Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "superliga feminina de vôlei"

Dentil/Praia Clube é o último semifinalista da Superliga feminina de Vôlei

25 de março de 2017 0

O Dentil/Praia Clube é o último semifinalista da Superliga feminina de  Vôlei. Neste sábado (25), o time de Uberlândia (MG) fez valer o fator casa e venceu Terracap/BRB/Brasília (DF) por 3 sets a 1, de virada (22/25, 25/17, 25/20 e 25/14), em 1h59 de partida e encerrou a série de playoffs em 2 a 1. O próximo rival do time dirigido pelo técnico Ricardo Picinin será o o Vôlei Nestlé/Osasco (SP). A outra vaga na decisão será definida entre o atual tetracampeão, Rexona-Sesc (RJ) e Camponesa/Minas Tênis Clube (MG).

Jogadoras do Praia Clube festejam vaga nas semifinais - Divulgação/Túlio Calegari/Praia Clube

Jogadoras do Praia Clube festejam vaga nas semifinais – Divulgação/Túlio Calegari/Praia Clube

A ponteira Ellen, que saiu do banco de reservas para marcar 17 pontos, foi escolhida a melhor jogadora em quadra e levou o Troféu VivaVôlei. A principal pontuadora foi a ponta norte-americana Alix Klineman, com 19 acertos. A central Roberta, com 11, foi a melhor de Brasília.

Brasília supera o Praia Clube e empata playoff de quartas de final da Superliga Feminina

22 de março de 2017 0

A série melhor de três jogos entre Dentil/Praia Clube (MG) e Terracap/BRB/Brasília (DF) pelas quartas de final da Superliga feminina de Vôlei está empatada. Na terça-feira (21), à noite, o time do Distrito Federal venceu por 3 sets a o, parciais de 27/25, 25/18 e 25/19, 1h32 de partida e forçou a realização de um terceiro confronto, no próximo sábado (25), novamente no ginásio do Praia Clube, em Uberlândia (MG).

Jogadoras do Brasília comemoram - Divulgação/Ricco Botelho/Inovafoto/CBV

Jogadoras do Brasília comemoram – Divulgação/Ricco Botelho/Inovafoto/CBV

Com 13 acertos, a ponta Amanda foi a principal pontuadora de Brasília e ainda ganhou o Troféu VivaVôlei, por ter sido eleita a melhor em quadra. A central Vivian, que marcou 12 pontos, e a ponta Paula Pequeno, a oposta Andréia Laurence e a central Roberta, todas com 10, também foram destaques do time comandado por Anderson Rodrigues, campeão olímpico em Atenas-2004 e prata em Pequim-2008.

Andréia Laurence enfrenta bloqueio de Michelle Pavão - Divulgação/Ricco Botelho/Inovafoto/CBV

Andréia Laurence enfrenta bloqueio de Michelle Pavão – Divulgação/Ricco Botelho/Inovafoto/CBV

No time de Uberlândia, a central Walewska fez 14 pontos e foi a melhor em quadra. Para o técnico do Dentil/Praia Clube, Ricardo Picinin, o apoio da torcida será fundamental no terceiro jogo.

- O Brasília defendeu muito bem, as jogadoras estavam determinadas, indo atrás de todas as bolas e nós tivemos dificuldade para colocar a boal no chão. Hoje o sistema defensivo de Brasília prevaleceu. Agora contamos com a força da nossa torcida para nos apoiar em casa.

Fora de casa, Minas encerra série contra o Bauru e está nas semifinais da Superliga Feminina

22 de março de 2017 0

O Camponesa/Minas Tênis Clube (MG) está nas semifinais da Superliga feminina de Vôlei. Na terça-feira (21), a equipe mineira garantiu sua classificação após vencer o Genter/ Vôlei Bauru (SP) por 3 sets a 0, com parciais de 25/22, 25/23 e 25/17, em 1h28 de partida realizada no ginásio Panela de Pressão, em Bauru (SP).

Mais uma vez, Hooker foi decisiva - DivulgaçãoGenter Vôlei Bauru

Mais uma vez, Hooker foi decisiva – DivulgaçãoGenter Vôlei Bauru

Com o resultado, o Minas vai ter como próximo adversário, o Rexona-Sesc (RJ), atual tetracampeão e time de melhor campanha do torneio. Mais uma vez a oposta norte-americana Destinee Hooker foi eleita a melhor jogadora em quadra e levou o Troféu VivaVôlei. Ela ainda terminou como a maior pontuadora, com 20 acertos.

