9min26seg51). Luiz Barros, do Grêmio Náutico União (RS), liderou os 1500m livre, com 15m44s25.

Grêmio Náutico União ganha duas medalhas no Brasileiro de Ginástica Artística

13 de novembro de 2016 0

O Grêmio Náutico União (RS) garantiu duas medalhas no Campeonato Brasileiro de Ginástica Artística, encerrado neste domingo (13), em São Paulo (SP). Os dois pódios foram conquistados no salto masculino, com Luis Guilherme Porto, ouro com 14,450, Lucas Cardoso, prata, com 14,300. O pódio ainda teve Renato Nascimento, do Pinheiros (SP), com 14,063 pontos.

Luís Guilherme Porto e Lucas Cardoso no pódio do salto - Divulgação

Luís Guilherme Porto e Lucas Cardoso no pódio do salto – Foto: Reprodução/Facebook

Nas finais por aparelhos, o grande destaque foi Caio Souza, da ADC São Bernardo (SP), que foi campeão do individual geral e vice por equipes. Hoje, ele esteve no pódio em mais quatro oportunidades, com dois ouros e duas pratas.

A primeira medalha de ouro de Caio veio no solo, onde sua apresentação rendeu nota 14,550. A prata ficou com Lucas Bitencourt, do Serc Santa Maria (SP), que fez 14,525, e o bronze foi de Jared Azzarini, da ADC São Bernardo, com 14,500 pontos. Depois, o vice-campeão por equipes dos Jogos Pan-Americanos de Toronto-2015, venceu nas barras paralelas, com a nota 15,625, superando Bernardo Miranda, do Minas Tênis Clube (MG), com 15,125, e Hudson Miguel, do Serc Santa Maria (SP), que somou 15,050 e levou o bronze.

Caio Souza (centro) foi o maior medalhista do Brasileiro - Divulgação/Ricardo Bufolin/CBG

Caio Souza (centro) foi o maior medalhista do Brasileiro – Divulgação/Ricardo Bufolin/CBG

Depois, Caio foi prata nas argolas ao somar 15,100 e ficar a 0,125 de Henrique Flores, do Serc Santa Maria, que levou a medalha de ouro. O pódio ainda teve Lucas Bitencourt, também do Serc Santa Maria, com 14,575. A quarta medalha do dia conquistada pelo paulista de 23 anos foi ganha na disputa da barra fixa, onde ele marcou 15,175 e ficou apenas a 0,050 de Francisco Barretto Júnior, do Pinheiros (SP), que foi o campeão. O bronze ficou com Petrix Barbosa, do Vasco da Gama (RJ).

Lucas Bitencourt levou a melhor no cavalo com alças. Ele obteve nota 14,550 dos jurados e ficou com o ouro. A prata foi de Francisco Barretto Júnior e o bronze de Bernardo Miranda.

Pinheiros e Minas Tênis Clube são os campeões do Troféu Brasil de Judô

09 de outubro de 2016 0

A 15ªedição do Troféu Brasil de Judô foi encerrada, neste domingo (09), no ginásio do Centro de Treinamento da Confederação Brasileira de Judô (CBJ), em Lauro de Freitas, na Bahia. Na classificação geral, o Pinheiros (SP) foi o campeão no masculino e o Minas Tênis Clube (MG), no feminino.

O pódio por equipes  masculino - Divulgação/Paulo Pinto/CBJ

O pódio por equipes masculino – Divulgação/Paulo Pinto/CBJ

Em todo o campeonato, somando homens e mulheres, o Pinheiros somou 16 medalhas (seis de ouro, cinco de prata e cinco de bronze), enquanto o Minas esteve presente no pódio em nove oportunidades (quatro ouros, duas pratas e três bronzes). As equipes gaúchas tiveram bom desempenho. A Sogipa trouxe oito medalhas (uma de ouro, três de prata e quatro de bronze) e foi a quarta colocada, enquanto o Grêmio Náutico União ganhou duas pratas e quatro bronzes e finalizou na oitava posição.

