Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "ivan dodig"

Marcelo Melo perde para ex-parceiro e é eliminado nas duplas na Austrália

23 de janeiro de 2017 0

Campeões do Aberto da França de 2015 e vice-campeões em Wimbledon em 2013, além de outros cinco títulos em mais 11 finais disputadas, o brasileiro Marcelo Melo e o croata Ivan Dodig se reencontraram nesta segunda-feira (23), mas não para reviver a vitoriosa parceria.

Kubot e Melo perderam na 3ª rodada - Divulgação/ATP

Kubot e Melo perderam na 3ª rodada – Divulgação/ATP

Em confronto válido pelas oitavas de final do Aberto de Tênis da Austrália, os dois se enfrentaram e o croata levou a melhor. Ele e o espanhol Marcel Granollers venceram o mineiro e o polonês Łukasz Kubot por 2 a 0, com um duplo 7/6, com placares de 7/5 e / nos dois tie-breaks, após h de partida.

A vitória garantiu Dodig e Granollers nas quartas de final contra os irmãos norte-americanos Bob e Mike Bryan, seis vezes campeões em Melbourne, que eliminaram a parceria formada pelo compatriota Brian Baker e o croata Nikola Mektić por 6/3 e 7/6 (11).

Marcelo Melo vence a segunda nas duplas na Austrália e vai encarar ex-parceiro nas oitavas de final

21 de janeiro de 2017 0

O brasileiro Marcelo Melo e o polonês Łukasz Kubot estão classificados para as oitavas de final do Aberto de Tênis da Austrália. Neste sábado (21), eles derrotaram o norte-americano Nicholas Monroe e o neozelandês Artem Sitak em sets diretos, com parciais de 6/4 e 7/6 (3), em 1h28 de partida.

Melo e Kubot estão nas oitavas na Austrália - Divulgação/ATP/Arquivo

Melo e Kubot estão nas oitavas na Austrália – Divulgação/ATP/Arquivo

Cabeças de chave número sete, eles agora vão enfrentar a parceria formada pelo croata Ivan Dodig e o espanhol Marcel Granollers, nonos na lista de favoritos, que eliminaram o sueco Robert Lindstedt e o neozelandês Michael Venus por 2 a 1, parciais de 4/6, 6/3 e 7/6 (5).

Com Ivan Dodig, Marcelo Melo venceu Roland Garros - Divulgação/FFT

Esta será a primeira vez que Marcelo Melo e Ivan Dodig irão se enfrentar depois que decidiram encerrar a parceria que durou quatro temporadas e rendeu a eles o título do Aberto da França de 2015 e o vice-campeonato em Wimbledon em 2013, além de outros cinco títulos em mais 11 finais disputadas.

Mesmo sem jogar bem, Novak Djokovic bate Fernando Verdasco e passa pela estreia na Austrália

17 de janeiro de 2017 0

Seis vezes campeão do Aberto de Tênis da Austrália, incluindo as duas últimas temporadas, o sérvio Novak Djokovic derrotou o espanhol Fernando Verdasco por 3 a 0, parciais de 6/1, 7/6 (4) e 6/2, em 2h20 de partida e garantiu vaga na segunda rodada.

Djokovic busca sétimo título na Austrália - Divulgação/@AustralianOpen

Djokovic busca sétimo título na Austrália – Divulgação/@AustralianOpen

A atuação do atual número dois do mundo não foi brilhante. Depois de um primeiro set arrasador, Djokovic cometeu muitos erros na segunda parcial e permitiu que seu saque fosse quebrado em duas oportunidades. Porém, contou com a instabilidade do adversário para chegar ao tie-break e marcar 2 a 0. Já no terceiro set, o sérvio foi soberano e obteve sua 229ª vitória em um torneio de Grand Slam, terceira melhor marca da história, atrás apenas de Roger Federer (308) e Jimmy Connors (233).

Djokovic tem 58 vitórias na Austrália - Divulgação/@AustralianOpen

Djokovic tem 58 vitórias na Austrália – Divulgação/@AustralianOpen

Na próxima rodada, Novak Djokovic vai enfrentar o vencedor do confronto entre o uzbeque Denis Istomin, convidado da organização, que superou o croata Ivan Dodig, que veio do qualifying, por 3 a 1 (6/1, 6/4, 3/6 e 7/5).

