Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "londres"

Íntegra do programa Gaúcha 2016 - sábado - 12/10/2013

12 de outubro de 2013 0

Ouça a edição 139 do Gaúcha 2016, que foi ao ar neste sábado e apresentou uma entrevista com a nadadora Poliana Okimoto. Ela destacou que a temporada de 2013 tem sido marcada pelas conquistas, mas admitiu que pensou em abandonar o esporte após os Jogos Olímpicos de Londres, em 2012. Você ainda confere as principais notícias da semana e a agenda de eventos esportivos do final de semana.

A apresentação é de André Silva, a produção é de Diori Vasconcelos e a sonoplastia de Marcus Vinicius Wesendonk.

OUÇA A ÍNTEGRA DO GAÚCHA 2016:

"É muito difícil repetir uma medalha olímpica no pentatlo moderno", diz Yane Marques

05 de outubro de 2013 0

A pentatleta Yane Marques vem alcançando resultados expressivos para o esporte brasileiro nos últimos anos. Em 2011, ela foi a responsável pela primeira medalha (prata) do país nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, no México. No ano seguinte, Yane garantiu a última conquista do Brasil na Olimpíada de Londres (bronze) e, com isso, passou a ser a única atleta a ter conquistado uma medalha olímpica no pentatlo moderno na América Latina e no Hemisfério Sul. Neste ano, alcançou a inédita medalha de prata no Campeonato Mundial de Pentatlo Moderno, disputado em Taiwan.  Apesar dos bons resultados, a pentatleta aposta que não será fácil repetir o pódio nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016.

- Vou treinar para tanto, mas se a medalha vai acontecer a gente não sabe. É muito difícil repetir uma medalha no pentatlo moderno. Mas antes de pensar em Olimpíada eu quero pensar em Pan-Americano, que é um ano antes e a prova que classifica para a Olimpíada -, destacou em entrevista ao Gaúcha 2016.

Yane Marques é destaque no pentatlo moderno mundial. FOTO: Wagner Carmo/COB/Divulgação

Yane é destaque do Brasil no pentatlo. FOTO: Wagner Carmo/COB/Divulgação

A partir das recentes conquistas, Yane Marques acredita que a modalidade passa a viver uma nova fase no Brasil.

- O pentatlo moderno hoje vive um outro momento, outra realidade. Quando entrei no pentatlo, em 2003, éramos pouquíssimas mulheres praticando. Hoje, o número aumento muito. O esporte está sendo mais divulgado e difundido no Brasil inteiro. Então, é um momento ímpar e tende a melhorar -, completou Yane Marques.

OUÇA A ÍNTEGRA DA ENTREVISTA COM YANE MARQUES:

Juliana e Larissa disputam último torneio juntas

06 de dezembro de 2012 0

Uma das duplas mais vitoriosas da história do vôlei de praia mundial está em sua semana de despedida. Entre sexta-feira, dia 7 e domingo, 9,  as medalhistas olímpicas Juliana e Larissa estarão juntas pela última vez, na disputa da etapa do Rio de Janeiro (RJ) do Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia 2012/2013. O torneio de despedida da parceria será realizado nas areias de Copacabana.

Em nove anos juntas,  Juliana e Larissa sagraram-se heptacampeãs do Circuito Mundial (2005, 2006, 2007, 2009, 2010, 2011 e 2012), venceram cinco títulos nacionais, dois pan-americanos (2007/11) e um mundial, além da medalha de bronze dos Jogos Olímpicos de Londres, conquistados dentre mais de 100 títulos e mais de 1.000 vitórias.

Juliana e Larissa se despedem no Rio de Janeiro - Divulgação

A separação da dupla acontecerá porque Larissa quer afastar-se das quadras por algum tempo e realizar o sonho de ser mãe. A jogadora de 30 anos fala sobre o momento.

- Estou um pouco ansiosa. Sabia que esse momento iria chegar e vai ser difícil passar por ele. Sei que vou chorar, mas vão ser lágrimas de alegria e gratidão por tudo que o vôlei de praia me proporcionou. Estou feliz com a minha escolha e sei que terei que ser forte. Minha família estará comigo na etapa e sei que eles vão me dar muita força, assim como a nossa comissão técnica.

