Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "roland garros"

Em busca do 10º título em Monte Carlo, Rafael Nadal vence jogo 400 no saibro e passa às oitavas de final

19 de abril de 2017 0

O espanhol Rafael Nadal derrotou o britânico Kyle Edmund, 45º colocado no ranking mundial, por 6/0, 5/7 e 6/3, em 2h17 de jogo, e está classificado para as oitavas de final do Masters 1.000 de Monte Carlo, onde acumula nove títulos em 13 participações. Agora, ele totaliza 59 vitórias em 63 partidas disputadas no saibro do Principado.

Nadal venceu na estreia - Divulgação/Monte-Carlo Rolex Masters 2017

Nadal venceu na estreia – Divulgação/Monte-Carlo Rolex Masters 2017

Com números impressionantes neste tipo de piso, o atual número sete do mundo busca se tornar o primeiro jogador a vencer um torneio em dez oportunidades. Ele já o recordista com as nove conquistas em Mônaco, Roland Garros e Barcelona. A vitória desta quarta-feira (19) foi a de número 366 de Nadal, em 400 jogos no saibro – aproveitamento de 91,5%.

Mas apesar de todo o retrospecto, Nadal precisou lutar muito para ficar com a vaga. No set inicial, o canhoto mostrou seu melhor tênis e simplesmente não deu chances ao rival, ao conseguir três quebras de saque, ganhando todos os pontos jogados com o primeiro serviço e cometendo apenas três erros não forçados. Com este desempenho, um “pneu” (6/0), em apenas 29 minutos parecia ser a senha para mais uma vitória incontestável.

Edmund venceu o segundo set - Divulgação/Srdjan Stevanovic/ITF

Edmund venceu o segundo set – Divulgação/Srdjan Stevanovic/ITF

Porém, Edmund confirmou seu saque logo no primeiro game e recebeu aplausos do público na quadra Ranier III do Monte Carlo Country Club. Mesmo assim, o britânico não pode evitar um novo break e ficou abaixo em 2/1. Mas para surpresa de todos, ele devolveu a quebra, empatou em 2/2 e saltou à frente em 4/2, com um segundo break point.

Apesar da vantagem, o britânico não pode evitar a pressão do dono de 69 troféus do circuito  e cedeu o serviço em 3/4, permitindo a igualdade logo a seguir. Quando a disputa se encaminhava para um desempate no tie-break, o britânico voltou a surpreender e conseguiu mais uma quebra de saque e fechou 7/5, após 61 minutos.

Nadal soma 366 vitórias em 400 jogos no saibro - Divulgação/Monte-Carlo Rolex Masters 2017

Nadal soma 366 vitórias em 400 jogos no saibro – Divulgação/Monte-Carlo Rolex Masters 2017

O set decisivo foi bastante disputado. Nadal quebrou Edmund em 3/2, mas o britânico devolveu o break para igualar em 3/3. Porém, o espanhol mostrou sua força e com mais uma quebra de serviço fez 4/3 e abriu vantagem logo a seguir. Na sequência, após confirmar o saque, ele voltou a quebrar o adversário e assegurou a classificação.

Na próxima rodada, Rafael Nadal vai enfrentar o alemão Alexander Zverev, 19 anos e 20º do mundo, que passou pelo espanhol Feliciano López (39º) por 2 a 0 (6/0 e 6/4), em exatos 60 minutos.

Esta será a terceira vez que eles irão se enfrentar e até hoje Nadal venceu os dois confrontos anteriores, no Masters de Indian Wells 2016 e na terceira rodada do Aberto da Austrália deste ano.

Jaume Munar é campeão do Future de Paguera

11 de fevereiro de 2017 0

Em casa, os tenistas espanhóis fizeram a festa e ficaram com os títulos de simples e duplas do F – 4 Paguera II, torneio Future da Federação Internacional de Tênis (ITF), com premiação de US$ 15 mil, disputado em Paguera, região turística no município de Calvià, na Ilha de Mallorca, na Espanha.

Munar ganhou sétimo Future da carreira - Divulgação

Munar ganhou sétimo Future da carreira – Divulgação

Neste sábado (11), Jaume Munar derrotou Mario Vilella Martínez por 3/6, 6/4 e 6/1, em 2h10 de partida e garantiu o sétimo título da carreira, o segundo na temporada. Em janeiro, o tenista de 19 anos venceu em Manacor, cidade onde nasceu Rafael Nadal, também na Ilha de Mallorca. Número 274 do ranking mundial da ATP, ele foi vice-campeão juvenil em Roland Garros-2014, em final contra o russo Andrey Rublev.