O pódio por equipes feminino - Divulgação/Paulo Pinto/CBJ

O pódio por equipes feminino – Divulgação/Paulo Pinto/CBJ

Neste domingo, o Pinheiros ficou com as duas medalhas de ouro no meio-pesado. Entre as mulheres, Samanta Soares derrotou Adriana Souza (Associação de Judô Rogério Sampaio-SP). O pódio ainda teve Talita Morais (Palmeiras-SP) e Joyce Bessa (Centro de Treinamento Meninos de Ouro-SP). No masculino, Rubens Filho bateu Leonardo Gonçalves (Sogipa) e sagrou-se campeão, com Renan Nunes (Sogipa) e Bruno Altoé (Associação de Judô Yamate-ES) dividindo a terceira posição.

Renan Nunes (de branco) foi bronze no meio-pesado - Divulgação/Paulo Pinto/CBJ

Renan Nunes (de branco) foi bronze no meio-pesado – Divulgação/Paulo Pinto/CBJ

Já na disputa dos pesados as medalhas douradas ficaram com Victoria Oliveira (Juventus-SP) e Juscelino Júnior (Minas Tênis Clube). O pódio feminino ainda teve Beatriz Souza (Pinheiros), com a prata, e Richele Jordão (Grêmio Náutico União) e Sibilla Faccholli (A.A.D. Mesc São Bernardo-SP), com o bronze. Já no masculino, João Marcos Silva (Sogipa) levou a prata e Hugo Praxedes (Sesi-SP) e Luciano Corrêa (Minas Tênis Clube) dividiram o bronze.

Juscelino Júnior venceu João Marcos da Silva na final dos pesados - Divulgação/Paulo Pinto/CBJ

Juscelino Júnior venceu João Marcos da Silva na final dos pesados – Divulgação/Paulo Pinto/CBJ

Clique aqui e veja o quadro geral de medalhas do Troféu Brasil de Judô.

Gaúchos garantem oito medalhas na primeira etapa do Troféu Brasil de Judô

08 de outubro de 2016 0

As equipes do Rio Grande do Sul conseguiram oito medalha na primeira etapa do Troféu Brasil de Judô, que começou neste sábado (08),  no ginásio do Centro de Treinamento da Confederação Brasileira de Judô (CBJ), em Lauro de Freitas, na Bahia. Os judocas da Sogipa conquistaram um ouro, uma prata e dois bronzes e os do Grêmio Náutico União ficaram com duas pratas e dois bronzes.

Milena Mendes (branco) garantiu primeiro ouro gaúcho - Divulgação/ Paulo Pinto/CBJ

Milena Mendes (branco) garantiu primeiro ouro gaúcho – Divulgação/ Paulo Pinto/CBJ

O ouro foi garantido pela meio-leve (52kg) Milena Mendes, que oito meses atrás deu à luz a sua primeira filha, Bella. Aos 24 anos, ela já está de olho nos Jogos Olímpicos de Tóquio em 2020.

“Eu ganhei meu neném faz oito meses e essa foi minha segunda competição desde que voltei a treinar. Estou retornando bem e confiante. Consegui meu objetivo, que era ser campeã e garantir uma vaga na seletiva olímpica para Tóquio.”

Na caminhada até o título, Milena derrotou Yasmin Lima (BNB Clube de Fortaleza-CE), Eleudis Valentim (Pinheiros-SP) e Raquel Silva (Instituto Reação-RJ). Na decisão, sua rival foi Jéssica Pereira (Instituto Reação), que na outra semifinal havia eliminado Jéssica Lima, também da Sogipa.

Gabriela Clemente, do Grêmio Náutico União, levou a prata na categoria ligeiro (48kg), após vencer Natasha Ferreira (Sociedade Morgeneau-PR) e Maria Eduarda Gonçalves (Instituto Reação). Na disputa do ouro, ela foi superada por Larissa Farias, também do Reação.

