Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.

Posts com a tag "Jogos Olímpicos Rio 2016"

Hugo Calderano e Lin Gui, os melhores brasileiros no ranking mundial de Tênis de Mesa

07 de novembro de 2016 0

A Federação Internacional de Tênis de Mesa (ITTF) divulgou nesta segunda-feira (07) a atualização de novembro do ranking mundial da modalidade. No masculino, Hugo Calderano segue sendo o melhor brasileiro colocado da lista, ocupando a 31ª primeira colocação. No feminino, Lin Gui é a número um do país e 118ª do mundo, ganhando quatro posições em relação a outubro.

Calderano é o melhor brasileiro no ranking  - Divulgação/Christian Martinez/CBTM

Calderano é o melhor brasileiro no ranking – Divulgação/Christian Martinez/CBTM

Calderano também aparece como o segundo melhor mesatenista do mundo no sub-21. Um dos representantes brasileiros nos Jogos Olímpicos Rio 2016, Hugo também figura como o melhor atleta da América Latina no ranking.

O Brasil ainda conta com outros dois nomes entre os 100 melhores do mundo no masculino: Gustavo Tsuboi ocupa a 79ª colocação, enquanto Cazuo Matsumoto subiu de 88º para 85º. Thiago Monteiro passou de 155º para 152º; Eric Jouti ganhou dez posições e aparece como 186º; Isaac Zauli é o 468º; Rafael Torino é o 572º; e Siddharta Almeida aparece em 582º lugar.

Lin Gui disputou os Jogos Olímpicos de 2012/16 - Divulgação/ITTF

Lin Gui disputou os Jogos Olímpicos de 2012/16 – Divulgação/ITTF

Entre as mulheres, as brasileiras mais bem ranqueadas também subiram na lista. Caroline Kumahara ganhou três posições e agora é a 126ª do mundo, enquanto Bruna Takahashi saiu da 203ª posição para entrar no top 200 como número 190 do mundo. Já Bruna Alexandre passou da 406ª para a 372ª colocação.

Antidoping: Nova lista de hackers russos tem ginasta brasileiro Diego Hypolito

03 de outubro de 2016 0

Os hackers do grupo russo “Fancy Bears“, que conseguiram invadir o sistema de exames antidopings feitos pela Agência Mundial de Antidoping (Wada) divulgaram nesta segunda-feira (03) a sexta relação de atletas com autorização para utilizar algumas substâncias proibidas, por necessidades médicas.

Diego está na lista divulgada por hackers - Divulgação/CBG/Ricardo Bufolin

Diego está na lista divulgada por hackers – Divulgação/CBG/Ricardo Bufolin

Entre os 20 nomes revelados hoje está o do ginasta brasileiro Diego Hypolito, bicampeão mundial do solo (2005/07) e medalha de prata nos Jogos Olímpicos Rio 2016, também no solo. De acordo com o documento vazado, o paulista recebeu autorização para fazer uso de Dexametasona, Formorol e Budesonide, em virtude de uma bronquite asmática, em julho de 2007.

O britânico Alistair Brownlee, atual bicampeão olímpico do triatlo, é outro que está na relação. Ele teve o uso de Acetazolamida, um diurético utilizado para tratamento de glaucoma. No total, os atletas que aparecem nesta sexta lista ganharam 33 medalhas (11 ouros, 16 pratas e 6 bronzes), somando os Jogos de Atenas, Pequim, Londres e Rio de Janeiro.

Alistair Brownlee é o atual bicampeão olímpico - Divulgação/ITU

Alistair Brownlee é o atual bicampeão olímpico – Divulgação/ITU

Confira a lista divulgada hoje:

Ai Fukuhara (Japão) – Tênis de Mesa

Alistair Brownlee (Grã-Bretanha) – Triatlo

Brian Baker (Estados Unidos) – Tênis

Diego Hypolito (Brasil) – Ginástica Artística

Emma Johansson (Suécia) – Ciclismo

Emily Seebohm (Austrália) – Natação

Fabien Gilot (França) – Natação

Juan Ignacio Gilardi (Argentina) – Hóquei na grama

Lawrence Brittain (África do Sul) – Remo

Mahé Drysdale (Nova Zelândia) – Remo

Masahi Ebinuma (Japão) – Judô

Melanie Pfeifer (Alemanha) – Canoagem

Monica Aksamit (Estados Unidos) – Esgrima

Óscar Figueroa Mosquera (Colômbia) – Luta olímpica

Peder Fredricson (Suécia) – Hipismo

Peter Burling (Nova Zelândia) – Vela

Rajeev Ram (Estados Unidos) – Tênis

Rie Kaneto (Japão) – Natação

Rob Gibson (Canadá) – Remo

Stefany Hernández Mendoza (Venezuela) – Ciclismo

Jogos Rio 2016 deixaram impressão positiva na imprensa internacional

01 de outubro de 2016 0

A imagem do Brasil para a imprensa estrangeira melhorou após os Jogos Olímpicos Rio 2016, segundo pesquisa divulgada pelo Ministério do Turismo. Entre os profissionais que vieram ao país para cobrir o megaevento, 59,7% afirmaram que suas próximas matérias sobre o Brasil deverão ser positivas, crescimento de 62% em relação ao percentual entes dos Jogos, de 36,8%.

Rio de Janeiro sediou primeiros Jogos da América do Sul -  Divulgação/Embratur

Rio de Janeiro sediou primeiros Jogos da América do Sul – Divulgação/Embratur

O turismo e a cultura nacional deverão ser os temas responsáveis pela maior quantidade de matérias positivas nas futuras reportagens – 29% cada. Antes da Rio 2016, as matérias sobre o Brasil com teor negativo eram relacionadas, na maioria dos casos, à política (56%) e à violência (40%). Já as positivas destacavam o turismo (28,6%) e a cultura (23,8%).

De acordo com o levantamento, 90,5% dos entrevistados disseram que a viagem atendeu ou superou as expectativas, o que fez com que 89,6% deles afirmassem que recomendariam o Brasil para a próxima viagem de amigos, família ou público em geral.

Anéis Olímpicos Rio - Foto:Reprodução/Twitter

Anéis Olímpicos Rio – Foto:Reprodução/Twitter

Ter resultados tão positivos junto a esse público formador de opinião é importante. Por características típicas da profissão, os jornalistas são mais críticos e exigentes. Conseguimos mostrar que o Brasil está preparado e que podemos sediar grandes eventos e receber os turistas da melhor maneira“, afirmou o ministro interino do Turismo, Alberto Alves.

Foram entrevistados 435 profissionais, com idade média de 43 anos. A maior parte dos profissionais de imprensa entrevistados residem nos Estados Unidos (7,4%), seguido por China (5,5%), Alemanha (5,3%), Colômbia (5,1%) e Argentina (5,1%).

Em relação à infraestrutura, as melhores avaliações ficaram com os aeroportos (94,2%), seguido de disponibilidade de voos no Brasil (88,8%) e serviços de táxi (86,1%). Já no quesito serviços, os atrativos turísticos atingiram a marca de 99,1%, seguido pela obtenção de vistos para entrada no País (96,3%) e diversão noturna (95,5%).

Quanto ao preços, os serviços com melhor avaliação foram transporte público (84,2%), atrativos turísticos (82,4%) e telefonia e internet (78,1%). Na lista de principais emissores ao Brasil temos os Estados Unidos (12,9%), seguido da China (7,4%) e Alemanha (5,5%).

Fontes: Agência Brasil e Portal Brasil

Após ótima campanha nos Jogos Rio 2016, Hugo Calderano atinge melhor ranking de um mesa-tenista latino-americano

25 de agosto de 2016 0

O brasileiro Hugo Calderano atingiu o melhor resultado de um mesa-tenista latino-americano no ranking da Federação Internacional de Tênis de Mesa (ITTF). Após a boa campanha nos Jogos Olímpicos Rio 2016, quando foi eliminado nas oitavas de final, o carioca de 20 anos passou a ocupar a 31ª posição, melhor colocação já atingida por um jogador da América Latina, superando o 33º lugar do paulista Gustavo Tsuboi, em novembro de 2014.

Calderano fez história na Rio 2016 - Divulgação/Christian Martinez/CBTM

Calderano fez história na Rio 2016 – Divulgação/Christian Martinez/CBTM

Medalha de ouro nos Jogos Pan-americanos de Toronto, no Canadá, no ano passado, quando ainda levou o título por equipes, Calderano comemorou a marca.