O título de duplas ficou com Gerard Granollers-Pujol e Pedro Martínez Portero, que derrotaram o compatriota Sergio Martos e o chileno Cristóbal Saavedra-Corbalán em sets diretos (6/3 e 6/4).

Guga Kuerten perde recurso e é condenado a pagar R$ 7 milhões à Receita Federal

23 de novembro de 2016 0

O Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) da Receita Federal negou o recurso do ex-tenista Gustavo Kuerten, em um processo administrativo do qual o tricampeão de Roland Garros é acusado de ter usado a empresa Guga Kuerten Participações e Empreendimentos para recolher menos impostos sobre ganhos entre 1999 e 2002.

Guga  lamentou decisão do Carf - Foto: André Silva/Rádio Gaúcha

Guga lamentou decisão do Carf – Foto: André Silva/Rádio Gaúcha

De acordo com a Receita, Guga deveria ter pago tributos como pessoa física, cuja incidência de imposto é de 27,5%, em vez de pessoa jurídica, em que a tributação é de 20%. Dessa forma, ele foi condenado a pagar R$ 7 milhões. A defesa de Kuerten deverá recorrer.

Em nota, o catarinense classificou a decisão de “lamentável”.

Confira nota de Gustavo Kuerten:

“É lamentável a decisão desse processo administrativo da Receita Federal e do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais, por voto de qualidade, em função do empate no julgamento, que me força a pagar como pessoa física os contratos de uso de imagem nesse período, de 1999 a 2002. Se eu quisesse utilizar a pessoa jurídica simplesmente para ter beneficio fiscal, seria muito mais fácil ter ido morar fora do Brasil, fixado residência em Monte Carlo ou qualquer outro país com isenção fiscal e me livrado de pagar qualquer imposto, até porque eu passava muito mais tempo no exterior do que aqui. Mas, para mim sempre fez mais sentido trazer esse dinheiro para o Brasil e investir no meu país. Assumi que essa era a melhor opção e, desde o início da minha carreira, todos os impostos das premiações dos torneios que recebi como tenista, que dependem  exclusivamente do meu rendimentos em quadra, eu paguei na pessoa física. Agora, é inaceitável que nos contratos de uso de imagem, que envolvem muito mais do que simplesmente os esforços do atleta, eu não tenha direito de escolha, sendo que, desde 1995, montamos uma empresa, com uma equipe preparada para cuidar desse assunto e de todo o trabalho que a minha carreira requisitava. Em 1997, já tínhamos cinco pessoas, responsáveis por diferentes funções. Fomos inclusive reconhecidos por ser o primeiro tenista a ter uma assessoria de imprensa individual. A formação dessa equipe foi essencial para que eu pudesse só me preocupar em jogar tênis, e me arrisco a dizer que não teria uma outra empresa que pudesse cuidar melhor da minha imagem do que a gente fez nos últimos 21 anos. Acho um absurdo a Fazenda Nacional me obrigar a classificar como pessoa física os rendimentos recebidos e tributados pela pessoa jurídica. Ou seja, eu teria que receber as propostas, negociar os valores, elaborar os contratos, agendar as campanhas e eventos, analisar os roteiros, definir a logística, aprovar filmes e fotos, produzir releases, e ainda organizar toda a agenda com a imprensa mundial. Analisando todas essas requisições fica evidente que a imagem de um atleta vai muito além das atividades em que ele está envolvido, depende do trabalho intenso e incessante de uma equipe especializada, cuidando dos mínimos detalhes. Inclusive, a lei de 2005 deixou tudo isso muito claro, confirmando a possibilidade da exploração da imagem pela pessoa jurídica, e vale a pena lembrar que mesmo antes dessa época, não havia nenhuma proibição.
Infelizmente, após essa decisão incoerente, vamos seguir com o processo judicial, lutando por essa causa, acreditando que tudo o que a gente fez serve de exemplo para qualquer atleta que queira construir uma carreira de sucesso”.

Rafael Nadal chega ao Rio, mas afirma não estar no melhor nível para a disputa dos Jogos Olímpicos

31 de julho de 2016 0

Uma das grandes estrelas dos Jogos Olímpicos, o tenista Rafael Nadal chegou ao Rio de Janeiro neste domingo (31), mas não garantiu sua presença nos torneios de simples, duplas e duplas mistas, como previamente estava definido.