Gabriela Clemente é da Seleção Brasileira sub-21 - Divulgação/GN União

Gabriela Clemente é da Seleção Brasileira sub-21 – Divulgação/GN União

Outra atleta do União que chegou à decisão foi Ana Paula Nobre no super ligeiro (44kg). Em sua campanha, ela venceu Rita Reis (Associação Esportiva Lassalista-AM), Amanda Lima (G.R.Futuro em Ação-PE) e Amanda Santos (A.D.São Caetano-SP). Na final, foi superada por Thays Marinho (Minas Tênis Clube-MG).

A segunda prata gaúcha veio com o meio-leve (66kg) Diego dos Santos (Sogipa), que venceu Adriano Souza (Acopajam-AM), Aírton da Silva (Grêmio Náutico União) e Paulo Leonardo dos Santos (Jequiá Iate Clube-RJ) e só parou em Breno Alves, do Pinheiros.

Diego Santos venceu -

Diego Santos foi prata nos 66kg – Divulgação/Paulo Pinto/CBJ

Nesta mesma categoria, Hiago Pirolo, do União, foi bronze, após vencer Alexandre Uchida (EC Osasco/Yanaguimori-SP), Patrick Carlson da Silva (Instituto Reação) e Nicolas Santos (ADPM São José dos Campos-SP) e perder para Breno Alves na semifinal. Em busca de um lugar no pódio, ele derrotou o companheiro de equipe Alessandro Machado.

Os sogipanos comemoraram ainda dois bronzes no peso ligeiro (66kg), com Rodrigo Lopes e Raphael Miaque. Na final, Eric Takabatake venceu Phelipe Pelim, em disputa de dois atletas do Pinheiros. A última medalha gaúcha foi ganha por Marcos Batista Júnior (Grêmio Náutico União), terceiro no super ligeiro (55kg).

Resultados por categoria:

Super ligeiro masculino (55kg) -

Ouro: Rafael Bonfim (Vitória-BA)
Prata: Allan Gonçalves (Instituto Reação-RJ)
Bronze: Marcos Batista Jr (Grêmio Náutico União-RS)
Bronze: Victor Guimarães (Academia Yama Arashi-SP)
* Alexandre Couto (Grêmio Náutico União) perdeu a disputa do bronze para Victor Guimarães

Ligeiro masculino (60kg) -

Ouro: Eric Takabatake (Pinheiros-SP)
Prata: Phelipe Pelim (Pinheiros-SP)
Bronze: Rodrigo Lopes (Sogipa-RS)
Bronze: Raphael Miaque (Sogipa-RS)
* Luvas Guimarães (Sogipa) perdeu para Eric Takabatake nas oitavas de final.
* Matheus Duarte (Grêmio Náutico União) perdeu para Allan Kuwabara (Clube Paineiras do Morumby-SP) nas oitavas de final.
* Gabriel da Silva (Grêmio Náutico União) perdeu para Michael Marcelino (Sesi-SP) nas oitavas de final.

Meio-leve masculino (66kg) -

Ouro: Breno Alves (Pinheiros-SP)
Prata: Diego Santos (Sogipa-RS)
Bronze: Hiago Pirolo (Grêmio Náutico União-RS)
Bronze: Paulo dos Santos (Jequiá Iate Clube-RJ)
* Aírton da Silva (Grêmio Náutico União) perdeu para Diego dos Santos nas quartas de final.
* Alessandro Machado (Grêmio Náutico União) perdeu a disputa do bronze para Hiago Pirolo.
* Daniel Cargnin (Sogipa) perdeu nas oitavas de final para Nicolas Santos (ADPM São José dos Campos-SP).
* Diego Caixeta (Sogipa) perdeu na estreia para Alexandre Santos (Associação Marcos Mercadante de Judô-SP).