A grande atuação de Hooker rendeu elogios da levantadora Naiane.

- Ela consegue rodar bolas que temos a sensação que ninguém consegue. É uma ótima jogadora, incrível mesmo.

Rexona-Sesc fecha série contra o Pinheiros e avança às semifinais da Superliga Feminina

20 de março de 2017 0

Atual tetracampeão e finalista nas últimas 12 edições da Superliga Feminina de Vôlei, o Rexona-Sesc garantiu nesta segunda-feira (20) uma vaga nas semifinais da atual edição do torneio. No segundo dos playoffs de quartas de final, o time comandado pelo técnico Bernardinho derrotou o Pinheiros (SP) por 3 a 0 (25/13, 25/20 e 25/22), em jogo que teve 1h18 de duração.

Rexona-Sesc é o atual tetracampeão - Divulgação/ Wander Roberto/Inovafoto/CBV

Rexona-Sesc é o atual tetracampeão – Divulgação/ Wander Roberto/Inovafoto/CBV

Com o resultado, o Rexona-Sesc agora espera a definição do confronto entre Camponesa/Minas Tênis Clube (MG) e Genter/ Vôlei Bauru (SP). A equipe mineira venceu a primeira partida e  fez 1 a 0 na série melhor de três.

O principal destaque do jogo desta segunda foi a ponteira Gabi Guimarães, que foi eleita a melhor jogadora em quadra e ganhou o Troféu VivaVôlei. Ela ainda foi a maior pontuadora com 15 acertos, 12 no ataque e três no bloqueio. Mais três jogadoras do time carioca marcaram 10 ou mais pontos. A ponteira holandesa Anne Buijs e a oposta Monique Pavão, ambas com 13, e a central Juciely, com 11, sendo seis deles através do bloqueio.

Gabi foi a maior pontuadora - Divulgação/ Wander Roberto/Inovafoto/CBV

Gabi foi a maior pontuadora – Divulgação/ Wander Roberto/Inovafoto/CBV

Dono da oitava melhor campanha da fase classificatória, o Pinheiros não conseguiu repetir o desempenho do primeiro confronto, quando perdeu em casa por 3 a 1. A ponteira Lana fez 10 pontos e foi a melhor da equipe paulista.

Minas vira pra cima de Bauru e larga na frente nas quartas de final da Superliga Feminina

18 de março de 2017 0

No encerramento da primeira rodada das quartas de final da Superliga Feminina de Vôlei, o Camponesa/Minas Tênis Clube bateu o Genter/ Vôlei Bauru (SP) por 3 sets a 2, de virada (23/25, 21/25, 25/16, 25/22 e 15/10) em 2h21 de partida e fez 1 a 0 na série melhor de três.

Hooker fez 32 pontos para o Minas - Divulgação/Orlando Bento/Minas TC

Hooker fez 32 pontos para o Minas – Divulgação/Orlando Bento/Minas TC

A oposta norte-americana Destinee Hooker encerrou o jogo com mais de um set apenas para ela, tendo 32 acertos no total e acabou sendo eleita a melhor jogadora em quadra, ganhando o Troféu VivaVôlei. Depois do jogo, ela fez questão de elogiar as adversárias.

- Foi um bom jogo. Bauru é um ótimo time, tem grandes atacantes, como Priscila e Bruna, e agora espero que essa série já feche no próximo jogo. Realmente espero que não precise, mas pode ser que tenhamos três jogos nessa disputa.

Rosamaria fez 10 pontos - Divulgação/Orlando Bento/Minas TC

Rosamaria fez 10 pontos – Divulgação/Orlando Bento/Minas TC

Os 2.057 torcedores que compareceram a Arena Minas, em Belo Horizonte (MG), puderam ainda presenciar 28 pontos da oposta Bruna Honório, do Bauru, e outros 20 da ponteira Thaisinha, sua companheira de time. No Minas, além de Hooker, destaque também para a ponta Jaqueline, com 12 acertos.

As duas equipes voltam a se enfrentar na próxima terça-feira (21) desta vez no ginásio Panela de Pressão, em Bauru (SP). Uma nova vitória classificará o Minas para as semifinais.

Praia Clube supera Brasília e sai em vantagem nos playoffs da Superliga Feminina

18 de março de 2017 0

O Dentil/Praia Clube contou com o apoio de sua torcida, que encheu o ginásio em Uberlândia (MG), e levou a melhor sobre o Terracap/BRB/Brasília (DF). O time mineiro perdeu o primeiro set, mas virou o jogo e venceu por 3 sets a 1 (20/25, 25/19, 25/20 e 25/15), em partida que teve 1h50 de duração.