Nadal foi ouro em Pequim - Divulgação/ATP

Nadal foi ouro em Pequim – Divulgação/ATP

Segundo o campeão olímpico de Pequim-2008, que se recupera de uma lesão no punho sofrida durante o Aberto da França, em Roland Garros, sua condição ainda não é a ideal.

“Não vou estar no melhor nível em nenhuma das categorias. Estou há dois meses sem competir e eu treinei pouco. Treinarei uns dias aqui para ver o que fazer e aí vou decidir o que é melhor, seja mais positivo para mim e para equipe”.

Mesmo que não dispute as três chaves, ele deverá optar ao menos por uma. A imprensa de seu país chegou a especular que ele apenas disputaria a chave de duplas. A decisão deverá acontecer até o dia 4 de agosto, quando o sorteio das chaves será realizado.

Além de uma possibilidade de um bicampeonato olímpico, Rafael Nadal também será o porta-bandeira da delegação da Espanha na Cerimônia de Abertura dos Jogos Rio 2016, no dia 5 de agosto, no Estádio do Maracanã.

Teliana Pereira cai nas oitavas de final em Contréxeville

07 de julho de 2016 0

Melhor tenista do Brasil no ranking mundial da WTA, onde ocupa a 88ª colocação, a pernambucana Teliana Pereira foi eliminada, nesta quinta-feira (07), nas oitavas de final do ITF de Contréxeville, na França, torneio com premiação total de US$ 100 mil.

Teliana não faz boa temporada - Divulgação

Teliana não faz boa temporada – Divulgação

Apesar de ser a cabeça de chave número um, Teliana perdeu para a francesa Océane Dodin, 147ª do mundo, por 2 a 1, com parciais de 5/7, 6/2 e 7/6 (4), em 2h11 de partida e segue sem repetir o desempenho que a levou a 43ª posição, em outubro do ano passado.

Na atual temporada, Teliana Pereira disputou 21 partidas e obteve apenas cinco vitórias e seus melhores desempenhos aconteceram no Masters de Miami, no WTA de Marrakech, no Masters de Roma, em Roland Garros e Contréxeville, torneios em que passou da primeira rodada.

Alexander Zverev bate Roger Federer na semifinal em Halle

18 de junho de 2016 0

O alemão Alexander Zverev, 19, venceu o duelo de gerações diante do suíço Roger Federer, 34, neste sábado (18) pelas semifinais do ATP 500 de Halle, na Alemanha. Com parciais de 7/6 (4), 5/7 e 6/3, em 2h06 de partida, o 38º colocado do ranking mundial derrotou o ex-número um do mundo, que atualmente ocupa a terceira posição.

Zverev comemora resultado diante de Federer - Divulgação/Gerry-Weber Open

Zverev comemora resultado diante de Federer – Divulgação/Gerry-Weber Open

A vitória de Zverev garantiu uma final alemã no torneio, já que na outra semifinal Florian Mayer, 32 anos, superou o austríaco Dominic Thiem por 6/3 e 6/4, em 66 minutos. Desta forma, os alemães irão comemorar a sétima conquista na competição, desde a primeira edição em 1993.

Florian Mayer tem um título na carreira - Divulgação/Gerry-Weber Open

Florian Mayer tem um título na carreira – Divulgação/Gerry-Weber Open

Campeão júnior do Aberto da Austrália de 2014, Zverev também foi vice-campeão juvenil em Roland Garros em 2013 e semifinalista do Aberto dos Estados Unidos no mesmo ano. Como profissional, ele tem um vice no ATP de Nice, em maio passado e dois títulos em torneios Challenger.

Garbiñe Muguruza perde na 1ª rodada em Mallorca

14 de junho de 2016 0

Em seu primeiro jogo após a conquista do Aberto da França, em Roland Garros, a espanhola Garbiñe Muguruza foi derrotada nesta terça-feira (14), pela belga Kirsten Flipkens, 61ª, por 6/3 e 6/4, em jogo válido pela primeira rodada do Open de Mallorca, na Espanha, torneio disputado em quadras de grama e que serve como preparação para Wimbledon, onde a atual número dois do ranking mundial foi vice-campeã na temporada passada.

Flipkens surpreendeu número 2 do mundo - Divulgação/Mallorca Open

Flipkens surpreendeu número 2 do mundo – Divulgação/Mallorca Open

Apesar de todo favoritismo e de atuar em casa, Muguruza teve problemas com o saque e cometeu cinco duplas faltas e acabou sofrendo três quebras de saque durante a partida. Flipkens, que tem apenas um título na carreira em Quebec (Canadá) em 2012, agora terá como próxima rival a porto-riquenha Mónica Puig.

