Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.

Posts com a tag "maria sharapova"

Após campaha em Stuttgart, Maria Sharapova volta ao ranking mundial e aparece na 262ª posição

01 de maio de 2017 0

O retorno às quadras, após 15 meses de suspensão por envolvimento com doping, e a campanha que a levou às semifinais do Premier de Stuttgart, na Alemanha, fez a russa Maria Sharapova reaparecer no ranking mundial da WTA. A tenista de 30 anos somou 185 pontos e agora está na 262ª colocação.

Sharapova voltou a figurar no ranking da WTA - Divulgação/FFT

Sharapova voltou a figurar no ranking da WTA – Divulgação/FFT

Agora, Sharapova voltará suas atenções para o WTA Premier Mandatory de Madri, na Espanha, dia 5 a 14 de maio, e o Aberto da Itália, torneio WTA Premier 5, em Roma, entre 15 e 21 de maios. Sobre uma possível participação no Aberto da França, em Roland Garros, a campeã de cinco Grand Slams espera a definição de um convite, que deverá ser definido até o dia 16 de maio.

Mesmo sem jogar, em função de uma gravidez, a norte-americana Serena Williams manteve a liderança com 7.010 pontos, 85 a mais que a alemã Angelique Kerber, que não conseguiu defender o título em Stuttgart. A terceira posição permanece com a tcheca Karolína Plíšková, agora seguida pela romena Simona Halep, que ultrapassou a eslovaca Dominika Cibulková.

Mesmo sem jogar, Serena lidera ranking - Foto: Reprodução/Twitter/@rolandgarros

Mesmo sem jogar, Serena lidera ranking – Foto: Reprodução/Twitter/@rolandgarros

Entre as brasileiras, Bia Haddad Maia segue sua escalada rumo ao Top 100. A tenista paulista ganhou mais duas posições e está em 144º lugar, com 390 pontos. Ex-Top 50, a pernambucana Teliana Pereira perdeu mais 19 colocações e agora é a 214ª do mundo, com 245 pontos somados. A terceira é outra paulista, Paula Gonçalves, que tem 189 e é a 258ª colocada.

Veja as 10 primeiras do ranking da WTA:

1 – Serena Williams (EUA) 7.010

2 – Angelique Kerber (ALE) 6.925

3 – Karolína Plíšková (CZE) 6.010

4 – Simona Halep (ROM) 5.206

5 – Dominika Cibulková (SVK) 5.065

6 – Garbiñe Muguruza (ESP) 4.691

7 – Johanna Konta (GBR) 4.330

8 – Agnieszka Radwańska (POL) 4.205

9 – Svetlana Kuznetsova (RUS) 4.015

10 – Madison Keys (EUA) 3.857

Confira as melhores brasileiras no ranking mundial:

144 – Bia Haddad Maia (SP) 390

Bia é a número 1 do Brasil - Divulgação/Arquivo

Bia é a número 1 do Brasil – Divulgação/Arquivo

214 – Teliana Pereira (PE) 245

258 – Paula Gonçalves (SP) 189

404 – Laura Pigossi (SP) 86

444 – Carolina Meligeni Alves (SP) 75

520 – Gabriela Cé (RS) 54

533 – Nathaly Kurata (SP) 52

Laura Siegemund elimina Simona Halep e vai encarar Kristina Mladenovic na decisão em Stuttgart

29 de abril de 2017 0

A segunda finalista do WTA de Stuttgart, na Alemanha, deverá ter toda a torcida local a seu favor na disputa do título. Afinal, Laura Siegemund estará jogando em casa. Nascida em Filderstadt, ela mora na cidade que recebe o torneio da série Premier desde 2006.

Laura Siegemund busca segundo título da carreira - Divulgação/@PorscheTennis

Laura Siegemund busca segundo título da carreira – Divulgação/@PorscheTennis

Neste sábado (29), a alemã venceu a romena Simona Halep por 2 a 0, parciais de 6/4 e 7/5, em 1h43 de jogo e agora vai enfrentar a francesa Kristina Mladenovic, que vem de vitórias sobre a atual bicampeã, a também alemã Angelique Kerber e a russa Maria Sharapova na outra semifinal.

Simona Halep parou na semifinal - Divulgação/@PorscheTennis

Simona Halep parou na semifinal – Divulgação/@PorscheTennis

Vice-campeã em 2016, Siegemund disputa o torneio com um convite da organização. Atual número 49 do ranking mundial, ela disputará a terceira final da carreira. Nas anteriores, além do vice em Stuttgart, ela tem um título conquistado em Båstad, na Suécia, em julho do ano passado.