Meio-leve feminino (52kg) -

Ouro: Milena Mendes (Sogipa-RS)
Prata: Jéssica Pereira (Instituto Reação-RJ)
Bronze: Eleudis Valentim (Pinheiros-SP)
Bronze: Raquel Silva (Instituto Reação-RJ)
* Victoria Camargo (Grêmio Naútico União) perdeu na estreia para Jéssica Lima (Sogipa)
* Jéssica Lima perdeu a disputa do bronze para Eleudis Valentim.

Super ligeiro feminino (44kg)

Ouro: Thays Marinho (Minas Tênis Clube-MG)
Prata: Ana Paula Nobre (Grêmio Náutico União-RS)
Bronze: Amanda Lima (G.R.Futuro em Ação-PE)
Bronze: Amanda Santos (AD São Caetano-SP)

Ligeiro feminino (48kg) -

Ouro: Larissa Farias (Instituto Reação-RJ)
Prata: Gabriela Clemente (Grêmio Náutico União-RS)
Bronze: Nathália Mercadante (Associação Marcos Mercadante de Judô-SP).
Bronze: Maria Eduarda Gonçalves (Instituto Reação-RJ)

Grêmio Náutico União é campeão da Super Copa Porto Alegre de Judô

24 de setembro de 2016 0

O Grêmio Náutico União sagrou-se campeão da Super Copa Porto Alegre, que foi disputada neste sábado (24), no ginásio do Colégio Santo Antônio. Mais de 500 judocas de 25 equipes participaram do evento promovido pela Federação Gaúcha de Judô. Na competição também foi definida a equipe que representará o Rio Grande do Sul no Meeting de Santa Catarina, no mês que vem.

GN União ganhou Supercopa de Judô - Divulgação/Telma Cunha / FGJ

GN União ganhou Supercopa de Judô – Divulgação/Telma Cunha / FGJ

Lutando pela liderança do ranking estadual, o Grêmio Náutico União chegou ao título após uma disputa acirrada com a Kiai. O clube da capital levou a melhor ao alcançar 384 pontos através de 11 medalhas de ouro, 11 de prata e 12 bronzes. Os canoenses ficaram com 375 pontos,em segundo.

A premiação da Supercopa de Judô - Divulgação/Telma Cunha / FGJ

A premiação da Supercopa de Judô – Divulgação/Telma Cunha / FGJ

Outra equipe que disputava a liderança, a Sogipa encerrou na terceira colocação, com 278 pontos. Recreio da Juventude (232) e Grêmio Náutico Gaúcho (137) completaram o pódio, em quarto e quinto lugares, respectivamente.

Pela Divisão de Acesso, exclusiva apenas a judocas iniciantes na modalidade, o Projeto Victória voltou a ser campeão e impediu a dobradinha do União. O time e Canoas alcançou 340 pontos, enquanto os unionistas, em segundo, fechou com 215. Rede La Salle (184), Bugre Lucena (174) e Judô Holstein (159) disputaram ponto a ponto o terceiro lugar e fecharam o pódio.

 

Felipe França é ouro e Guilherme Guido conquista o bronze no Meeting Internacional de Natação de Canet

08 de junho de 2016 0

O Brasil conquistou duas medalhas, uma de ouro e uma de bronze, no primeiro dia de provas do Meeting Internacional de Natação de Canet, na França, segunda etapa do Circuito Mare Nostrum. Em fase de preparação para os Jogos Rio 2016, os nadadores brasileiros ainda outras oito finais.

Felipe França ganhou ouro em Canet - Divulgação/FINA

Felipe França ganhou ouro em Canet – Divulgação/FINA

A medalha de ouro brasileira foi conquistada por Felipe França nos 100m nado peito, com o tempo de 1min00seg11, superando o campeão olímpico em Londres-2012, Cameron Van Den Burgh, que fez 1min00seg26 e o russo Anton Chupkov, campeão mundial júnior e ouro nos Jogos Olímpicos da Juventude de 2015, que nadou em 1min00seg e garantiu o bronze. Outros dois brasileiros participaram da prova. João Luiz Gomes Júnior foi o sexto colocado na final B, com 1min02seg17 e acabou na 14ª colocação geral, enquanto Thiago Simon foi o 21º colocado nas eliminatórias.