Muguruza é atual vice-campeã em Wimbledon - Divulgação/Mallorca Open

Muguruza é atual vice-campeã em Wimbledon – Divulgação/Mallorca Open

Segunda na lista de favoritas, a sérvia Jelena Janković passou pela croata Ana Konjuh por 7/5 e 6/3 e nas oitavas de final irá enfrentar a vencedora do confronto entre a belga Else Mertens, que venceu a italiana Francesca Schiavone por 6/1, 3/6 e 6/1.

Jankovic é a número 25 do mundo - Divulgação/Mallorca Open

Jankovic é a número 25 do mundo – Divulgação/Mallorca Open

Demais resultados:

Verónica Cepede Royg (PAR-q) 6/4 e 6/3 Saisai Zheng (CHN)

Laura Siegemund (ALE-7) 7/6 (1) e 6/4 Nao Hibino (JAP)

Sara Sorribes Tormo (ESP-w) 6/3 e 7/5 Paula Badosa Gibert (ESP-w)

Anna-Lena Friedsam (ALE) 6/1 e 6/4 Ana Bogdan (ROM-q)

Eugenie Bouchard (CAN-8) 6/3 e 7/5 Danka Kovinić (MNE)

Bouchard passou pela estreia - Divulgação/Mallorca Open

Bouchard passou pela estreia – Divulgação/Mallorca Open

Sabine Lisicki (ALE) 6/4 e 6/4 Kristina Mladenovic (FRA-4)

Sorana Cîrstea (ROM-q) 6/3 e 6/2 Yulia Putintseva (CAZ-5)

Ainda com lesão no punho, Nadal desiste de jogar Wimbledon e foca Jogos Rio 2016

09 de junho de 2016 0

Uma lesão no punho esquerdo irá impedir o espanhol Rafael Nadal, quarto colocado no ranking mundial da ATP, de lutar por seu terceiro título no torneio de Wimbledon, que tem início marcado para o próximo dia 27 de junho.

Nadal jogou cinco finais em Wimbledon - Divulgação/Wimbledon

Nadal jogou cinco finais em Wimbledon – Divulgação/Wimbledon

Campeão em 2008 e 2010 e finalista em mais três oportunidades na grama londrina (2006/07/11), Rafa anunciou sua desistência através de comunicado publicado em sua página no Facebook. Segundo ele, o tempo necessário para recuperar a lesão que o fez abandonar Roland Garros na terceira rodada será maior do que se esperava.

“Olá a todos. Queria anunciar que, depois de consultar o meu médico e visto os resultados na última consulta, não poderei participar da próxima edição de Wimbledon. Como podem imaginar, é uma decisão triste, mas é a lesão sofrida no meu punho em Roland Garros precisa de tempo para melhorar. Tampouco poderei participar do evento prévio #TheBoodles, no Stoke Park, onde já participei em ocasiões anteriores. Agradeço a todos pelo apoio, sobretudo meus fãs, que sempre me enviam recados de carinho”.

Nadal deve ser porta-bandeira da Espanha nos Jogos Rio 2016 - Divulgação/Daniel Maurer/ITF

Nadal deve ser porta-bandeira da Espanha nos Jogos Rio 2016 – Divulgação/Daniel Maurer/ITF

Dessa forma, o grande objetivo do jogador de 30 anos a partir de agora é estar apto para a disputa dos Jogos Olímpicos Rio 2016, onde ele buscará sua segunda medalha de ouro, repetindo o feito dos Jogos de Pequim em 2008. Caso consiga se recuperar, Nadal deverá ser o porta-bandeira da delegação da Espanha na Cerimônia de Abertura e também deverá disputar o torneio de duplas mistas com Garbiñe Muguruza, atual campeã de Roland Garros.

Marcelo Melo perde liderança e francês é o novo número 1 nas duplas

06 de junho de 2016 0

A eliminação na semifinal do Aberto da França custou ao brasileiro a liderança do ranking mundial de duplas da ATP. Na lista divulgada nesta segunda-feira (06), ele perdeu sete colocações e agora está em oitavo, já que não defendeu os pontos da temporada passada quando foi campeão ao lado do croata Ivan Dodig.