Esta será a segunda vez que elas irão se enfrentar. Na anterior, na primeira rodada do WTA de São Petersburgo (Rússia), no ano passado, Laura Siegemund venceu em três sets.

Maria Sharapova leva virada e cai nas semifinais em Stuttgart

29 de abril de 2017 0

O retorno às quadras de Maria Sharapova, após suspensão de 15 meses em virtude envolvimento com doping, teve seu primeiro capítulo nesta semana. E a vencedora de 35 títulos do circuito mundial conseguiu chegar até as semifinais do WTA Premier de Stuttgart, na Alemanha, onde ostenta um tricampeonato entre 2012-14.

Sharapova parou nas semifinais em Stuttgart - Divulgação/@PorscheTennis

Sharapova parou nas semifinais em Stuttgart – Divulgação/@PorscheTennis

Depois de três vitórias sem perder um set sequer, diante da italiana Roberta Vinci, da compatriota Ekaterina Makarova e da estoniana Anett Kontaveit, a campeã de cinco Grand Slams foi derrotada neste sábado (29), pela francesa Kristina Mladenovic, 19ª do ranking mundial, por 2 a 1, de virada, com parciais de 3/6, 7/5 e 6/4, em 2h38 de partida.

Mladenovic é a 19ª do ranking - Divulgação/@PorscheTennis

Mladenovic é a 19ª do ranking – Divulgação/@PorscheTennis

Pela campanha no saibro alemão, Sharapova irá embolsar um prêmio de € 30.536, além de somar 185 pontos na classificação da WTA, onde já foi líder e atualmente não aparece por ter ficado 15 meses sem jogar.

A partida de hoje foi marcada pela tensão extra quadra, que foi aquecida pelas declarações de diversas tenistas, após a russa ter sido flagrada em controle de dopagem. Uma de suas mais ácidas críticas foi a própria Kristina Mladenovic, que em março de 2016 disparou: ” Todas aqui pensamos e dizemos que ela é uma trapaceira. É claro que todas colocamos em dúvida tudo que ela conquistou até hoje. É terrível, mas é bom que se saiba finalmente“.

Sharapova somou seus primeiros pontos no ranking - Divulgação/@PorscheTennis

Sharapova somou seus primeiros pontos no ranking – Divulgação/@PorscheTennis

O jogo começou com Maria Sharapova impondo seu estilo agressivo e conseguiu ma quebra de saque logo no quarto game. Mantendo o serviço, a russa fechou em 6/3 e deu impressão de que levaria a vaga, especialmente após conquistar mais um break no primeiro game da segunda parcial.

Porém, quando o jogo parecia perdido, Mladenovic devolveu a quebra no quarto game e o segundo set seguiu equilibrado até o 12º, quando depois de 12 minutos a francesa obteve seu segundo break e marcou 7/5, empatando o confronto.

Mladenovic tem apenas um título na carreira - Divulgação/@PorscheTennis

Mladenovic tem apenas um título na carreira – Divulgação/@PorscheTennis

Já no set final, Sharapova deu mostras de que sentiu a falta de ritmo e acabou tendo o serviço quebrado no sexto game. As duas jogadoras mantiveram o saque até o nono game, quando a russa de 30 anos devolveu o break e reduziu a desvantagem para 4/5. Mas apesar de sacar para prolongar a partida, ela não teve forças para superar a francesa de 23 anos, que disputará agora  a sexta final na carreira.

Na decisão, Mladenovic vai enfrentar a vencedora da partida entre a romena Simona Halep, quinta do mundo, e a alemã Laura Siegemund (ª), vice-campeã da temporada passada.

Ainda sem perder sets, Maria Sharapova é semifinalista em Stuttgart

28 de abril de 2017 0

O retorno às quadras de Maria Sharapova tem sido perfeito até o momento. Sem ranking, com um convite da organização, mesmo com o protesto das rivais, ela já está nas semifinais do WTA Premier de Stuttgart, na Alemanha, sem perder sets em três jogos. Nesta sexta-feira (28), a russa derrotou a estoniana Anett Kontaveit, 73ª do mundo, por 2 a 0 (6/3 e 6/4), em 1h23 de partida.