“Fiquei muito feliz com essa nova posição. Vinha treinando bem há algum tempo, mas não tinha subido no ranking. Agora, isso me dá muita motivação e confiança para os meus próximos campeonatos e também para a Liga Alemã. A Copa do Mundo, que vai ser meu próximo evento internacional, vai ser uma outra boa oportunidade para competir com os melhores do mundo”.

Fonte: Confederação Brasileira de Tênis de Mesa 

Temer declara luto oficial pela morte de policial baleado no Rio

12 de agosto de 2016 1

O presidente da República em exercício, Michel Temer, declarou luto oficial de um dia pela morte do soldado Hélio Vieira Andrade, da Polícia Militar do Estado de Roraima. O policial morreu nesta quinta-feira (11), após ser baleado na cabeça, na comunidade de Vila João, no Rio de Janeiro, durante operação da Força Nacional de Segurança Pública, nos Jogos Olímpicos Rio 2016. O decreto com o luto oficial foi publicado na edição de hoje (12) do Diário Oficial da União.

Segurança é preocupação durante Jogos Rio 2016 - Divulgação/André Motta/Brasil2016.gov.br

Segurança é preocupação durante Jogos Rio 2016 – Divulgação/André Motta/Brasil2016.gov.br

Em nota de pesar pela morte do policial, o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, afirma que Hélio Vieira “sofreu um ataque covarde” e “foi um verdadeiro herói do nosso País”. Ainda de acordo com a nota, “em consideração ao alto nível de excelência e a importância do trabalho desenvolvido por aqueles que se dedicam diuturnamente a garantir a segurança dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 e a zelar pela manutenção da lei e da ordem no País”, o presidente em exercício decretou luto oficial.

Fonte: Palácio do Planalto

Seleção Brasileira Masculina de Rugby Sevens vai disputar 9º lugar

10 de agosto de 2016 0

Nesta quarta-feira (10), a Seleção Brasileira Masculina de Rugby Sevens fez mais duas partidas pelos Jogos Olímpicos Rio 2016. Ainda pela fase de grupos, a equipe foi derrotada pela Argentina, por 31 a 0, e terminou na lanterna do grupo “A”,com apenas três pontos somados.

Brasil perdeu clássico com a Argentina - Divulgação/Fotojump

Brasil perdeu clássico com a Argentina – Divulgação/Fotojump

Depois, pela semifinal da Taça Bowl, na disputa de 9º a 12º lugar, os Tupis reencontraram os Estados Unidos, e perderam por 24 a 12. Agora, o Brasil  volta a campo nesta quinta-feira (11), às 12h30, quando enfrenta Quênia na disputa do 11º lugar.

Brasileiros ainda não venceram no torneio - Divulgação/Fotojump

Brasileiros ainda não venceram no torneio – Divulgação/Fotojump

As semifinais serão disputadas entre Fiji x Japão e Grã-Bretanha x África do Sul. Na disputa de 5º a 8º, os confrontos serão entre Nova Zelândia x França e Argentina x Austrália

Brasileiros pegam jogos duros no sorteio do Tênis olímpico

04 de agosto de 2016 0

Os brasileiros não foram muito felizes no sorteio das chaves do torneio dos Jogos Olímpicos Rio 2016, realizado no Centro Olímpico de Tênis, na manhã desta quinta-feira (04).

No masculino, o paulista Thomaz Bellucci vai encarar o jamaicano naturalizado alemão Dustin Brown, que venceu o brasileiro no mais recente confronto entre eles, em Gstaad, nesta temporada. Na outra partida entre eles, no mesmo torneio, mas em 2009, o brasileiro venceu e faturou o título, após desistência do adversário durante o segundo set. Já Rogério Dutra Silva terá pela frente o italiano Thomas Fabbiano. Eles jamais se enfrentaram no circuito da ATP.

Bellucci tem histórico de equilíbrio contra Brown - Divulgação/CBT

Bellucci tem histórico de equilíbrio contra Brown – Divulgação/CBT

Líder do ranking mundial, o sérvio Novak Djokovic voltará a enfrentar o argentino Juan Martín del Potro. Em Londres-2012, Nole perdeu na disputa da medalha de bronze. Aliás esta foi uma de suas três derrotas nos 14 enfrentamentos realizados entre eles.