Na temporada brasileira, Juliana e Larissa venceram as cinco primeiras etapas – Cuiabá (MT), Goiânia (GO), Belo Horizonte (MG), Campinas (SP) e Curitiba (PR) -, e conquistaram  24 vitórias, nos 25 jogos realizados.

José Roberto Guimarães e Marcos Goto, os melhores técnicos de 2012

28 de novembro de 2012 0

O Comitê Olímpico Brasileiro (COB) divulgou,  que José Roberto Guimarães, da seleção brasileira de vôlei de feminino e Marcos Goto, da ginástica artística, foram eleitos os melhores treinadores do ano.

Tricampeão olímpico, Zé Roberto, receberá o prêmio de melhor técnico de esportes coletivos por seu trabalho com a seleção feminina de vôlei, ouro nas Olimpíadas. É a seguna vez que ele é agraciado. A anterior foi em 2008, quando conquistou o título olímpico em Pequim.

Zé Roberto ganhou o prêmio em 2009 - Divulgação CBV

Marcos Goto treina o ginasta Arthur Zanetti, que conquistou o ouro nas argolas em Londres, e venceu a categoria dos técnicos de esportes individuais e receberá a premiação, pela primeira vez. Ele repete o feito do ucraniano, Oleg Ostapenko, vencedor em 2005.

Goto e Zanetti com o ouro olímpico - Divulgação COB

O recordista de premiações entre os treinadores é Bernardinho, da seleção brasileira masculina de vôlei. Ele recebeu o Prêmio Brasil Olímpico de melhor treinador em quatro oportunidades, 2002/03/04/06.

A cerimônia de premiação ocorrerá durante a entrega do Prêmio Brasil Olímpico, que será realizado no dia 18 de dezembro, no Rio de Janeiro, quando também serão anunciados os nomes dos melhores atletas do ano: entre os homens, concorrem Arthur Zanetti (ginástica), Thiago Pereira (natação) e Esquiva Falcão (boxe); entre as mulheres, estão Sarah Menezes (judô), Sheilla (vôlei) e Yane Marques (pentatlo moderno). Todos os atletas nominados subiram ao pódio, durante a última Olimpíada.

Atleta que esteve nos Jogos de Londres vence nas Olimpíadas Escolares

27 de novembro de 2012 0

Apontada como uma das grandes esperanças do Atletismo brasileiro para os Jogos Olímpicos de 2016, a velocista catarinense Tamiris de Liz conquistou, hoje, a medalha de ouro nos 100m rasos. Representando a Escola Senador Rodrigo Lobo, em Joinville, ela completou a prova em 11s81, seguida pela paulista Ingrid Barros, da Escola Antônio Vieira Campos, com 12s42 e da sul-matogrossense Rayane Santos, da Escola Padre José Scampini, com 12s49.

Tamiris de Liz acumula 11 medalhas nas OEs - Divulgação COB

Esta é a décima primeira medalha de Tamiris na história das Olimpíadas Escolares, sendo dez de ouro e apenas uma de bronze. Este ano, ela fez parte da delegação brasileira que disputou os Jogos Olímpicos Londres 2012, como reserva da equipe do revezamento 4x100m rasos.

- Ter ido para Londres foi maravilhoso, além de ter sido uma baita experiência. Consegui aprender bastante com as meninas da equipe brasileira e amadureci bastante. Tenho passado algumas coisas, inclusive, para as minhas colegas do revezamento, de Santa Catarina.

Outros resultados:

Lançamento de disco masculino

Ouro – Felipe Leal (EEB Paulo Zimmermann-SC) 56,01m

Prata – Valdivino Santos (EE Aurora Ferraz-SP) 52,95m

Bronze – Igor Queiroz (Escola Gov. Júlio S.Müller-MT) 47,12m

400 m rasos feminino

Ouro – Karine Chagas (Col.Est.Wilson Joffre-PR) 56s69

Prata – Iracema apolinário (CAIC Laranjeiras-MG) 59s98

Bronze – Stefane Santos (EE Dr.José Domingos Fraga-) 1m00s10

Salto em distâncis masculino

Ouro – Luis santos (EE Professora Joana Motta-SP) 6,88m

Prata – Alexsandro Melo (EE Professora Dea Alvarenga-PR) 6,85m

Bronze – Jean Barbosa (EBM Pedro I-SC) 6,73m

Djokovic bate Federer e fatura ATP Finals pela segunda vez

12 de novembro de 2012 0

Um grande jogo entre Novak Djokovic e Roger Federer marcou a final do ATP World Tour Finals, em Londres, nesta segunda-feira. A competição que reúne os oito melhores tenistas da temporada teve a final perfeita, com os dois principais jogadores da atualidade.