Sharapova busca o tetra em Stuttgart - Divulgação/@PorscheTennis

Sharapova busca o tetra em Stuttgart – Divulgação/@PorscheTennis

Tricampeã do torneio (2012/13/14), Sharapova agora vai enfrentar a francesa Kristina Mladenovic, 19ªdo ranking, que depois de eliminar a alemã Angelique Kerber, principal favorita ao título, passou pela espanhola Carla Suárez Navarro, 25ª, em sets diretos (6/3 e 6/2), em jogo que teve 1h15 de duração.

Mladenovic perdeu único confronto com Sharapova - Divulgação/@PorscheTennis

Mladenovic perdeu único confronto com Sharapova – Divulgação/@PorscheTennis

Uma das principais críticas à redução de pena e da obtenção de convites por parte da ex-número um do mundo para regressar às competições, a romena Simona Halep também está nas semifinais, após derrotar a letã Anastasija Sevastova por 6/3 e 6/1, em uma hora de jogo. Segundo a número cinco do ranking mundial, a russa é um mau exemplo para as crianças.

- Para as crianças, para os jogadores mais jovens, não está correto oferecer um wild-card a uma jogadora que esteve suspensa por doping. Não estou a falar especificamente de Sharapova, mas de todos os atletas suspensos em geral.

Halep está nas semifinais - Divulgação/@PorscheTennis

Halep está nas semifinais – Divulgação/@PorscheTennis

Na semifinal, Halep terá como rival a alemã Laura Siegemund, que na temporada passada ficou com o vice-campeonato. Número 49 do mundo, hoje ela derrotou a número três da WTA, a tcheca Karolína Plíšková por 7/6 (3), 5/7 e 6/3, em uma maratona de 3h10 de partida.

Angelique Kerber perde na estreia e Maria Sharapova passa às quartas de final em Stuttgart

27 de abril de 2017 0

A segunda rodada do WTA Premier de Stuttgart, na Alemanha, disputada nesta quinta-feira (27)  foi bastante movimentada. Bicampeã do torneio em 2015/16 e principal favorita ao título, a alemã Angelique Kerber fez sua estreia e foi eliminada pela francesa Kristina Mladenovic, 19ª do mundo, em sets diretos (6/2 e 7/5 ), em 1h37 de partida.

Mladenovic tem apenas um título na carreira - Divulgação/@PorscheTennis

Mladenovic tem apenas um título na carreira – Divulgação/@PorscheTennis

Depois de vencer a ex-número um do mundo, pela primeira vez em quatro confrontos, Mladenovic garantiu vaga nas quartas de final e agora vai enfrentar a espanhola Carla Suárez Navarro, 25ª no ranking, que bateu a russa Elena Vesnina, 14ª, por 2 a 0 (6/2 e 6/4), em jogo que teve 1h25 de duração.

Kerber defendia o título - Divulgação/@PorscheTennis

Kerber defendia o título – Divulgação/@PorscheTennis

Maria Sharapova vence mais uma e está nas quartas

Principal atração do torneio, já que retorna às quadras após cumprir suspensão de 15 meses, imposta pela Corte Arbitral do Esporte (CAS) por uso de doping, a russa Maria Sharapova venceu mais uma e também passou às quartas de final. Com parciais de 7/5 e 6/1, ela se impôs a compatriota Ekaterina Makarova, 43ª do mundo, em 1h20 de jogo.

Sharapova comemora segunda vitória em Stuttgart - Divulgação/@PorscheTennis

Sharapova comemora segunda vitória em Stuttgart – Divulgação/@PorscheTennis

Tricampeã em Stuttgart entre 2012-14, Sharapova atualmente não possui ranking e disputa a competição com um convite da organização. Em busca de vaga nas semifinais, ela agora vai enfrentar a estoniana Anett Kontaveit, 73ª colocada na classificação mundial.

Demais resultados:

Anastasija Sevastova (LET) 6/3 e 7/5 Johanna Konta (GBR-6/W)

Laura Siegemund (ALE-W) 6/4 e 6/3 Svetlana Kuznetsova (RUS-8)

Karolína Plíšková (CZE-2) 7/6 (2) e 6/4 CoCo Vandeweghe (EUA)

Maria Sharapova retorna às quadras com vitória em Stuttgart

26 de abril de 2017 0

No dia em que a suspensão de 15 meses, imposta pela Corte Arbitral do Esporte (CAS) por uso de doping, Maria Sharapova voltou às quadras com vitória sobre a italiana Roberta Vinci, 36ª do ranking, por 2 a 0 (7/5 e 6/3), em 1h44 de partida válida pela primeira rodada do WTA Premier de Stuttgart, na Alemanha.

