Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "teliana pereira"

Após campaha em Stuttgart, Maria Sharapova volta ao ranking mundial e aparece na 262ª posição

01 de maio de 2017 0

O retorno às quadras, após 15 meses de suspensão por envolvimento com doping, e a campanha que a levou às semifinais do Premier de Stuttgart, na Alemanha, fez a russa Maria Sharapova reaparecer no ranking mundial da WTA. A tenista de 30 anos somou 185 pontos e agora está na 262ª colocação.

Sharapova voltou a figurar no ranking da WTA - Divulgação/FFT

Sharapova voltou a figurar no ranking da WTA – Divulgação/FFT

Agora, Sharapova voltará suas atenções para o WTA Premier Mandatory de Madri, na Espanha, dia 5 a 14 de maio, e o Aberto da Itália, torneio WTA Premier 5, em Roma, entre 15 e 21 de maios. Sobre uma possível participação no Aberto da França, em Roland Garros, a campeã de cinco Grand Slams espera a definição de um convite, que deverá ser definido até o dia 16 de maio.

Mesmo sem jogar, em função de uma gravidez, a norte-americana Serena Williams manteve a liderança com 7.010 pontos, 85 a mais que a alemã Angelique Kerber, que não conseguiu defender o título em Stuttgart. A terceira posição permanece com a tcheca Karolína Plíšková, agora seguida pela romena Simona Halep, que ultrapassou a eslovaca Dominika Cibulková.

Mesmo sem jogar, Serena lidera ranking - Foto: Reprodução/Twitter/@rolandgarros

Mesmo sem jogar, Serena lidera ranking – Foto: Reprodução/Twitter/@rolandgarros

Entre as brasileiras, Bia Haddad Maia segue sua escalada rumo ao Top 100. A tenista paulista ganhou mais duas posições e está em 144º lugar, com 390 pontos. Ex-Top 50, a pernambucana Teliana Pereira perdeu mais 19 colocações e agora é a 214ª do mundo, com 245 pontos somados. A terceira é outra paulista, Paula Gonçalves, que tem 189 e é a 258ª colocada.

Veja as 10 primeiras do ranking da WTA:

1 – Serena Williams (EUA) 7.010

2 – Angelique Kerber (ALE) 6.925

3 – Karolína Plíšková (CZE) 6.010

4 – Simona Halep (ROM) 5.206

5 – Dominika Cibulková (SVK) 5.065

6 – Garbiñe Muguruza (ESP) 4.691

7 – Johanna Konta (GBR) 4.330

8 – Agnieszka Radwańska (POL) 4.205

9 – Svetlana Kuznetsova (RUS) 4.015

10 – Madison Keys (EUA) 3.857

Confira as melhores brasileiras no ranking mundial:

144 – Bia Haddad Maia (SP) 390

Bia é a número 1 do Brasil - Divulgação/Arquivo

Bia é a número 1 do Brasil – Divulgação/Arquivo

214 – Teliana Pereira (PE) 245

258 – Paula Gonçalves (SP) 189

404 – Laura Pigossi (SP) 86

444 – Carolina Meligeni Alves (SP) 75

520 – Gabriela Cé (RS) 54

533 – Nathaly Kurata (SP) 52

Teliana Pereira vence e Laura Pigossi perde na estreia do qualificatório do WTA de Rabat

29 de abril de 2017 0

A brasileiras Teliana Pereira está classificada para a segunda rodada  do qualifying do WTA de Rabat, no Marrocos, torneio disputado em quadras e que distribui US$ 250 mil em prêmios.

Teliana já esteve no Top 50 da WTA - Divulgação/Eric Visintainer/Arquivo

Teliana já esteve no Top 50 da WTA – Divulgação/Eric Visintainer/Arquivo

Número 195 do ranking mundial, Teliana derrotou neste sábado (29), a holandesa Lesley Kerkhove, 175ª, por 2 a 0, com parciais de 6/0 e 6/4, em 1h10 de partida e agora vai encarar a argentina Nadia Podoroska, 169ª do mundo, que venceu a russa Alla Kudryavtseva, 170ª colocada, por 2 a 1, com parciais de 6/7 (5), 6/4 e 7/5, após 2h22 de confronto.