Michelle Pavão (16) foi destaque - Divulgação/Túlio Calegari/Praia Clube

Michelle Pavão (16) foi destaque – Divulgação/Túlio Calegari/Praia Clube

Com o resultado, a equipe dirigida pelo técnico Ricardo Picinin abriu vantagem na série melhor de três dos playoffs de quartas de final da Superliga Feminina de Vôlei.

A força do ataque do Praia Clube foi decisiva para a virada. Quatro jogadoras do time mineiro terminaram o confronto com 10 ou mais pontos marcados. A principal pontuadora foi a ponta norte-americana Alex Klineman, que fez 17, um a mais que a também ponta Michelle Pavão, eleita a melhor em quadra e que acabou sendo premiada com o Troféu VivaVôlei. Além delas, a central Walewska e a oposta cubana Daymi Ramírez, com 11 e 10 acertos, respectivamente, completaram o quarteto decisivo para a equipe do Triângulo Mineiro.

Levantadora Claudinha vibra durante o jogo - Divulgação/Túlio Calegari/Praia Clube

Levantadora Claudinha vibra durante o jogo – Divulgação/Túlio Calegari/Praia Clube

Depois do jogo, Michelle Pavão avaliou o jogo e a importância dos 1.900 torcedores presentes ao ginásio do Praia Clube.

- A torcida nos empurrou o tempo inteiro e, sem dúvida, foi muito importante para o nosso time. No primeiro set tivemos alguns vacilos, perdemos um pouco a paciência, mas depois o jogo entrou e a partir do segundo set construímos a vitória. Quando o nosso saque entrou, facilitou bem mais e isso foi fundamental para os outros três sets.

Paula Pequeno (no ataque) foi uma das melhores de Brasília - Divulgação/Túlio Calegari/Praia Clube

Paula Pequeno (no ataque) foi uma das melhores de Brasília – Divulgação/Túlio Calegari/Praia Clube

No Brasília, que fez um excelente primeiro set, mas depois acabou sendo dominado, as ponteiras Paula Pequeno e Amanda, ambas com 15 pontos assinalados, foram os destaques.

O segundo confronto entre as duas equipes acontecerá na próxima terça-feira (21),  às 19h, desta vez no ginásio do  Sesi Taguatinga, em Brasília (DF).

Rexona-Sesc bate Pinheiros e lidera playoff da Superliga Feminina de Vôlei

18 de março de 2017 0

O Rexona-Sesc (RJ) confirmou seu favoritismo e derrotou o Pinheiros por 3 sets a 1 (25/21, 25/20, 16/25 e 25/23), em 1h53 de partida realizada na sexta-feira (17), no ginásio Henrique Villaboim, em São Paulo (SP) e largou em vantagem nos playoffs de quartas de final da Superliga Feminina de Vôlei.

Monique Pavão ataca - Divulgação/Wander Roberto/Inovafoto/CBV

Monique Pavão ataca – Divulgação/Wander Roberto/Inovafoto/CBV

A ponteira Gabi Guimarães foi eleita a melhor jogadora em quadra e ganhou o Troféu VivaVôlei. Ela ainda foi a maior pontuadora do confronto, ao lado da central Juciely, com 19 acertos. Mais três jogadoras do atual tetracampeão tiveram atuações destacadas e terminaram com 11 pontos assinalados, cada uma: a ponta holandesa Anne Buijs, a central Carol e a oposta Monique Pavão.

Bárbara encara bloqueio do Rexona - Divulgação/Wander Roberto/Inovafoto/CBV

Bárbara encara bloqueio do Rexona – Divulgação/Wander Roberto/Inovafoto/CBV

Pelo Pinheiros, a ponteira Vanessa marcou 17 vezes, uma a mais que a também ponta Lana, que entrou em quadra a partir do terceiro set e dois a mais que a oposta Bárbara.

Osasco vence o Fluminense e larga em vantagem nos playoffs da Superliga Feminina de Vôlei

17 de março de 2017 0

O Vôlei Nestlé/Osasco começou com vitória a fase de quartas de final da Superliga Feminina de Vôlei. Na quinta-feira (16), o time paulista levou a melhor sobre o Fluminense (RJ) por 3 sets a 0 (25/23, 25/23 e 25/14), em 1h38 de partida disputada no ginásio José Liberatti, em Osasco (SP).