Maria Sharapova voltou a jogar depois de 15 meses - Divulgação/@PorscheTennis

Maria Sharapova voltou a jogar depois de 15 meses – Divulgação/@PorscheTennis

Sem jogar desde as quartas de final do Aberto da Austrália do ano passado, quando foi derrotada pela norte-americana Serena Williams, no dia 26 de janeiro, Sharapova começou com dificuldades e chegou a estar perdendo por 2/0, mas conseguiu se recuperar e garantiu vaga nas oitavas de final, onde enfrentará a compatriota Ekaterina Makarova.

Maria Sharapova busca o tetra em Stuttgart - Divulgação/@PorscheTennis

Maria Sharapova busca o tetra em Stuttgart – Divulgação/@PorscheTennis

Tricampeã entre 2012-14, Sharapova terminou o confronto com 11 aces e 39 bolas vencedoras (winners), quatro break points convertidos e 81% de aproveitamento dos pontos disputados com o primeiro saque.

Uma das principais favoritas ao título, a romena Simona Halep estreou com vitória sobre a tcheca Barbora Strýcová, 17ª, por 2 a 0 (6/2 e 6/3), em 1h15 de jogo. Número cinco do mundo, ela agora vai enfrentar a vencedora do confronto entre a britânica Johanna Konta, sexta cabeça de chave, que hoje passou pela japonesa Naomi Osaka por 2 a 1, parciais de 7/6 (5), 3/6 e 6/1, e a letã Anastasija Sevastova.

Halep passou pela estreia - Divulgação/@PorscheTennis

Halep passou pela estreia – Divulgação/@PorscheTennis

Demais resultados:

1ª rodada –

Kristina Mladenovic (FRA) 6/4 e 6/2 Mirjana Lučić-Baroni (CRO)

Elena Vesnina (RUS) 7/6 (2) e 6/2 Daria Kasatkina (RUS)

Carla Suárez Navarro (ESP) 6/2 e 6/4 Tamara Korpatsch (ALE-q)

CoCo Vandeweghe (EUA) 7/6 (3) e 7/6 (3) Jeļena Ostapenko (LET)

Prestes a completar 30 anos, Maria Sharapova revela capa de autobiografia que será lançada em setembro

17 de abril de 2017 0

A russa Maria Sharapova divulgou nesta segunda-feira (17), a capa do seu primeiro livro, uma autobiografia chamada “Imparável – a minha vida até agora“, onde ela aborda a sua vida dentro e fora das quadras.

Livro de Sharapova será lançado em setembro - Foto: Reprodução/Twitter/@MariaSharapova

Livro de Sharapova será lançado em setembro – Foto: Reprodução/Twitter/@MariaSharapova

Uma das expectativas é saber se a tenista, que completará 30 anos no dia 19, fará revelações sobre o processo de sua suspensão por doping. Em 7 de março do ano passado, a vencedora de cinco torneios de Grand Slam foi suspensa por uso da substância Meldonium, durante o Aberto da Austrália. Três meses depois, ela foi punida pela Federação Internacional de Tênis (ITF) com dois anos de afastamento das quadras.

Em 2016, Sharapova testou positivo, após derrota para Serena, na Austrália - Divulgação/Aus Open

Em 2016, Sharapova testou positivo, após derrota para Serena, na Austrália – Divulgação/Aus Open

Inconformada, ela entrou com um recurso na Corte Arbitral do Esporte (CAS) contra a decisão e em outubro teve sua pena reduzida para para 15 meses. A suspensão será encerrada no próximo dia 25 de abril.

O livro, cuja pré-venda já começou, será lançado apenas em setembro, mas já liderou o ranking da ‘Barnes & Noble’,  a maior livraria varejista dos Estados Unidos, mesmo que sequer se conhecesse a capa.

Tribunal Arbitral do Esporte reduz pena e Maria Sharapova poderá voltar a jogar em abril de 2017

04 de outubro de 2016 0

O Tribunal Arbitral do Esporte (TAS) reduziu a suspensão da tenista russa Maria Sharapova, que testou positivo para uso de Meldonium, em janeiro deste ano, para 15 meses.