Já a paulista Laura Pigossi, atual 385ª do ranking da WTA, perdeu para a sérvia Nina Stojanović, 128ª, de virada, parciais de 3/6, 7/6 (5) e 7/5, em jogo que teve 3h13 de duração. Agora, ela se prepara para a disputa da chave de duplas, onde foi semifinalista no ano passado.

Pigossi ainda jogará a chave de duplas - Divulgação/Eric Visintainer/Arquivo

Pigossi ainda jogará a chave de duplas – Divulgação/Eric Visintainer/Arquivo

Para chegar à chave principal em Rabat é necessário vencer três rodadas do qualificatório e, caso Teliana Pereira passe pela segunda partida, ela poderá enfrentar Stojanović em busca de uma das quatro vagas em disputa, desde que a sérvia também vença a italiana Martina Trevisan.

Com 325 pontos de vantagem sobre Serena Williams, Angelique Kerber mantém liderança na WTA

17 de abril de 2017 0

A disputa pela primeira posição no ranking mundial da WTA segue acirrada entre a alemã Angelique Kerber, atual número um, e a norte-americana Serena Williams, que busca recuperar o posto. Na atualização desta segunda-feira (17), elas aparecem separadas por apenas 325 pontos.

Kerber está na liderança - Divulgação/Linda Carlsson/Swedish Open Tennis

Kerber está na liderança – Divulgação/Linda Carlsson/Swedish Open Tennis

Sem a disputa de torneio de relevância na semana anterior nenhuma alteração foi registrada no Top 10, que ainda apresenta a tcheca Karolína Plíšková, a eslovaca Dominika Cibulková, a romena Simona Halep, a espanhola Garbiñe Muguruza, a britânica Johanna Konta, a polonesa Agnieszka Radwańska, a russa Svetlana Kuznetsova e a norte-americana Madison Keys.

Entre as brasileiras, a paulista Bia Hadddad Maia segue como a número um. Mesmo eliminada na estreia em Bogotá, onde foi campeã de duplas, ela garantiu mais quatro colocações e agora é a número 149 do mundo, seguida pela pernambucana Teliana Pereira, que está na 195ª colocação.

Bia é a melhor brasileira  - Divulgação/Arquivo

Bia é a melhor brasileira – Divulgação/Arquivo

Veja as 10 primeiras do ranking da WTA:

1 – Angelique Kerber (ALE) 7.335

2 – Serena Williams (EUA) 7.010

3 – Karolína Plíšková (CZE) 6.020

4 – Dominika Cibulková (SVK) 5.065

5 – Simona Halep (ROM) 5.022

6 – Garbiñe Muguruza (ESP) 4.790

7 – Johanna Konta (GBR) 4.330

8 – Agnieszka Radwańska (POL) 4.290

9 – Svetlana Kuznetsova (RUS) 4.025

10 – Madison Keys (EUA) 3.857

Confira as 10 melhores brasileiras:

149 – Bia Haddad Maia (SP) 390

195 – Teliana Pereira (PE) 263

251 – Paula Gonçalves (SP) 189

379 – Laura Pigossi (SP) 95

437 – Carolina Meligeni Alves (SP) 75

504 – Nathaly Kurata (SP) 58

531 – Gabriela Cé (RS) 53

718 – Luísa Stefani (SP) 25

739 – Thaisa Pedretti (SP) 24

777 0 Ingrid Gamarra Martins (SP) 20

Teliana Pereira avança no qualificatório do WTA de Bogotá

08 de abril de 2017 0

A brasileira Teliana Pereira começou com vitória no WTA de Bogotá, na Colômbia. Neste sábado (08), a atual número 204 do ranking mundial derrotou a argentina Catalina Pella, 243ª do mundo, em sets diretos (6/2 e 6/4), em 1h26 de jogo e está a uma vitória de garantir uma vaga na chave principal do torneio de US$ 250 mil.