Demais resultados:

Grigor Dimitrov (BUL-15) 7/6 (2), 6/3 e 6/3 Christopher O’Connell (AUS-WC)

Hyeon Chung (COR) 6/2, 6/3 e 6/2 Renzo Olivo (ARG)

Carlos Berlocq (ARG) 6/4, 7/6 (4), 5/7 e /6 (8) Radu Albot (MOL)

Richard Gasquet (FRA-18) Blake Mott (AUS-WC)

Pablo Carreño Busta (ESP-30) 6/0, 3/6, 3/6, 6/2, 3/0 e desistência Peter Polansky (CAN-LL)

Kyle Edmund (GBR) 6/2, 7/5 e 6/3 Santiago Giraldo (COL)

De virada, Juan Martín del Potro bate Marin Čilić e Argentina empata final da Copa Davis

27 de novembro de 2016 0

E Juan Martín del Potro realmente está de volta. Depois de surpreender e eliminar Novak Djokovic e Rafael Nadal durante os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro e chegar à disputa da medalha de ouro contra o britânico Andy Murray, o campeão do US Open de 2009, que sofreu com uma grave lesão no punho esquerdo e ficou fora das quadras por  quase duas temporadas entre 2014-15, pode ser o grande responsável pelo inédito título da Copa Davis para a Argentina.

del Potro comemora ponto diante de Čilić - Divulgação/ITF

del Potro comemora ponto diante de Čilić – Divulgação/ITF

Neste domingo (26), o número 38 do ranking mundial da ATP não se intimidou com o poderoso saque de Marin Čilić e conseguiu uma virada histórica, por 3 sets 2, parciais de 6/7 (4)m 2/6, 7/5, 6/4 e 6/3, em 4h53 de partida para igualar a série final do Grupo Mundial, que está sendo realizada em Zagreb, na Croácia, em 2 a 2. Agora, o quinto jogo apontará o campeão.

 Čilić marcou 34 aces - Divulgação/ITF

Čilić marcou 34 aces – Divulgação/ITF

Apoiado pelo público e embalado pelas vitórias em simples, contra Federico Delbonis, e duplas ao lado de Ivan Dodig, Čilić começou a partida confirmando o serviço e logo depois quebrou o saque do rival para disparar em 4/1. Porém, aos poucos, del Potro foi melhorando e devolveu o break em 3/4, para na sequência empatar o set e forçar o tie-break, onde o croata foi melhor e fechou em 7/4, aproveitando nove aces e 10 bolas vencedoras.

del Potro acertou 19 winners - Divulgação/ITF

del Potro acertou 19 winners – Divulgação/ITF

Del Potro deu mostras de cansaço no começo da segunda parcial e mais uma vez o croata não desperdiçou a oportunidade de conseguir nova quebra em 3/2, após duas duplas faltas do argentino. Sacando bem e acertando as devoluções, Čilić voltou a derrubar o serviço do rival em 5/2, para logo depois abrir 2 a 0, com um 6/3.

Čilić cometeu 78 erros não forçados - Divulgação/ITF

Čilić cometeu 78 erros não forçados – Divulgação/ITF

O terceiro set foi tenso e o jogo chegou a ser paralisado devido ao intenso barulho das duas torcidas. Quando recomeçou seguia empatado em 4/4 e assim foi até o 12º game, quando Del Potro quebrou o saque de Čilić, pela segunda vez na partida, e com 7/5, aproveitando 20 erros não forçados do croata, diminuiu a desvantagem.

A vitória animou o argentino que voltou mais confiante para o quarto set. Acertando sete winners, del Potro voltou a ser cirúrgico e com apenas um break, no 10º game, fez 6/4 e empatou o jogo para delírio da torcida argentina, que se faz presente em grande número a Zagreb, inclusive com a presença do ex-jogador de futebol Diego Armando Maradona.

del Potro conseguiu cinco quebras de saque - Divulgação/ITF

del Potro conseguiu cinco quebras de saque – Divulgação/ITF

No começo do quinto set, Čilić voltou a ser preciso nas devoluções e fez 1/0, com uma quebra. Porém, quando sacou para confirmar a vantagem, o croata perdeu o saque e del Potro voltou ao jogo. Com bolas profundas e muitos slices, o argentino foi minando a confiança do adversário até obter nova quebra de saque no oitavo game. Depois, foi sacar e festejar a vitória e a igualdade na série, que mantém a Argentina na luta por seu primeiro título na história da competição.