Djokovic busca primeiro ouro olímpico - Divulgação/ITF

Djokovic busca primeiro ouro olímpico – Divulgação/ITF

Atual campeão, o britânico Andy Murray vai estrear diante do sérvio Viktor Troicki e buscará manter a invencibilidade que ostenta nos sete jogos disputados entre eles até hoje, para seguir na busca de seu segundo ouro olímpico.

Andy Murray é atual campeão olímpico - Divulgação/Arquivo/London 2012

Andy Murray é atual campeão olímpico – Divulgação/Arquivo/London 2012

Campeão em Pequim-2008 e uma das grandes atrações da Olimpíada, o espanhol Rafael Nadal vai começar sua caminhada diante do argentino Federico Delbonis, adversário contra qual o Touro Miúra ostenta duas vitórias em duas partidas.

Nadal luta pelo segundo ouro - Divulgação/Daniel Maurer/ITF

Nadal luta pelo segundo ouro – Divulgação/Daniel Maurer/ITF

Entre as mulheres, Teliana Pereira terá pela frente a francesa Caroline Garcia. As duas jamais se enfrentaram em torneios do circuito da WTA. Principal favorita ao título e atual campeã, a norte-americana Serena Williams vai encarar a russa Daria Gavrilova, enquanto sua irmã Venus, campeã em Sydney-2000, terá como rival a belga Kirsten Flipkens.

Teliana terá estreia complicada - Divulgação/Cristiano Andujar/CBT

Teliana terá estreia complicada – Divulgação/Cristiano Andujar/CBT

Maiores esperanças do Brasil em conquistar uma medalha no tênis, os mineiros Marcelo Melo e Bruno Soares terão como rivais os tailandeses Sonchat e Sanchai Ratiwatana. Já André Sá e Thomaz Bellucci pegaram de cara os britânicos Jamie e Andy Murray.

Melo e Soares são candidatos ao pódio - Divulgação/Cristiano Andujar/CBT

Melo e Soares são candidatos ao pódio – Divulgação/Cristiano Andujar/CBT

Na chave feminina, Teliana Pereira e Paula Gonçalves vão ter que encarar as espanholas Garbiñe Muguruza e Carla Suárez Navarro, que estão entre as favoritas ao título. As irmãs Serena e Venus Williams, que lutam pelo tetracampeonato, iniciam o torneio contra as tchecas Barbora Strýcová e Lucie Šafářová.

Antes dos Jogos Rio 2016, Seleção de Vôlei Feminino da Argentina vence Seleção Brasileira sub-20

31 de julho de 2016 0

A Seleção de Vôlei Feminino da Argentina derrotou a Seleção Brasileira sub-20 por 3 a 0 (25/17, 25/22 e 25/11) no segundo jogo amistoso disputado entre as duas equipes, que se preparam para os Jogos Olímpicos Rio 2016 e para o Campeonato Sul-Americano da categoria, respectivamente.

Brasileiras e argentinas disputaram dois amistosos - Foto: Reprodução/Twitter/@LasPanterasARG

Brasileiras e argentinas disputaram dois amistosos – Foto: Reprodução/Twitter/@LasPanterasARG

Na Olimpíada, a Argentina irá estrear no dia 6 de agosto contra a Rússia, às 20h30 (de Brasília). As Panteras estão no grupo “A” e ainda enfrentarão Brasil, Coreia do Sul, Camarões e Japão.

Confira a ficha técnica:

Brasil: Grayce, Beatriz, Júlia Moura, Karina Barbosa, Diana, Yvea e Nyeme (líbero). Entraram: Amanda Marques, Lorrayna, Duda, Amanda e Kimberlly. Técnico: João Klein

Argentina: Yael Castiglone, Lucía Fresco, Tanya Acosta, Yamila Nizetich, Julieta Lazcano, Busquets e Tatiana Rizzo (líbero).
Entraram: Morena Martinez, Josefina Fernandez, Clarisa Sagardia e Leticia Boscacci. Técnico: Guillermo Orduna

Fernando Prass sente lesão no cotovelo e está fora dos Jogos Rio 2016

30 de julho de 2016 0

Uma das apostas do Brasil para a conquista do torneio olímpico masculino de Futebol, o experiente goleiro Fernando Prass, 38 anos, está fora dos Jogos Olímpicos Rio 2016.