Teliana venceu na estreia em Bogotá - Divulgação/ITF

Teliana venceu na estreia em Bogotá – Divulgação/ITF

Campeã da edição de 2015, a pernambucana disputará a classificação contra a vencedora do confronto entre a paulista Bia Haddad Maia e a polonesa Paula Kania.

Outra brasileira na disputa é a paulista Paula Gonçalves, que fará sua primeira partida diante da chinesa Jia-Jing Liu e se vencer terá como rival quem passar do jogo entre Sofia Shapatava, da Geórgia, e a francesa Fiona Ferro.

Quatro brasileiras avançam às oitavas de final e Teliana Pereira decepciona em Curitiba

28 de fevereiro de 2017 0

Quatro brasileiras estão classificadas para as oitavas de final da etapa de Curitiba (PR) do Circuito Feminino Future de Tênis. Nesta terça-feira (28), oito jogadoras da casa entraram em ação no ITF de US$ 25 mil, que está sendo realizado nas quadras de saibro do Graciosa Country Club.

Pigossi passou pela estreia - Divulgação/ Éric Visintainer

Pigossi passou pela estreia – Divulgação/ Éric Visintainer

Número quatro do Brasil e 420 do mundo, a paulista Laura Pigossi derrotou a húngara Vanda Lukacs por 2 a 1 (5/7, 6/3 e 6/1), em 1h54 de partida e agora vai enfrentar a principal favorita, a russa Irina Khromacheva, 92ª da WTA, que marcou 2 a 0 (6/2 e 6/3) na venezuelana Andrea Gamiz.

Khromacheva é a única Top 100 do torneio - Divulgação/ Éric Visintainer

Khromacheva é a única Top 100 do torneio – Divulgação/ Éric Visintainer

Carolina Meligeni Alves, que está em 464º lugar no ranking, superou a norte-americana Libby Muma por 6/4 e 7/6 (6) e terá como adversária de segunda rodada, a chilena Daniela Seguel, sexta cabeça de chave, que fez fáceis 6/0 e 6/2 na australiana Laura Ashley.

Carolina Meligeni Alves fez boa estreia - Divulgação/ Éric Visintainer

Carolina Meligeni Alves fez boa estreia – Divulgação/ Éric Visintainer

Sexta entre as brasileiras e número 501 na classificação mundial, a gaúcha Gabriela Cé eliminou a sétima favorita, Kathinka von Deichmann, de Luxemburgo, por 2 a 1, com parciais de 6/4, 6/7 (1) e 6/1, depois de 2h44 de confronto. Sua próxima rival será a espanhola Maria-Teresa Torró-Flor, que passou pela compatriota Paula Bados por 6/4 e 6/2.

Cé está nas oitavas - Divulgação/ Éric Visintainer

Cé está nas oitavas – Divulgação/ Éric Visintainer

E no confronto de brasileiras, Eduarda Piai levou a melhor sobre Nathalia Gasparin e venceu por 6/4 e 6/0, passando às oitavas, onde jogará contra a suíça Conny Perrin, quarta cabeça de chave, que aplicou uma “bicicleta”, um duplo 6/0, sobre a equatoriana Mariana Correa.

A grande decepção do dia ficou por conta da pernambucana Teliana Pereira, segunda favorita e 183 do mundo, que foi derrotada pela russa Anastasia Potapova, campeã juvenil de Wimbledon em 2016, por 2 a 0, parciais de 7/6 (5) e 6/2, em jogo que teve 1h57 de duração.