Melo perdeu a liderança nas duplas - Divulgação/VIPCOMM

Melo perdeu a liderança nas duplas – Divulgação/VIPCOMM

Com a queda de Melo quem se deu bem foi o francês Nicolas Mahut, que mesmo sendo eliminado na terceira rodada em Roland Garros, é o novo número um do mundo. Já outro brasileiro, Bruno Soares, passou a ocupar a nona colocação.

Confira os 10 primeiros do ranking:

1 – Nicolas Mahut (FRA) 7.580

Mahut lidera nas duplas - Divulgação

Mahut lidera nas duplas – Divulgação

2 – Jamie Murray (ESC) 7.535

3 – Pierre-Hugues HErbert (FRA) 7.190

4 – Bob Bryan (EUA) 6.870

5 – Mike Bryan (EUA) 6.870

6 – Horia Tecău (ROM) 6.820

7 – Jean-Julien Rojer (HOL) 6.660

8 – Marcelo Melo (BRA) 6.310

9 – Bruno Soares (BRA) 5.330

10 – Rohan Bopanna (IND) 5.160

Veja os 10 melhores brasileiros:

8 – Marcelo Melo (MG) 6.310

9 – Bruno Soares (MG) 5.330

53 – André Sá (MG) 1.460

71 – Marcelo Demoliner (RS) 1.095

84 – Thomaz Bellucci (SP) 940

123 – Fabrício Neis (RS) 600

151 – Rogério Dutra Silva (SP) 470

166 – João Souza (SP) 419

201 – Caio Zampieri (SP) 345

222 – Guilherme Clezar (RS) 303

Djokovic dispara, Wawrinka cai e Thiem ingressa no Top 10 do ranking da ATP

06 de junho de 2016 0

Após as duas semanas de disputa do Aberto de Tênis da França, a Associação dos Tenistas Profissionais (ATP) divulgou nesta segunda-feira (06) a atualização de seu ranking e o sérvio Novak Djokovic, campeão em Roland Garros pela primeira vez na carreira, aumentou ainda mais sua liderança, com o escocês Andy Murray, vice, na segunda posição. A classificação servirá para definir os participantes do torneio dos Jogos Olímpicos Rio 2016, com limite de 56 jogadores, com no máximo quatro por país, e mais oito convites determinados por critérios da Federação Internacional de Tênis (ITF).

Djokovic ganhou seu primeiro título em Roland Garros - Divulgação/FFT

Djokovic ganhou seu primeiro título em Roland Garros – Divulgação/FFT

Campeão da temporada passada e eliminado nas semifinais, o suíço Stanislas Wawrinka caiu do quarto para o quinto lugar e foi ultrapassado pelo espanhol Rafael Nadal, que está atrás do suíço Roger Federer, que não jogou em Paris por causa de uma lesão.

No Top 10, a grande novidade é a entrada do austríaco Dominic Thiem, semifinalista na França, que agora é o número sete do mundo, a melhor colocação de sua carreira. O francês Richard Gasquet ganhou dois postos e voltou ao 10º lugar.

Thiem é uma das revelações do circuito - Divulgação/Argentina Open

Thiem é uma das revelações do circuito – Divulgação/Argentina Open

Entre os brasileiros, o paulista Thomaz Bellucci segue em queda e depois de perder cinco postos aparece na 62ª colocação. Já Rogério Dutra Silva avançou duas posições, está em 83º e comemora o seu melhor resultado no ranking.

Veja os 10 primeiros do ranking mundial:

1 – Novak Djokovic (SER) 16.950

2 – Andy Murray (ESC) 8.915

3 – Roger Federer (SUI) 6.655

4 – Rafael Nadal (ESP) 5.405

5 – Stanislas Wawrinka (SUI) 5.035

6 – Kei Nishikori (JAP) 4.290

7 – Dominic Thiem (AUT) 3.105

8 – Tomáš Berdych (CZE) 3.030

9 – Milos Raonic (CAN) 2.965

10 – Richard Gasquet (FRA) 2.905

Confira os 10 melhores brasileiros:

62 – Thomaz Bellucci (SP) 790

Bellucci é o número 1 do Brasil- Divulgação/Rio Open

Bellucci é o número 1 do Brasil- Divulgação/Rio Open

83 – Rogério Dutra Silva (SP) 684

138 – Thiago Monteiro (CE) 418

185 – Guilherme Clezar (RS) 297

188 – André Ghem (RS) 291

200 – João Souza (SP) 260

296 – Caio Zampieri (SP) 166

336 – José Pereira (PE) 140

356 – Carlos Eduardo Severino (RJ) 128

411 – Daniel Dutra Silva (SP) 106