Em 08 junho, a jogadora de 29 anos havia sido foi suspensa pela Federação Internacional de Tênis (ITF), após um tribunal independente concluir que ela infringiu o artigo 2.1 do Programa Antidoping da entidade e, por essa razão, teve seus resultados anulados a partir de 26 de janeiro, data em que testou positivo e foi proibida de atuar até 25 de janeiro de 2018.

Sharapova poderá voltar a jogar em abril de 2017 - Divulgação/Aus Open

Sharapova poderá voltar a jogar em abril de 2017 – Divulgação/Aus Open

Inconformada, Sharapova recorreu da suspensão seis dias depois e em julho entrou em acordo com a própria ITF para que o caso fosse julgado agora, abrindo mão  de disputar os Jogos Rio 2016. Com o resultado de hoje, ela poderá voltar a atuar em 25 de abril do próximo ano, seis dias após comemorar seu 30º aniversário.

Para reduzir a pena, o TAS alegou que ” Sharapova cometeu uma violação às regras antidoping e, apesar da “ausência de culpa significante”, ela teve um grau de culpa, para a qual uma sanção de 15 meses é apropriada” . De acordo com a Corte que julgou o caso, “ a pena que foi atribuída refere-se somente ao grau de culpa que pode ser imputado a um jogador por falhar em se certificar que a substância contida em um produto que utilizava durante longo tempo manteve-se em conformidade com as regras antidoping“.

Sharapova testou positivo, após derrota para Serena, na Austrália - Divulgação/Aus Open

Sharapova testou positivo, após derrota para Serena, na Austrália – Divulgação/Aus Open

Quando teve o teste positivo anunciado, em março deste ano, a russa alegou que tomava Mildronate, um medicamento que continha a substância para tratar uma deficiência de magnésio e evitar a diabetes. Porém, o Meldonium passou a ser proibido em setembro de 2015.

Após a definição desta terça, a ex-número um do mundo se manifestou através de suas redes sociais.

Eu passei de um dos dias mais difíceis da minha carreira em março passado, quando soube da minha suspensão, para agora, um dos mais felizes, quando descubro que posso retornar ao tênis em abril.

De diversas maneiras, eu sinto que algo que amo me foi tirado e é muito bom ter de volta. O tênis é a minha paixão e senti falta. Estou contando os dias até poder voltar à quadra.

Eu aprendi muito com isso e espero que a ITF também. O CAS concluiu que “o Painel determinou que não concorda com várias das conclusões do Tribunal (da ITF)…” Eu chamei a responsabilidade desde o começo por não saber que o medicamento livre de prescrição que eu tomava nos últimos dez anos não era mais permitido. Mas também aprendi o quão melhor outras federações foram em notificar seus atletas sobre a mudança de regra, especialmente no Leste Europeu, onde o Mildronate é usado comumente por milhões de pessoas.

Agora que o processo acabou, espero que a ITF e outras relevantes autoridades antidoping do tênis vão estudar o que essas outras federações fizeram, para que nenhum outro tenista passe pelo que passei.

E para os meus fãs, eu agradeço vocês demais por viverem e respirarem vários desses meses difíceis juntos. Durante esse tempo, eu aprendi o verdadeiro significado de um fã e sou muito afortunada por ter tido o seu suporte.

Vou voltar em breve e mal posso esperar!

Sem Sharapova, Federação Internacional de Tênis aceita equipe da Rússia nos Jogos Rio 2016

25 de julho de 2016 0

A Federação Internacional de Tênis (ITF) anunciou que irá aceitar as inscrições dos oito tenistas (três homens e cinco mulheres) da Rússia para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Na lista não está Maria Sharapova, suspensa desde março, por ter sido flagrada em exame antidoping durante o último Aberto da Austrália.

Ex-número 2 do mundo, Kuznetsova estará no Rio - Divulgação/ITF/Adam Nurkiewicz/

Ex-número 2 do mundo, Kuznetsova estará no Rio – Divulgação/ITF/Adam Nurkiewicz

Em nota publicada em seu site, a ITF diz concordar com a decisão do Comitê Olímpico Internacional (COI) em relação à presença de russos nos Jogos estar condicionada à realização de testes antidoping e garante que os oito jogadores foram submetidos a 205 exames, desde 2014, sendo 83 deles em competição e 122 fora de competição. A entidade ainda detalha que 111 amostras recolhidas foram de urina e 94 de sangue e diz acreditar que isso atenda às exigências do Comitê Executivo do COI.