Croácia vence jogo de duplas e fica a uma vitória do título da Copa Davis

26 de novembro de 2016 0

Os croatas Marin Čilić e Ivan Dodig venceram os argentinos Juan Martín del Potro e Leonardo Mayer por 3 sets a 0, parciais de 7/6 (2), 7/6 (4) e 6/3, em 2h42 de partida disputada neste sábado (26), na Arena Zagreb, e deixaram a Croácia na liderança da final da Copa Davis de Tênis.

Dodig e Cilic - Divulgação/ITF

Dodig (de frente) e Čilić vibram com vitória croata – Divulgação/ITF

Com a vitória nas duplas, os croatas estão a uma vitória da conquista do segundo título na história. Em 2005, Ivan Ljubičić e Mario Ančić venceram a final contra a Eslováquia, fora de casa, por 3 a 2.

Para sagrar-se campeã, a Croácia terá duas chances no domingo (26), quando serão disputadas duas partidas de simples. Čilić e del Potro vão abrir o dia e, se necessário, Ivo Karlović e Federico Delbonis definirão a equipe campeã.

Marcelo Melo e Ivan Dodig se recuperam e vencem a primeira no ATP Finals

15 de novembro de 2016 0

Em seu último torneio atuando juntos, o brasileiro Marcelo Melo e o croata Ivan Dodig derrotaram nesta terça-feira (15), o filipino Treat Huey e o bielorrusso Max Mirnyi por 2 sets a 0, parciais de 7/5 e 6/4, em 1h17 de partida e se reabilitaram da derrota para os irmãos norte-americanos Bob e Mike Bryan. na estreia do ATP Finals, em Londres, na Inglaterra.

Marcelo Melo e Ivan Dodig se recuperaram da derrota na estreia - Divulgação/Peter Staples / ATP World Tour

 Melo e Dodig se recuperaram da derrota na estreia – Divulgação/Peter Staples /ATP World Tour

Com o resultado de hoje, os campeões de Roland Garros em 2015 estão na terceira posição do Grupo Edberg/Jarryd e seguem com chances de classificação para as semifinais.

Agora, para seguir em frente sem depender da matemática, Melo e Dodig precisam bater o britânico Jamie Murray e o brasileiro Bruno Soares, na próxima quinta-feira (17), e torcer por um triunfo de Huey e Mirnyi sobre os irmãos Bryan.

Bruno Soares e Jamie Murray começam com vitória no ATP Finals

13 de novembro de 2016 0

O brasileiro Bruno Soares e o britânico Jamie Murray estrearam com vitória no Grupo Edberg/Jarryd do ATP Finals, em Londres. Neste domingo (13), os atuais campeões dos Abertos da Austrália e dos Estados Unidos derrotaram o filipino Treat Huey e o bielorrusso Max Mirny por 2 a 0, parciais de 6/4 e 7/5, em 1h18 de partida e agora estão na segunda posição do grupo, que é liderado pelos irmãos norte-americanos Bob e Mike Bryan, que mais cedo venceram o brasileiro Marcelo Melo e o croata Ivan Dodig.

Bruno e Jamie começaram com vitória - Divulgação/ATP Finals

Bruno e Jamie começaram com vitória – Divulgação/ATP Finals

Bruno e Jamie começaram a partida mandando na maioria dos pontos e no quarto game conseguiram uma quebra de saque, mas acabaram permitindo a reação dos adversários, que devolveram o break no nono game e encostaram em 4/5. Porém, Murray e Soares conseguiram mais uma quebra de serviço no décimo game e abriram vantagem.

No segundo set, os cabeças de chave número dois começaram quebrando o serviço dos rivais no segundo game e chegaram a liderar em 3/0. Porém, eles acabaram perdendo o saque no quinto game e o jogo ficou equilibrado até o 12º game, quando o mineiro e o escocês fecharam a partida recebendo o saque dos adversários.

Irmãos Bryan aplicam pneu e vencem dupla de Marcelo Melo na abertura do ATP Finals

13 de novembro de 2016 0

Maiores vencedores da história, com 112 títulos, os irmãos norte-americanos Bob e Mike Bryan começaram com vitória no ATP Finals, em Londres, na Inglaterra. Na manhã deste domingo (13), os gêmeos californianos derrotaram o brasileiro Marcelo Melo e o croata Ivan Dodig, por 2 a 0, parciais de 7/6 (3) e 6/0, em apenas 65 minutos e assumiram a liderança do Grupo Edberg/Jarryd.