Van Der Burgh é atual campeão olímpico - Divulgação/London 2012/Arquivo

Van Der Burgh é atual campeão olímpico – Divulgação/London 2012/Arquivo

Mas a primeira medalha brasileira nesta quarta foi ganha por Guilherme Guido nos 50m nado costas. Com o tempo de 25s45 ele ficou com o bronze e só foi superado pelo francês Camille Lacourt, bicampeão mundial, que cronometrou 24seg87 e o alemão Jan Philip Glania, prata, com 25seg27.

Guido levou bronze - Divulgação/CBDA/Satiro Sodré

Guido levou bronze – Divulgação/CBDA/Satiro Sodré

Terceiro melhor nas eliminatórias dos 100m borboleta, com 52seg69, Henrique Martins não conseguiu o mesmo resultado na final e com 52seg78 finalizou em quarto lugar. O sul-africano Chad le Clos, campeão olímpico dos 200m borboleta e prata nos 100m, foi o vencedor com 51seg56, novo recorde do Meeting. O alemão Steffen Deibler (51seg91) levou a prata e o francês Mehdy Metella (52seg30) ficou com o bronze.

Henrique ficou perto do pódio- Divulgação/CBDA/Satiro Sodré

Henrique ficou perto do pódio- Divulgação/CBDA/Satiro Sodré

Joanna Maranhão nadou a série mais forte dos 800m livre e terminou em quarto lugar, com 8min36seg18. Já Manuella Lyrio foi a oitava colocada, com 8min47seg53. O pódio teve a britânica Jaz Carlin (8min25seg23), a neozelandesa Sharon Van Rouwendaal (8min33seg68) e a eslovena Tjasa Oder (8min34seg94). Já a também brasileira Jéssica Cavalheiro foi a 12ª, com o tempo de 9min07seg83.

Joanna disputou duas finais - Divulgação/ Satiro Sodré / SSPress / CBDA

Joanna disputou duas finais – Divulgação/ Satiro Sodré / SSPress / CBDA

A pernambucana ainda voltaria à piscina para disputar a final dos 200m medley. Depois de ser a segunda nas eliminatórias, Joanna finalizou em quinto ao marcar 2min14seg13. A medalha de ouro ficou com a húngara Katinka Hosszu, que estabeleceu um novo recorde de campeonato com 2min08seg93. A japonesa Kanako Watanabe (2min11seg54) e Kirsty Coventry, de Zimbábue, com 2min12seg29 completaram o pódio. Nesta prova, a paulista Gabrielle Roncato fez 2min24seg52 e terminou na oitava posição da final B.

Katinka Hosszu foi destaque em Canet  - Divulgação FINA

Katinka Hosszu foi destaque em Canet – Divulgação FINA

Classificado para sua primeira Olimpíada, Luiz Altamir Melo terminou em sexto nos 400m livre com o tempo de 3min52seg90. O russo Aleksandr Krasnyka, com 3min46seg96 foi o primeiro, seguido pelo britânico James Guy (3min47seg01) e o sul-africano Devon Myles Brown (3min48seg82).

Luiz Altamir irá estrear nos Jogos Olímpicos - Divulgação/Arquivo

Luiz Altamir irá estrear nos Jogos Olímpicos – Divulgação/Arquivo

Uma das revelações da natação brasileira, Matheus Santana foi o sétimo colocado nos 50m livre. Ele nadou em 22seg79 e ficou distante do pódio, que teve o ucraniano Andriy Govorov (21seg73), o húngaro Krisztian Takács (22seg25) e o japonês Shinri Shioura (22seg55). Mais três brasileiros nadaram os 50m. O mineiro Ítalo Duarte venceu a final B com 22seg24, enquanto Henrique Martins foi o 16º nas eliminatórias (23seg31) e preferiu não disputar a prova de consolação. Já o gaúcho André Pereira (Grêmio Náutico União) fez 23seg82 e foi o 25º colocado na etapa de classificação.