Sharapova testou positivo, após derrota para Serena, na Austrália - Divulgação/Aus Open

Sharapova testou positivo, após derrota para Serena, na Austrália – Divulgação/Aus Open

Segundo a ITF, uma consulta ainda será feita à Agência Mundial Antidoping (Wada) para saber se nenhum dos oito atletas inscritos para os Jogos Rio 2016 está no relatório da comissão independente apresentado por Richard McLaren, já que esta também é uma das exigências do COI para que uma inscrição seja aceita.

Confira os tenistas da Rússia nos Jogos do Rio:

Andrey Kuznetsov

25 anos (22/02/1991) – 45º do ranking da ATP – nenhum título ATP Tour – 7 títulos ATP Challenger – 7 títulos ITF Futures

Kuznetsov defenderá Rússia - Divulgação/Kremlin Cup/Arquivo

Kuznetsov defenderá Rússia – Divulgação/Kremlin Cup/Arquivo

Evgeny Donskoy

26 anos (09/05/1990) – 78º do ranking da ATP – nenhum título ATP Tour – 8 títulos ATP Challenger Tour – 2 títulos ITF Futures

Teymuraz Gabashvili

31 anos (23/05/1985) – 106º do ranking da ATP – nenhum título ATP Tour – 10 títulos ATP Challenger Tour – 4 títulos ITF Futures

Gabashvili é o mais experiente dos russos - Divulgação/Marcello Zambrana/Inovafoto

Gabashvili é o mais experiente dos russos – Divulgação/Marcello Zambrana/Inovafoto

Svetlana Kuznetsova

31 anos (27/06/1985) – 11ª do ranking da WTA – 16 títulos WTA Tour – 1 título ITF Circuit

* campeã do US Open de 2004 e de Roland Garoos em 2009

* finalista em Roland Garros-2006 e do US Open de 2007

Anastasia Pavlyuchenkova

25 anos (03/07/1991) – 19ª do ranking da WTA – 8 títulos WTA Tour – 5 títulos ITF Circuit

Elena Vesnina

29 anos (01º/08/1986) – 24ª do ranking da WTA – 2 títulos WTA Tour – 2 títulos ITF Circuit

Com Bruno Soares, Vesnina foi campeã de duplas mistas na Austrália- Divulgação/Aus Open

Com Bruno Soares, Vesnina foi campeã de duplas mistas na Austrália- Divulgação/Aus Open

Ekaterina Makarova

28 anos (07/06/1988) – 29ª do ranking da WTA – 2 títulos WTA Tour – 3 títulos ITF Circuit

Daria Kasatkina

19 anos (07/05/1997) – 33ª do ranking da WTA – nenhum título WTA Tour – 7 títulos ITF Circuit

* campeã juvenil de Roland Garros em 2014

Recurso de Sharapova será julgado em setembro e russa está fora dos Jogos Rio 2016

11 de julho de 2016 0

O Tribunal Arbitral do Esporte (TAS) anunciou nesta segunda-feira (11), que a decisão sobre o caso de doping envolvendo a tenista russa Maria Sharapova ficou para o dia 19 de setembro, após acordo entre a jogadora e a Federação Internacional de Tênis (ITF).

Sharapova dá adeus à chances de disputar Rio 2016 - Divulgação

Sharapova dá adeus à chances de disputar Rio 2016 – Divulgação

Segundo o comunicado do TAS, as partes pediram um tempo maior para a realização da audiência, que estava marcada para o próximo dia 18 de julho.

Maria Sharapova foi flagrada em exame antidoping realizado após a disputa de quartas de final do Aberto da Austrália, em janeiro deste ano, contra a norte-americana Serena Williams e o teste detectou a presença de Meldonium, um modulador metabólico incluído na lista de substâncias proibidas pela Agência Mundial Antidoping (WADA).

Sharapova testou positivo, após derrota para Serena, na Austrália - Divulgação/Aus Open

Sharapova testou positivo, após derrota para Serena, na Austrália – Divulgação/Aus Open

Em junho, a jogadora foi suspensa pela ITF, após um tribunal independente concluir que ela infringiu o artigo 2.1 do do Programa Antidoping da entidade e, por essa razão, teve seus resultados anulados a partir de 26 de janeiro, data em que testou positivo e ficará suspensa até 25 de janeiro de 2018.

Com o adiamento do resultado do recurso para setembro, Maria Sharapova está fora do Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

Veja aqui o comunicado do TAS.