Jogadoras de Osasco comemoram vitória - Divulgação/William Lucas/Inovafoto/CBV

Jogadoras de Osasco comemoram vitória – Divulgação/William Lucas/Inovafoto/CBV

A líbero Camila Brait foi eleita a melhor em quadra e  ganhou o Troféu VivaVôlei. Agora, o Vôlei Nestlé está a duas vitórias de garantir um lugar entre os semifinalistas. As duas equipes voltam a se enfrentar na próxima segunda-feira (20), às 19h (de Brasília), no ginásio do Hebraica, no Rio de Janeiro.

Renatinha foi a principal jogadora do Fluminense - Divulgação/Fluminense

Renatinha foi a principal jogadora do Fluminense – Divulgação/Fluminense

Com 17 acertos, a ponteira Tandara foi a maior pontuadora do jogo. A central Natália Martins e a oposta sérvia Ana Bjelica, com 15 e 10 pontos, respectivamente, também foram destaques do time comandado por Luizomar de Moura.

Bjelica encara o bloqueio do Fluminense - Divulgação/William Lucas/Inovafoto/CBV

Bjelica encara o bloqueio do Fluminense – Divulgação/William Lucas/Inovafoto/CBV

Mesmo com a vitória, Tandara acredita que Osasco ainda tem muito a corrigir nos próximos jogos.

- Fizemos o nosso primeiro dever de casa. O Fluminense tem um time muito experiente com Sassá, Ju Costa, Renatinha, e nós fizemos o que tínhamos que fazer. Ainda erramos bastante, tivemos erros de comunicação, mas que bom que a vitória veio.

No Fluminense, a oposta Renatinha, com 16, e a central Letíca Hage, com 11, foram as principais pontuadoras.

Osasco bate Bauru e fica em segundo na fase classificatória da Superliga Feminina de Vôlei

11 de março de 2017 0

O Vôlei Nestlé/Osasco (SP) derrotou o Genter/Vôlei Bauru (SP), neste sábado (11), fora de casa, por 3 sets a 1, com parciais de 25/21, 25/27, 25/9 e 25/22, em 2h de partida que marcou o encerramento da fase classificatória da Superliga Feminina de Vôlei.

Jogadoras de Osasco comemoram vitória - Divulgação/João Pires/ZDL/CBV

Jogadoras de Osasco comemoram vitória – Divulgação/João Pires/ZDL/CBV

Com o resultado, o time de Osasco garantiu a segunda colocação com 51 pontos, após 17 vitórias e cinco derrotas. Já Bauru finalizou em quinto, com 40, depois de vencer 13 e perder nove jogos. As duas equipes estão classificadas para os playoffs onde enfrentarão Fluminense (RJ) e Camponesa/Minas Tênis Clube (MG), respectivamente.

Bia e Tandara param ataque de Bruna Hnoório - Divulgação/João Pires/ZDL/CBV

Bia e Tandara param ataque de Bruna Hnoório – Divulgação/João Pires/ZDL/CBV

A central Bia foi peça fundamental na vitória do Vôlei Nestlé e acabou sendo eleita a melhor jogadora da partida, ganhando o troféu VivaVôlei. Com 20 acertos, sendo nove deles de bloqueio, ela ainda foi a maior pontuadora do confronto. Com 19, a ponta Tandara também foi destaque do time dirigido pelo técnico Luizomar de Moura.

Bia foi a melhor do jogo - Divulgação/João Pires/ZDL/CBV

Bia foi a melhor do jogo – Divulgação/João Pires/ZDL/CBV

Por Bauru, que pela primeira vez irá disputar os playoffs, a oposta Bruna Honório e a ponteira dominicana Prisilla Rivera, com 19 e 12 pontos, respectivamente, foram as melhores atacantes.

Demais resultados da 22ª rodada:

Fluminense (RJ) 3 x 1 Sesi-SP (SP) – 25/9, 23/25, 25/23 e 25/16

Fluminense, de Pri Heldes e Renatinha, enfrentará Osasco - Divulgação/CBV

Fluminense, de Pri Heldes e Renatinha, enfrentará Osasco – Divulgação/CBV

Pinheiros (SP) 3 x 1 Rio do Sul (SC) – 25/22, 25/17, 23/25 e 25/20

São Cristóvão Saúde/São Caetano (SP) 3 x 0 Terracap/BRB/Brasília (DF) – 25/22, 25/21 e 25/21

Renata Valinhos/Country (SP) 1 x 3 Camponesa/Minas Tênis Clube (MG) – 27/25, 18/25, 21/25 e 15/25