André Pereira não passou das eliminatórias - Divulgação

André Pereira não passou das eliminatórias – Divulgação/GNU

Larissa Oliveira e Manuella Lyrio disputaram a final do 200m livre e com os tempos de 1min59seg39 e 1min59seg93 terminaram em sétimo e oitavo lugar, respectivamente. A vencedora foi a francesa Charlotte Bonnet (1min56seg84), que repetiu o resultado da etapa de Monte Carlo, onde também bateu a húngara Katinka Hosszu, que desta vez fez 1min56seg85. A russa Veronika Popova (1min56s95) completou o pódio.

Manuella Lyrio também esteve em duas finais - Divulgação/CBDA

Manuella Lyrio também esteve em duas finais – Divulgação/CBDA

Nos 100m peito feminino, Jhennifer Conceição foi a sétima colocada com 1min09seg81. A dinamarquesa Rikke Möller Pedersen ficou com o ouro ao cravar 1min07seg23. A japonesa Kanako Watanabe (1min07seg75) ganhou a prata e a espanhola Jessica Vall marcou 1min08seg13 e garantiu a medalha de bronze.

Com apenas 19 anos, Jhennifer Conceição conseguiu vaga olímpica - Divulgação/FernandoMucci

Com apenas 19 anos, Jhennifer Conceição conseguiu vaga olímpica – Divulgação/FernandoMucci

A gaúcha Graciele Herrmann foi a sexta colocada na disputa da final B dos 50m livre. A nadadora do Grêmio Náutico União fez 25s83, tempo inferior aos 25seg67 das eliminatórias, quando ficou com 11º. A dinamarquesa Jeanette Ottesen marcou 24seg64 e garantiu o ouro, seguida pela canadense Chantal Van Landeghem (24seg68) e pela sueca Therese Alshmaar (24seg75). Larissa Oliveira (26seg12) e Daynara de Paula (26seg25) terminaram na 17ª e na 20ª posição, respectivamente.

Graciele disputará sua segunda Olimpíada -  Divulgação/CBDA/Satiro Sodré

Graciele disputará sua segunda Olimpíada – Divulgação/CBDA/Satiro Sodré

Sétima colocada nas eliminatórias dos 100m borboleta, com 59seg27, Daynara de Paula nadou a final em um tempo superior (59seg98) e foi a oitava, na prova que marcou a segunda vitória de Jeanette Ottesen (57seg40). A canadense Penny Oleksiak (57seg44) e a húngara Lilian Szilagyi (57seg95) também estiveram no pódio.

Daynara também disputará Jogos Rio 2016 - Divulgação/CBDA/Satiro Sodré

Daynara também disputará Jogos Rio 2016 – Divulgação/CBDA/Satiro Sodré

Demais resultados:

50m costas feminino -

Ouro: Katinka Hosszu (HUN) 28seg07

Prata: Anastasiia Fesikova (RUS) 28seg18

Bronze: Kirsty Coventry (ZIM) 28seg43

200m livre masculino -

Ouro: Yannick Agnel (FRA) 1min47seg28

Prata: Devon Myles Brown (RSA) 1min47seg62

Bronze: Kosuke Hagino (JAP) 1min47seg69

Final B – 3º: Luiz Altamir Melo (BRA) 1min49seg50

Eliminatórias – 27º: Henrique Rodrigues (BRA) 1min52seg08

31º Thiago Simon (BRA) 1min52seg72

200m costas feminino -

Ouro: Kosuke Hagino (JAP) 1min58seg29

Prata: Christian Diener (ALE) 1min58seg84

Bronze: Andrei Shabasov (RUS) 1min59seg16

Eliminatórias – 12º Guilherme Guido (BRA) 2min04seg41

400m medley masculino -

Ouro: Kosuke Hagino (JAP) 4min09seg52

Prata: Jacob Heidtmann (ALE) 4min14seg75

Bronze: Feilian Mao (CHN) 4min19seg42

Fabiana Beltrame vence final B da Copa do Mundo de Remo

28 de maio de 2016 0

A catarinense Fabiana Beltrame obteve o melhor resultado do Brasil na segunda etapa da Copa do Mundo de Remo, que acontece em Lucerna, na Suíça. Neste sábado (28), a campeão mundial de 2011 foi a vencedora da final “B” do Single Skiff Feminino Peso Leve (LW1x), com o tempo de 7min52seg060, o que a deixou na sétima posição na classificação geral. Na prova principal, a alemã Anja Noske marcou 7min34seg600 e ficou com a medalha de ouro.

Fabiana Beltrame foi a melhor na final B - Divulgação/CBR

Fabiana Beltrame foi a melhor na final B – Divulgação/CBR

Fernanda Nunes e Vanessa Cozzi terminaram em segundo na final “C” do Double Skiff Feminino Peso Leve (LW2x). Com o tempo de 7min49seg110, elas ficaram atrás das japonesas Ayami Oisihi e Chiaki Tomita, que remaram em 7min45seg550, e concluíram a competição em 14º lugar.

Fernanda Nunes e Vanessa Cozzi (2º barco) ficaram em 14º no geral - Divulgação/World Rowing

Fernanda Nunes e Vanessa Cozzi (2º barco) ficaram em 14º no geral – Divulgação/World Rowing

Nascido em São Paulo há 31 anos, com nacionalidade suíço-brasileira, Steve Hiestand foi o sexto colocado na final “C” do Single Skiff Masculino (M1x), com o tempo de 7min46seg610 e garantiu a 18ª posição no geral. O vencedor da prova foi o norte-americano Kenneth Jurkowski, com 7min31seg220.

Xavier e Willian disputarão Jogos Rio 2016 - Foto: Grêmio Náutico União / Divulgação

Xavier e Willian disputarão Jogos Rio 2016 – Foto: Grêmio Náutico União / Divulgação

Classificados para os Jogos Rio 2016, o espanhol naturalizado brasileiro Xavier Vela Maggi e o catarinense Willian Giaretton finalizaram em quarto lugar na sua série semifinal (6min35seg120) e não conseguiram vaga para a disputa de medalhas. No domingo os remadores do Grêmio Naútico União disputarão a final “B”.

Grêmio Náutico União vence Supercopa do Circuito Gaúcho de Judô

24 de abril de 2016 0

O Grêmio Náutico União faturou o título da primeira Supercopa do Circuito Gaúcho de Judô , disputada em Santa Maria. O clube porto-alegrense ficou com o troféu de campeão na Divisão Principal do evento, superando outras 25 equipes.

GN União levou título da Supercopa - Divulgação/Telma Cunha / FGJ

GN União levou título da Supercopa – Divulgação/Telma Cunha / FGJ

Para levar o título, o União somou 586 pontos no torneio, com 25 medalhas de ouro, 11 de prata e 15 de bronze. A Sogipa ficou com o vice-campeonato, com 418 pontos obtidos por meio de 17 ouros, 10 pratas e 11 bronzes. Com 12 medalhas de ouro, 13 de prata e 12 de bronze, a Kiai ficou com a terceira colocação.

A próxima etapa do Circuito, a Copa Grêmio Náutico União 110 anos, será disputada em Porto Alegre. O campeonato também será seletivo para o Campeonato Brasileiro sub-21.

Graciele Herrmann garante vaga em sua segunda Olimpíada

20 de abril de 2016 0

A gaúcha Graciele Herrmann, 24 anos, está classificada para a disputa dos Jogos Olímpicos Rio 2016. Nesta quarta-feira (20), ela não conseguiu baixar o índice estabelecido pela Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA), mas mesmo assim conseguiu a segunda colocação entre as brasileiras.