Última vitória de Teliana no circuito foi em julho de 2016 - Divulgação/ Éric Visintainer

Última vitória de Teliana no circuito foi em julho de 2016 – Divulgação/ Éric Visintainer

Teliana reconheceu o mau momento que atravessa, desde que atingiu o ápice da carreira em outubro de 2015, quando foi a 43 do ranking da WTA. Sua última vitória em um torneio do circuito aconteceu em julho do ano passado, no ITF de US$ 100 mil de Contrexeville, na França. Desde então, ela acumula 11 derrotas.

- Tudo deu errado, eu joguei mal, não fiz nada de diferente na quadra. Mas ela teve méritos, foi mais agressiva. Perdi minha essência, que era regularidade. Preciso recuperar isso. Também jogar um pouco mais dentro da quadra.

Potapova tem apenas 15 anos - Divulgação/ Éric Visintainer

Potapova tem apenas 15 anos – Divulgação/ Éric Visintainer

Demais resultados:

Amanda Carreras (GBR) 6/2 e 6/4 Nathaly Kurata (BRA-q)

Berfu Cengiz (TUR-q) 6/4 e 6/1 Amina Anshba (RUS-q)

Marina Melnikova (RUS-8) 6/2 e 6/3 Georgia Gulin (BRA-wc)

Pela primeira vez na carreira, Elina Svitolina é Top 10 e Bia Haddad Maia é a melhor brasileira no ranking da WTA

27 de fevereiro de 2017 0

A conquista do WTA Premier 5 de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, rendeu a ucraniana Elina Svitolina um lugar no Top 10 do ranking mundial da Associação de Tênis Feminino (WTA), pela primeira vez na carreira.

Svitolina é Top 10 pela primeira vez - Foto: Reprodução/Twitter/@WTAEliteTrophy

Svitolina é Top 10 pela primeira vez – Foto: Reprodução/Twitter/@WTAEliteTrophy

Número 13 do mundo no início do torneio, ela deu um salto de três posições após vencer a dinamarquesa Caroline Wozniacki na decisão. Esta aliás, foi a única alteração entre as dez primeiras colocadas. A liderança permanece com a norte-americana Serena Williams, que tem 375 pontos de vantagem para a alemã Angelique Kerber, eliminada por Svitolina na semifinal em Dubai.

Serena segue na liderança - Foto: Reprodução/Twitter/@usopen

Serena segue na liderança – Foto: Reprodução/Twitter/@usopen

Com a entrada da ucraniana na lista das dez primeiras colocadas, quem deixou o grupo foi a britânica Johanna Konta, que não atua desde as quartas de final do Aberto da Austrália.

Entre as brasileiras, a paulista Bia Haddad Maia segue sendo a melhor. Após chegar à segunda rodada do ITF de Perth, na Austrália, a canhota saiu da 183ª para a 178ª posição, e está a 30 postos de seu melhor ranking. Logo a seguir aparece a pernambucana Teliana Pereira em 183º, cinco colocações à frente da paulista Paula Gonçalves.

Bia lidera entre as brasileiras - Divulgação/Arquivo

Bia lidera entre as brasileiras – Divulgação/Arquivo

Veja as 10 primeiras do ranking da WTA:

1 – Serena Williams (EUA) 7.780

2 – Angelique Kerber (ALE) 7.405

3 – Karolína Plíšková (CZE) 5.640

4 – Simona Haleo (ROM) 5.172

5 – Dominika Cibulková (SVK) 5.075

6 – Agnieszka Radwańska (POL) 4.670

7 – Garbiñe Muguruza (ESP) 4.585

8 – Svetlana Kuznetsova (RUS) 3.915

9 – Madison Keys (EUA) 3.897

10 – Elina Svitolina (UCR) 3.890

Confira as 10 primeiras brasileiras:

178 – Bia Haddad Maia (SP) 297

183 – Teliana Pereira (PE) 291

188 – Paula Gonçalves (SP) 287

420 – Laura Pigossi (SP) 79

464 – Carolina Meligeni Alves (SP) 68

501 – Gabriela Cé (RS) 58

556 – Nathaly Kurata (SP) 46

702 – Luísa Stefani (SP) 25

763 – Ingrid Gamarra Martins (SP) 20

799 – Thaisa Pedretti (SP) 18

Brasil perde para o Chile e vai disputar playoff contra o rebaixamento na Fed Cup

10 de fevereiro de 2017 0

O Brasil sofreu sua terceira derrota em quatro confrontos da fase classificatória do Grupo 1 da Zona Americana da Fed Cup, em Metepec, no México, e terá que disputar um playoff contra o rebaixamento neste sábado diante da Bolívia, que sequer venceu uma partida de simples ou duplas durante a competição.

Cé venceu seu jogo - Divulgação/Fed Cup

Cé venceu seu jogo – Divulgação/Fed Cup

Nesta sexta-feira (10), as brasileiras perderam para o Chile, de virada, por 2 a 1. No primeiro jogo, a gaúcha Gabriela Cé derrotou Barbara Gatica por 2/6, 6/3 e 6/0. Porém, logo depois, a pernambucana Teliana Pereira voltou a jogar mal e perdeu para Daniela Seguel, por duplo 7/5.

Teliana venceu dois de quatro jogos na Fed Cup - Divulgação/Fed Cup

Teliana venceu dois de quatro jogos na Fed Cup – Divulgação/Fed Cup

Desta forma, a decisão foi para o confronto de duplas e as chilenas Seguel e Gatica venceram por 2 a 1, de virada, parciais de 7/6 (3), 0/6 e 6/1. Com o resultado, o Chile ficou em primeiro lugar na chave e irá decidir a vaga na repescagem do Grupo Mundial 2 contra o Canadá, primeiro colocado do outro grupo, e único invicto do torneio.

Brasil se recupera na Fed Cup, bate o México e segue com chances de classificação

07 de fevereiro de 2017 0

Depois de perder para a Colômbia (2 a 1) na estreia, o Brasil se recuperou nesta terça-feira (07) e venceu o México, por 3 a 0, em seu segundo confronto pelo Grupo 1 da Zona Americana da Fed Cup, competição por equipes femininas de tênis equivalente à Copa Davis.

No primeiro jogo do dia em Metepec, a gaúcha Gabriela Cé (506ª) derrotou a local Marcela Zacarias (590ª), de virada, parciais de 5/7, 6/1 e 7/6 (7), em 2h27 e colocou as brasileiras em vantagem.

Cé ganhou de virada - Divulgação/Fed Cup

Cé ganhou de virada – Divulgação/Fed Cup

Já na segunda partida, a pernambucana Teliana Pereira (189ª) também conseguiu uma vitória, de virada, sobre Renata Zarazua por 4/6, 6/3 e 6/3, em 2h12 de confronto e garantiu o triunfo da equipe capitaneada por Fernando Roese.

Teliana também se recuperou no segundo dia - Divulgação/Fed Cup

Teliana também se recuperou no segundo dia – Divulgação/Fed Cup

O confronto foi encerrado com a vitória da dupla Cé/Pereira sobre Giuliana Olmos/Zarazua por 2 a 1 (6/4, 3/6 e 6/4), m 1h53 de partida. Com o resultado, o Brasil é o segundo colocado do Grupo “B”, atrás da Argentina, que hoje bateu a Colômbia por 3 a 0. Os vencedores de cada grupo decidirão o Zonal e o campeão terá o direito de jogar os playoffs do Grupo Mundial 2.