Rexona-Sesc (RJ) 3 x 2 Dentil/Praia Clube (MG) – 15/25, 25/21, 22/25, 25/22 e 16/14

Líder Rexona-Sesc perdeu apenas uma partida - Divulgação/CBV

Líder Rexona-Sesc perdeu apenas uma partida – Divulgação/CBV

Classificação da fase classificatória:

1º Rexona-Sesc (RJ) 61

2º Vôlei Nestlé/Osasco (SP) 51

3º Dentil/Praia Clube (MG) 50

4º Camponesa/Minas Tênis Clube (MG) 42

Minas ficou em quarto - Divulgação/CBV

Minas ficou em quarto – Divulgação/CBV

5º Genter/Vôlei Bauru (SP) 40

6º Terracap/BRB/Brasília (DF) 37

7º Fluminense (RJ) 33

8º Pinheiros (SP) 32

9º São Cristóvão Saúde/São Caetano (SP) 20

10º Rio do Sul (SC) 17

11º Sesi-SP (SP) 7

12º Renata Valinhos/Country (SP) 6

Playoffs:

Rexona-Sesc (RJ) x Pinheiros (SP)

Vôlei Nestlé/Osasco (SP) x Fluminense (RJ)

Dentil/Praia Clube (MG) x Terracap/BRB/Brasília (DF)

Camponesa/Minas Tênis Clube (MG) x Genter/Vôlei Bauru (SP)

** Sesi-SP (SP) e Renata Valinhos/Coutry (SP) foram rebaixadas à Superliga Série “B” 2017/18.

Rexona-Sesc vence clássico e abre 11 pontos de vantagem na liderança da Superliga Feminina de Vôlei

04 de março de 2017 0

O Rexona-Sesc (RJ) manteve a liderança isolada da Superliga Feminina de Vôlei ao derrotar o Vôlei Nestlé/Osasco (SP), na sexta-feira (03), na Jeunesse Arena, no Parque Olímpico da Barra, no Rio de Janeiro (RJ). Diante de 2.402 pessoas, o time comandado pelo técnico Bernardinho fez 3 sets a 1, com parciais de 25/20, 21/25, 25/21 e 25/15, em 1h50 de partida e chegou aos 56 pontos, 11 a mais que o rival.

Monique Pavão foi eleita a melhor do jogo - Divulgação/Alexandre Loureiro/Inovafoto/CBV

Monique Pavão foi eleita a melhor do jogo – Divulgação/Alexandre Loureiro/Inovafoto/CBV

Para conseguir sua 19ª vitória em 20 jogos na temporada, o Rexona-Sesc contou com 20 pontos marcados pelo bloqueio, sendo que as centrais Juciely e Carol foram responsáveis por cinco, cada uma. A oposta Monique Pavão marcou 19 vezes, foi a principal atacante da equipe carioca e ainda foi eleita a melhor jogadora em quadra e ficou com o Troféu VivaVôlei.

Bloqueio foi uma das armas do time carioca - Divulgação/Alexandre Loureiro/Inovafoto/CBV

Bloqueio foi uma das armas do time carioca – Divulgação/Alexandre Loureiro/Inovafoto/CBV

Outras quatro jogadoras do time da casa também se destacaram no confronto. A ponteira Gabi Guimarães, que fez 16 pontos, a central Juciely e a ponta holandesa Anne Buijs, ambas com 13, e a central Carol, com 12 acertos.

Gabi Guimarães encara o bloqueio de Osasco - Divulgação/Alexandre Loureiro/Inovafoto/CBV

Gabi Guimarães encara o bloqueio de Osasco – Divulgação/Alexandre Loureiro/Inovafoto/CBV

Já a equipe de Osasco sofreu a quinta derrota em 20 atuações e teve como destaque a oposta Paula Borgo, que saiu do banco de reservas, e terminou com 21 pontos assinalados, quatro a mais que a ponta Tandara.

Demais resultados:

São Cristóvão Saúde/São Caetano (SP) 3 x 0 Sesi-SP (SP) – 25/19, 25/23 e 25/17

Genter Vôlei Bauru (SP) 3 x 0 Rio do Sul (SC) – 25/21, 25/23 e 25/23

Fluminense F.C. (RJ) 3 x 2 E.C. Pinheiros (SP) – 25/17, 23/25, 25/18, 25/27 e 15/5

Renata Valinhos/Country (SP) 2 x 3 Terracap/BRB/Brasília (DF) – 20/25, 25/16, 25/19, 16/25 e 16/14