Graciele Herrmann disputará sua segunda Olimpíada - Divulgação/André Antunes

Graciele Herrmann disputará sua segunda Olimpíada – Divulgação/André Antunes

Grande nome da natação feminina brasileira, a pernambucana Etiene Medeiros (Sesi-SP) venceu a final do Troféu Maria Lenk, com 24s64, ficando abaixo dos 25s28 exigidos, e confirmou a primeira vaga. Graciele foi bronze, com 25s09, enquanto Lorrane Ferreira, do Fiat/Minas Tênis Clube, nadou em 24s95 e ficou a 0s03 do tempo estabelecido pela gaúcha em dezembro no Torneio Open, com 24s92.

Etiene conseguiu quatro índices - Divulgação/Satiro Sodré / SSPress / CBDA

Etiene conseguiu quatro índices – Divulgação/Satiro Sodré / SSPress / CBDA

Esta será a segunda vez que Graciele Herrmann disputará os Jogos. Em Londres-2012, a vice-campeã dos 50m livre e do revezamento 4x100m livre nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara-2011, não passou das eliminatórias e foi a 22ª colocada na classificação geral. No ano passado, no Pan de Toronto, a nadadora do Grêmio Náutico União ficou com o bronze no revezamento 4×100.

Para Etiene esta será a primeira Olimpíada. Vice-campeã do 50m livre no Pan de Toronto, a pernambucana que completará 25 anos em maio, e primeira brasileira a vencer um Campeonato Mundial – ouro nos 50m costas em piscina curta em 2014, ela obteve quatro índices para o Rio 2016: 50m e 100m livre, 100m costas e revezamento 4x100m livre.

Seleções Brasileiras sub 21 de Judô disputam competições na Europa

07 de abril de 2016 0

As Seleções Brasileiras sub 21 de Judô estão na Europa para a disputa da Copa Europeia Júnior de Lignano, nos dias 09 e 10, na Itália, e a Copa Europeia Júnior de São Petersburgo, na Rússia, nos dias 16 e 17 de abril. Antes do embarque, as equipes estiveram concentradas em Pindamonhangaba, no interior de São Paulo.

Seleções brasileiras sub-21 estão na Europa - Divulgação/CBJ

Seleções brasileiras sub-21 estão na Europa – Divulgação/CBJ

O time feminino é formado por Thays Marinho (44kg/Minas Tênis Clube), Gabriela Clemente (48kg/Grêmio Náutico União), Jéssica Lima (52kg/S.E.L. de São José dos Campos), Giovanna Pernoncini (57kg/Sogipa), Ketelyn Nascimento (57kg/ Palmeiras), Yanka Pascoalino (63kg/ Esporte Clube Pinheiros), Bruna Nesi (70kg/ Sociedade Morgenau), Gabriela Paliano (78kg/Associação Atlética Judô Futuro), Ellen Furtado (+78kg/Sesi-SP) e Beatriz Souza (+78kg/Pinheiros).

Gabriela Clemente está com a Seleção sub'21 - Divulgação/GN União

Gabriela Clemente está com a Seleção sub’21 – Divulgação/GN União

Já a seleção masculina tem Daniel Silva (55kg/Associação Rodrigo Bilhar), Mike Pinheiro (55kg/São João Tênis Clube), Kainan Santos Pires (60kg/Pinheiros), Daniel Cargnin (66kg/Sogipa), David Dias Lima (73kg/Pinheiros), Giovani Ferreira (81kg/Palmeiras), André Humberto (90kg/Minas Tênis Clube), Henrique Francini (90kg/Pinheiros), Arthur Silva (100kg/Sesi-SP) e Matheus Rocha (+100kg/Sesi-SP).

 

Daniel Cargnin é aposta da Seleção masculina - Divulgação

Daniel Cargnin é aposta da Seleção masculina – Divulgação

Depois de cada competição, as equipes brasileiras irão realizar Treinamentos de Campo, organizados pela União Europeia de Judô, nas duas cidades.