Depois de sentir uma lesão no cotovelo direito, durante um treinamento na Granja Comary, o camisa 1 da Seleção Brasileira realizou trabalho de fisioterapia e chegou a viajar com a delegação para Goiânia (GO), onde a equipe derrotou o Japão neste sábado (30), por 2 a 0. Porém, por precaução não foi utilizado pelo técnico Rogério Micale.

Fernando Prass durante treinamento - Divulgação/Assessoria CBF

Fernando Prass durante treinamento – Divulgação/Assessoria CBF

Prass chegou a participar do trabalho de aquecimento com Uílson, do Atlético Mineiro, que foi o titular no amistoso e Danilo Fuzato, do Palmeiras, que está treinando com a seleção sub-20 e foi chamado para compor o elenco. Porém, neste trabalho, ele voltou a sentir a lesão e com suspeita de fratura no local deverá passar por novo exame para detectar a extensão da contusão.

Dessa forma, a CBF tem até o dia 3 de agosto para trocar Fernando Prass por outro goleiro que esteja na pré-lista de 35 nomes. Jordi, do Vasco, Jean, do Bahia, e Alisson, da Roma (Itália), são as opções. Depois do início do torneio olímpico, apenas Jean poderá substituir Prass, de acordo com o regulamento que prevê trocas por lesão apenas por jogadores que estejam na relação de quatro suplentes.

Anderson Varejão tem hérnia de disco diagnosticada e está fora dos Jogos Rio 2016

27 de julho de 2016 0

Anderson Varejão está fora dos Jogos Olímpicos Rio-2016. O ala/pivô foi submetido a exames de imagem nos Estados Unidos nos últimos dois dias e avaliado pelo médico Robert Watkins, em Marina Del Rey, na Califórnia. A notícia não foi boa. Os resultados indicaram a existência de uma hérnia de disco na lombar, lesão que tira o capixaba das Olimpíadas. Varejão, vice-campeão da NBA pelo Golden State Warriors, começou a reclamar de fortes dores nas costas após a realização de testes físicos.

Varejão está fora dos Jogos - Foto: Zé Alberto Andrade/Rádio Gaúcha

Varejão está fora dos Jogos – Foto: Zé Alberto Andrade/Rádio Gaúcha

Medicado e recebendo tratamento intensivo, o ala/pivô passou a seguir uma programação diferenciada de treinos. Como o quadro não apresentou evolução e as dores passaram a ser insuportáveis, Anderson Varejão embarcou para os Estados Unidos no último domingo, dia 24, a pedido de sua equipe – e com autorização da Confederação Brasileira de Basquetebol (CBB) -, para ser submetido a novos exames e avaliado por especialistas.

“É frustrante. Triste. Ainda não estou querendo acreditar nisso. Disputar as Olimpíadas no meu país, com a minha família, meus amigos, o público brasileiro… Isso nunca mais vai acontecer. Parece um pesadelo… Faltam menos de dez dias para os Jogos e sonhei muito com esse momento, ansiedade era grande, o frio na barriga. Estava feliz. Desde que anunciaram que as Olimpíadas seriam no Brasil, não conseguia pensar em outra coisa, mesmo durante a temporada, era impossível não imaginar, não lembrar. Infelizmente, por causa de uma lesão, vou ficar fora. É difícil demais aceitar isso”

Varejão disputou Jogos de Londres - Divulgação/FIBA

Varejão disputou Jogos de Londres – Divulgação/FIBA

Sobre o futuro, Varejão, que foi avaliado por mais dois médicos, diz que ‘faz questão de estar junto’ dos companheiros.

” Ainda não sei como vai ser. Não parei para pensar. Quero agradecer a todo mundo que mandou mensagens de apoio, de carinho, pelas ligações, muitos eu nem consegui responder ainda. É um momento de muita tristeza. Tentei de tudo, busquei diferentes opiniões de médicos, na esperança de escutar algo diferente… Tenho que ouvir o que eles me recomendaram. O mais importante é a minha saúde, preciso entender essa situação e ficar fora das Olimpíadas. Mas faço questão de estar junto, perto dos meus companheiros, passar experiência, vibrar junto, acompanhar os Jogos, estar junto com a Seleção Brasileira. É um momento especial para o nosso país, uma vontade que tenho, seria a minha contribuição, seria uma maneira de participar de algo com o qual sonhei por tantos anos”.

Fonte: MPC Rio Comunicação