Argentinas serão próximas adversárias do Brasil - Divulgação/Fed Cup

Argentinas serão próximas adversárias do Brasil – Divulgação/Fed Cup

Demais resultados:

Grupo “A” -

Canadá 2 x 1 Venezuela

Charlotte Robillard-Millette 3/6 e 4/6 Adriana Pérez

Bianca Andreescu 6/4 e 6/0 Andrea Gamiz

Andreescu/Robillard-Millette 6/3 e 6/1 Gamiz/Pérez

Paraguai 3 x 0 Bolívia

Montserrat González 6/2 e 6/4 Hortencia Birnbaumer

Verónica Cepede Royg 6/0 e 6/4 Noelia Zeballos

Cepede Royg/González 6/2 e 6/1 Birnbaumer/Paola Cortez Vargas

Grupo “B” -

Argentina 3 x 0 Colômbia

Nadia Podroska 6/2 e 6/2 Maria Camila Osorio Serrano

Catalina Pella 1/6, 6/3 e 7/6 (1) Mariana Duque-Mariño

Maria Irigoyen/Guadalupe Pérez Rojas 6/2 e 6/3 Maria Fernanda Herazo/Maria Paulino Pérez-García

Teliana Pereira perde para número 828 do mundo em estreia no Challenger de Wesley Chapel

25 de janeiro de 2017 0

A brasileira Teliana Pereira não conseguiu quebrar um jejum de seis meses sem vitórias em uma chave de simples no circuito mundial de tênis. Nesta quarta-feira (25), a pernambucana perdeu para a norte-americana Brianna Morgan, número 828 do ranking mundial da WTA, por 2 a 0 (6/3 e 6/4), em 1h53 de partida válida pela primeira rodada do ITF de Wesley Chapel, Florida, Estados Unidos, com US$ 25 mil de premiação.

Teliana segue sem vencer em chave principal - Divulgação/Cristiano Andújar/Arquivo

Teliana segue sem vencer em chave principal – Divulgação/Cristiano Andújar/Arquivo

Esta foi a nona derrota seguida de Teliana, que ocupa a 196ª posição na classificação mundial. Sua última vitória em uma chave principal ocorreu em julho de 2016, na primeira rodada do ITF de Contrexeville, na França, com US$ 100 mil em prêmios. No começo desta temporada, ela chegou a vencer três jogos no qualificatório do WTA de Hobart (Nova Zelândia) e uma no classificatório do Aberto da Austrália.

Brasileiras eliminadas no qualificatório do Aberto da Austrália

13 de janeiro de 2017 0

As tenistas brasileiras Paula Gonçalves e Teliana Pereira foram eliminadas na segunda rodada do torneio qualificatório para o Aberto de Tênis da Austrália. Nesta sexta-feira (13), em Melbourne, elas não conseguiram repetir os desempenhos de suas estreias e agora não tem mais chances de disputar o primeiro Grand Slam da temporada.

Paula Gonçalves parou no quali - Divulgação/Paulo Moriguti/CBT

Paula Gonçalves parou no quali – Divulgação/Paulo Moriguti/CBT

Número um do Brasil, Paula foi a primeira a entrar em quadra e acabou perdendo, de virada, para a bielorrussa Aliaksandra Sasnovich, com parciais de 4/6, 6/1 e 6/3, em 2h10 de partida. Apesar de não conseguir vaga para participar de um dos quatro maiores torneios do mundo pela primeira vez na carreira, a paulista garantiu mais 20 pontos no ranking mundial da WTA, onde atualmente é a 167ª colocada.

Com a experiência de ter jogado a chave principal em Melbourne, em duas oportunidades (2014/16), Teliana enfrentou a alemã Mona Barthel e acabou perdendo por 2 a 0, parciais de 6/0 e 6/4, em apenas 68 minutos de confronto.

Teliana já esteve no Top 50 - Divulgação/WTA

Teliana já esteve no Top 50 – Divulgação/WTA

Ex-top 50 do mundo, a pernambucana não fez um bom jogo e sacou mal durante todo o tempo, tanto que venceu apenas 39% dos pontos disputados com o primeiro serviço, o que propiciou que a alemã vencesse cinco dos seis break points que teve à disposição.