Bob e Mike Bryan tem quatro títulos - Divulgação/ATP/Arquivo

Bob e Mike Bryan tem quatro títulos – Divulgação/ATP/Arquivo

Esta foi a décima vez que as duas parcerias se enfrentaram e a sétima vitória dos Bryan, que repetiram o triunfo da decisão do torneio em 2014, quando garantiram o quarto título na história da competição. Já Melo/Dodig atuam juntos pela última vez. Em 2017, o mineiro irá jogar com o polonês Łukasz Kubot.

No primeiro set, o equilíbrio foi a tônica do confronto que já decidiu dois Grand Slams, Wimbledon-13 e Roland Garros-15, com uma vitória para cada lado. Porém, no tie-break, os norte-americanos dispararam em 3/0 e encaminharam a vitória. Já na segunda parcial, Melo/Dodig cometeram diversos erros e foram facilmente dominados e acabaram levando um “pneu”, mesmo após salvarem dois match points.

Melo e Dodig foram vices em 2014 - Divulgação/ATP/Arquivo

Melo e Dodig foram vices em 2014 – Divulgação/ATP/Arquivo

O outro jogo da chave acontece ainda hoje, às 16h (de Brasília), entre o britânico Jamie Murray e o brasileiro Bruno Soares, atuais campeões dos Abertos da Austrália e dos Estados Unidos, e a parceria formada pelo filipino Treat Huey e o bielorrusso Max Mirnyi.

ATP confirma liderança de Jamie Murray e Bruno Soares na Corrida dos Campeões

31 de outubro de 2016 0

A atualização semanal dos rankings da Associação dos Tenistas Profissionais (ATP), nesta segunda-feira (31), trouxe na classificação de duplas da Corrida dos Campeões, a liderança para a parceria formada pelo brasileiro Bruno Soares e o britânico Jamie Murray. Vencedores de dois Grand Slams no ano, os Abertos da Austrália e dos Estados Unidos, eles ultrapassaram os franceses Pierre-Hugues Herbert e Nicolas Mahut por apenas 25 pontos e tentarão nesta semana, no Masters 1.000 de Paris, manter a posição.

Jamie Murray e Bruno Soares lideram a Corrida dos Campeões -  Divulgação/Arquivo

Jamie Murray e Bruno Soares lideram a Corrida dos Campeões – Divulgação/Arquivo

Outro brasileiro que aparece bem colocado é o também mineiro Marcelo Melo, que ao lado do croata Ivan Dodig está em quinto lugar. Eles estão a 130 pontos dos espanhóis Feliciano López e Marc López, que ocupam a quarta posição. Os irmãos norte-americanos Bob e Mike Bryan são os terceiros colocados.

Confira as oito melhores duplas na Corrida dos Campeões:

1 – Jamie Murray/Bruno Soares (GBR/BRA) 7.250

2 – Pierre-Hugues Herbert/Nicolas Mahut (FRA) 7.225

3 – Bob Bryan/Mike Bryan (EUA) 6.250

4 – Feliciano López/Marc López (ESP) 4.260

5 – Ivan Dodig/Marcelo Melo (CRO/BRA) 4.130

6 – Raaven Klaasen/Rajeev Ram (AFS/EUA) 3.690

7 – Henri Kontinen/John Peers (FIN/AUS) 3.310

8 – Treat Huey/Max Mirnyi (FIL/BLR) 3.155

Marcelo Demoliner vence nas duplas e Thiago Monteiro leva virada em Atlanta

01 de agosto de 2016 0

O gaúcho Marcelo Demoliner passou por sua estreia na chave de duplas do ATP250 de Atlanta, nos Estados Unidos. Nesta segunda-feira (01º), ele e o espanhol Guillermo García-López derrotaram o alemão Tobias Kamke e o sérvio Dušan Lajović por 2 a 0, parciais de 6/2 e 6/4, em 65 minutos de partida.

Demoliner fez boa estreia nas duplas - Divulgação/Arquivo

Demoliner fez boa estreia nas duplas – Divulgação/Arquivo/ATP/Getty Images

Com a vitória, Demoliner e García-López garantiram vaga nas quartas de final e esperam a definição de seus próximos rivais, que sairão do confronto entre o croata Ivan Dodig e o paquistanês Aisam-ul-haq Qureshi e a parceria formada pelo britânico Jonathan Marray e o canadense Adil Shamasdin.

Já o cearense Thiago Monteiro sofreu uma virada do norte-americano Tim Smyczek e foi eliminado na estreia, com parciais de 5/7, 7/6 (5) e 6/3, em jogo que teve 2h25 de duração.