O jogo começou com Federer tendo uma atuação perfeita, nos três games iniciais. O suíço confirmou seu saque e, no segundo game, não encontrou dificuldades para quebrar o serviço do sérvio e marcar 2 a 0. Logo depois, voltou a sacar e abriu 3 a 0, dando impressão de que levaria o primeiro set.

Djokovic venceu ATP Finals pela segunda vez - Divulgação ATP

Mas Novak Djokovic não desistiu. Ele confirmou seu game de serviço e marcou seu primeiro ponto no jogo e, na sequência, devolveu a quebra e com o saque a favor igualou a parcial em 3 a 3 . Com mais uma quebra para cada lado, o setl foi para o tie break, e o jogo foi crescendo tecnicamente, com grandes jogadas de ambos os lados. O desempate foi bastante disputado, e o sérvio conseguiu confirmar a vitória, após fazer 8 a 6.

No segundo set, Roger Federer mais uma vez iniciou melhor e com uma quebra abriu 2 a 0. Sempre em vantagem no marcador, o suíço chegou ao  5 a 3. No entanto, ele desperdiçou o set point que teve no saque de Djokovic, que conseguiu devolver virar e, logo após, quebrar o saque do rival para empatar a partida.

Federer soma seis títulos do ATP Finals - Divulgação ATP

Com 5 a 5 no placar, o sérvio confirmou o seu game de saque e fez 6 a 5, de virada. Federer sacou para empatar e levar a decisão do segundo set para novo tiebreak. Porém, com jogadas espetaculares, Djokovic conseguiu um match point (30/40) e não desperdiçou. Ele acertou uma linda paralela de esquerda e fechou o set em 7 a 5 e o jogo em 2 a 0, após 2h14min de disputa.

Foi o segundo título de Novak Djokovic no ATP Finals. A outra conquista aconteceu em 2008, quando o torneio foi realizado em Xangai, na China. Federer, por sua vez, disputou a final da competição, pela oitava vez e ficou com o seu segundo vice-campeonato. Com a vitória de hoje, o sérvio diminuiu a desvantagem para o suíço nos confrontos diretos. Em 29 partidas, este foi seu 13° triunfo.

Djpkovic virou placar nos dois sets - Divulgação ATP

Agora, Novak Djokovic virá ao Brasil para realizar um jogo-exibição contra o brasileiro Gustavo Kuerten, no ginásio do Maracanãzinho, no Rio de Janeiro, no próximo sábado, dia 17.

Djokovic x Federer: rivalidade em quadra na decisão do ATP Finals

12 de novembro de 2012 0

A decisão do ATP Finals, nesta segunda-feira, em Londres, marcará o 29º confronto entre Novak Djokovic e Roger Federer. O histórico de rivalidade é favorável ao suíço, que obteve 16 vitórias nos 28 jogos realizados entre os dois melhores tenistas da atualidade. No retrospecto de finais, a vantagem também é do segundo melhor do Raning da ATP: 4 x 3.

Último confronto, em Cincinnati, teve vitória de Federer. FOTO: ATP divulgação

Último confronto, em Cincinnati, teve vitória de Federer. FOTO: ATP divulgação

Em 2012, o equilíbrio prevalece nos confrontos entre ambos. Djokovic venceu os dois primeiros, em Roma e Paris. Federer respondeu levando a melhor nos dois duelos seguintes, em Londres e Cincinnati. Resta saber: quem levará a melhor na noite desta segunda-feira?

A decisão do ATP Finals será transmitida pelo canal SporTV 2, a partir das 18h, nesta segunda-feira (12).

ATP Finals supera marca de um milhão de espectadores em Londres

12 de novembro de 2012 0

A partida semifinal entre o suíço Roger Federer e o britânico Andy Murray entrou para a história. Com 17.800 pessoas presentes na Arena O2, em Londres, o ATP Finals superou a marca de um milhão de espectadores em quatro anos.

A competição que reúne os oito melhores tenistas da atualidade mudou-se para a capital inglesa em 2009, a partir de uma parceria bem-sucedida entre a Associação dos Tenistas Profissionais (ATP) e a empresa Ricoh. Foi anunciado na última semana, inclusive, que o acordo de patrocínio foi prorrogado para que o ATP Finals siga em Londres até 2015.

Espectadores lotam Arena O2 a cada partida do ATP Finals. FOTO: divulgação

Espectadores lotam Arena O2 a cada partida do ATP Finals. FOTO: divulgação

- Em nome da ATP, jogadores e todos os nossos parceiros de eventos, gostaria de agradecer aos um milhão de fãs de tênis que vieram, através dos portões da O2, nos últimos quatro anos, assistir aos melhores jogadores do mundo no ATP Finals. Nós apreciamos o seu apoio incrível e estamos ansiosos para recebê-lo de volta nos próximos anos -, disse o Presidente da ATP, Brad Drewett.

Nos últimos 42 anos, o ATP Finals foi disputado em 14 cidades diferentes do mundo. Muitos dos maiores nomes da história do tênis ganharam este título, entre eles o brasileiro Gustavo Kuerten, em 2000.

Federer derrota Murray e enfrenta Djokovic na decisão do ATP Finals

11 de novembro de 2012 0

Roger Federer derrotou o britânico Andy Murray, neste domingo, por 2 sets a 0, parciais 7/6 (5) e 6/2, e confirmou vaga na decisão do ATP Finals, em Londres. O suíço enfrentará o sérvio Novak Djokovic, nesta segunda-feira, em busca do sétimo título da competição (2011, 2010, 2007, 2006, 2004, 2003).

Além disso, Federer tentará se tornar o primeiro jogador a ganhar três títulos consecutivos, algo que não aconte desde Ivan Lendl, campeão em 1985, 1986 e 1987.

Federer disputará decisão do ATP Finals pela oitava vez. FOTO: divulgação

Federer disputará decisão do ATP Finals pela oitava vez. FOTO: divulgação

A semifinal entre Federer e Murray durou 1h33min. Embora o 1º set tenha sido decidido no tie break e tenha apresentado muito equilíbrio, o segundo melhor do mundo não encontrou dificuldades na segunda parcial e confirmar a vitória, em 1h33min. Ao final, o britânico reconheceu a superioridade do adversário.

- Eu comecei o jogo muito bem, mas ele começou a servir um pouco melhor e começou a jogar melhor. Quando ele ganha um set, o Federer é incrivelmente difícil de parar. Ele tende a jogar melhor e melhor -, analisou Andy Murray.

A decisão do ATP Finals terá os dois melhores colocados do Ranking da ATP. Invicto em Londres, Novak Djovovic leva vantagem por ser o número um. Porém, Roger Federer tem melhor retrospecto: 16 vitórias em 28 partidas contra o sérvio.

Ferrer derrota Tipsarevic e semifinais do ATP Finals são definidas

10 de novembro de 2012 0

Mesmo sem chances de classificação para as semifinais do AT World Tour Finals, David Ferrer e Janko Tipsarevic realizaram um jogo bastante movimentado, no encerramento da fase classificatória da competição, em Londres.

O espanhol Ferrer derrotou o sérvio Tipsarevic, de virada, por 2 sets a 1 (4/6, 6/3 e 6/1) e definiu a classificação final do Grupo B. Com este resultado, Roger Federer terminou em primeiro lugar e irá enfrentar o britânico Andy Murray , enquanto o argentino Juan Martin Del Potro, que ficou em segundo, jogará contra o líder do ranking, Novak Djokovic.

Ferrer não conseguiu vaga nas semifinais- Divulgação ATP

Novak Djokovic é o único invicto do torneio. Ele venceu seus três jogos, contra Murray, Tomas Berdych e Jo-Wilfried Tsonga. As semifinais acontecem neste domingo, e a final na segunda-feira.